Televisão estatal do Iêmen anuncia ‘anistia geral’ para ‘erros durante a crise’

Publicado em segunda-feira, novembro 28, 2011 ·

iemenA rede de televisão estatal iemenita anunciou anistia geral para os que cometeram, o que chamou de “erros durante a crise”. Centenas de pessoas já morreram, desde janeiro.

A medida foi adotada um dia após a volta do presidente Ali Abdullah Saleh de Riad a Sanaa.

Em Riad, Saleh assinou um acordo de transição política, que prevê a saída dele do poder, em 90 dias.

Estão excluídos da anistia geral “os que estiverem envolvidos em crimes, e no ataque contra a mesquita do palácio presidencial”, no dia 3 de junho.

Na ocasião, Saleh ficou gravemente ferido. Saleh disse, neste domingo, que a saída dele abre caminho para a calma no país.

A volta do presidente ao Iêmen ocorre após a publicação de um decreto convocando os eleitores iemenitas a uma eleição presidencial antecipada em 21 de fevereiro de 2012.

O pleito estava previsto para 2013. Saleh, no poder há 33 anos, é acusado nas ruas de corrupção e nepotismo.

Líder da oposição formará governo de coalizão no Iêmen

E o líder da oposição, Mohamed Basindawa, foi encarregado de formar o governo de união nacional no Iêmen, para o período que antecede a partida de Saleh.

O atual presidente deve deixar o país em fevereiro. A informação é de um decreto do vice-presidente, divulgado pela agência oficial Saba.

Band News

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627