Arquivo da tag: Remuneração

Prefeitura na PB abre vagas em Saúde com remuneração de até R$ 4 mil

concursoA Prefeitura Municipal de Pedras de Fogo abriu inscrições para o Processo Seletivo Simplificado para contratação de dez profissionais que atuaram no Serviço de Atenção Domiciliar. Os aprovados vão receber remunerações que variam entre R$ 1,2 mil e R$ 4 mil. Veja o edital.

As vagas são para: médico (1); enfermeiro (1); fisioterapeuta (2); técnico em enfermagem (3); fonoaudiólogo (1); psicólogo (1); e nutricionista (1).

Segundo o edital, as inscrições seguem até este domingo (19). Os interessados também devem enviar cópias do currículo e do RG para o e-mail saude@pedrasdefogo.pb.gov.br.

A seleção vai ser feita por meio de entrevista presencial, entre os dias 21 e 24 deste mês, com divulgação do resultado no dia 1º de março e contratação no dia 2 de março. O período de contratação é de um ano.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Prefeitura na PB começa a inscrever para concurso com remuneração de até R$ 5 mil

concurso-publicoComeçam nesta segunda-feira (19) as inscrições para o concurso público da prefeitura de São José da Lagoa Tapada (Sertão do estado, a 462 km de João Pessoa). Ao todo, são ofertadas 39 vagas para candidatos de níveis fundamental (completo e incompleto), médio e superior.

As remunerações variam de R$ 788 a R$ 5 mil, com acréscimo de gratificações. Os interessados devem se inscrever pelo site da empresa organizadora até o dia 31 de outubro e as taxas custam de R$ 50 a R$ 80, dependendo do cargo pretendido.

Há vagas para motorista (transporte escolar e Samu), operador de máquinas pesadas, agente de combate às endemias, agente comunitário de saúde, auxiliar de serviço, fiscal de tributos, fiscal sanitário, técnico em Enfermagem, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, nutricionista, odontólogo, médico, professor de Educação Física, psicólogo, orientador social e assistente social.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A previsão é que as provas sejam aplicadas no dia 6 de dezembro, em São José da Lagoa Tapada.

 

portalcorreio

Banco do Brasil inscreve até esta segunda para 860 vagas e remuneração de R$ 2,2 mil

Walter Rafael/Secom-PB
Walter Rafael/Secom-PB

Terminam nesta segunda-feira (31) as inscrições para o concurso do Banco do Brasil, com 95 vagas para contratação imediata em cinco estado do Nordeste, sendo 14 na Paraíba. A remuneração é de R$ 2.227,26. Veja aqui o edital.

Além disso, há também 860 vagas para cadastro reserva, sendo 106 na Paraíba. A jornada de trabalho é de 30 horas semanais.

O edital descreve que, entre as vantagens, estão possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados; vale-transporte; vale-cultura; auxílio-creche; ajuda alimentação/refeição; auxílio filho com deficiência; plano odontológico; plano de saúde e previdência privada.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A inscrição só pode ser feia pela internet e termina às 23h59 desta segunda-feira (31).

Na Paraíba, as vagas são paras regiões de João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa. As provas estão marcadas para 18 de outubro.

 

 

portalcorreio

Começam inscrições para concurso do BB com vagas na PB; remuneração é de R$ 2,2 mil

Walter Rafael/Secom-PB
Walter Rafael/Secom-PB

Começam nesta quinta as inscrições para o concurso do Branco do Brasil, que oferece 14 vagas para contratação imediata na Paraíba e outras 106 para cadastro reserva. Faça aqui sua inscrição. A remuneração é de R$ 2,2 mil mais benefícios.

As inscrições fiam abertas até 31 de agosto e o candidato deve desembolsar R$ 42. O procedimento só pode ser feito pela internet, no site da organizadora. Acesse aqui o edital.

As vagas são para o cargo de escriturário, com carga horária semanal de 30 horas semanais.

Na Paraíba, as vagas são paras regiões de João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa. As provas estão marcadas para 18 de outubro.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

portalcorreio

Previdência Social abre concurso com remuneração de até R$ 6 mil

previdenciaO Ministério da Previdência Social abriu um concurso simplificado para contratação temporária de 40 profissionais com salários que variam entre R$ 1,7 mil e R$ 6.130. As vagas são de nível médio e superior e para a área do Programa de Apoio à Modernização da Gestão do Sistema da Previdência Social (Proprev – Segunda Fase).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Nível superior

Entre os cargos estão os de profissional de nível superior III / financeira; profissional de nível superior III / contratações; profissional de nível superior III / tecnologia da informação; profissional de nível superior IV / cálculo atuaria; profissional de nível superior IV / análise de legislação previdenciária; profissional de nível superior IV / análise de demonstrativos contábeis; profissional de nível superior IV / análise de investimentos; profissional de nível superior IV / análise de comprovante de repasse e parcelamento; profissional de nível superior IV / análise e tratamento de dados.

Nível médio

Outras oportunidades são de profissional de nível médio I / administrativo; profissional de nível médio II / administrativo (tecnologia da informação).

Edital e inscrição 

O edital está disponível em endereço eletrônico e as inscrições devem ser feitas através do site da organizadora até o dia 30 de janeiro de 2015. As taxas variam entre R$ 55,85 e R$ 62,83.

As provas objetivas e discursivas serão aplicadas em Brasília nos dias 14 e 15 de março. A contratação dos aprovados é de 1 ano e há chances de prolongar o contrato por até 4 anos.

 

portalcorreio

Conab abre 219 vagas, com remuneração de até R$ 5 mil e oportunidades na Paraíba

conabeA Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), mudou o quadro de vagas concurso para a seleção de candidatos com formação de nível superior. Há oportunidades em todo o Brasil, inclusive na Paraíba.

A lista de convocação será formada por 219 profissionais para o quadro de Analista, com reservas para pessoas com necessidades especiais (PNE), distribuías da seguinte forma: Administração (76); Contabilidade: (38); Direito (16); Economia (22); Engenharia Agrícola (10); Engenharia Agronômica ou Agronomia (52); Engenharia Civil (1); Engenharia Elétrica (1); Engenharia Mecânica (1); Gestão do Agronegócio (2); Auditoria (CR); e Comunicação Social (CR). Haverá formação de cadastro reserva para todas as funções.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Devido á alteração, o período de inscrição teve que ser reaberto nesta segunda-feira (9) até o 22 de junho de 2014. Essa informação, bem como outros detalhes e a inscrição podem ser conferidas pelo site da organizadora do certame. As taxas vão de R$ 42 a R$ 46.

Nível médio

Para o nível médio, há outro edital que traz vagas no cargo de Assistente, nas áreas de Nível Médio (62), Técnico Agrícola (86), Contabilidade (15), e Tecnologia da Informação (14).

O prazo de inscrição desse certame começou em 15 de abril de 2014 e vai até 25 de maio de 2014, devido à prorrogação divulgada, que posteriormente ainda foi retificada quanto à redação do caput.

As vagas abertas são para as unidades do Conab nos estados de Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

A remuneração será de R$ 2.172,63 ou de R$ 5.112,07, variando conforme a função, com jornada de até 44 horas semanais. Serão somados ainda benefícios como serviço de assistência à saúde, assistência social, seguro de vida, programa de transporte do trabalhador, auxílio-funeral, assistência educação infantil, auxílio-escola, auxílio-alimentação, Programa de Alimentação do Trabalhador – PAT e Plano de Previdência Cibrius.

 

Portal correio

MTE abre concurso com 19 vagas na PB e remuneração pode chegar a R$ 4 mil

ConcursoO Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) abre nesta quarta-feira (15) as inscrições para o concurso público de nível médio e superior em todo o país. Em João Pessoa e Patos, são ofertadas 19 vagas para o cargo de Agente Administrativo, com exigência apenas de ensino médio, salários de R$2.573,22 e carga horária de 40 horas semanais.

Há ainda vagas para o cargo de contador, com exigência de ensino superior e salários de R$ 3.981,42, incluindo benefícios.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Para se inscrever, os candidatos devem entrar no site doCespe UNB até o dia 3 de fevereiro. As taxas são de R$50 (Agente Administrativo) e R$70 (Contador). O concurso terá validade inicial de dois anos.

Consulte o edital e o quadro de vagas.

 

 

portalcorreio

UFCG abre vagas para professores; remuneração vai de R$ 5 mil a R$ 8 mil

uefcgA Universidade Federal de Campina Grande abre oito vagas para professores. A remuneração varia de R$ R$ 5.466,55 a R$ R$ 8.049,77, dependendo da titulação exigida no cargo.

Há vagas para graduados em Agronomia, Arquitetura, Ciências da Computação, Engenharia Agrícola,Engenharia Civil, Engenharia Ambiental, Engenharia Sanitária e Matemática. Os candidatos devem possuir conhecimento nas áreas objeto dos concursos.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Engenharia Rural (Desenho Técnico, Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto), Desenho para Engenharia Civil, Geotecnia, Computação para Engenharia, Cálculo, Mecânica e Recursos Hídricos.Exige-se que os candidatos possuam mestrado ou doutorado.

Para o concurso cuja área de conhecimento exigida é Engenharia Rural, as inscrições serão realizadas de 27 de janeiro a 24 de fevereiro. A taxa custa R$ 80. Para às demais áreas, as inscrições serão realizadas de 20 de janeiro a 7 de fevereiro. A taxa de inscrição custa R$ 75.

Para mais informações, acesse editais nos links abaixo:

Edital CCTA 26/2013 – Engenharia Rural (Desenho Técnico, Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto)

Edital CCTA 27/2013 – Desenho para Engenharia Civil, Geotecnia, Computação para Engenharia, Cálculo, Mecânica e Recursos Hídricos

 

portal correio

Câmara de Bananeiras aprova Plano de Cargo, Carreira e Remuneração para seus servidores

 

reuniãoA Câmara Municipal de Bananeiras aprovou, nessa terça-feira (10), o Plano de Cargo, Carreira e Remuneração para os servidores da Casa Legislativa. A iniciativa é do presidente Ramom Moreira que esteve reunido com seus funcionários para levar aos mesmos a proposta da valorização de seus profissionais.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo Ramom, a intenção é dar aos servidores da Casa Odon Bezerra uma garantia maior de seus direitos pelos serviços prestados a Câmara Municipal. “É uma maneira de valorizar ainda mais a todos aqueles que estão aqui diariamente prestando um serviço com qualidade e dedicação, isso é o mínimo que posso fazer por todos eles”, disse Ramom.

A proposta foi recebido com entusiasmo pelos servidores que passam a ter direitos garantidos com o Plano de Cargo, Carreira e Remuneração.

 

Redação/Focando a Notícia

Professores reivindicam tempo e remuneração para trabalho extraclasse

extra_horaA tecnologia, que muitas vezes trabalha a favor, também criou problemas específicos na relação professor-aluno. Lidar com os estudantes nas redes sociais, por exemplo, exige cada vez mais jogo de cintura dos docentes – e cada vez mais horas. Desta forma, a luta pela remuneração das chamadas “horas tecnológicas” entrou para a já extensa pauta de reivindicações dos mestres quando, em 2011, uma mudança na CLT equiparou o trabalho à distância ao realizado na empresa. Desde então, os professores lutam por receber pelos e-mails com dúvidas respondidos ou pelas notas divulgadas pela internet.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

As “horas tecnológicas” se tornaram comuns na jornada de trabalho dos colégios particulares de São Paulo. Na rede privada, o problema é agravado pela legislação de 1989 que garante 5% da carga horária para a realização de atividades extraclasse. Ou seja, a cada 20 horas de trabalho, apenas uma hora é reservada para preparação de aulas, correção de provas e interação com os alunos.

 

O tempo não é suficiente para dar conta das atividades agregadas ao trabalho docente com a crescente popularização da internet no País, mesmo que haja a substituição de tarefas, como a divulgação de notas on-line. “Hoje em dia, esse adicional não paga as tarefas adicionadas às funções originais do professor, como o tempo em que ele passa na internet respondendo e-mails e dúvidas dos alunos. Estamos em uma batalha para o pagamento justo dessas horas”, afirma o presidente da Federação dos Professores do Estado de São Paulo, Celso Napolitano.

 

Para ele, o ideal seria criar um padrão de três horas diárias destinadas a essas atividades. Assim, os professores precisariam se organizar para conseguir resolver as pendências nesse período, sem receber remuneração adicional se ultrapassá-lo. “Queremos que as plataformas digam por quanto tempo estamos trabalhando. Existem mecanismos para esse controle, só falta as escolas aderirem”, comenta Napolitano.

 

Rede pública
Na rede pública a situação é um pouco diferente: em tese, as atividades extraclasse não devem ultrapassar um terço da carga horária. Apesar de um menor uso das novas tecnologias no trabalho e na relação com os alunos do que nas escolas particulares, os educadores da rede pública e os sindicatos de São Paulo reclamam que outras tarefas fora do colégio tomam mais tempo do que esse um terço. Em outros Estados, também há desrespeito da jornada de trabalho – além do não cumprimento do piso nacional para 40 horas, de R$ 1.567.

 

Em São Paulo, mesmo pagando acima do piso aos professores – R$ 2.257,84 -, se ultrapassa a jornada de 40 horas em função da alta demanda de atividades extraclasse. “Essa é uma das nossas lutas. O Estado não está garantindo os direitos. Essa Lei está sendo interpretada de maneira diferente por cada gestor”, afirma o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE), Roberto de Leão. A Secretaria de Educação de São Paulo, por sua vez, garante que a lei é cumprida em todo o Estado, mesmo admitindo que não existe fiscalização.

 

Jornada estafante
Professora de Língua Portuguesa da rede estadual há mais de 30 anos, Dalva Santos conta que chegou a passar madrugadas preparando as aulas, já que trabalhava cerca de 12 horas por dia. “Eu acabava utilizando o meu horário de lazer e descanso para realizar essas atividades, que estão previstas na Lei”. A professora, que passou quase nove anos com uma média de 52 horas-aula por semana, diz que levava cerca de duas horas para preparar as aulas e corrigir as avaliações diariamente.

 

Para ela, o cumprimento da legislação é primordial para um bom desenvolvimento do trabalho do professor. “Depois que eu diminuí minha carga horária, consegui realizar cursos de capacitação, oferecidos pela própria Secretaria de Educação. Antes era praticamente impossível”, relata.

 

Mesmo acreditando que o percentual ideal para a realização de atividades fora da sala de aula seja de 50%, os professores e sindicatos afirmam que, antes de qualquer coisa, precisam ser respeitados os 30% previstos na Lei. “A solução é a implantação imediata da Lei do Piso, que também trata da jornada de trabalho. As escolas precisam entender que esse não é um tempo em que o professor fica sem fazer nada. É um momento para ele se atualizar e se capacitar”, ressalta Leão.

 

Cartola – Agência de Conteúdo – Especial para o Terra