Uruguai abusa de perder gols, mas bate México e pega Argentina

Publicado em quarta-feira, julho 13, 2011 ·

130207218Um dia depois da Argentina, o Uruguai, enfim, apresentou um futebol digno das tradições na Copa América de 2011. Na noite desta terça-feira, a equipe comandada pelo técnico Oscar Tabárez derrotou o México pelo placar de 1 a 0, em partida realizada na cidade de La Plata, e evitou o fiasco de não avançar às quartas de final do torneio continental. Quarto colocado no Mundial do ano passado, o time celeste enfrentará a Argentina por uma vaga à semifinal.

Depois de conquistar o primeiro triunfo na Copa América e evitar o fiasco de ser eliminado ainda na fase inicial, o Uruguai se sacramentou na segunda colocação do Grupo C, posto que fará a equipe enfrentar a anfitriã argentina, vice-campeã da chave A. Em contrapartida, o México, que utilizou uma base Sub-22, se despede da competição sul-americana sem somar pontos.

No confronto desta terça-feira, o Uruguai apresentou uma formação diferente em La Plata. Sem Edinson Cavani, machucado, Oscar Tabárez reforçou o meio campo com Cristian Rodríguez, do Porto, e Álvaro González, da Lazio, deslocando Álvaro Pereira para a lateral esquerda, na vaga de Martín Cáceres.

Mais ofensivo, o time celeste não demorou para obter o controle do confronto e pressionar a defesa adversária. Contudo, a equipe bicampeã mundial sofria ofensivamente, muito em virtude da má fase de Diego Forlán, que abusou de perder gols durante a partida. Mesmo assim, aos 14min da primeira etapa, a seleção celeste conseguiu abrir o placar, com Álvaro Pereira, após aproveitar rebote do goleiro Luís Michel.

O gol anotado logo cedo amenizou o ritmo uruguaio durante a partida. Tal queda permitiu ao México crescer, especialmente na segunda etapa. Por exemplo, aos 34min, o atacante Rafa Marquez conseguiu vencer o goleiro Fernando Muslera, mas teve o gol anulado pela arbitragem, que alegou impedimento na jogada.

Menos pressionada por evitar o vexame da queda precoce, a seleção uruguaia enfrentará a anfitriã Argentina no próximo sábado, às 19h15 (de Brasília), em Santa Fé. A equipe de Oscar Tabárez não terá o zagueiro Sebástian Coates, um dos alvos do São Paulo para esta janela de transferências – o zagueiro recebeu o segundo cartão amarelo e cumprirá suspensão.

O jogo

Pressionado após dois empates frustrantes, o favorito Uruguai conseguiu abrir o placar com certa rapidez. Aos 14min, Forlán cobrou falta pela direita, a bola foi desviada na área e o goleiro Luís Michel não conseguiu segurar. Álvaro Pereira aproveitou o presente e estufou as redes, tranquilizando o time comandado por Oscar Tabárez.

Sem muitas pretensões, já que tinha remotas chances de classificação, o México esboçava a reação em jogadas esporádicas. Aos 24min, Giovani dos Santos avançou pela esquerda com certa liberdade e bateu cruzado, exigindo boa intervenção do goleiro Muslera.

Apesar desses sustos, o Uruguai seguia melhor. Forlán teve sua primeira boa oportunidade aos 30min, quando dominou a bola livre dentro da área, mas chutou na trave. Cinco minutos depois, quem assustou foi Suárez, que exigiu boa defesa de Michel.

No intervalo, Luis Tena fez duas alterações no México: Giovani dos Santos, que não jogou bem como se esperava, deu seu lugar a Peralta. Aguilar também saiu, dando espaço a Javier Aquino.

O jogo mudou pouco e o Uruguai continuou criando oportunidades: aos 17min, Forlán recebeu de Suárez pelo meio e bateu por cima da meta. Aos 21, ele devolveu o presente e Suárez bateu para fora, muito perto do gol. No lance seguinte, mais Forlán, que parou no goleiro mexicano. Aos 31, Lodeiro, que entrou no lugar de Álvaro González, também carimbou o poste.

De tanto perder gols, o Uruguai tomou um susto aos 34min. Após cobrança de falta de Pacheco pela esquerda, Enríquez desviou de cabeça no primeiro pau e Rafael Marquez completou para o gol. A arbitragem, acertadamente, marcou impedimento e anulou o tento que empataria o duelo.

Foi a última tentativa perigosa do México. Tanto que Oscar Tabárez se deu ao luxo de trocar Forlán por Loco Abreu, para que o titular fosse efusivamente aplaudido pelos torcedores, aos 44 minutos do segundo tempo.

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627