Arquivo da tag: Semana

Quatro times da Paraíba jogam neste fim de semana pelo Brasileiro

Reforçado com o zagueiro Rodrigo e o atacante David Batista, o Botafogo-PB entra em campo neste sábado (10), às 17h, contra o Ferroviário-CE, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. O Belo tem duas missões neste encontro: a primeira é buscar a reabilitação e a segunda é tentar sair da faixa de rebaixamento.

Com oito pontos, em nove partidas, depois de encerrar os jogos de ida, o Botafogo perdeu para o Treze por 2 a 0, na rodada passada. Além disso, o time saiu da zona de conforto, caindo do oitavo para a nona colocação e agora ocupa a faixa de rebaixamento.
A única vitória do Botafogo na Série C aconteceu no dia 5 de setembro, quando derrotou o Imperatriz-MA, na casa do adversário. O time alvinegro acumula uma vitória, cinco empates e três derrotas.

Com base nesses números, o treinador botafoguense Rogério Zimmermann reconhece a responsabilidade que a equipe tem a partir de agora. Ele espera que, com a chegada desses novos jogadores, o Botafogo volte a ser competitivo, somando os pontos necessários, especialmente, jogando na condição de mandante.

Em Cajazeiras

Uma decisão antecipada. É assim que, Atlético de Cajazeiras e Campinense estão encarando o jogo entre os dois times, neste domingo (11), pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. O encontro de Trovão Azul e Raposa, no estádio Perpetão, é às 17h, em Cajazeiras.

Quem vencer aumenta as possibilidades de brigar pelas colocações do Grupo A3. Os dois times estão com campanhas parecidas, sendo que o Campinense soma cinco pontos, com uma vitória, depois de quatro rodadas. O Atlético tem três pontos e uma vitória, em quatro jogos.

O empate não serve para os dois times, especialmente o atleticano. Mas quem perder vai se complicar na classificação geral da competição. Por isso, o encontro deste domingo (11) ganhou uma grande importância para Atlético de Cajazeiras e Campinense.

O Campinense fracassou nas últimas duas rodadas, com uma derrota para o Guarany de Sobral por 1 a 0, no interior do Ceará. Depois, a Raposa só empatou com o Floresta-CE, em 1 a 1, no estádio Amigão, em Campina Grande.

O Atlético perdeu nas três primeiras rodadas: por 2 a 1 para o Globo-RN, em casa; depois foi derrotado pelo Sagueiro por 1 a 0, em Pernambuco, e perdeu ainda para o Floresta-CE por 1 a 0, no Ceará. Mas o Trovão conseguiu se reabilitar na competição ganhando do Guarany de Sobral-CE, por 1 a 0, no Perpetão.

No Maranhão

As duas últimas vitórias recolocaram o Treze entre os times da zona de conforto na classificação geral do Grupo A, do Campeonato Brasileiro da Série C. Ao vencer o Botafogo-PB por 2 a 0, na oitava colocação, e o Imperatriz-MA por 4 a 1, jogo atrasado da primeira rodada, o Galo da Borborema saiu do nono lugar para a sétima posição.

O time alvinegro agora soma dez pontos, com duas vitórias, quatro empates e três derrotas, sem saldo de gols. Com isso, o representante de Campina Grande ganhou uma nova motivação, por ter encerrado a fase de ida longe das últimas colocações do grupo.

A equipe do Galo da Borborema não tem descanso. Depois de vencer o Imperatriz-MA, por 4 a 1, na quinta-feira, em Campina Grande, já tem um novo encontro contra o mesmo Imperatriz-MA, neste domingo (11). O novo encontro acontece no estádio Frei Epifânio, às 18h, em Imperatriz, interior do Maranhão.

Para este compromisso, o treinador do Treze Márcio Fernandes, não vai contar com o volante Robson. O jogador recebeu o terceiro cartão amarelo. Para o setor, deverá ser escalado Bruno Menezes. O Galo tem o retorno do atacante Douglas Lima, que não atuou na rodada passada.

*Por: Franco Ferreira

 

 

Quatro times paraibanos jogam pelo Brasileirão no fim de semana

O time do Campinense será o primeiro, entre os representantes paraibanos no Campeonato Brasileiro, a entrar em campo neste fim de semana. Neste sábado (19), a Raposa joga contra o América-RN, estreando na Série D, às 16h, na Arena das Dunas, em Natal-RN. O Treze enfrenta a Jacuipense-BA, às 17h, também neste sábado (19), no Amigão, em Campina Grande pela Série C.

Para o domingo (20), mais duas equipes paraibanas estarão em campo pela competição nacional. O Atlético de Cajazeiras faz seu primeiro jogo na Série D, às 16h, no estádio Perpetão, em Cajazeiras, contra o Globo-RN. O Botafogo da Paraíba visita o Remo-PA, às 18h, no estádio Mangueirão, em Belém-PA, pela Série C.

Campinense e Atlético de Cajazeiras vão iniciar uma caminhada na Série D, fazendo parte do mesmo grupo, enquanto Treze e Botafogo da Paraíba já estão envolvidos no Brasileiro da Série C. Os botafoguenses vão para a sétima partida da competição. Os trezeanos têm um jogo a menos, pois não atuaram contra o Imperatriz-MA na primeira rodada.

Estreia da Raposa

A missão do Campinense é dobrada. O rubro-negro luta para se classificar para a fase seguinte e depois buscar a queda de um tabu: a Raposa tenta sair da Série D depois de uma década. O clube fez 16 contratações, além de aproveitar uma base das disputas do certame estadual.

O treinador Givanildo Sales está convicto de levar o Campinense aos objetivos. Ele reconhece o tamanho da missão. O grau de dificuldade já começa na partida deste sábado, contra o América, em Natal, um clube tradicional do Rio Grande do Norte. Os americanos vêm o status de terem disputado a Série A.

Mas o América é apenas um dos fortes adversários que o Campinense terá no Grupo 3 da competição. Depois, a Raposa ainda vai encarar, na primeira fase da competição, Afogados-PE, Atlético de Cajazeiras, Floresta-CE, Guarany Sobral-CE, Globo-RN e Salgueiro-PE.

Treze

O Treze também joga neste sábado contra a Jacuipense-BA, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. Com apenas dois pontos em cinco partidas, o Galo da Borborema tem dois empates e três derrotas.

O Galo vai para o terceiro compromisso na condição de mandante. Antes, foram uma derrota de 3 a 0 para o Ferroviário-CE e um empate de 2 a 2 contra o Remo-PA. Aproveitar a condição de atuar em casa é a proposta do treinador Moacir Júnior, mesmo admitindo que na Série C não tem jogo fácil, sendo mandante ou visitante.

Para este jogo, o Treze tem quatro desfalques. Não conta com o lateral-esquerdo e o meia Marcos Vinícius, ambos punidos pelo cartão vermelho. Além disso, o ala Tales e o atacante Edson Carioca estão no departamento médico. O Treze vem de um empate (1×1) com o Manaus-AM.

Estreia do Atlético de Cajazeiras

Depois de 14 anos, o Atlético de Cajazeiras volta a disputar uma competição brasileira, enfrentando o Globo-RN, neste domingo, às 16h, no Perpetão. Terceiro colocado no Campeonato Paraibano no ano passado, o Trovão Azul é um dos representantes do estado na Série D, ao lado do Campinense.

O Atlético tem como objetivo ser o primeiro clube do Sertão paraibano a chegar na nova versão do Campeonato Brasileiro Série C. Para isso, o elenco do Trovão iniciou a fase de treinamentos logo após encerrar a participação na competição estadual.

Para travar a luta pela classificação e avançar na competição, o Atlético manteve a base da equipe e contratou vários reforços. Além do Globo-RN, o Trovão Azul vai encarar na fase de grupos os times Afogados-PE, Atlético de Cajazeiras, Floresta-CE, Guarany Sobral-CE, Campinense e Salgueiro-PE.

Botafogo-PB

O Botafogo da Paraíba tenta se firmar na Série C do Brasileiro, faltando três partidas para completar os jogos de ida da primeira fase. Para o compromisso deste domingo (20), às 18h, contra o Remo-PA, o mais preocupante que encarar um adversário difícil é não contar com o goleiro Felipe. Ele pegou pena de quatro jogos de suspensão no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O meia Juninho, que cumpriu suspensão no jogo passado, volta a ficar à disposição para o compromisso deste domingo. Com isso, o time comandado por Rogério Zimmermann ganha um importante reforço para armar o esquema tático. O Botafogo vem de um empate de 0 a 0 contra o Vila Nova-GO.

Com uma campanha preocupante, ocupando a oitava colocação no Grupo A do Brasileirão, o Botafogo soma seis pontos, uma média de um ponto por rodada. São três empates, uma vitória e duas derrotas. Por isso, a missão dos botafoguenses é engordar a pontuação, nas próximas rodadas, para respirar nas partidas de volta.

*Por: Franco Ferreira

 

 

Covid-19: em uma semana, casos caem 30% e mortes, 13%

Os casos de covid-19 caíram 30% na semana epidemiológica 37 em relação à semana anterior. Já as mortes registraram diminuição de 13% no mesmo intervalo. Foi a primeira vez em que as duas curvas apresentaram uma redução acima de 10% juntas desde o início da pandemia.

A evolução das curvas de diagnósticos e óbitos relacionados à pandemia do novo coronavírus está no novo boletim epidemiológico sobre a doença do Ministério da Saúde, apresentado em entrevista coletiva hoje (17).

A semana epidemiológica (SE) 37 compreende o intervalo de 6 a 12 de setembro. A SE é uma medida empregada por autoridades de saúde para analisar o desenvolvimento de uma determinada epidemia.

Na SE 37 foram contabilizados 192.687 novos registros de casos de covid-19. Na semana anterior (SE 36), o número havia sido de 276.847. A média diária nesta última semana epidemiológica foi de 27.527. A trajetória cresceu e começou uma tendência de queda na SE 29, com uma leve recuperação entre as SE 34 e 36 e agora uma baixa expressiva.

“O Brasil vinha com platô e desde a 29ª semana epidemiológica começou a ter uma tendência de queda. Tivemos um pico no Sul na 35ª semana, mas foi por registro dos novos casos. Quando houve atualização dos casos, já se confirmou uma tendência de redução. Da 36ª para a 37 tivemos redução bastante significativa de 30%”, destacou o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo de Medeiros.

Evolução do número de novos registros de casos de covid-19 por semana epidemiológica
Evolução do número de novos registros de casos de covid-19 por semana epidemiológica – Ministério da Saúde

Já as mortes nesta semana totalizaram 5.007. Na SE 36, o número havia sido de 5.741. A média diária ficou em 715. “Quando analisamos os óbitos, estávamos com um platô por volta da 23ª, por volta da 29ª já vinha mostrando uma queda gradativa e a 36ª e a 37ª uma redução de 13%. Quando no platô tínhamos por volta de 7 mil, tivemos agora 5 mil nesta última semana”, pontuou Arnaldo de Medeiros.

Evolução do número de novos registros de óbitos por semana epidemiológica
Evolução do número de novos registros de óbitos por semana epidemiológica – Ministério da Saúde

Covid-19 nos estados

No mapa de casos, pela primeira vez o boletim epidemiológico não trouxe nenhum estado com aumento nos casos. Do total, 24 Unidades da Federação tiveram redução, sendo as mais expressivas em Santa Catarina (-79%) e Pernambuco (-43%). Permaneceram estáveis Piauí, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

No mapa de mortes, cinco estados apresentaram acréscimos nas taxas, sendo as maiores em Pernambuco (48%) e Minas Gerais (12%). Um estado ficou estabilizado (Rio Grande do Sul) e 21 Unidades da Federação tiveram queda em seus índices, sendo as mais intensas as do Amazonas (-77%) e Pará (-49%).

A maioria dos casos continuou no interior (62%), enquanto a menor parcela ocorreu nas regiões metropolitanas (38%). Já na comparação entre os óbitos, 53% ocorrem nas localidades do interior e 47%, nos grandes centros urbanos.

Variação de casos e óbitos entre as semanas epidemiológicas 36 e 37
Variação de casos e óbitos entre as semanas epidemiológicas 36 e 37 – Ministério da Saúde

Testes

Até o momento, foram distribuídos aos estados 6,6 milhões de reações de testes laboratoriais (RT-PCR). Os laboratórios públicos processaram 3,4 milhões de exames. A rede privada realizou 2,5 milhões de testes, totalizando 5,9 milhões. Já os testes rápidos (sorológicos) totalizaram até agora 8 milhões.

Veja entrevista coletiva na íntegra:

*Texto alterado às 18h51 para acréscimo de informações. 

agenciabrasil

 

Cresce nº de atendimentos de vítimas de acidentes de moto no fim de semana em JP e CG

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realizou durante o fim de semana 346 atendimentos, sendo que 166 foram considerados casos graves ou gravíssimos. Nesse período, a unidade de saúde realizou 50 procedimentos cirúrgicos de alta e média complexidade. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir das 18 horas da sexta (11) até às 7 horas desta segunda-feira (14).

Durante o fim de semana, as ocorrências envolvendo acidentes de motocicletas lideraram as entradas da emergência, com 71 casos, superando quedas (69). Outros casos de emergência registrados na unidade de saúde foram corpo estranho (40), trauma (19), agressão física (12), pancada (11), arma de fogo (11), acidente de bicicleta (nove), corte (sete), atropelamento (cinco), queimadura (quatro), arma branca (quatro), choque (três), agressão animal (dois) e acidente de automóvel (um). As demais ocorrências foram clínicas com destaques para Acidente Vascular Cerebral (12) e Acidente Vascular (quatro).

O bairro do Cristo lidera os atendimentos com 17 entradas, seguido por Mangabeira (15), Valentina (13), Mandacaru (11) e Alto do Mateus (nove). Já em relação aos municípios Santa Rita lidera com (25), Bayeux (14), Cabedelo (11), Mamanguape (seis) e Conde (seis).

Perfil – O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena atende casos de urgência e emergência, contudo, muitos procuram a instituição para atendimentos clínicos, não levando em consideração o tipo de assistência prestada pela unidade de saúde, voltada para situações de média e alta complexidade, a exemplo de vítimas de trauma (acidentes e desastres), violência, queimadura, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e hemorragias digestivas.

EM CAMPINA GRANDE

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, atendeu 409 pacientes durante o fim de semana (12 e 13.9). O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da zero hora do sábado (12) até as primeiras horas desta segunda-feira (14). Os casos envolvendo motos lideraram as entradas nos plantões, durante o período.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, dos 409 atendimentos, 82 foram vítimas de acidentes de moto. Ainda foram registrados casos de acidente de automóvel (oito), agressão física (quatro), vítimas de projéteis de arma de fogo (quatro) e arma branca (cinco), atropelamentos (três), acidentes com bicicleta (quatro) e queda (81). Os demais atendimentos médicos foram na clínica médica e na pediatria.

De acordo com relatório, o município de Campina Grande registrou 33 acidentes de motos nesse fim de semana, seguido por Lagoa Seca (cinco), Esperança (cinco), Barra de São Miguel (quatro) e Queimadas (três).

A unidade de saúde disponibiliza 298 leitos, 301 médicos, sendo 64 em regime de plantão presencial 24 horas. O hospital dispõe de seis salas no bloco cirúrgico e é referência em trauma para 203 municípios da Paraíba.

pbagora

 

 

Fim de semana tem possibilidade de chuva em três regiões da Paraíba

O fim de semana poderá ser de tempo nublado com possibilidade de chuva em três regiões a Paraíba, segundo previsão do tempo da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa-PB) para estes sábado (29) e domingo (30). Em João Pessoa, há previsão de tempo nublado, com possibilidade de chuva.

Previsão do tempo

O sábado terá máxima de 35º C e mínima de 16º C. De acordo com a Aesa, o deslocamento de umidade oriunda do Oceano Atlântico em direção à costa leste da Paraíba deverá contribuir para a ocorrência de chuvas esparsas no setor leste do estado.

O domingo terá máxima de 32º C e mínima de 19º C em todo o estado. O céu deve estar nublado e poderá chover durante o dia no Litoral e Brejo. Nas demais regiões, a previsão é para o céu limpo.

 

portalcorreio

 

Depois de 6 meses afastado, Jean Ganso volta à Guarabira FM na próxima semana

A partir da próxima segunda-feira (31), a rádio Guarabira FM terá o retorno na bancada do matutino Correio da Manhã, do radialista Jean Ganso, que volta ao trabalho depois de 6 meses afastado das atividades em razão de sucessivos problemas de saúde, tendo que ser submetido a delicada cirurgia.

O anúncio da volta de Jean foi feito na manhã de hoje pelo seu companheiro de bancada e diretor da emissora, Rafael San, que festejou a notícia e considerou que dada a circunstância do agravamento da doença de Jean, “o que houve foi um verdadeiro milagre operado por Deus na vida do Ganso”.

Jean ainda se recupera e mantém tratamento permanente, mas a evolução do pós cirúrgico e o ganho de peso que já vem ocorrendo nas últimas semanas fez com que o seu médico, Dr. Geraldo Camilo, liberasse o radialista para voltar às suas atividades, mas ainda sem muita exposição, se limitando ao horário do programa (das 6 às 9h), em estúdio. Isso significa dizer que o repórter ainda não poderá ir em busca da notícia pelas ruas da cidade, o que deverá acontecer à medida que for melhorando a sua reabilitação.

Jean Gomes, o Ganso, tem mais de 20 anos de atividade profissional. Começou como motorista na Rádio Cultura-AM, depois começou a fazer programas musicais, passou para radiojornalismo, depois trabalhou na Rádio Rural-AM até ser contratado para a Guarabira-FM, emissora afiliada do Sistema Correio de Comunicação.

Atualmente é um dos mais longevos radialistas de Guarabira, de comunicação fácil, ganhou a simpatia do público e se tornou um dos mais populares com o seu estilo peculiar de fazer rádio. O retorno de Jean é considerado também a volta da alegria e irreverência nas manhãs do rádio guarabirense.

 

portal25horas

 

 

Bananeiras inicia processo de Coleta Seletiva a partir da próxima semana

O município de Bananeiras já iniciou o descarte dos resíduos sólidos no aterro sanitário ecológico, localizado no município de Guarabira, no Brejo Paraibano. Assim, evitando danos ao meio ambiente e à saúde da população. De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, a implantação da Coleta Seletiva deve ser realizada e Bananeiras já se encaminha para dar início a coleta na próxima semana.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, a primeira medida será a inclusão dos catadores (associados ou não) no processo de limpeza urbana, que serão cadastrados pelo município para realização da coleta de materiais recicláveis. Após a finalização dos cadastros, o setor de limpeza pública e a Secretaria de Meio Ambiente fará a reorganização do horário da coleta de lixo e indicará o catador responsável por cada área.

Inicialmente, a coleta seletiva acontecerá da seguinte forma: o catador irá passar nas localidades antes da passagem do carro da coleta convencional. Por isso, é necessário que o lixo esteja devidamente separado e colocado na frente da residência.

A Prefeitura pede a colaboração da população, colocando o lixo para fora de casa apenas nos dias do recolhimento e pouco antes dos horários pré-estabelecidos. É importante reforçar que cada morador deve separar os resíduos entre secos e molhados, de preferência em sacos transparentes, caixas de papelão ou com uma identificação, para facilitar o trabalho dos catadores e evitar qualquer acidente.

Os resíduos recicláveis secos são compostos, principalmente, por metais (como aço e alumínio), papel, papelão, diferentes tipos de plásticos e vidro. Já os rejeitos, que são os resíduos não recicláveis, são compostos principalmente por resíduos de banheiros (fraldas, absorventes, cotonetes) e outros resíduos de limpeza.

Com a implantação da coleta seletiva o município diminuirá a quantidade de lixo descartado no aterro sanitário – a qual é paga uma quantia por tonelada – diminuindo gastos e pensando no meio ambiente.

Ascom – PMB

 

 

Paraíba ultrapassa uma semana com queda nos óbitos por Covid-19, mas números ainda são preocupantes

A Paraíba ultrapassou uma semana entre os estados brasileiros que apresentam queda na taxa de óbitos causadas pela Covid-19, conforme os dados do Consórcio de Imprensa. Há mais de sete dias, o Estado se mantém nas cores “azul” do mapa do Consórcio.
Além da Paraíba, estão em queda, o Rio de Janeiro, o Amapá, Paraná, Roraíma, Rondônia, Alagoas, Maranhão, Rio Gande do Norte, Alagoas, Sergipe e Pernambuco.

Apesar da redução do número de mortes, o´índice de pessoas infectadas pela doença continua subindo, e as autoridades Epidemiologia e sanitária lutam para controlar o vírus, insistindo que o isolamento social e o uso permanente de máscara e álcool em gel, ainda são medidas eficazes.

Os dados ainda são preocupantes. Desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS), decretou o novo coronavírus como uma pandemia, mais de 90 mil pessoas foram infectadas na Paraíba. Ao todo, são 90.082 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas neste domingo (9). O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 2.000 no estado desde o início da pandemia. Já são 221 cidades da Paraíba com casos registrados da doença

A Paraíba dobrou, em pouco mais de um mês, o número de mortes causadas pela Covid-19. No início julho, o estado alcançou a marca de mil pacientes que morreram pela doença, enquanto nesse domingo (9) chegou em 2 mil óbitos causados pelo novo coronavírus.
Ao todo, 145 cidades da Paraíba já registram mortes por Covid-19 até esse domingo (9).

Severino Lopes
PB Agora

 

Solânea tem recorde negativo de casos positivos de coronavírus na última semana

A Secretaria Municipal de Saúde de Solânea informa à toda população dados referentes a Covid-19 em nossa cidade. O período se refere de 12 de maio (data do surgimento do 1° caso no município) até 7 de agosto do corrente ano.

Mais uma vez batemos o recorde negativo de casos positivos numa semana.

Houve um significativo acréscimo nos casos do sexo feminino e a faixa etária com maior número de casos positivos continua entre 31 a 40 anos (ambos os gêneros). Porém, nas faixas etárias entre 21 a 30 e 41 a 50 anos os casos vem aumentando muito. Principalmente entre 21 a 30 anos.

Tivemos o surgimento de mais casos na zona rural nessa semana em relação a passada. E na zona urbana o aumento foi expressivo.

No geral, temos 62% dos pacientes recuperados da Covid-19 (264 recuperados). Porém, aumentamos e muito os casos ativos (160 no momento) nesses últimos dias. Importante salientar que já descartamos mais de 900 casos suspeitos para Covid-19 e realizamos em nosso laboratório municipal mais de 1.000 testes rápidos. Infelizmente o nosso município já contabiliza 3 (óbitos) decorrentes da Covid-19.

O mês de agosto inicia com um número expressivo de casos. Por isso devemos continuar adotando as medidas sanitárias regularmente. Não podemos relaxar um só momento. Continuemos com o isolamento e distanciamento social. Evitemos aglomerações e não dispensemos o uso de máscaras.

Governo de Solânea

Secretaria de Saúde

 

 

Polícia resgata 18 cobras em uma semana, sem feridos ou animais machucados

O Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) resgatou dezoito serpentes que apareceram em ambientes urbanos, do dia 5 até esse domingo (12), nas cidades de João Pessoa, Patos, Bayeux, Cabedelo, Conde e Lucena. Em todos os casos, nenhuma pessoa ficou ferida e nenhum animal saiu machucado. As cobras foram devolvidas ao habitat natural.

O comandante do Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb), tenente-coronel Melquisedec Lima, disse que a população tem seguido todas as orientações para casos como esses. “Aqui vai nosso agradecimento ao papel da população, que tem seguido todos os procedimentos adequados para uma situação como essa de se deparar com os animais, que é não tentar pegar, ficar mantendo apenas o contato visual e ligar para a Polícia Militar. O resultado disso é que nenhuma pessoa foi ferida e nenhum animal saiu machucado, na última semana”, destacou.

A maioria das cobras que foram resgatadas eram jiboias, mas teve também cobra-cipó, corre-campo e muçurana. A Capital lidera o ranking de resgates, com 12 casos. Em Bayeux foram dois e nos outros município foi um caso, cada.

Aparecimentos devem diminuir – Com a diminuição das chuvas, o aparecimento desses animais tende a diminuir. O aparecimento das cobras foi provocado por essa alternância de dias chuvosos com dias de sol, por elas serem consideradas “animais de sangue frio” (são aqueles que não são capazes de regular a temperatura de seu próprio corpo).

O resgate que é feito pelo BPAmb, através de chamados pelo número 190, garante a ação especializada para esse tipo de situação. Quem tenta matar os animais, além do risco que isso traz, pode responder pelo crime do artigo 29 da lei Nº 9.605, de 12 de Fevereiro de 1998, cuja pena é de detenção de seis meses a um ano e multa.

 

pbagora