Arquivo da tag: unidades

Proibição do uso de celulares em unidades de Saúde de JP causa polêmica

Uma verdadeira polêmica se deu após a secretaria de Saúde de João Pessoa proibir que paciente e acompanhantes utilizem os telefones celulares dentro das unidades de saúde municipais, incluindo UPAs e Unidades de Saúde da Família (USF).

A medida, que anteriormente não passava de recomendação, passa agora a ser determinação.

A justificativa é de que a higienização incorreta dos aparelhos telefônicos, pode facilitar a transmissão da covid-19, além de outros vírus.

Logo após o decisão se tornar pública, internautas questionaram se não seria uma forma de impedir que irregularidades sejam filmadas ou fotografadas dentro das unidades de saúde.

O secretário, porém, sustenta que trata-se de uma questão sanitária, visando a segurança dos usuários.

PB Agora

 

 

Efraim Filho libera junto ao Ministério da Saúde 40 respiradores para a PB; Bananeiras receberá 4 unidades

Em uma ação para ajudar os municípios paraibanos, o deputado Efraim Filho, que é líder dos Democratas e coordenador da bancada federal paraibana na Câmara, esteve em audiência junto ao Ministério da Saúde e conseguiu destinar 40 respiradores para as cidades com hospitais municipais e devem chegar ainda esta semana.

Serão 20 respiradores para leitos de UTI e 20 respiradores móveis para transportes de pacientes. João Pessoa receberá 10 unidades para leitos de UTI, Campina Grande receberá também 10 unidades, sendo 05 para UTI e 05 móveis. Cabedelo receberá 05 respiradores para leitos de UTI, importante para equipar o hospital municipal do município.

As cidades de menor porte também serão contempladas, todas com Respiradores móveis: Bananeiras com 04 unidades, Alhandra com 03 unidades, São Mamede, São Bento, Caaporã e Catolé do Rocha, com 02 unidades de respiradores móveis cada um. Esta semana ainda devem ser entregues os respiradores.

“Agradeço a atenção do Ministro da Saúde Eduardo Pazuello e do Governo Federal Jair Bolsonaro nesta ação conjunta para preservar a vida de tantos paraibanos. Inclusive cidades que possuem hospitais municipais e estavam desassistidas e agora ganham essa segurança para cuidar do seu povo e também reforçar a ajuda a toda a região”, disse Efraim.

“Mantive contato com o governador João Azevedo e o secretário Geraldo Medeiros, mas foi informado que os órgãos de saúde do Estado referenciados para o Covid19 já dispunham dos respiradores necessários para estas ações. Espero continuar atendendo e chegar a outras cidades que precisam proteger a saúde dos seus cidadãos”, concluiu o líder da bancada federal paraibana na Câmara.

PB Agora

 

 

Unidades LGBT oferecem psicoterapia

Equipes de Psicologia do Espaço LGBT de João Pessoa e Campina Grande oferecem atendimento psicológico continuado e escuta psicológica gratuita para público LGBTQI+, um dos mais afetados pela depressão, transtornos mentais e suicídio, segundo dados da The Trevor Project, maior organização do mundo relacionada à prevenção de suicídio na população LGBT.

Para um jovem LGBT, a existência de um adulto próximo que o aceitasse e o acolhesse diminuiria em 40% a chance de uma tentativa de suicídio. Seja qual for a idade, o espaço para a escuta e para o acolhimento não pode ser subestimado como forma de lidar com a angústia e de salvar vidas, aponta The Trevor Project.

“É preciso tocar no tema considerado tabu de forma responsável. O Setembro Amarelo é uma forma de evidenciar o assunto e falar sobre a tristeza, angústia, depressão e de mostrar para a população que estes sentimentos são reais, independente de classe social, gênero e orientação sexual. Precisamos desmistificar a tristeza e os transtornos que afetam o humor do corpo e da mente”, afirma o psicólogo Gleidson Marques, do Espaço LGBT de João Pessoa.

Segundo o psicólogo, a depressão e o estresse são mais evidenciados em LGBT por questões de problemas familiares, conflitos internos, na escola e no trabalho. “Os dados são elevados, mas é importante também localizar que o avesso da tristeza é a agressividade também movida por sintomas da depressão, insônia, sentimento de desvalia, e uma vida sem sentido. Essas são as verdadeiras bolhas que podem levar ao suicídio, por isso precisamos cuidar do sofrimento que faz parte da vida”, alerta o psicólogo. Ele recomenda que além do atendimento continuado, as pessoas precisam buscar fazer atividades físicas para equilibrar os hormônios e aumentar o nível de serotonina no corpo.

MaisPB

 

 

Lei determina que unidades de saúde notifiquem casos de adolescentes embriagados na PB

As unidades de saúde da Paraíba estão obrigadas a notificar atendimentos a adolescentes embriagados. A determinação é de uma lei estadual publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (13). O texto inclui “embriaguez pelo consumo de álcool ou outras drogas”. Os casos devem ser comunicados “de imediato ao Conselho Tutelar, aos pais ou responsáveis legais”.

A lei prevê advertência por escrito e multa de R$ 2,3 mil para a unidade de saúde que não cumprir com a determinação, penas que podem ser dobradas em caso de reincidência. Estão incluídas na lei hospitais, postos de saúde, clínicas e demais entidades que integram a rede pública e privada de saúde de todo o estado.

O fornecimento de bebida alcoólica a menores de 18 anos é proibido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e inclui “vender, fornecer, servir, ministrar ou entregar, ainda que gratuitamente, de qualquer forma” álcool e outros “produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica”. A lei prevê de dois a quatrio anos de prisão mais pagamento de multa.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

‘Minha casa Minha Vida’ é retomado e terá 2,6 mil novas unidades no país, diz ministro

As obras para a construção de 2.600 unidades habitacionais da Faixa 1 do Programa Minha Casa Minha Vida serão retomadas em todo o Brasil. O anúncio foi feito nessa sexta (26), em Recife (PE), pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo. Serão aplicados mais de R$ 200 milhões em recursos.

Durante a abertura do Feirão da Caixa, o ministro  também autorizou o reinício das obras de 576 unidades habitacionais dos Residenciais Dona Lindu I e II na Granja Luciana, no município de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife. Com investimento de R$ 36 milhões, mais de duas mil pessoas devem ser beneficiadas com os residenciais.

“Eram 60 mil unidades paralisadas em todo o Brasil. Já retomamos mais de 33 mil e, semana que vem, vamos anunciar, em Pernambuco, novos empreendimentos da Faixa 1 do Minha Casa Minha Vida para o estado”, destacou o ministro.

Ao longo da próxima semana, ministro das Cidades, Bruno Araújo. antecipou que deverá ser retomada a construção de mais 20 mil unidades habitacionais distribuídas em vários estados do país.

Correio da Paraíba com agências

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Volkswagen faz recall de 54.170 unidades de 8 modelos no Brasil; motor pode desligar

A Volkswagen anunciou nesta sexta-feira (5) recall de Gol, Voyage, Saveiro, Up!, Fox, CrossFox, SpaceFox e Space Cross. De acordo com a montadora, 54.170 unidades podem sofrer pane elétrica, por falha no alternador, defeito que pode ocasionar até o desligamento do motor.

As unidades foram fabricadas entre 1º de março de 2016 e 12 de janeiro de 2017. A data de início de atendimento será no dia 10 de maio e a empresa convoca os proprietários a fazer o agendamento para a inspeção do alternador dos veículos. Se necessário, haverá a substituição gratuita da peça.

VEJA OS CHASSIS ENVOLVIDOS

  • UP! (2016 e 2017): GT548567 a HT523246
  • Gol, Voyage e Saveiro (2016 e 2017): GP102025 a HP501022 e HT000039 a HT042350
  • Fox e CrossFox (2016 a 2017): G4065578 a H4021703
  • SpaceFox e Space Cross (2017): HA512059 a HA513061

Segundo a montadora, foi constatada a possibilidade de inoperância do alternador que, nestes casos, deixa de gerar energia para a bateria e para o sistema elétrico do veículo.

Em situações que a carga da bateria não for suficiente para o funcionamento do veículo, poderão ocorrer panes elétricas e até mesmo o desligamento do motor, o que pode causar acidentes com danos físicos e materiais aos ocupantes e terceiros, informou a Volkswagen, em comunicado.

Volkswagen Up! (Foto: Caio Kenji/G1)Volkswagen Up! (Foto: Caio Kenji/G1)

O tempo de reparo estimado é de 3 horas. A empresa disponibiliza o telefone 0800 019 8866 e o site www.vw.com.br para mais informações.

Volkswagen Voyage (Foto: Divulgação)Volkswagen Voyage (Foto: Divulgação)
Volkswagen Saveiro  (Foto: Divulgação)Volkswagen Saveiro (Foto: Divulgação)
Volkswagen Fox  (Foto: Divulgação)Volkswagen Fox (Foto: Divulgação)

Auto Esporte

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

‘Minha Casa, Minha Vida’ terá 170 mil unidades para famílias com renda de até R$ 1,8 mil

minha-casa-minha-vidaO Ministério das Cidades divulgou que as novas contratações de 2017 para a Faixa 1 do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) terão início no próximo mês. Estão previstas 170 mil novas unidades habitacionais, que vão atender famílias com renda até R$ 1.800.

Para a modalidade “Entidades”, da Faixa 1 do PMCMV, o governo federal reservou 35 mil unidades habitacionais neste ano – quase o dobro da maior contratação já feita na história do programa, 18.737 unidades, em 2014.

O Ministério das Cidades destaca que um maior número de famílias será atingido por causa da ampliação da faixa de atendimento do FGTS dentro do programa. Nas operações para famílias de baixa renda, com recursos do OGU, exclusivamente, não houve nenhuma modificação. Estão mantidos todos os parâmetros definidos em dezembro de 2015, conforme estabelecido pelo Plano Plurianual 2016-19.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

‘Facções existem em presídios da PB há 14 anos’, diz secretário e vê construção de novas unidades

wagner-dortaO secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, Wagner Dorta, admitiu nesta segunda-feira (16) a existência de facções dentro dos presídios do Estado e destacou que o Governo Federal liberou o Fundo Penitenciário Nacional destinando ao estado recursos na ordem de R$ 44,7 milhões.

Dorta lembrou que facções delituosas com grupos rivais no Estado. “Isso é um fato, não tem como dizer que não é. Já de 12, 14 anos atrás”, disse, apontando que tem trabalhado bastante para o controle desses grupos.

Os recursos liberados pelo governo federal já estão na Paraíba e a ideia inicial do secretário é construir duas novas unidades prisionais, uma em João Pessoa e outra em Campina Grande, já que são as cidades que enfrentam maior superlotação, porém ele apontou que a proposta precisa ser melhor discutida.

Desativação do Roger – O secretário afirmou ainda que não vê como na atual situação penitenciária brasileira há condições de desativar a penitenciária Flósculo da Nóbrega, o Roger. Ele afirmou que apesar de ser antigo e estar superlotado, o presídio ainda é necessário. Porém mais necessária ainda é a construção das novas unidades para diminuir a superlotação. A perspectiva é de tirar ao menos uma parcela.

Com informações da CBN João Pessoa. 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Assembleia aprova empréstimo para governo construir quase cinco mil unidades habitacionais

assembleiaO governo estadual aprovou nesta quinta-feira (10) um empréstimo na ordem de R$ 36,9 milhões junto ao Banco do Brasil, com contrapartida do Estado, que serão investidos na construção de quase cinco mil unidades habitacionais, dentro do programa federal “Minha Casa Minha Vida”. O projeto obteve 24 votos favoráveis, contra apenas uma abstenção.

“Eu me recusei a votar contrário ou favorável porque o governo chega aqui (Assembleia) com um pedido de empréstimo, sem que nós da oposição tivéssemos conhecimento sobre nenhum detalhamento”, disse o deputado Bruno Cunha Lima (PSDB).

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Para o deputado Ricardo Barbosa (PSB), “nem precisava apelar para o voto favorável a esse projeto de empréstimo, até porque beneficiar diretamente a população, sobretudo em se contratando de construção de casas”, declarou. Mas o que chamou a atenção mesmo é que Cunha Lima não seguiu a orientação de votar junto com a bancada.

Ou seja, o parlamentar não atendeu a orientação da deputada Camila Toscana (PSDB), que encaminhou o voto favorável. Mostra que a oposição “bate cabeça” na Assembleia. “Não poderia votar contrário a um projeto que beneficia diretamente a população pobre do Estado”, comentou ela.

A bancada de situação comemorou o resultado da votação, sob o argumento de que “o empréstimo atende a necessidade da população”, afirmou o deputado Hervázio Bezerra (PSB), líder da bancada do governo no Poder Legislativo do Estado.

Mutirão

Outro projeto importante, de autoria do Poder Executivo, foi aprovado. Desta vez contou com os votos de todos os integrantes da bancada da bancada de oposição. A proposta trata da realização de um mutirão fiscal, uma espécie de Refis para resolver casos de inadimplências de pessoas jurídicas e físicas.

“Ganham todos. O Estado que realiza o mutirão para fazer caixa neste momento de crise, também as pessoas que estão inadimplentes com os tributos estaduais”, concluiu o deputado Hervázio.

Marcone Ferreira

Secretaria de Saúde confirma surto de doença misteriosa na Paraíba, explica sintomas e alerta unidades

Funcionário da TV Arapuan ficou doente
Funcionário da TV Arapuan ficou doente

Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmaram ontem o surto da doença cujos sintomas, manchas vermelhas pelo corpo acompanhadas ou não de febre, vêm assustando os paraibanos.

A Gerência de Vigilância e Saúde afirmou que enviou notas técnicas para todas as Unidades de Saúde do Estado visando alertar profissionais de saúde para que notifiquem os novos casos da doença, que atinge a Paraíba e outros Estados do Nordeste.

“A gente esclarece a população que a doença tem uma evolução benigna e de curta duração, sendo que depois de uma semana, no máximo duas, as manchas desaparecem. Pedimos ainda o apoio de procurarem as Unidades de Saúde da Família (USFs) para que os casos sejam registrados e o tratamento seja feito de acordo com os sintomas, uma vez que não existe tratamento específico para a doença”, comentou a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Renata Nóbrega, acrescentando que os casos vêm sendo enquadrados como ‘exantema.

Até agora, em todos os casos identificados, a doença apresentou curso benigno, ou seja, não ofereceu risco de morte ou sequelas para os doentes.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Já sobre a descoberta divulgada na última quarta-feira por pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA), que classificaram a doença como um vírus chamado Zika Vírus, Renata ressaltou que não existe confirmação nem por parte da SES nem do Ministério da Saúde (MS).

“Até o momento é tudo investigação. De fato, ocorreu essa pesquisa, como circula nas redes sociais, colocando o Zika como uma doença transmitida pelo mesmo vetor da dengue, do chikungunya”, frisou, garantindo que os órgãos continuarão trabalhando para resolver a questão.

“A responsabilidade (de combater a doença) não é só dos órgão oficiais, é da população, que precisa ajudar a combater o vetor. A única forma de prevenir a dengue e, possivelmente, a Zika, caso chegue à Paraíba e seja comprovado, é eliminando os criadouros do mosquito, como locais de acúmulo de água nas casas”, finalizou Renata. A Secretaria disponibilizou dois telefones de contato para quem tiver dúvidas sobre o procedimento diante da doença: (83) 3218-73310800- 281-0023.

 

 

 

Secom-PB