Vereador revoltado por não haver sessão na Câmara ajoelha e pede providência ao MP e PF

Publicado em quarta-feira, Maio 25, 2011 ·

Funcionario Fantasma(2)Os vereadores da Câmara Municipal de Santa Rita, Olavo de Baleia do (PMDB), Zé Paulo (PTB), Resende do INSS (PR) e Moisés Virgínio (PMDB), revoltados e indignados com o presidente Ednaldo Pereira por não realizar há mais de dois meses as sessões que eram para acontecer entre as terças e quintas-feiras, resolveram protestar enfrente à Câmara Municipal, com um carro de som que chamou a atenção de populares, no centro da cidade.

A Câmara Municipal iniciou as atividades legislativas em 18 de fevereiro, e de lá até agora poucas sessões foram realizadas. A situação piorou após a realização da reforma de um banheiro e uma cozinha, há mais de dois meses. Segundo o grupo dos vereadores da oposição, só houve quatro ou cinco sessões e, na última quinta-feira (19), houve uma sessão especial com o Ministério Público para debater a situação dos paredões de som na festa da padroeira de Santa Rita de Cássia. Na ocasião, o presidente Ednaldo do Edilícia, após o término da sessão, marcou a próxima sessão para esta terça-feira (24), que não aconteceu.

Daí então, um grupo de vereadores revoltados resolveu protestar contra a mesa diretora da Câmara. Eles contrataram um carro de som e realizaram protesto contra o presidente Ednaldo Pereira. Os vereadores, no uso da palavra em praça pública, denunciaram os desmandos que Ajuelhado(1)estão acontecendo dentro do parlamento.

O vereador Zé Paulo Vitorino (PTB) mostrou sua indignação com os desmandos que vem acontecendo na câmara com o erário público. Em sua fala, Zé Paulo disse que era um absurdo o fechamento da casa, já que há quase seis meses não ocorrem sessões. “A população tem cobrado de nós, e o que nós queremos é abertura da casa para trabalhar e votar projetos de interesse do povo”. acrescentou.

“Nós vereadores temos um salário R$ 6 mil, somos muito bem pagos e esta casa não pode ficar fechada para atender os anseios do presidente Ednaldo Pereira, que está a serviço de seu grupo político. Já que a câmara está fechada a quase seis meses, o grupo de vereadores sugeriu que realizar-se as sessões itinerantes nos bairros e ele o presidente não deu atenção, é uma vergonha, uma irresponsabilidade e descaso com o dinheiro público”, disse ainda Zé Paulo

O vereador Olavo de Baleia revoltado com não realização das sessões disse que a câmara municipal de janeiro para cá teve dois recessos e o segundo foi para construção de um banheiro e até hoje não tem uma solução. Segundo Olavo, o vereador que não queira trabalhar, que renuncie ao seu mandato para o suplente assumir. De acordo com Olavo de Baleia, o presidente da câmara não realizou a sessão porque obteve informação de que o vereador Resende iria apresentar um requerimento pedindo informações dos carros fantasmas locados (Sagres), que não vem na porta daquela casa para prestar um serviço. Segundo ele, as providencias estão sendo tomadas com o Ministério Público.

Olavo de Baleia denunciou também a farra de restaurantes e bares que somam despesas de R$ de 8 mil, durante reuniões do presidente com o seu grupo político, e, na opinião do vereador, isso é crime. Pior do que isso foi cidadão José Severino do Nascimento Filho, que foi ao INSS para se aposentar e pedido foi indeferido, porque seu nome constava na folha de pagamento da Câmara Municipal, como funcionário Fantasma.  O vereador ainda foi mais além denunciando a emissão de notas frias, sem que haja o serviço prestado.

Olavo lamentou que a mesa diretora da câmara compartilhe com os vereadores de seu grupo farras e mais farras com o dinheiro público, com superfaturamento e pediu que eles explicassem à população, porque fazem parte da mesa. “Desta casa sairá vereador preso pela Polícia Federal”, sentenciou. Para finalizar, Olavo de Baleia confirmou ao público que a câmara recebe de duodécimo R$ 330 mil, com folha de pagamento R$ 60 mil. Os assessores e funcionários concursados chegam a R$ 70 mil totalizando em torno de R$ 120 mil. A população quer saber pra onde vai tanto dinheiro

O Jovem Rodrigo da Costa testemunhou as denuncias contra o presidente da Câmara Municipal de Santa Rita e disse que é lamentável para os cidadãos ver o dinheiro público ser dilapidado por parlamentares que o povo colocou para gerenciar o dinheiro público, isso é uma vergonha.

O grupo de vereadores, após o protesto em frente à Câmara Municipal, referente às denúncias contra a mesa diretora da câmara que está promovendo um verdadeiro o boicote das sessões, e já de posse de documentos do Sagres do Tribunal de Contas do Estado, vai a partir desta quarta-feira (25) convocar  a assessoria jurídica para entrar com denúncia no Ministério Público e na Polícia Federal.

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627