Três pessoas são assassinadas a tiros em menos de duas horas na grande João Pessoa

Publicado em segunda-feira, maio 16, 2011 ·

casos_de_policiaTrês pessoas foram assassinadas a tiros em menos de duas horas na grande João Pessoa. O último assassinato aconteceu por volta das 21h30 deste domingo (14) no conjunto Marcos Moura, em Santa Rita. De acordo com polícia, o ex-presidiário José Carlos Damásio dos Santos, 22 anos, estava sentado em um banco na frente casa de uma amiga quando viu três homens encapuzados vindo em sua direção.

O ex-presidiário mandou a mulher e correr e tentou fazer o mesmo, mas não conseguiu. Ele foi alvejado com vários disparos, ainda deu alguns passos e chegou a entrar na casa da companheira, mas os desconhecidos invadiram o local e acabaram de assassinar o ex-detento que caiu morto debaixo de um alpendre.

Durante as investigações, a polícia tomou conhecimento de que o José Carlos Damásio dos Santos cumpriu pena por assalto e porte ilegal de armas.

Por volta das 21 horas foi registrado o segundo assassinato e que teve como vítima o servente de pedreiro Tayrone Ferreira Franca, 26 anos. Segundo informações da polícia, ele pedalava uma bicicleta por uma rua do Bairro de Mandacaru, em João Pessoa, quando foi alvejado com um disparo na cabeça e caiu morto por cima da bicicleta.

No local do crime, impera a lei do silêncio onde as pessoas afirmam que apenas escutaram o disparo e não viram mais nada. No local, os moradores foram unânimes em afirmar que Tayrone Ferreira era pessoa de bem e não tinha envolvimento com drogas.

O primeiro assassinato da noite aconteceu por volta das 19 horas no bairro Padre Zé. Jônatas Pereira Carneiro, 23 anos, que segundo a polícia era usuário de drogas foi alvejado com vários disparos de arma de fogo em praça pública e morreu dentro do banheiro de um clube no bairro Padre Zé.

Segundo informações da polícia por volta das 19h30 deste domingo (14) o rapaz estava na praça conversando com amigos quando chegaram dois homens de moto. Um deles desceu do veículo e passou a atirar em Jônatas Carneiro.

No momento dos disparos várias pessoas se encontravam na praça e quando escutaram os tiros saíram correndo a procura de um local seguro. Mesmo gravemente ferido, o rapaz conseguiu correr e entrou em clube, onde estava acontecendo uma festa de aniversário.

O rapaz não aguentou a gravidade dos ferimentos e morreu dentro do banheiro do Padre Zé Esporte Clube. Como era usuário de drogas, a polícia acredita que Jônatas Pereira foi vítima de um ‘acerto de contas’ relacionado com o tráfico de entorpecentes.

Paulo Cosme com Vinícius Henriques

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627