‘Vamos gostar deste país!’, responde Lula à torcida contra o sucesso do Brasil

Publicado em domingo, junho 1, 2014 ·

REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu entrevista exclusiva à edição da sexta-feira (30) da revista Carta Capital, em que voltou a defender a realização da Copa do Mundo no Brasil e o otimismo da população em relação ao país. Ao mesmo tempo, o ex-presidente defende a realização dos protestos antes e durante o torneio de futebol, e vê neles o resultado da melhoria das condições de vida no Brasil na última década: “Quem comia acém, passou a comer contrafilé e agora quer filé”, explica, com as analogias comuns em seu discurso.

“Ainda há pouco tempo, a gente não esperava que pudessem acontecer manifestações. E é plenamente aceitável dentro do processo de consolidação democrática que vive o Brasil. Eu acho que, ao realizar a Copa, o governo assumiu o compromisso de garantir o bem-estar e a segurança dos brasileiros e torcedores estrangeiros. Quem quiser fazer passeata que faça, quem quiser levantar faixa, que levante, mas é importante saber que, assim como alguém tem o direito de protestar, o cidadão que comprou ingresso e quer ir ver a Copa tenha a garantia de assistir aos jogos em perfeita paz”, disse Lula.

Sobre o desequilíbrio do noticiário da mídia tradicional e o “mau humor” que tomou uma parte da população a partir dos protestos de junho de 2013, Lula apontou para a forma como se atende aos desejos de uma parcela da elite que tenta “negar a política”. “Há uma predisposição ao negativismo, e isso contribui para a desinformação da sociedade brasileira”, avalia Lula. “Interessa a uma parte da elite brasileira a negação da política. O que vem depois é sempre pior, quando você nega a política”, completa, em um segundo momento.

A íntegra da entrevista está na edição de Carta Capital que chega hoje às bancas. Nela, Lula fala ainda da campanha pela reeleição de Dilma, da acomodação do PT e da necessidade de revigorar o partido e da necessidade de o governo melhorar sua comunicação com a sociedade brasileira e com os investidores estrangeiros. Confira, abaixo, trecho em vídeo da entrevista a Mino Carta e Luiz Gonzaga Belluzzo.

 

Redação RBA

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br