TJPB firma parceria com a UEPB para ampliar serviços da Justiça e promover práticas acadêmicas

Publicado em sexta-feira, Abril 27, 2012 ·

Foto por: Ednaldo Araújo

O Tribunal de Justiça da Paraíba e a Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, firmaram, na manhã dessa quinta-feira (26), no gabinete da reitora Marlene Alves, em Campina Grande, um acordo de interesses mútuos, que deverá ser consolidado com a cessão de uso de bens públicos destinados à instalação de novas unidades judiciais e equipamentos acadêmicos da instituição de ensino. O presidente do TJPB, desembargador Abraham Lincoln da Cunha Ramos, considerou a iniciativa importante para ampliar a prestação jurisdicional naquela comarca, e consequentemente, qualificar os alunos da instituição acadêmica com a prática profissional.

-Essa parceria atende aos anseios do Tribunal de Justiça  e da UEPB, pois permite ao Judiciário ampliar a prestação jurisdicional, que se faz necessária em virtude do crescimento da demanda social. A população tem buscado os serviços da Justiça, que a cada dia, precisa criar novos mecanismos para atender aos jurisdicionados”, disse o desembargador Abraham Lincoln, durante o encontro com os dirigentes da Universidade.  Ele lembrou das limitações orçamentárias do Poder Judiciário, no tocante ao acompanhamento da demanda. “Sabemos que o número de varas ainda não é suficiente, mas estamos trabalhando para melhorar os serviços e qualificar a prestação jurisdicional”, reforçou.

Presidente Abraham LincolnO desembargador-presidente reconheceu as dificuldades que o Judiciário enfrenta com a falta de novos juízes e servidores suficientes ao atendemento nos cartórios. Ele enfatizou que é preocupação constante a busca de iniciativas para melhorar a produtividade. Lembrou que no momento o TJ realiza concurso visando o preenchimento de 24 vagas para juiz-substituto, sabendo-se que a necessidade é ainda maior. A nova Lei de Organização Judiciária -Loje, segundo o magistrado, criou mais 67 vagas de juiz e inúmeras para servidores. Ao mesmo tempo, enquanto não se realiza os devidos concursos, o Tribunal promove mutirões no Estado e implementa o Núcleo de Conciliação para buscar solucionar os conflitos através do consenso, evitando, se possível, o início de uma relação judicial.

Já reitora Marlene Alves fez um resumo dos avanços da UEPB nos últimos anos, tanto que hoje, segundo relatou, a instituição de ensino paraibana desponta entre as melhores do país. Para ela, a parceria firmada com o Tribunal de Justiça vai oferecer mais oportunidades para a prática nas atividades acadêmicas, não só em relação à área jurídica, mas também em várias outros segmentos sociais no campo da Infância e Juventude, onde atuam também profissionais especializados nas áreas humanas e sociais.

O desembargador Abraham Lincoln cumpriu sua agenda na Universidade Estadual, acompanhado pelo diretor do fórum Afonso Campos, juiz Antônio Reginaldo, e os juízes Fernando Brasilino, das Execuções Penais; Gutemberg Cardoso, da Infância e Juventude e Alberto Quaresma, além do gerente do fórum, Agnelo Oliveira.  A reitora Marlene Alves estava acompanhada do professor Aldo Marciel, vice-reitor da UEPB.

TJPB/Gecom/genesio sousa

Comentários

Tags : , , , , , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627