Vice de Alckmin, Afif Domingos assume ministério de Dilma

Publicado em terça-feira, Maio 7, 2013 ·

Secretaria de Micro e Pequena Empresa será comandada pelo político do PSD, partido de Kassab que passa a participar oficialmente da coalizão de governo

Afif Domingos e KassabAfif Domingos e Gilberto Kassab deixaram em aberto a participação do PSD no

governo desde 2011 (Luiz Carlos Murauskas/Folhapress)

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

São Paulo – O Palácio do Planalto divulgou nessa segunda-feira (6) que o vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), foi convidado por Dilma Rousseff para assumir a Secretaria da Micro e Pequena Empresa, criada em abril. Com isso, o PSD de Gilberto Kassab passa a integrar a coalizão de governo após inúmeras idas e vindas desde a fundação da sigla, em 2011.

“O ministério vai formular políticas de apoio às micro e pequenas empresas, segmento fundamental para a geração de empregos e o desenvolvimento da economia brasileira”, diz a nota divulgada pela Presidência, acrescentando que a posse será quinta-feira (9), às 10h. “A presidenta desejou sucesso a Guilherme Afif Domingos e manifestou sua confiança no desempenho do novo ministro à frente da pasta.”

Mais cedo, durante evento em São Paulo, Dilma teceu elogios abertos a Afif, que por duas vezes foi presidente da Associação Comercial de São Paulo e é ex-presidente do Conselho do Sebrae. “Queria aproveitar esta cerimônia para homenagear um brasileiro que colocou na pauta do país, na nossa pauta, o apoio às pequenas e micro empresas fazendo com que reconhecêssemos que esta é uma questão estratégica”, disse. “A questão dos pequenos negócios é uma questão estratégica, e uma questão imprescindível para o futuro do país e para o presente do país. Eu me refiro aqui ao Guilherme Afif Domingos.”

Afif Domingos foi candidato à Presidência em 1989 pelo PL, quando foi o sexto colocado, com 3,2 milhões de votos. Em 2006, concorreu ao Senado pelo PFL, atual DEM, quando acabou derrotado por Eduardo Suplicy (PT-SP).

Em 2010, ainda no DEM, foi candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Geraldo Alckmin (PSDB), vitorioso na disputa contra Aloizio Mercadante (PT). De lá para cá, porém, afastou-se do tucano, em especial depois de migrar em direção ao PSD, fundado em 2011 pelo ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab.

por Redação RBA / Luiz Carlos Murauskas/Folhapress

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br