TRANSTORNOS: greve dos bancários deixa depósito indisponível em agências da Paraíba

Publicado em quinta-feira, outubro 2, 2014 ·

Bancos em greveA greve dos bancários entrou em seu terceiro dia nesta quinta-feira (2) na Paraíba e os problemas com as transações bancárias começaram a aparecer. Clientes de bancos em João Pessoa relataram à TV Cabo Branco, que a opção de depósito está desabilitada em algumas agências e em outras faltam envelopes para a operação.

A auxiliar de serviços gerais, Cláudina Evangelista, comentou que foi em três agências diferentes para tentar efetuar um depósito e não conseguiu. Outros clientes comentaram que por conta da impossibilidade de depósito, vão ter que fazer pagamentos pessoalmente. A reportagem da TV Cabo Branco encontrou apenas uma agência de um banco privado realizando depósitos nos caixas de auto-atendimento.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcos Henriques, os depósitos nos caixas eletrônicos não fazem parte dos serviços essenciais garantidos pelos bancários. “O que a categoria tem como responsabilidade [durante a greve] é o abastecimento do auto-atendimento para que as pessoas possam sacar. Sobre o depósito, nós não temos como viabilizar, até porque isso é uma responsabilidade do banco”, comentou.

O Procon de João Pessoa recomenda que os clientes procurem alternativas para as transações bancárias tradicionais que estão sendo afetadas pela greve. Ricardo Holanda, secretário em exercício do Procon-JP, ressaltou que a internet pode ser uma boa ferramenta durante o período. “As lotéricas, a internet, solicitar junto às empresas a segunda via de boletos. Caso não consiga, que o consumidor junte um protocolo, fotos do caixa indisponível. E inclusive solicitar um fiscal do Procon em casos mais extremos”, detalhou.

A paralisação dos bancários teve início na terça-feira (30) e desde então afeta o funcionamento de pelo menos 160 agências na Paraíba. Conforme o Sindicato dos Bancários no estado, cerca de 85% da categoria aderiu ao movimento grevista.

As principais reivindicações dos bancários são reajuste salarial de 12,5%, Participação nos Lucros e Resultado (PLR) de três salários mais parcela adicional de R$ 6.247, 14º salário, vales alimentação e refeição, cesta-alimentação, 13ª cesta e auxílio-creche/babá, gratificação de caixa de R$ 1.042,74, gratificação de função, vale-cultura, fim das metas abusivas, combate ao assédio moral, isonomia de direitos para afastados por motivo de saúde, manutenção dos planos de saúde na aposentadoria, Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), fim das demissões e da rotatividade, mais contratações, proibição às dispensas imotivadas, auxílio-educação, prevenção contra assaltos e sequestros e igualdade de oportunidades.


G1PB

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627