Vereadores sertanejos se unem para defender jogo do bicho

Publicado em sábado, junho 11, 2011 ·

marcos barrosO presidente da Câmara de Cajazeiras, Marcos Barros, informou hoje que a Associação dos Vereadores do Alto Sertão da Paraíba (Avasp) vai realizar na próxima segunda-feira, 13, às 17 horas, uma sessão especial na sede do legislativo cajazeirense para discutir estratégias de mobilização da classe política em favor da manutenção do jogo do bicho na Paraíba. Barros estima que cerca de 600 cambistas de seu município estão prejudicados pela recente decisão judicial que impede a Loteria do Estado da Paraíba (Lotep) de explorar a modalidade.

– Estamos no sertão e o índice de desemprego é grande. Uma das formas de trabalho é o jogo de bicho. Desde 1939, existe essa atividade em Cajazeiras. Estamos muito preocupados porque na cidade pelo menos 600 cambistas trabalham com isso e vão perder seu sustento. Vamos nos reunir segunda-feira para discutir esse assunto. Acreditamos que se o governo federal vê legalidade na exploração de jogos como a mega-sena, loteria esportiva e quina, não deve existir barreira para a Lotep conviver com o jogo do bicho na Paraíba – disse o presidente do legislativo municipal cajazeirense.

Ele acrescentou que será formulado um documento para ser encaminhado aos deputados estaduais, federais e senadores paraibanos solicitando o empenho deles em favor da manutenção da exploração do jogo do bicho na Paraíba.

Decisão – O Tribunal Regional Federal da 5ª Região, com sede em Recife (PE), concedeu liminar em agravo de instrumento, determinando que a Loteria do Estado da Paraíba (LOTEP) não mais expeça novos atos de autorização para a exploração de quaisquer modalidades de jogos lotéricos no Estado da Paraíba, independente da denominação.

No despacho do desembargador federal convocado Leonardo Resende Martins, entre as modalidades desautorizadas estão as loterias de números, loterias instantâneas, “videoloteria”, sistema lotérico em linha e tempo real, loteria especial permanente ou jogo do bicho. Ele também determinou que o Estado da Paraíba e a LOTEP suspendam todos os anúncios publicitários e a divulgação dos jogos e loterias nos meios de comunicação, a exemplo de rádio, televisão, jornal, revista e internet.

O despacho determina ainda que sejam inseridas nas respectivas páginas eletrônicas do Governo do Estado e da LOTEP a informação de que todas as autorizações concedidas são ineficazes, em face da declaração de inconstitucionalidade da Lei Estadual 7.416/2003-PB. “Mesmo a postura historicamente tolerante do Poder Público (e da própria sociedade) com as bancas exploradoras do jogo do bicho e os postos de trabalho que fatalmente serão extintos com o fechamento delas não são argumentos suficientes, na minha visão, para autorizar a manutenção de um negócio que, para além de ilegal, sempre guardou estreita vinculação com a criminalidade organizada, em suas diversas facetas”, afirma o desembargador.

Ele acrescenta que “por este entender, verificada a verossimilhança das alegações e a plausibilidade jurídica do pedido, defiro o efeito ativo aos pedidos requeridos na inicial, concedendo a liminar para que o Estado da Paraíba e a LOTEP insiram informações em suas respectivas páginas eletrônicas, na rede mundial de computadores, de que todas as autorizações concedidas são ineficazes, em face da declaração de inconstitucionalidade da Lei Estadual 7.416/2003-PB, e determino aos agravados providências para a interdição dos estabelecimentos relacionados na inicial, que comercializam jogos de bicho, com a apreensão do material utilizado na comercialização desses jogos e do produto obtido com essa atividade, com auxílio da Polícia Federal, se necessário, sob pena de multa”.

parlamentopb

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627