Arquivo da tag: solto

Ex-diretor da Petrobras deve ser solto até segunda e pode usar tornozeleira

paulo roberto ex-diretorApós fechar um acordo de delação premiada com a Justiça, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, preso pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, deve ser libertado até a próxima segunda-feira (29). Suspeito de envolvimento em um esquema bilionário de lavagem de dinheiro e pagamento de propina, o ex-dirigente da petroleira está preso desde junho na carceragem da PF em Curitiba.

A previsão é que, assim que for solto, Costa será conduzido em um avião da Polícia Federal para o Rio de Janeiro, cidade onde mora. Pelo acordo judicial, ele terá de permanecer em casa até ser julgado pela Justiça Federal do Paraná. Ainda não há previsão de quando ocorrerá o julgamento.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Neste período, o ex-dirigente receberá proteção policial 24 horas por dia. Ele também pode vir a ter de usar tornozeleira para facilitar o monitoramento da polícia.

Delação premiada
A delação premiada é resultado de um acordo firmado entre Costa e o Ministério Público Federal pelo qual o ex-diretor da Petrobras se compromete a colaborar com as investigações e denunciar os integrantes do esquema de pagamento de propina em contratos de empresas com a estatal. Se o ex-diretor comprovar as informações que der e a Justiça homologar o acordo, ele poderá receber benefícios, como redução de pena e a possibilidade de responder a processo em liberdade.

O teor dos depoimentos é sigiloso para resguardar as investigações, a integridade do delator e as pessoas eventualmente denunciadas por ele, até que as informações sejam devidamente comprovadas pela Polícia Federal e o Ministério Público.

Desde que começou a prestar os depoimento, no início deste mês, Paulo Roberto Costa teria denunciado a participação de deputados, senadores, governadores e um ministro no suposto esquema, segundo informou a revista “Veja”.

Quando as primeiras informações começaram a vazar na imprensa, com a citação de nomes como os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), parlamentares começaram a tentar obter o conteúdo da delação.

A CPI mista da Petrobras chegou a protocolar no Supremo pedido de acesso a “todos os documentos” relativos à Operação Lava Jato. Teori Zavascki acolheu a solicitação, mas entre as informações liberadas não estava o teor da delação de Paulo Roberto Costa. O ministro argumenta que ainda não recebeu o conteúdo das novas denúncias, já que o ex-diretor da Petrobras ainda está prestando depoimentos em Curitiba.

G1

 

Trabalhador que pegou comida do lixo é solto após passar oito dias na prisão

Foi solto na tarde da terça-feira (4) Cláudio Charles Gonçalves, funcionário da empresa Ultraserve, que presta serviços à Petrobras. O trabalhador foi preso no dia 28 de agosto acusado pela empresa de tentar levar para casa uma pequena quantidade de frango, sobra do almoço, que ia ser jogada no lixo.

Mesmo pagando fiança no valor de um salário mínimo, R$ 622,00, Cláudio Gonçalves, 33, foi preso sem ser julgado. Passou oito dias na prisão. Ele dividiu uma cela com mais doze homens, entre eles acusados de tráfico e estupro. Foi detido em casa perto de sua família e amigos. Algemado, foi levado por uma viatura da polícia e passou alguns dias no Presídio de Segurança Máxima Bangu II, para depois ser transferido para o município de Japeri (RJ).

Além dele, outros dois colegas de trabalho, Diogo Cardoso, 27, e Marcos Paulo, 24, também foram processados e levados de camburão de dentro do Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes), na Ilha do Governador, no dia 19 de julho.

Mesmo decretada a prisão preventiva dos trabalhadores, acusados também de terem “furtado” o resto de frango, eles só não foram presos porque não estavam em casa no dia em que a polícia chegou, a mando da Ultraserve, com a ordem de prisão preventiva.

A Ultraserve é uma empresa contratada pela Petrobrás responsável por servir as refeições no restaurante do Cenpes.

brasildefato

PRF lança campanha para evitar presença de animas solto em rodovias; Fiscalização deve ser intensa na PB 306

A Polícia Rodoviária Federal– PRF, lançou uma campanha que visa chamar atenção da sociedade sobre o perigo de soltar animais às margens das nossas rodovias. Segundo números da campanha, de 2008 a 2011, a presença de animais na pista de rolamento já provocou a morte de 335 pessoas no país.

A campanha lembra que deixar, ou soltar animais às margens das rodovias é crime, punível até com a detenção do responsável pelo animal. A PRF estará fiscalizando todas as rodovias, entre elas a PB 306. No mês passado pelo menos 17 pessoas se chocaram com animais deixando 5 vítimas fatais nas estradas que ligam Maturéia à Princesa Isabel.
Os motoristas que trafegam pela PB 306, que liga Princesa Isabel à Tavares, ficam cada vez mais receosos quando precisam realizar alguma viagem. Mesmo com a estrada recuperada, a preocupação dos condutores de veículos é com a grande quantidade de animais soltos nas proximidades da pista, o que aumenta o risco de acidentes. No mês de julho, 6 acidentes foram registrados, com uma vítima fatal.

Matureia1.com