Arquivo da tag: Rio São Francisco

Suspeito de furtar pedras de canal da transposição do Rio São Francisco é preso na PB

Um homem 48 anos foi preso em flagrante na tarde desta quinta-feira (30), suspeito de furtar pedras usadas no canal da transposição do Rio São Francisco. Segundo informações do delegado Cristiano Santana, o material foi furtado em um trecho da obra localizado em Monteiro, no Cariri paraibano.

De acordo com o delegado, o suspeito transportava as pedras em um caminhão caçamba. Em depoimento, ele confessou que furtava o material para uso particular.

O homem foi autuado pelo crime de furto. O delegado reforçou que quem for flagrado cometendo crimes semelhantes, deve responder judicialmente.

Foto: Edvaldo José/Arquivo pessoal

G1

 

Casal é achado abraçado após afogamento no Rio São Francisco

Um casal  morreu afogado na quarta-feira (16), no Rio São Francisco, próximo ao porto fluvial de Juazeiro, norte da Bahia, segundo o Corpo de Bombeiros. Os corpos foram achados a 10 metros da margem e a 6 metros de profundidade por mergulhadores dos bombeiros. Eles foram encontrados abraçados.

Bombeiros encontraram corpo de casal a 6m de profundidade. (Foto: Reprodução/ TV São Francisco)Bombeiros encontraram corpo de casal a 6m de
profundidade. (Foto: Reprodução/
TV São Francisco)

Segundo os Bombeiros, dois casais tomavam banho e bebiam no local, quando uma das mulheres, de 34 anos, começou a se afogar. O namorado dela, de 37 anos, tentou salvá-la, mas acabou também se afogando.

Os corpos de Patrícia da Silva e Eduardo Cruz da Silva foram levados ao Departamento de Policia Técnica (DPT), onde aguardam retirada por familiares.

Segundo o DPT, ele era natural de São Paulo (SP) e ela de Petrolina (PE). O casal trabalhava como catadores de produtos recicláveis, segundo a polícia.

A subtenente Maria Alice Pereira dos Santos, responsável pela ocorrência, alerta que a área em que os casais tomavam banho é perigosa para o banho.

“O rio em si é perigoso, porque ele é cheio de lacunas. Então quando a gente menos espera, se não souber nadar, a correnteza puxa e acontece o que aconteceu com esse casal”, disse.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Romaria celebra 20 anos de peregrinação pelo Rio São Francisco

Foto:CáritasEm outubro de 1993, chegava ao fim uma peregrinação que começou um ano antes na nascente do Rio São Francisco, em São Roque de Minas, na Serra da Canastra (MG), até a foz Piaçabuçu (AL). Eram o Frei Luiz Cappio, o sociólogo Adriano Martins, o lavrador Orlando Araújo e a irmã Conceição Menezes. A caminhada foi um marco em defesa do rio São Francisco e contribuiu para conscientizar a população ribeirinha sobre os problemas ambientais e sociais da região e da Bacia. 20 anos depois uma celebração está programada para comemorar o acontecimento.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Neste dia 15 de novembro será realizada uma romaria na foz do rio em Penedo e Piaçabuçu para celebrar o término da caminhada do bispo e dos três peregrinos. A programação começas às 9 horas da manhã na Praça da Igreja Nossa Senhora da Corrente e se estende até às 13 horas, quando os romeiros seguem até Piaçabuçu, de onde partem em barcos para a bênção da foz do Velho Chico.

Ações em defesa do São Francisco também acontecem dia 14 às 16 horas, no município de Floresta (PE), onde acontecerá a bênção da Adutora do Pajeú, que leva água do Rio São Francisco até Serra Talhada, beneficiando mais de 80 mil pessoas. O ato é uma crítica à transposição e apoio às obras de pequeno e médio porte propostas pela Agência Nacional de Águas, que realmente atendem às necessidades da população do semi-árido.

A iniciativa é da Articulação São Francisco Vivo e conta com o apoio de movimentos populares, organizações sociais e pastorais das Dioceses de Floresta (PE), Penedo (AL) e Propiá (SE), além da Universidade Federal de Alagoas. A expectativa é de reunir cerca de 1200 pessoas de todas as regiões da Bacia. Além da comemoração dos 20 anos da peregrinação, a Romaria à Foz também vai cobrar uma revitalização autêntica da Bacia e expor os atuais problemas socioambientais, como a transposição, o aumento da mineração e dos projetos de energia, além da expansão do agronegócio.

Fonte: Adital

Municípios próximos ao Rio São Francisco receberão R$ 23,8 mi para preservação

Obras_SaoFrancisco_IntegracaoA bacia hidrográfica do Rio São Francisco receberá investimentos de R$ 23,8 milhões para a recuperação de áreas de preservação permanente e implantação de parque fluviais urbanos. Os recursos também irão para a qualificação da oferta de sementes e mudas nativas da região. O edital, com duas chamadas, foi lançado nessa quarta-feira (5) pelo Ministério do Meio Ambiente.

O dinheiro é proveniente do Fundo Nacional de Meio Ambiente (FNMA), que participa com R$ 6 milhões; do Fundo Clima, com R$ 4,5 milhões; e do Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal, cuja parcela é de R$ 13,3 milhões.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, trabalhar com a Bacia do Rio São Francisco é um enorme desafio, porque explicita uma visão da biodiversidade local, “significando melhorias para a qualidade de vida da população, com inclusão social e bem-estar para a sociedade”, afirmou.

 

Chamadas

A Chamada I é um programa de capacitação voltado ao jovem do meio rural e tem o objetivo de qualificar a oferta de sementes e mudas nativas para o mercado da região de abrangência do projeto, bem como gerar alternativa de renda para o pessoal capacitado, a partir das demandas geradas com aprovação da nova Lei Florestal. O apoio financeiro incentivará a formação de pequenos negócios, a partir da implementação de unidades encubadoras, em benefício de sete sub-bacias na região hidrográfica do Rio São Francisco – bacias dos rios Moxotó, Pageú, Ipanema, Grande, Velhas, Paraopeba e Salitre.

Já a Chamada II permitirá a implantação de parques pluviais em ambientes urbanos já consolidados e destina-se à recuperação paisagística de áreas que margeiam os cursos do rio. Os projetos que concorrerão a esta chamada foram selecionados em etapa realizada nos anos de 2009 e 2010, e beneficiarão os municípios de Pirapora e Januária, em Minas Gerais; Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Xique-Xique e Juazeiro, na Bahia; Petrolina, em Pernambuco; Penedo, Alagoas; e Propriá, no estado de Sergipe.

 

Educação ambiental

Durante o lançamento das chamadas públicas, também foi lançado edital destinado à formação de agentes populares de educação ambiental na agricultura familiar e implementação de projetos comunitários de educação ambiental.

O projeto irá apoiar iniciativas orientadas para priorizar a formação de mulheres e agentes jovens, com base na Lei nº 9.795/1999, que instituiu a Política Nacional de Educação Ambiental (Pnea), considerada um componente essencial e permanente da educação nacional.

 

Integração do Rio São Francisco

O Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional é um empreendimento sob a responsabilidade do Ministério da Integração Nacional, que tem como objetivo assegurar oferta de água para 12 milhões de habitantes de 390 municípios do Agreste e do Sertão dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

A integração do Rio São Francisco com bacias dos rios temporários do Semiárido será possível com a retirada contínua de 26,4 m³/s de água, o equivalente a apenas 1,42% da vazão garantida pela barragem de Sobradinho (1850 m³/s), sendo que 16,4 m³/s (0,88%) seguirão para o Eixo Norte e 10 m³/s (0,54%) para o Eixo Leste. Nos anos em que o reservatório de Sobradinho estiver com excesso de água, o volume captado poderá ser ampliado para até 127 m³/s, aumentando a oferta de água para múltiplos usos.

O investimento do governo federal nas obras é de R$ 8,2 bilhões e resulta do acréscimo de novas condicionantes ambientais exigidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) – serão mais de R$ 900 milhões de recursos para esta área -, da revisão de obras civis em decorrência dos projetos executivos, dos gastos com eletromecânica e da supervisão e gerenciamento da obra em função do prolongamento do prazo.

As obras do projeto de integração ainda estão em andamento e, até o dia 23 de maio, apontam mais de 43% de avanço. Estão em construção túneis, canais, aquedutos e barragens. O projeto contempla ainda 38 ações socioambientais, como o resgate de bens arqueológicos e o monitoramento da fauna e flora, com investimento nestas atividades de quase R$ 1 bilhão.

 

Fontes:
Ministério de Meio Ambiente
Ministério da Integração Nacional