Arquivo da tag: usado

Polícia encontra carro usado em assalto a banco em Pirpirituba

Reprodução
Imagem ilustrativa

Policias do 4º BPM encontraram na madrugada desta segunda (26) um dos veículos que teria sido usado horas antes, por criminosos, na ação de explosão ao Banco do Brasil da cidade de Pirpirituba.

De acordo com as informações o veículo Renault Sandero, cor branca, placas QFX 4330, PB, foi encontrado  na rodovia PB 085, entre Pirpirituba e Sertãozinho, próximo ao sítio Nica.  O veículo teria sido tomado por assalto na cidade de Campina.

PBAgora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Rato é domesticado e usado para traficar drogas em presídio do TO

Rato foi encontrado em presídio do Tocantins durante vistoria (Foto: Divulgação)
Rato foi encontrado em presídio do Tocantins durante vistoria (Foto: Divulgação)

Um rato foi domesticado por presos para fazer a entrega de drogas e outros objetos ilícitos dentro do Presídio Barra da Grota, em Araguaína, norte do Tocantins. Segundo o diretor do presídio, Gean Carlos Gomes, o animal fazia a “ponte” entre um pavilhão e outro. Um vídeo divulgado por agentes mostra que o animal aceita até cafuné na cabeça. O bicho foi encontrado durante uma operação da Polícia Civil na última sexta-feira (30)..

“Eles amarraram uma linha de crochê no rabo do rato e usavam ele para levar [drogas e outros materiais] de um pavilhão ao outro. Quando o animal chegava no destino, o preso pegava o rato e puxava o cordão com os objetos”, explicou o diretor.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Trouxas de drogas encontradas em presídio do TO (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Trouxas de drogas encontradas em presídio do TO
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Segundo ele, o animal servia para possibilitar a comercialização de drogas. Durante a operação, realizada no pavilhão A do presídio, também foram apreendidas 29 trouxas de maconha e 23 de cocaína. O rato foi encontrado quando os agentes passaram por outro pavilhão e se depararam com o animal andando pelo local com a linha amarrada no rabo.

“Os agentes acompanharam a movimentação do bicho e após a captura veio a surpresa de que o rato estava domesticado e aceitava até cafuné.”

Ainda segundo o diretor, o rato foi libertado em um matagal que fica perto da prisão. Além disso, as imagens do pavilhão estão sendo analisadas para saber quem era o dono do animal.

Rato foi encontrado em presídio do Tocantins durante vistoria (Foto: Divulgação)Rato foi encontrado em presídio do Tocantins durante vistoria (Foto: Divulgação)

G1

Motorista teria usado ambulância para fazer compras na PB; prefeitura investiga o caso

Reprodução/Blog do Márcio Rangel Flagrante foi feito por internauta
Reprodução/Blog do Márcio Rangel
Flagrante foi feito por internauta

Uma ambulância da prefeitura de Lagoa Seca (Agreste do estado, a 129 km de João Pessoa) foi flagrada no estacionamento de um supermercado de Campina Grande. A suspeita é de que o motorista tenha usado o veículo para fazer compras na cidade vizinha, distante 8 km de Lagoa Seca. O flagrante foi feito por uma internauta campinense na tarde dessa quinta-feira (19).

Em contato com o Portal Correio, o diretor de Transportes de Lagoa Seca, Jorge Barbosa, disse que a prefeitura ainda não havia tomado conhecimento do caso, mas garantiu que vai apurar a denúncia.

“Essa atitude é reprovável. Ambulância foi feita para transportar pacientes e a utilização dela para qualquer outra finalidade é condenável. Vamos ouvir o motorista do veículo para saber se alguém ordenou a ida dele ao supermercado ou se ele agiu por conta própria, mas diante mão, adianto que ele será suspenso de suas atividades por dois dias”, disse.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Jorge Barbosa informou também que a ambulância flagrada em Campina Grande não é a única da prefeitura. “Temos duas ambulâncias na cidade, logo, podemos afirmar que o atendimento a população não foi totalmente prejudicado”, completou.

Portal Correio tentou obter o posicionamento da Secretaria de Saúde a respeito do fato, mas, de acordo com uma das funcionárias, o caso ainda não chegou ao conhecimento dos gestores.

Esta não é a primeira vez que uma ambulância é usada de maneira irregular na Paraíba. No início do mês, um internauta flagrou o momento em que uma torta e bandejas de comida são colocadas dentro de uma ambulância da prefeitura de João Pessoa. Os alimentos seriam levados para uma festa de aniversário. O flagrante foi feito no bairro de Miramar e postado nas redes sociais. Após analisar as imagens, o prefeito da Capital,Luciano Cartaxo, determinou a demissão imediata dos três profissionais envolvidos no caso.

Dias depois, uma ambulância foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal por transportar 150 mil cigarros contrabandeados do Paraguai. O motorista do veículo foi preso. 

Por Amanda Gabriel

 

Sabia que se não for usado o pênis pode encolher em 2 centímetros?

O pênis é algo que traz muito mais curiosidades que você possa imaginar.

O instrumento usado por homens para urinar de pé, possui suas peculiaridades, que provavelmente nem o homem mais entendido do assunto sabia.

Veja abaixo alguns fatos curiosos sobre o membro masculino:

Se não for utilizado, o pênis pode encolher em até 2 centímetros;

Sabia que se não for usado o pênis pode encolher em 2 centímetros? Veja curiosidades sobre o órgão genital masculino

Curiosidades sobre pênis desvendam mistérios e trazem novidades para quem deseja saber um pouco mais sobre o órgão genital masculino.

Os homens produzem cerca de um quarto de uma colher de chá cheia de sêmen a cada vez que atingem o ápice do prazer;

Uma colher de chá desse líquido contém sete calorias;

O maior pênis humano já registrado possuía 34 centímetros de comprimento;

Durante a relação íntima o membro masculino pode chegar a ter o formato de um bumerangue;

Fumar pode encurtar o pênis em até um centímetro;

Homens não são flexíveis o suficiente para se dar prazer;

O ápice do prazer é desencadeado pela medula espinal, não pelo cérebro.

O ápice do prazer masculino dura apenas 6 segundos, enquanto das mulheres dura, em média, 23 segundos.

Fonte: Metro

Couto entra na luta para que Canabidiol possa ser usado em tratamento médico

Luiz CoutoO deputado Luiz Couto (PT-PB) anunciou, em plenário, que encaminhará ofício à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), para que ela possa rever a classificação do Canabidiol (CBD), dando condições para que tratamento de doenças como o autismo, e outras, possam  ser tratadas com essa medicação, atualmente proibida no Brasil.

Luiz Couto informou que participou recentemente  de reunião com 16 pais de família que têm filhos com problemas de saúde na Paraíba. Relatou que esses pais tiveram conhecimento da luta de Anny Fischer, uma menina de 5 anos, que mora em Brasília e tem um tipo de epilepsia de difícil controle.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os pais dela  estavam tratando a menina com o Canabidiol, que compravam pela Internet nos Estados Unidos. “E com aproximadamente dois meses e meio de tratamento, a menina já havia praticamente zerado o número de crises, que antes eram frequentes – cerca de 80 por semana”, ilustrou.

“Vamos solicitar à ANVISA para que analise essa situação. São crianças que sofrem de epilepsia, que têm crises permanentes. Com essa medicação a Anny Fischer conseguiu superar essa situação, mostrando que, quando algo é usado para fins que não os medicinais, há proibição, mas quando é usado para ajudar crianças, adultos e jovens que têm esses problemas, podem melhorar a sua condição”, disse.

Para o deputado, a reação negativa ao uso da substância dá-se porque ela é um dos elementos da maconha. “Aquilo que é usado para o bem não pode ser proibido “, disse.

O deputado afirmou que está estudando uma maneira de “juntar forças” no Congresso Nacional para formular e  encaminhar documento à ANVISA para que ela reanalise essa classificação de proibição e conceda o medicamento a familiares, que não vão usá-lo para outros fins, mas para curar pessoas.
Paraiba.com.br

Jardineiro revela ter sido usado como ‘laranja’ de deputado

franciscoO jardineiro Francisco Félix de Sousa procurou a imprensa de Sousa para denunciar que teria sido usado como “laranja” do deputado Lindolfo Pires Neto (DEM) e que vem sofrendo com constantes cobranças da Receita Federal para que atualize um débito junto ao órgão.

Tico Félix, como é conhecido em Sousa, revelou ao programa Cidade Notícia (Rádio Líder FM) que desde 2009 ‘empresta’ o nome para que o deputado pague o seu salário e de outras pessoas da sua base política na cidade. Ele disse que recentemente, ao tentar fazer acordo trabalhista, foi demitido da fazenda dos pais do deputado no sítio Matumbo. “Sequer recebi meu salário. Dona Fátima Pires (mãe do deputado) só meu deu R$ 100,00 porque minha mãe implorou”. Contou.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O denunciante tem em mãos as declarações de Imposto de Renda desde 2009 nas quais aparecem recebimentos da ordem de R$ 37 mil a até R$ 75 mil por ano. Tico Félix adiantou ainda que – mesmo sem carteira assinada – recebia o salário como jardineiro da fazenda da família Pires das mãos do senhor Armando Mariz, assessor do deputado.
Ainda de acordo com a denúncia, os pagamentos eram feitos com recursos públicos, destinados pela Assembléia Legislativa que também favorecia outras pessoas na cidade, a exemplo de funcionários de uma emissora de rádio pertencente a Lindolfo Pires. Sobre uma empresa em seu nome, Tico disse desconhecer, mas se lembra de que certa vez esteve em um cartório da cidade acompanhado do assessor do parlamentar, onde assinou alguns documentos.
O outro lado – A reportagem procurou a assessoria do deputado. O senhor Armando Mariz informou que não há nada o que se pronunciar sobre o caso, apenas que se trata de uma briga pessoal do jardineiro com a senhora Zilda Pires e que nos últimos dias Tico Félix tem perdido o controle emocional a ponto de atacar o parlamentar Lindolfo Pires e a sua família.
Cidade Notícia/Parlamentopb

 

Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cajazeiras pode está sendo usado para manipular eleitores, denuncia popular

 

Um popular que é associado ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cajazeiras, localizado à Rua Dr. Coelho, Centro – nos procurou para informar que o referido sindicado pode está sendo usado como moeda de troca para obtenção de vantagem eleitoral em favor de uma coligação, pois inúmeros candidatos de uma coligação e funcionários dessa edilidade já foram vistos entrando com carteirinhas atrasadas para serem regularizadas em suas finanças e pagas por agentes políticos.

Não sabemos ao certo se esta prática possa ser ilegal, mas na tarde da sexta (28/9), por volta das 14hs30 – fomos ao sindicato tomar conhecimento dos fatos e lá encontramos um servidor municipal “assessorando” um sócio dentro daquele recinto.

Em contato com Rildo Soares que o é presidente e, ex-secretário de Abastecimento do Município, o sindicalista negou haver qualquer tipo de manobra política dentro do sindicato e apontou um cartaz logo na entrada com a seguinte mensagem; “Fica terminantemente proibida à entrega de carteira de associado a político. Só recebemos mensalidades pelo próprio sócio na tesouraria. Sob pena de lei que possa penalizar o próprio sócio”. Rigoberto Soares de Farias.

Fonte: Folha Vip de Cajazeiras
Focando a Notícia

Comprar um carro novo, seminovo ou usado? Especialistas dão as dicas

Depois da residência própria, o automóvel é considerado o segundo bem de consumo mais importante que uma pessoa pode adquirir. Por isso, assim como escolher uma casa ou um apartamento, a tarefa de comprar um carro é algo que envolve um conjunto de ponderações. Logo, não é uma empreitada fácil.

“Comprar um carro é como um casamento. Além da paixão, há uma série de gastos com financiamento, combustível, seguro… É uma decisão que deve ser muito bem analisada para evitar contratempos”, aponta Paulo Garbossa, consultor da ADK Automotive.

Segundo especialistas, o fator “emoção” é responsável por até 80% das negociações concretizadas de um automóvel, seja um veículo novo, seminovo ou usado. “O carro da uma conotação de status a pessoa, que quer mostrar algo novo ou demonstrar uma nova fase de sua vida. Para alguns é um sonho realizado”, explica Francisco Satikunas, conselheiro da SAE Brasil.

Para situar o leitor, iG Carros pesquisou quatro faixas de preços e apresenta os prós e contras de carros zero km, seminovos e usados, todos eles com valores aproximados. Em meio a esses quadros, mostramos as dicas que os especialistas ouvidos pelo site deram para fazer um bom negócio.

Até R$ 25.000

Divulgação

Com até R$ 25.000 é possível comprar um Fiat Uno Vivace (zero km) ou então Peugeot 207 X-Line seminovo. Quer um usado? Chevrolet Astra 2004 ou VW Fox 1.6 Plus podem agradar com bons pacotes de itens e preços atraentes.

Modelo Fiat Uno Vivace 0 KM Peugeot 207 X-Line 2011 VW Fox Plus 1.6 2007 Chevrolet Astra 2.0 2004
Principais itens de série Econômetro A/C, direção hidráulica A/C, direção hidráulica Direção hidráulica, banco corrediço
Motor 1.0 8V flex de 73 cv 1.4 8V flex de 82 cv 1.6 8V flex de 104 cv 2.0 8V gasolina de 121 cv
Porta-malas 280 litros 245 litros 260 litros 370 litros
Desvalorização  -9%  -8,6% -6% -3%
Preço  R$ 24.260,00  R$ 24.279,00 R$ 24.784,00 R$ 24.319,00

Qual comprar?

“A melhor época para se comprar um carro é quando se tem dinheiro no bolso”, brincou Garbossa. “Cada segmento tem suas vantagens e desvantagens. O veículo zero quilômetro conta com apoio nos financiamentos, pois as montadoras fazem de tudo para vender seus produtos novos. Já os seminovos e usados são negócios de oportunidade”, afirma Satikunas.

O carro usado pode ser atraente ao oferecer uma generosa lista de equipamentos e espaço interno superior pelo mesmo preço ou às vezes até inferior ao de um modelo 0 km. Contudo é um segmento cercado de “entretantos”: são carros com ruídos, folga na direção, embreagem gasta, problemas de amortecedores e molas, entre outros. Mas o fator que mais pode incomodar é o alto custo de manutenção, que inevitavelmente uma hora vira a tona.

Até R$ 40.000

Divulgação

Já com R$ 40.000 pode-se comprar um JAC J3 Turim zero km ou um Fiat Linea LX 1.8 seminovo. Opções de usados nessa faixa são o Ford Fusion 2.3 AT e o Honda Civic LXS AT, ambos fabricados em 2007.

Modelo JAC J3 Turim 0 KM Fiat Linea LX 1.8 2011 Ford Fusion 2.3 2007 Honda Civic LXS AT 2006
Principais itens de série ABS, airbags, A/C A/C, direção hidráulica A/C digital, airbags, ABS Câmbio AT, ABS, rádio
Motor 1.3 16V a gasolina de 108 cv 1.8 16V flex de 132 cv 2.3 16V gasolina de 150 cv 1.8 16V gasolina de 140 cv
Porta-malas 490 litros 500 litros 530 litros 340 litros
Desvalorização  -25,9%  -9,1% -5,7% não disponível
Preço  R$ 39.280,00  R$ 40.520,00 R$ 39.557,00 R$ 40.456,00

O carro zero oferece uma situação mais confortável ao consumidor. A parte mecânica é mais confiável, os custos de manutenção são mais baixos e o carro tem garantia de fábrica. No entanto, com o passar do tempo (e de milhares de buracos, sol, chuva e eventuais batidas) os primeiros sinais de desgaste começam a surgir no veículo, que é rebaixado para “usado”.

Até R$ 55.000

Divulgação

Quer um hatch “descolado” por até R$ 55.000? Um bom modelo zero km é o Ford Focus GLX 2.0. Já o Hyundai i30 AT 2011 é opção entre os seminovos, ao passo que MINI Cooper 1.6 2008 e BMW 120i 2005 agradam no mercado de usados

Modelo Ford Focus GLX 2.0 0 KM Hyundai i30 AT 2012 MINI Cooper 1.6 2008 BMW 120i 2005
Principais itens de série airbags, suspensão independente airbags, ABS, rádio USB A/C digital, airbags, ABS ESP, suspensão independente
Motor 2.0 16V flex de 148 cv 2.0 16V gasolina de 143 cv 1.6 16V gasolina de 120 cv 2.0 16V gasolina de 150 cv
Porta-malas 328 litros 380 litros 140 litros 330 litros
Desvalorização  -9,6%  -5,7% não disponível não disponível
Preço  R$ 55.110,00  R$ 54.120,00 R$ 54.766,00 R$ 51.962,00

Já a situação do seminovo é totalmente diferente e algumas vezes extremamente favorável e oportuna. “Algumas pessoas precisam vender seus carros novos, com 3 ou 6 meses de uso após a compra, para resolver problemas. E nesse momento que surgem negócios interessantes. Só o fato do automóvel estar registrado em nome do primeiro proprietário, mesmo tendo apenas 50 km, já classifica o ‘ex-zero-quilômetro’ como ‘carro usado’ e, portanto, bem mais barato que o novo”, aponta Satikunas.

Na definição da Associação dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado de São Paulo (Assovesp), o veículo seminovo deve ter, no máximo, três anos de uso, um só dono e baixa quilometragem (entre 5.000 km e 30.000 km). “Estrutura afetada por acidentes, defeitos na parte mecânica, sinais de ferrugem e modificações que alteram as características originais também rebaixam um veículo novo a seminovo”, explica o conselheiro da SAE.

Até R$ 85.000

Divulgação

Sua opção é um SUV de até R$ 85.000? Se quiser um zero km pense no Hyundai ix35 MT. Se for pelo lado dos usados as opções são o Chevrolet Captiva AWD V6 2011 seminovo ou então os usados de luxo BMW X5 3.0 2004 ou o Jeep Grand Cherokee Overland 2007

Modelo Hyundai ix35 MT 0 KM Captiva AWD V6 2011 Grand Cherokee Overland 2007 BMW X5 3.0 2004
Principais itens de série airbags, rádio USB tração integral, câmera de ré ESP, tração 4×4 ESP, airbags laterais
Motor 2.0 16V flex de 178 cv 3.0 V6 gas de 268 cv 5.7 V8 gas de 330 cv 3.0 24V gas de 231 cv
Porta-malas 591 litros 821 litros 970 litros 620 litros
Desvalorização  -8% -12,5% -11,8% -18,8%
Preço  R$ 85.000,00  R$ 83.020,00 R$ 84.150,00 R$ 77.420,00

Que cuidados tomar ao comprar um usado?

A grande vantagem do seminovo é o fato dele já ter passado pelo primeiro impacto da desvalorização, o que o torna interessante ao bolso do consumidor que não faz questão de comprar um veículo zero km. Ainda assim, todo cuidado é pouco. “Analisar as condições do carro é de suma importância na hora de escolher o automóvel. O brasileiro também não tem o hábito de fazer o test-drive e isso pode fazer toda diferença”, sugere o analista da ADK.

Também é preciso tomar muito cuidado com a lábia dos vendedores. “Eles bombardeiam a clientela com vantagens que os carros oferecem. Porém, as vezes, nem tudo é verdade”, alerta Satikunas. “As lojas vendem carros usados como sendo seminovos, é preciso tomar muito cuidado”, complementa o consultor.

É neste momento que a desconfiança fala mais alto. “Quando a esmola é grande o santo desconfia. Carros usados com valor muito abaixo da tabela exigem certos cuidados, pois podem não ser legítimos. Para atestar a procedência do veículo o melhor a fazer é exigir uma ‘inspeção técnica’ a loja ou ao vendedor particular”, indica o analista da SAE.

O serviço de inspeção técnica, que custa em média R$ 120,00, é realizado por empresas especialistas, que analisam desde a documentação do carro à parte mecânica e de carroceria. “Essa é melhor forma de descobrir as ‘cicatrizes’ de um automóvel”, salienta Garbossa.

Como apontamos no início, a tarefa não é fácil e para realizar um bom negócio é preciso ter muita paciência e pesquisar sobre o carro até puder. Se tudo for feito da forma correta e de maneira cuidadosa, a satisfação é garantida, seja na compra de um automóvel novo, seminovo ou usado.

Fonte: tabela Fipe e montadoras

IG

Colete de segurança usado por ator que se enforcou vai ser periciado

O colete de segurança que era usado pelo ator que se enforcou acidentalmente vai passar por perícia. Tiago Klimeck fazia o papel de Judas na encenação da Paixão de Cristo em Itararé (SP), na noite de sexta-feira (6).

Ao representar a cena do enforcamento, Klimeck acabou sendo sufocado pelo equipamento de segurança que usava. “O que nós percebemos, após a apreensão da roupa e dos equipamentos, é que havia um cadarço próximo ao pescoço. Talvez este cadarço tenha sido colocado para dar mais realismo à cena, mas ainda não sabemos dizer ao certo se foi ele que provocou o sufocamento”, diz Jocimar Ribas, guarda municipal que participou do socorro ao ator.

Klimeck ficou suspenso por cerca de quatro minutos, sem que nem os outros atores, nem o público, percebessem que ele estava desacordado. “A gente reparou que ele não se mexia. Mas, como se tratava de um ator, todo mundo achou que ele estava representando tão bem que ninguém se deu conta”, diz o professor Ernani, que assistia à peça.

“O que soubemos depois do acidente é que ele estava usando um colete de segurança. Mas estava muito apertado, então ele afrouxou antes de subir ao palco. Quando ele pulou, o colete subiu e apertou o pescoço”, conta Luis Carlos Rosner, dono de uma barraca de lanches na praça onde foi feita a encenação. Rosner chegou a emprestar uma faca para que os outros atores pudessem cortar a corda que sustentava Tiago.

A polícia ainda não informou se vai abrir inquérito para apurar as causas do acidente. O ator segue internado na UTI, em estado grave.

G1