Arquivo da tag: transmitir

OMS esclarece que assintomáticos podem transmitir covid-19

Após afirmar que a contaminação a partir de pessoas assintomáticas seria “rara”, a infectologista Maria Van Kerkhove – responsável técnica pelo time de combate à covid-19 da Organização Mundial da Saúde (OMS) – esclareceu hoje (9), em uma entrevista especial, que houve um mal-entendido sobre a fala.

“Recebi muitas mensagens pedindo esclarecimentos sobre alguns argumentos que usei ontem durante a coletiva de imprensa. Acho importante esclarecer alguns mal-entendidos sobre minha fala de ontem. O que sabemos sobre transmissão é que [das] pessoas que estão infectadas com covid-19, muitas desenvolvem sintomas. Mas muitas não. A maior parte da transmissão conhecida vem de pessoas que apresentam sintomas do vírus e passam para outras através de gotículas infectadas. Mas há um subgrupo de pessoas que não desenvolvem sintomas. E para entender verdadeiramente esse grupo, não temos uma resposta concreta ainda. Há estimativas de que o número gire entre 6 a 41% da população. Mas sabemos que pessoas que não tem sintomas podem transmitir o vírus”, reiterou.

A médica fez questão, ainda, de frisar que há diferenças entre “pré-sintomáticos” – aqueles indivíduos que foram infectados, mas que ainda estão na fase de incubação do vírus – e “assintomáticos” – os indivíduos que, apesar de infectados por um período mais longo de tempo, não desenvolveram nenhum sintoma clássico da doença.

“O que fiz referência ontem, durante a coletiva de imprensa, foi a poucos estudos, dois ou três, que foram publicados e tentaram seguir casos assintomáticos. Eu estava apenas respondendo a uma pergunta [feita por jornalistas], não estava declarando qualquer mudança de abordagem da OMS. Nisso, usei a frase ‘muito rara’, mas isso não quer dizer que a transmissão vinda de pessoas assintomáticas seja ‘muito rara’ globalmente”, argumentou.

Foco prático

Segundo Mike Ryan, médico epidemiologista especializado em doenças infecciosas e diretor-executivo do programa de emergências da OMS, há um foco em ações práticas que diminuam os números de mortos e infectados por covid-19 em escala global. “Estamos tentando entender o que impulsiona a transmissão comunitária. Queremos salvar vidas. Quando damos conselhos sobre estratégias amplas de como controlar a doença, estamos focando em identificar os casos, acompanhar a trajetória [da infecção], testar esses casos e garantir que haja quarentena.”

O médico voltou a assegurar o entendimento da questão que, segundo a OMS, foi publicada por veículos de todo o mundo e gerou controvérsias sobre o papel do isolamento social e da quarentena. “Qualquer que seja a proporção de transmissão a partir de indivíduos assintomáticos – e esse número é desconhecido -, ela [a transmissão] está ocorrendo. Estamos convencidos disso. A questão é o quanto”.

 

Agência Brasil

 

 

Após Vice-Presidência informar que Mourão não assumiria, Bolsonaro decide transmitir cargo

A Vice-Presidência da República informou que recebeu no início da tarde desta quarta-feira (4) um novo telefonema do gabinete do presidente Jair Bolsonaro para dizer que ele transmitirá, sim, o cargo ao vice Hamilton Mourão antes de se submeter a uma cirurgia em São Paulo, no domingo. Com isso, Mourão será o presidente em exercício de domingo a terça-feira (10).

O presidente fará uma nova cirurgia para correção de uma hérnia formada na região das intervenções anteriores, motivadas pela facada que recebeu durante um ato da campanha eleitoral do ano passado.

A informação inicial da Vice-Presidência, fornecida ao blog, era a de que Bolsonaro não transmitiria o cargo. Essa decisão teria sido tomada na noite de terça (3).

“Foi um mal-entendido”, afirmou o coronel Moniz Costa, assessor de imprensa da Vice-Presidência depois de receber ligação do porta-voz do presidente, general Rêgo Barros, dando a nova informação.

Ao dar a informação ao blog, a equipe do vice-presidente Hamilton Mourão disse que não considerava aquela decisão uma novidade porque na última cirurgia de Bolsonaro não transmitiu o cargo ao vice.

De acordo com o coronel Moniz Costa, a Vice-Presidência recebeu, de fato, na noite de terça a informação de que Hamilton Mourão não assumiria a Presidência da República. Mesmo assim, Mourão cancelou uma viagem que faria ao Reino Unido.

Desde esta terça, houve duas mudanças. Na manhã de terça, Bolsonaro iria transmitir o cargo ao vice. À noite, não mais. E na tarde desta quarta, voltou à situação anterior: a decisão é de que Mourão assumirá o exercício da presidência da República por três dias.

Foto: Reprodução/NBR

G1

 

 

TVs online são impedidas de transmitir Paraibano

TVs que realizam transmissões online na Paraíba foram impedidas, neste domingo (7), de transmitirem jogos do Campeonato Paraibano de Futebol 2018 que começou neste final de semana. Entre as emissoras barradas está a TV Diário do Sertão, pioneira na transmissão pela internet no Estado.

De acordo com o presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, o motivo se deve a um contrato de exclusividade de imagens dos clubes paraibanos com a Esporte Interativo.

“Esporte Interativo é a detentora das imagens dos clubes paraibanos. Tudo que eu disse a ele foi para cumprir a lei do contrato. Se o clube estivar dando a autorização também está errado”, destacou o dirigente da instituição.

Amadeus Rodrigues considerou a importância da transmissão dos jogos online, mas defendeu disciplinamento, e alegou que a FPF está tentado a liberação da transmissão através de uma televisão da própria entidade.

Entretanto, a atitude da FPF tem causado muita polêmica com os veículos de comunicação online no Estado.

O diretor da TV Diário do Sertão, que faz parte do Portal Diário do Sertão, Petson Santos, alega que foi constrangido pela FPF. Segundo ele, a TVSD já vem transmitindo os jogos há vários anos e tinha liberação do Atlético de Cajazeiras para transmitir os jogos do clube. A TVDS foi barrada no jogo entre Atlético e Nacional de Patos, no Estádio Perpetão.

“Eu tirei minha equipe de campo e não tenho interesse mais de transmitir pelo constrangimento com poder de polícia. Eu nunca mais vi uma situação daquela. Mostre-me o que eu fiz de errado até hoje”, desabafou.

Petson Alega que tem testemunha anteriormente tinha mantido contato com Amadeus, mas que depois o dirigente da FPF não atendeu mais suas ligações e nem respondeu suas mensagens.

O presidente da Associação Cajazeirense de Imprensa (ACI), Jota Franca, lembrou do trabalho que as televisões online tem feito em favor do futebol paraibano, mesmo com os poucos recursos.

“Lamentamos profundamente essa forma de se fazer a FPF. Esse discurso de defender os clubes sob o argumento de que não ganham nada, está completamente enganado”, afirmou.

Em nota, a TV Sousa, que foi impedida de transmitir a o jogo do Sousa e CSP, no Estádio Marizão, emitiu um nota de repúdio. Na nota, o diretor administrativo da TV, Eugênio Rodrigues agradeceu aos colaboradores e aos internautas, e disse que a decisão da FPF só comprova o “retrocesso do futebol da Paraíba”.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Fiocruz descobre que pernilongo pode transmitir zika

O genoma do vírus Zika, coletado no organismo de mosquitos do gênero Culex, foi sequenciado por cientistas da Fundação Oswaldo Cruz em PernambucoChristina Peixoto, pesquisadora da Fiocruz PE

O genoma do vírus Zika, coletado no organismo de mosquitos do gênero Culex, foi sequenciado por cientistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco. Com o sequenciamento, foi descoberto que o vírus consegue alcançar a glândula salivar do animal, o que indicaria, segundo a instituição, que o pernilongo pode ser um dos transmissores do vírus Zika.

Os resultados foram publicados hoje (9) na revista Emerging microbes & infections, do grupo Nature. O artigo é intitulado “Zika virus replication in the mosquito Culex quinquefasciatus in Brazil” e pode ser encontrado na íntegra na internet.

Os mosquitos do gênero Culex foram colhidos na Região Metropolitana do Recife, já infectados. A equipe do Departamento de Entomologia da instituição conseguiu, então, comprovar em laboratório que o vírus consegue se replicar dentro do mosquito e chegar até a glândula salivar. Foi fotografado por microscopia eletrônica, também pela primeira vez, a formação de partículas virais do Zika na glândula do inseto.

Também foi comprovada a presença de partículas do vírus na saliva expelida do Culex, coletadas pelos cientistas. De acordo com a Fiocruz, o artigo “demonstra” a possibilidade de transmissão do vírus Zika por meio do pernilongo na cidade. Será analisado agora “o conjunto de suas características fisiológicas e comportamentais, no ambiente natural, para entender o papel e a importância dessa espécie na transmissão do vírus Zika”, como informou a instituição em seu comunicado.

O genoma do zika já havia sido sequenciado em 2016 pelo Departamento de Virologia e Terapia Experimental da Fiocruz Pernambuco, em parceria com pesquisadores da Universidade de Glasgow, mas na ocasião foi usada uma amostra humana. Esse sequenciamento é uma espécie de mapa de cada gene que forma o DNA do vírus. Agora, pela primeira vez no mundo, o mapeamento é feito a partir do mosquito.

Mais detalhes serão concedidos à imprensa nesta tarde, na sede da Fiocruz Pernambuco, no Recife.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Aedes consegue transmitir zika, dengue e chikungunya na mesma picada, diz estudo

Mosquito Aedes aegypti é responsável pela transmissão de dengue, zika e chikungunya (Foto: Felipe Dana/Arquivo/AP Photo)

Um novo estudo da Universidade Estadual do Colorado (CSU, sigla em inglês) descobriu que o mosquito Aedes aegypti consegue transmitir múltiplos vírus em uma única picada, como os da dengue, zika e chikungunya. Os resultados foram publicados na revista “Nature Communications” nesta sexta-feira (19).

Os pesquisadores acreditam que os resultados jogam luz sobre como ocorre uma coinfecção – quando uma pessoa é atingida por duas ou mais doenças ao mesmo tempo. Eles dizem que o mecanismo ainda não é compreendido totalmente e que pode ser bastante comum em áreas afetadas por surtos, como o Brasil.

A equipe da CSU infectou os mosquitos em laboratório com os três tipos de vírus, depois realizaram testes para verificar qual a taxa de transmissão. De acordo com o estudo, ainda não há uma razão para acreditar que uma coinfecção possa ser mais grave do que ser atingido por um só vírus. As pesquisas sobre o assunto são escassas.

O primeiro relato de coinfecção por chikungunya e dengue ocorreu em 1967, segundo o estudo. Recentemente, há registros de pacientes que tenham contraído a zika, dengue e a chikungunya ao mesmo tempo na América do Norte e Sul.

Pesquisadores da Universidade Estadual do Colorado infectaram os mosquitos em laboratório (Foto: John Eisele/CSU Photography)

Pesquisadores da Universidade Estadual do Colorado infectaram os mosquitos em laboratório (Foto: John Eisele/CSU Photography)

A líder da pesquisa, Claudia Ruckert, pós-doutora do laboratório de doenças infecciosas e artrópodes da CSU, diz que a equipe chegou ao resultado de que é possível uma coinfecção, mas que a transmissão dos três vírus simultaneamente é mais raro.

“Infecções de dois vírus, no entanto, são bastante comuns, ou mais comuns do que poderíamos imaginar”, disse.

Próximos passos

Os pesquisadores querem, a partir de agora, tentar descobrir se algum desses vírus é dominante e consegue “superar” os outros dentro do organismo dos mosquitos. “Todos os três vírus se replicam em uma área muito pequena do corpo do mosquito”, explicou Ruckert. “Quando os mosquitos são infectados por dois ou três diferentes vírus, não há quase nenhum efeito sobre o que eles podem fazer um com o outro no mesmo mosquito.”

“Baseado no que eu sei como virologista, epidemiologista e entomologista, eu penso que os vírus querem competir ou ajudar entre si de alguma forma”, disse Greg Ebel, coautor da pesquisa. “Todos esses vírus têm mecanismos para suprimir a imunidade dos mosquitos, o que pode ser feito em sinergia. Por outro lado, todos eles provavelmente exigem recursos semelhantes dentro das células infectadas, o que pode gerar uma concorrência”, completou.

Ruckert diz que não há qualquer evidência forte de que uma coinfecção possa resultar em sintomas ou um quadro clínico mais grave.

No entanto, as descobertas sobre casos de dois ou mais vírus no mesmo paciente são contraditórias, diz o estudo.

Uma equipe da Nicarágua analisou um grande número de coinfecções, mas não observou mudanças na hospitalização dos pacientes ou no estado clínico. Outros estudos, porém, encontraram uma possível ligação entre uma múltipla infecção com complicações neurológicas.

A equipe da CSU levanta, ainda, outra possibilidade: que as coinfecções em seres humanos não tenham sido diagnosticadas da maneira certa.

“Dependendo de como os diagnósticos são usados, e dependendo de como os médicos pensam, é possível que a presença de um segundo vírus não seja notada”, avaliou Ruckert. “Isso pode definitivamente conduzir uma interpretação errada da gravidade da doença”.

Além de analisar essa relação entre os diferentes vírus no corpo dos mosquitos, a pesquisa pretende, mais tarde, inserir o responsável pela febre amarela nos testes.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

FN vai transmitir sessão especial que debaterá Reforma da Previdência em Bananeiras

redacaoO portal Focando a Notícia transmitirá em tempo real a sessão especial contra a Reforma da Previdência que a Câmara Municipal de Bananeiras irá realizar nesta sexta-feira (03) às 9h.

A mobilização está sendo organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais da cidade e conta com o apoio do Poder Legislativo.

A presidente do Sindicato Ivanete Leandro espera que o maior número de pessoas possíveis possam participar da sessão. “Será uma oportunidade para aqueles que ainda têm dúvidas sobre os prejuízos que nós agricultores e os trabalhadores em geral terão com a reforma. Para que eles possam tirar suas dúvidas, pois teremos a representação da FETAG-PB, do deputado federal Luiz Couto, do prefeito Douglas Lucena e de outras autoridades”, informou.

A concentração vai acontecer na sede do Sindicato em frente a praça Epitácio Pessoa, no centro da cidade, e sairá em caminhada até a Câmara Municipal para realização da sessão. Quem não poder estar presente pode acessar o site ou o nosso canal no You Tube e acompanhar em tempo real.

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Vereadores de Mataraca aprovam lei que proíbe rádio comunitária transmitir sessão da câmara municipal

Mataraca-PBOs Vereadores da Câmara Municipal do Município de Mataraca/PB, localizada na microrregião do Litoral Norte do Estado, aprovaram ontem quarta-feira (14), em sessão ordinária, lei que proíbe a transmissão, filmagem ou gravação das sessões da Casa. Essa lei está causando muita revolta nos meios de comunicação local, principalmente a Direção da Rádio Comunitária Jardim Planalto 104,9 FM, a qual transmitia e gravava as Sessões.

A lei foi aprovada por 4 a 0, pelos Vereadores: Paulo da Mariana (vice-presidente), Simone (Secretária), Jurandir e Aldivan, e Presidida pelo Vereador Dimas. “Estamos sendo prejudicados com as transmissões indevidas dos cidadãos que fazem parte da Rádio Comunitária de Mataraca”. Disse o Presidente da Câmara.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A partir de agora só é permitido a gravação individual com o consentimento do Vereador que conceder entrevista.

 

PortalMidia

Bares e restaurantes que quiserem transmitir jogos da Copa terão que pagar ‘taxa’ para a FIFA em JP

jogo-do-brasil-no-barO Secretário Helton Renê da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de João Pessoa vai reunir na próxima semana os proprietários de estabelecimentos comerciais para definir um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para a Copa. Os bares e restaurantes que quiserem exibir os jogos da Copa do Mundo devem possuir uma licença e pagar uma taxa para a Fifa (o valor vai de R$ 2 a R$ 28 mil, a depender da estimativa do público.

Conforme o regulamento da Fifa, todo estabelecimento deve pedir autorização para transmitir uma partida, e a Fifa considera todo espaço como área comercial, desde os menores bares até os grandes shoppings. Só as residências que não precisam de autorização.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A FIFA é beneficiada pelo Estado Brasileiro com isenção total de impostos durante o Mundial, produzindo um lucro em 2014, superior aos 10 bilhões, na busca de ampliar ainda mais o retorno do seu investimento lucrativo, a FIFA articula-se com prefeituras e secretarias municipais que deveriam defender os direitos dos consumidores, para explorar ainda mais o povo brasileiro.

O professor Renan Palmeira, que é um dos organizadores do protesto ‘contra a Copa’ que aconteceu na Estação Ciência, quando a taça do torneio estava na Paraíba, trouxe à tona mais essa denúncia e afirmou que ‘A secretaria que deveria defender os direitos e interesses dos consumidores municipais, servindo de porta voz dos interesses da FIFA, depois dessa a secretária deveria mudar o seu nome para ‘Secretária Municipal de Proteção e Defesa da FIFA”.

No protesto, Palmeira destacou que nesta copa houve ‘uma inversão de valores, com o dinheiro público sendo investido no Mundial, sendo que  há outras prioridades para o povo brasileiro’, mas ressalta que não é contra a copa, mas sim do gasto que o poder público teve. Desta vez, o problema torna-se ainda mais localizado quando a própria secretaria de defesa do consumidor, inverte também as prioridades.

 

 

paraiba.com

Câmara Municipal de Dona Inês passa a transmitir sessão em vídeo pela internet

demétriosDesde que assumiu a Presidência da Câmara Municipal de Dona Inês, município que está no curimataú da Paraíba, que o Vereador Demétrio Ferreira (PSB), tem procurado melhorar a relação do cidadão com a Casa. Para isso disponibilizou recursos para uma reforma que garantiu mais comodidade para os visitantes, investiu no melhoramento do sistema de som e vem criando meios que possibilitam uma maior interação do cidadão com os trabalhos dos Vereadores.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Uma das últimas ações foi a transmissão das Sessões em vídeo, que pode ser acompanhada por qualquer cidadão, bastando para isso, está conectado com a rede mundial de computadores; a internet. A iniciativa visa criar uma nova opção para o acompanhamento da população ao trabalho de cada um dos vereadores que compõe o Poder Legislativo do Município. “A nossa passagem pela presidência da casa tem sido pautada pela transparência, visando dá credibilidade do nosso trabalho a população. A transmissão ao vivo pela internet em áudio e vídeo oferece mais um canal de interação com o cidadão que, se não pode está presente aqui na casa, acompanha pela internet. É isso que queremos.” Comentou Demétrio.

 

Ainda em fase de teste, a transmissão da Sessão ocorreu por meio do link http://twitcam.livestream.com/g3i64 .

 

Além desse mecanismo, um novo portal está sendo elaborado; mais dinâmico e mais interativo.

 

Os Vereadores da Câmara Municipal de Dona Inês que se reuniram na noite desta segunda-feira, 02 de Junho, em Sessão Ordinária, votaram e aprovaram os Requerimentos de Nº 023/2014 que solicita do Poder Executivo Municipal a construção do calçamento da Rua Benedito Francisco Alves, no Bairro Nova Conquista e o de Nº 024/2014 que solicita do Poder Executivo Municipal a coleta de lixo semanal para a Vilela de Nossa Senhora Aparecida (Sítio Serra do Sítio), ambos de autoria do Vereador Damásio Berto de Oliveira (PSD).

 

Foi apresentado ainda, o Projeto de Lei Nº 012/2014 de autoria do Poder Executivo Municipal que estabelece as diretrizes para elaboração do orçamento geral do município relativo ao exercício financeiro de 2013 e dá outras providências.

 

Assessoria

Uganda aprova projeto de lei que pune quem transmitir o HIV “de propósito”

aidsO parlamento de Uganda aprovou um projeto de lei que pune quem transmitir o HIV de forma “proposital”, uma criminalização que pode ter efeito reverso e incentivar os que suspeitarem de estar doentes de não fazerem exames, denunciaram nesta quarta-feira (14) ativistas e ONGs como a Human Rights Watch (HRW).

Cerca de 1,5 milhão de ugandenses têm HIV, em um país de 35 milhões de pessoas e onde 140 mil contraem o vírus ao ano — 28 mil delas, crianças infectadas pelas mães durante a gestação, de acordo com o Ministério da Saúde da Uganda.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na última década, as políticas desenvolvidas pelo país para combater o HIV se concentraram na promoção da abstinência sexual entre os jovens e a fidelidade matrimonial. O novo projeto de lei prevê multas de R$ 4.200 (US$ 2.000) e penas de prisão de até dez anos para os que contagiarem de forma “voluntária” e “intencionalmente” outras pessoas com o HIV.

Conheça os famosos portadores do vírus da Aids

A lei, que ainda precisa ser sancionada pelo presidente ugandense após sua aprovação ontem na câmara, Yoweri Museveni, também obrigará as grávidas e seus parceiros a se submeterem a exames de HIV, e permitirá à equipe médica revelar seus resultados para outras pessoas.

 

Para a coordenadora regional da Comunidade Internacional de Mulheres com HIV, Lillian Mworeko, a lei só pune os que infectam outros com pleno conhecimento de que são portadores do vírus, o que fará com que o povo não queira fazer o teste para evitar responsabilidades legais.

“Se na atualidade já há muito pouca gente que sabe se está infectado, essa cláusula desanimará os que voluntariamente quisessem saber”, explicou por sua parte o investigador ugandense Peter Mugyenyi, em declarações ao “Daily Monitor”.

Para a pesquisadora sobre a África da HRW Maria Burnett, “essa lei é um passo atrás na luta contra a aids em Uganda”.

A lei estava precisando de aprovação no parlamento ugandense desde 2010 e foi aprovada ontem apesar dos diretores dos programas de aids do Ministério da Saúde e da Comissão de aids ugandense e outros grupos independentes a rejeitaram abertamente.

“Para enfrentar essa epidemia de forma efetiva, Uganda precisa se associar aos doentes de HIV, não acusá-los, criminalizá-los e excluí-los da política”, disse a diretora da Rede de Direitos, Ética e aids de Uganda, Dorah Kiconco.

Copyright Efe – Todos os direitos de reprodução e representação são reservados para a Agência Efe