UFPB estuda possibilidade de ‘imprensar’ três semestres em 2016 e prevê conclusão de 2015.1 até o final do ano

Publicado em quarta-feira, outubro 7, 2015 ·

ufpbA pró-reitora de Graduação da Universidade Federal da Paraíba, Ariane Sá, comentou que há possibilidade de concluir o semestre 2015.1 ainda este ano e que o Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) ainda vai se reunir para avaliar se é possível ‘imprensar’ três semestres em 2016.

Ariane explicou que o Consepe se reuniu e suspendeu o calendário, porém que outra reunião já foi realizada para determinar o retorno dos professores na próxima terça-feira (13). “Todos os professores estão habilitados para voltar a sala de aula e uma reunião que deve acontecer até a próxima semana. A Pró-Reitoria de Graduação (PGR) está montando um calendário com uma proposta avaliada por conselheiros para pensar na melhor alternativa para não haver prejuízos aos estudantes nem tampouco sobretrabalho para a implementação do semestre”, disse.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

De acordo com a pró-reitora há possibilidade de o semestre ser concluído até o final do ano, porém que está em fase de estudos e pode ser necessária uma semana de janeiro. “Mas é coisa estudada por nossa equipe”, afirmou lembrando que ainda nesta quarta-feira (7) este material já deve ter sido levantado e o conselho superior avaliará. “Não haverá perda do semestre”, garantiu ratificando a possibilidade de ‘imprensar’ em 2016 os três semestres.

“Só saberei de forma concreta depois do estudo na Coordenadoria de Escolaridade (Codesc) dentro da PGR e fazendo um estudo para propor ao Consep. Professores têm por direito 45 dias de férias, considerando isso o calendário vai ficar um pouco amarrado. Tem que ter férias de forma ininterrupta, 30 dias em janeiro e 15 dias no final do ano. Com o fim da greve houve alteração, como haverá ou não a possibilidade de repor os três semestres em um ano, são 365 menos 45, no entanto os intervalos de semestres requerem 15 a 20 dias para lançar notas, ajustar matrículas e etc”, disse.

A greve dos docentes durou 132 dias e os técnicos da UFPB podem confirmar o fim da sua greve em assembléia nesta quarta, e já devem retornar ao trabalho nesta quinta (8).

Marília Domingues

 

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br