Arquivo da tag: saudade

Você sente saudade ou tem obsessão pelo ‘ex’? Entenda a diferença

Lumi Mae/UOL
Lumi Mae/UOL

Há diferentes formas de encarar uma rejeição amorosa. Algumas pessoas, dotadas de boa autoestima e capacidade de resiliência, transformam o fim em recomeço. Em vez de guardar e alimentar rancor pela antiga paixão, filtram as lembranças e procuram guardar somente os momentos bons na memória.

Outras, no entanto, não conseguem digerir a frustração amorosa. Recusam-se a aceitar que a relação acabou, desenvolvem um sentimento de posse pelo “ex” ou pela “ex” e não conseguem e nem querem esquecê-lo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Telefonemas e e-mails implorando por uma reconciliação, vigília nas redes sociais e até na porta de casa ou do trabalho são algumas atitudes típicas. Mesmo que o outro deixe bem claro que não há chance de volta, não tem jeito: a pessoa desenvolveu uma obsessão, comportamento que pode atrapalhar todas as esferas de sua vida.

Motivos que levam à obsessão

De acordo com a psicóloga e terapeuta de casais Triana Portal, o perfil mais comum é o de quem sofreu várias perdas, decepções amorosas em série, traições, mas, principalmente, falta de amor dos pais na infância. “São indivíduos que apresentam uma estrutura emocional frágil, com baixa autoestima, carência e insegurança”, afirma.

Segundo a psicóloga Raquel Fernandes Marques, as obsessões também estão relacionadas à ansiedade criada em resposta a uma situação muito estressante, esmagadora e dolorosa.

De acordo com ela, uma frustração amorosa, uma família desestruturada ou ambientes de trabalho nocivos podem causar excesso de ansiedade. “A pessoa pode ficar comprometida emocionalmente e tentar buscar uma saída para fugir dessa realidade. Sendo assim, a obsessão se associa a um desejo intenso e à necessidade de preenchimento dessa privação”.

Para sobreviver ao fim da relação, há quem crie um mundo irreal, com fantasias que preencham esse vazio. Em vez de seguir em frente, a pessoa passa dias e noites pensando em seu “ex”, fazendo perguntas aos amigos, ouvindo músicas ou lendo bilhetes de quando estavam juntos.

A obsessão costuma ser determinada pelo ciúme. É um amor que alterna entre momentos de prazer e de sofrimento e que empurra a pessoa para situações doentias, como perseguir o antigo parceiro ou parceira. Nada mais interessa.

A psicóloga e educadora sexual Ana Canosa explica que obsessão é uma ideia fixa que volta à mente o tempo todo e interfere na racionalidade. “Muitas vezes, a obsessão está acompanhada de estratégias para finalidades específicas, como fazer o ‘ex’ voltar a qualquer custo, acabar com sua nova relação ou simplesmente prejudicar sua vida. Mas, às vezes, nem existe de fato a intenção de reatar, o objetivo maior é destruir”, afirma.

Obsessão x saudade

Sentir saudade de um relacionamento é natural e diferente da obsessão. É a memória de algo que aconteceu e que dificilmente voltará a acontecer da forma como foi. É a mistura dos sentimentos de perda, falta e amor.

“A saudade não abala a razão com facilidade. Você tem saudade da pessoa, das situações que viviam, da voz, do beijo, do abraço. É um sentimento que envolve carinho, ao contrário da obsessão, que se torna um aprisionamento”, diz Ana Canosa. Segundo ela, quem tem saudade reconhece o outro como alguém com vontade própria. A pessoa obcecada, por sua vez, é codependente e ainda não amadureceu.

Como se livrar da obsessão?

Se não combatida, há o risco de que a obsessão se torne perigosa, com diversos sintomas físicos e psíquicos. Muitas pessoas se envergonham ou se culpam por determinadas atitudes, podendo sofrer de ataques de pânico, dificuldades de concentração, depressão ou distúrbios alimentares e de sono. O estresse constante gera irritação, acessos de raiva e agressividade. Nos casos mais extremos, também podem ocorrer pensamentos suicidas ou homicidas.

Se você se identificou com as características obsessivas e quer se livrar desse quadro, o primeiro passo é contar com o apoio de amigos e familiares. Obsessões e compulsões podem consumir a vida da pessoa até levá-la ao isolamento social. Ao envolver outras pessoas, você se protege contra retrocessos e mantém a motivação em alta.

Em segundo lugar, tenha em mente que o processo não será fácil, mas é algo possível. Trabalhe ativamente para eliminar os comportamentos compulsivos, desafio que exige compromisso e prática diária.

“Uma boa ideia é praticar técnicas de relaxamento, como yoga, meditação, alongamento e respiração profunda. Elas aliviam o estresse e podem ajudar a reduzir os sintomas da ansiedade provocada pela obsessão”, diz a psicóloga Raquel Fernandes Marques.

As redes sociais ajudam a alimentar o comportamento obsessivo. Normalmente, as pessoas obcecadas não desenvolvem suas próprias relações, pois concentram todas as suas energias em vigiar a vida do “ex”. Também não aceitam que o antigo parceiro desenvolva nenhuma atividade que fuja ao seu controle total e absoluto e por isso se tornam “stalkers” (perseguidores, em inglês).

“A pessoa obcecada tem nas redes sociais combustível para sua obsessão. A cada foto ou post publicado ele é alimentado e, como em um vício, fica cada vez mais ansioso e preso. A pessoa busca incessantemente controlar o ex-parceiro, mesmo que virtualmente, para que ele não escape”, diz Triana Portal.

É essencial, então, manter uma certa distância, se possível, ou evitar vasculhar a rotina do “ex”. E é importante lembrar que, se o outro está tocando a própria vida, você deveria fazer o mesmo.

Buscar atividades prazerosas que amenizem a ansiedade e distraiam a mente e se valorizar, lembrando-se de realizações, capacidade e habilidades, também são formas de desviar a atenção do outro e tomá-la para si. “Toda vez que se sentir à beira de uma recaída, pensando em ligar para o ‘ex’ ou espionar a rotina dele, tente refletir sobre seu próprio valor, pensar na vida antes do relacionamento e vislumbrar um futuro mais feliz”, diz Triana.

 

Uol

Areia resgata ‘Carnaval Tradição’ e realiza 04 dias de festa da saudade

carnavalCom o objetivo de resgatar o ‘carnaval tradição’, a prefeitura municipal de Areia através da Secretaria de Turismo e Eventos, realizou quatro dias de festas durante o período carnavalesco, com a apresentação de orquestras e escolas de Samba da cidade. O evento não contratou atrações de grande porte ou bandas do momento, já que o resgate do carnaval tradição teve a finalidade de trazer de volta a alegria da população Areense, que a muito tempo estava esquecido.

Durante o evento, tivemos blocos com alunos das escolas do estado, municípios e particulares, e também A rainha do carnaval grupo moendas, orquestra, blocos os mugangas, os índios (do saudoso João pé de bolo) também, a escola de samba independentes de zé pinheiro de campina grande, as virgens da rua do bode. O carnaval da saudade, Homenageou alguns carnavalescos que fizeram e fazem parte da história dos antigos carnavais da cidade, a exemplo de Genival Medeiros e in memória seu Arthur, Eduardo silvestre, João pé de bolo, Josenildo (cocotinha) e Antônio (baiá).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A cidade durante os dias festivos foi completamente tomada por diversos turistas de outros estados, que vieram ver de perto a beleza de uma tão bela e linda cidade, e curtir o verdadeiro carnaval tradição, tanto o Prefeito da cidade Paulo Gomes como a equipe da Secretaria de Turismo na pessoa do Secretario Adriano Nunes receberam elogios de autoridades, turistas e amigos.
No final o prefeito agradeceu a cada folião e fez entrega da premiação para homenageados.

 

 

Clemilson Santos  para o Focando a Notícia

Areia resgata ‘Carnaval Tradição’ e realiza 04 dias de festa da saudade

carnavalCom o objetivo de resgatar o ‘Carnaval Tradição’, a Prefeitura Municipal de Areia, através da Secretaria de Turismo e Eventos vai realizar quatro dias de festa durante o período carnavalesco, com a apresentação de orquestras e escolas de samba em Praça Pública de 09 a 12 de fevereiro. De acordo com o prefeito Paulo Gomes, o evento não contratará atrações de grande porte ou bandas do momento, já que o resgate do carnaval tradição tem a finalidade de trazer de volta a alegria da população areiense, além de proporcionar entretenimento para os moradores que ficam na cidade durante esse período. “Estamos resgatando o carnaval tradição principalmente para contemplar a população que fica na cidade durante as festividades, assim não é necessário procurar na cidade vizinha o que nós proporcionamos aqui”, ressaltou o prefeito, que também lembra que a festa na cidade contribui até mesmo para a redução de acidentes no trânsito diante da nova Lei Seca. Além das orquestras, a prefeitura irá montar um aparelhamento de som na praça para garantir a alegria da população durante o intervalo das apresentações carnavalescas e ainda disponibilizará a estrutura necessária para acomodar todos os foliões da cidade como também toda a população que quiser prestigiar a festa.

O Secretário de Turismo, Adriano Nunes, explica que a decoração da festa primará pelo artesanato local e pela utilização de objetos confeccionados com material reciclável, tudo para proporcionar o menor gasto possível para a administração. “Estamos preparando uma grande festa com o menor custo possível, pois acreditamos que podemos realizar um evento sem que sejam necessários gastos exorbitantes e essa é a meta da nossa Secretaria de Turismo e Eventos – trabalhar com criatividade”, destacou Nunes.

HOMENAGENS – O Carnaval da Saudade ainda homenageará alguns carnavalescos que fizeram e fazem parte da história dos antigos carnavais da cidade, a exemplo de Genival Medeiros e IN MEMÓRIA Seu Arthur, Eduardo Silvestre, João Pé de Bolo, Josenildo (Cocotinha) e Antônio (Baiá).

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA Sexta dia 08/02/2013 – voltada as Escolas do Estado, Município e Particulares. Carnaval Escolar (Bloco com alunos das Escolas) Concentração a partir das 15:00hs.

Sábado dia 09/02/2013 – Abertura do Carnaval Abertura com PREFEITO PAULO a partir das 21:00hs   RAINHA DO CARNAVAL   Apresentação com GRUPO MOENDAS   ORQUESTRA   Blocos OS MUGANGAS, OS ÍNDIOS (DO SAUDOSO JOÃO PÉ DE BOLO)Domingo dia 10/02/2013   Tarde – das 14:30 as 16:30 – LOUVORZÃO COM CHAMA VIVA   16:30 GRUPO MOENDAS   17:30 BOI TORNADO DE CAMPINA GRANDE   Noite a partir das 21:00   ORQUESTRA E BLOCOS

Segunda – Feira dia 11/02/2013   Tarde – a partir das 15:00hs   ESCOLA DE SAMBA INDEPENDENTES DE ZÉ PINHEIRO DE CAMPINA GRANDE   Noite – a partir das 21:00hs   ORQUESTRA   Blocos os MUGANGAS E OUTROS

Terça – Feira dia 12/02/2013   Tarde – a partir das 15:00hs   AS VIRGENS DA RUA DO BODE   Noite – a partir das 21:00hs   ORQUESTRA   OS ÍNDIOS (DO SAUDOSO JOÃO PÉ DE BOLO)

 

 

Assessoria

Nice Almeida – Saudade, meu remédio é cantar

O ritual se repetia apenas três vezes por ano e começava pontualmente às 17h. Do quintal de casa ela, minha avó Rita, saía carregando a lenha cuidadosamente para não sujar a casa que havia passado por uma bela faxina. Nesse ritual ela reinava soberana durante quase uma hora. Ninguém se atrevia a tomar a frente daquela tarefa a qual ela fazia questão em ter exclusividade.

‘Impedido” de se intrometer, meu avó Manoel se fazia presente observando tudo de seu pequeno tamborete onde ficava sentado na calçada de casa, local onde a fogueira era  carinhosamente preparada.

A sala do meio (sala de jantar) abrigava a vitrola que num tom ameno e alegre deixava nosso rei do baião, Luiz Gonzaga, recitar seus poemas em forma de canção.

A sala da frente (sala de estar) era um verdadeiro perigo, já que as bandeirolas e os balões coloridos tentavam os netos de dona Rita e seu Manoel a correrem e pularem na tentativa de acertar o alvo: o balão localizado exatamente no centro da ornamentação. A brincadeira por muitas vezes quase nos levava a destruir o enfeite da sala levando nossa avó a loucura.

Na cozinha estava guardada a parte mais gostosa da festa. As panelas ficavam sempre recheadas de pamonha, canjica e milho cozido preparados com muito capricho.

Às 18h em ponto era chegado o grande momento. Santo Antônio, São João e São Pedro eram religiosamente homenageados com a fogueira acesa, claro, por dona Rita.

Era a partir dessa hora que a festa começava para nós, os netos, que não perdiam jamais esse momento sublime e eterno. Era chegada a hora de soltar os fogos. A minha avó Rita e o meu avô Manoel não abriam mão disso e, para garantir nossa alegria, eles compravam quilos de fogos. Na fila, cada neto era pacientemente orientado a soltar o rojão adequado para a sua idade.

Depois disso era a hora de assar uma boa espiga de milho e comer sentado à beira da fogueira comentando sobre as nossas últimas travessuras e dando muitas, muitas risadas.

Na época nós não desfrutávamos da tecnologia que dispomos atualmente. Também não entediamos, naquela ocasião, o quão importante, precioso e grandioso eram aqueles momentos.

Por isso, nada foi filmado ou sequer fotografado. Tudo está gravado apenas na nossa humilde memória. Nas nossas doces e eternas lembranças que nos trazem muita saudade.

Mesmo assim, ninguém pode dizer que me viu triste a chorar porque saudade, meu único e melhor remédio é cantar.

O texto é de inteira responsabilidade do assinante

Ibson se apresenta ao Fla, mata saudade e avisa: ‘Não sou a solução’

O reforço que Joel Santana tanto elogiou e esperava chega ao Flamengo. Na manhã desta segunda-feira, Ibson foi apresentado pela presidente Patricia Amorim como principal contratação do clube para o segundo semestre. Trata-se de um retorno. Aos 28 anos, o volante inicia a terceira passagem dele pela Gávea e assina contrato por três temporadas. Com um corte moicano, chegou ao Auditório Rogerio Steinberg acompanhado da mandatária e de dirigentes. Ao receber a camisa 7, respirou fundo e comentou.

– Estava com saudade.

O jogador, no entanto, negou que seja a saída para o fim dos problemas do time, que não jogou bem na estreia no Brasileirão, sábado, no empate por 1 a 1 com o Sport.

– Não sou a solução. Sou um jogador que veio para ajudar esse clube que está no coração de todos nós. Espero corresponder dentro de campo.

Ibson flamengo assinatura contrato (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)Ibson assina contrato de três anos ao lado da presidente  (Foto: Alexandre Vidal / Fla Imagem)

A apresentação começou com uma hora de atraso. Para marcar a volta da cria da base do Rubro-Negro, o clube preparou uma camisa comemorativa. O modelo é bem parecido com o uniforme de jogo número dois da equipe. Na frente, a peça tem o número do lado direito do peito e o autógrafo do jogador. Sobre as faixas horizontais, a frase “O bom filho à casa torna”.

Quando meu pai me ligou, disse a ele que não precisava pensar duas vezes. Pode assinar, passar a caneta.”
Ibson

Em uma das primeiras respostas, explicou a razão para escolher sair do Santos, clube que disputa a Libertadores.

– Hoje o Santos é uma das melhores equipes do Brasil, não tem o que falar. Mas quando meu pai me ligou, disse a ele que não precisava pensar duas vezes. Pode assinar, passar a caneta. Não deveria ter saído daqui, é um clube maravilhoso, minha casa, conheço todo mundo. Muito feliz por estar voltando. Espero voltar a treinar logo e estar com meus companheiros para jogar.

A presidente Patricia Amorim fez um breve pronunciamento e se retirou do auditório.

– É um momento especial, um filho querido que volta à casa. Amado, desejado pela torcida, pelos sócios e pela presidente. Uma negociação difícil, mas com a determinação do Paulo Coutinho, ajuda do Walter Oaquim, Michel Levy, agora do Zinho. Com aval do Joel, lógico. Queria agradecer ao presidente do Santos, Luiz Álvaro. A vinda do Ibson para cá reaproxima bastante o Flamengo do Santos. Quero dizer para a nação rubro-negra que essa foi uma missão cumprida. Algumas vezes achei que não seria possível, mas conseguimos, Ibson. Sabemos que era o seu desejo e é o nosso também. Seja bem-vindo, aqui é sua casa. Vivemos um momento de expectativa, você se encaixa em qualquer situação no Flamengo. Apostamos na sua chegada, vai trazer alma para o time, alegria e muita disposição.

Ibson Patrícia Amorim Flamengo (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem)Ibson volta a vestir a camisa oficial do Flamengo
(Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem)

O volante treina com o grupo à tarde, às 15h30m, no Ninho do Urubu. A reestreia de Ibson deve ocorrer no sábado, contra o Inter, pela segunda rodada do Brasileirão. A partida será no Engenhão, às 18h30m (de Brasília).

– Espero que seja neste jogo. Está tudo certo. Vou estar à disposição, mas é o Joel quem escala (risos).

Ibson também falou sobre a relação com Joel Santana, com quem trabalhou no clube em 2007, e com Zinho, diretor de futebol. Eles foram companheiros de Flamengo em 2004.

– Estou feliz por trabalhar novamente com o Papai Joel, que é uma figuraça. Quando eu voltei em 2007, ele voltou ao Flamengo, fizemos uma campanha muito boa. É um prazer também encontrar o Zinho, tive a oportunidade de jogar com ele, de aprender, e virou um amigo.

Confira mais trechos da entrevista de Ibson:

Momento ruim do time
Em 2007 eu cheguei o momento também não era bom, mas conseguimos a classificação para a Libertadores. O grupo atual é bom e vamos em busca da conquista do Brasileiro.

Ibson Zinho Flamengo (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem)Ibson fala sobre o momento do Flamengo ao lado
de Zinho (Foto: Fernando Azevedo / Fla Imagem)

Posição ideal
Eu jogo como segundo volante, mas também posso jogar como meia. O Flamengo sempre foi raça, vontade, coração na ponta da chuteira.

Ronaldinho Gaúcho
Representa muito, é uma referência para todos nós. Espero que a gente possa ajudá-lo, e que ele possa nos ajudar dentro de campo.

Chances da equipe no Brasileiro
O campeonato é longo, o Flamengo está fazendo boas contratações, montando um grupo forte, todos terão oportunidade de jogar. A gente entra com grande chance de conquistar o campeonato.

O melhor elenco do Flamengo?
Em 2004 joguei ao lado de grandes jogadores, tem um aqui do meu lado (Zinho). Agora posso trabahar novamente com ele. Em 2004 tínhamos grandes jogadores. Em 2007 e 2008, também. Que este ano a equipe possa encaixar novamente.

Convivência com Neymar
O Neymar é diferenciado como jogador e pessoa. No Flamengo, temos Ronaldinho, Love, Deivid, grandes referências. Eles vão me ajudar bastante e espero ajudá-los também.

Ficha do atleta:

Nome: Ibson Barreto da Silva
Data de nascimento: 7 de Novembro de 1983
Naturalidade: Niterói (RJ)
Altura: 1,77m
Peso: 74 kg

Globoesporte.com