TRE aplica multa de 20 mil Ufirs a prefeito por abuso de poder e conduta vedada

Publicado em terça-feira, setembro 20, 2011 ·

tre1O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba deu continuidade, na tarde desta terça-feira (20), ao julgamento de uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), contra o prefeito de Massaranduba, Paulo Francinete (PHS), por prática de conduta vedada e abuso de poder político e econômico. A Corte decidiu apenas aplicar uma multa ao gestor no valor de 20 mil Ufirs. Apesar do requerente, o Ministério Público Eleitoral, ter pedido a inelegibilidade de Paulo.

De acordo com o processo, o prefeito teria feito uma reunião com os funcionários, fora do horário de trabalho, para pedir que eles votassem em alguns candidatos como Eva Gouveia, Efraim Morais, Rômulo Gouveia, Romero Rodruigues, Cássio Cunha Lima e Ricardo Coutinho e teria alegado que se os funcionários não votassem, “seria pior”.

A reunião foi feita na propriedade do prefeito, mas segundo ele, não teria sido direcionada apenas aos funcionários públicos municipais, mas para agricultores locais e outros populares. Nos autos, contudo, há uma lista passada entre os funcionários, pela secretária do prefeito, confirmando a presença dos servidores no evento.

O relator, o juiz desembargador João Batista Barbosa, entendeu que se tratava de um ato praticado em 2010 e que beneficiava candidatos de um outro pleito, que não o de prefeito. Ele votou pela procedencia parcial do pedido aplicando multa de 20 mil UFIRS, sem punição nenhuma aos supostos beneficiários.

PolíticaPB

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS


















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br