Arquivo da tag: rebaixamento

Botafogo-PB fica no empate com o Remo e segue perto da zona de rebaixamento

O Botafogo-PB conseguiu arrancar um empate com o Remo-PA por 0 a 0 neste domingo, no Estádio Mangueirão, em jogo válido pela sétima rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro.

O resultado, no entanto, não foi bom para o time paraibano, já que permanece à frente do Treze, penúltimo colocado na zona de rebaixamento. O Belo chegou aos sete pontos na tabela. Já o Remo segue no G-4, com 10 pontos ganhos.

Na partida deste domingo em Belém, o Bota foi melhor que o adversário paraense em quase todo o confronto, mas errou demais na finalização e abusou dos cruzamentos à área.

O Leão Azul paraense cresceu no final do confronto, pressionou após a expulsão do zagueiro Donato, entretanto, uma testada certeira de Eduardo Ramos parou em uma grande defesa do goleiro Samuel, um dos destaques do embate.

Na próxima rodada, o Botafogo-PB enfrenta o Paysandu, sábado, no Estádio Almeidão. Por sua vez, o Remo recebe o Manaus-AM, no domingo.

O JOGO

A primeira chegada perigosa aconteceu aos 11 minutos e foi com a equipe dona da casa. Marlon cruzou na cabeça de Gustavo Hermel, que colocou no canto do goleiro botafoguense, que fez grande defesa para evitar o primeiro gol do jogo.

Bem organizado em campo, o Belo procurava as saídas em velocidade e em uma dessas jogadas, aos 18 minutos, Lohan recebeu na área e finalizou na trave, mas a arbitragem assinalou impedimento no lance.

Em sua especialidade, o chute de fora da área, o lateral-esquerdo Marlon soltou a bomba aos 28 minutos e tirou tinta da trave direita do time paraibano.

Perto do fim da primeira etapa, a melhor chance do Botafogo-PB veio em um chute cruzado de Juninho, que por pouco não é desviado por Lohan, e acabou cruzando toda pequena área.

Foto: Ascom/Remo

Segundo tempo

Depois do intervalo a equipe pessoense seguia bem organizada e sem ceder espaços para o Remo atacar. Mazola Júnior mexia na sua equipe em busca de alternativas, mas não conseguia furar a boa postura botafoguense no gramado.

Juninho reabriu os trabalhos para o Botafogo-PB aos 8 minutos, quando passou pelos zagueiros e tocou para Lohan, mas a bola foi com muita força.

E aos 19, o Belo chegou a balançar a rede com Lohan após cobrança de escanteio, mas o árbitro Alinor Silva da Paixão havia marcado um empurrão do atacante em Gilberto Alemão antes, e anulou o gol.

Dois minutos mais tarde, Marlon bateu da entrada da área e a bola quase passou por baixo das pernas de Samuel Pires, mas o goleiro se recuperou e agarrou a pelota.

Por volta dos 24, Zimmermann mexeu no Belo colocando Léo Moura e Dico nas vagas de Higor Leite e Ramon.

A torcida do Botafogo-PB ficou de cabelo em pé aos 34 minutos, quando Eduardo Ramos cobrou escanteio da esquerda e Fredson subiu livre para cabecear. A bola foi no canto esquerdo de Samuel Pires, que só olhou e torceu, e acabou passando a milímetros de seu poste.

Na reposição do lance, o Belo perdeu a bola, que ficou com Tcharlles perto da área. Donato parou a jogada com falta, recebeu o segundo amarelo e foi para o chuveiro mais cedo, deixando a equipe com um jogador a menos.

O Remo pressionava devido a vantagem numérica e em cruzamento de Marlon, aos 42, Eduardo Ramos cabeceou firme no canto esquerdo, mas o goleiro do Belo fez excelente defesa e salvou o time pessoense.

Com o empate, o Botafogo-PB chegou aos 7 pontos e continua na oitava colocação, com quatro pontos e um jogo a mais que o Treze, primeiro time na zona de rebaixamento, e dois pontos atrás do Jacuipense-BA, quarto colocado. Outro paraense será o próximo adversário do Belo. No sábado (26), o time enfrenta o Paysandu no Mangueirão.

Por sua vez, o Remo fica na terceira posição da chave, com 10 pontos. Na oitava rodada o clube vai receber o Manaus, no domingo (27).

Ficha técnica

Remo 0 x 0 Botafogo-PB

Campeonato Brasileiro da Série C 2020
Grupo A – 7ª rodada
Estádio: Mangueirão (Belém)

Arbitragem: Alinor Silva da Paixão, Marcelo Grando e Fernanda Kruger. Todos do Mato Grosso.

Gols:
Cartões amarelos: Gilberto Alemão, Tcharlles, Fredson, Eduardo Ramos (R); Donato, Marcos Martins (B)
Cartão vermelho: Donato (B)

Remo: Vinícius, Rafael Jensen, Fredson, Gilberto Alemão, Marlon; Charles, Lucas Siqueira, Carlo Alberto (Eduardo Ramos), Hélio (Dioguinho); Gustavo Ermel (Wallace) e Tcharlles. Técnico: Mazola Júnior.

Botafogo-PB: Samuel Pires, Marcos Martins, Donato, Marcelo Xavier, Christianno; Vitinho, Juninho (Erivélton), Rodrigo Andrade, Higor Leite (Léo Moura); Ramon (Dico) e Lohan (Luís Gustavo). Técnico: Rogério Zimmermann.

* Com Vozdatorcida

 

 

Série C: Treze não sai do 0 a 0 com o Jacuipense e continua na zona de rebaixamento

O Treze empatou em 0 a 0 com o Jacuipense, no estádio Amigão em Campina Grande na tarde deste sábado (19). Com o resultado, o galo continua na zona de rebaixamento, enquanto o time de Riachão de Jacuípe se mantém em quarto na tabela de classificação do Grupo A.

O clube paraibano tem três pontos, conquistados em três empates em seis jogos. No próximo sábado (26), o Treze enfrenta o Vila Nova, em Goiás.

A equipe tem um jogo a menos, devido à contaminação de jogadores do Imperatriz, válido pela primeira rodada.

 

Foto: Divulgação / Treze FC

paraiba.com.br

 

 

Rodada decisiva do Brasileirão define rebaixamento do Cruzeiro; Ceará permanece na elite

A última e decisiva rodada do Campeonato Brasileiro de futebol definiu o rebaixamento do Cruzeiro à série B, no próximo ano. Esta é a primeira vez que o time mineiro disputa a segunda divisão do futebol brasileiro.

Precisando vencer o Palmeiras e torcer por um tropeço do Ceará, o Cruzeiro não conseguiu superar o time paulista e sofreu mais uma derrota por 2 a 0. Os mineiros ainda viram o ‘Vozão’ arrancar um empate em 1 a 1 diante do Botafogo carioca, o que mantinha os cearenses na 1ª divisão independente de qualquer outro resultado. Os outros três times rebaixados são o Avaí, Chapecoense e o CSA.

Campeão por antecipação, o Flamengo terminou o campeonato com 90 pontos, recorde absoluto da competição desde que o torneio foi realizado com 20 clubes na modalidade de pontos corridos.

Com o fim do Brasileirão e a queda da Raposa, agora apenas três clubes nunca foram rebaixados à série: Flamengo, Santos e São Paulo.

Confira os resultados:

Internacional 2 x 1 Atlético Mineiro

Cruzeiro 0 x 2 Palmeiras

Fortaleza 2 x 1 Bahia

Corinthians 1 x 2 Fluminense

Santos 4 x 0 Flamengo

Vasco 1 x 1 Chapecoense

Botafogo 1 x 1 Ceará

Avaí 0 x 0 Athlético-PR

Goiás 3 x 2 Grêmio

CSA 1 x 2 São Paulo

 

 (Foto: Divulgação / Cruzeiro)
paraiba.com.br

 

 

Treze empata, escapa do rebaixamento da Série C e acaba sonho de acesso de Botafogo (PB)

Em uma arrancada impressionante, o Treze escapou do rebaixamento da Série C do Campeonato Brasileiro. Numa rodada emocionante e cheia de expectativas, o Galo só precisou empatar em 2 x 2 com o Bota para fugir da “degola”. É que o ABC venceu o Globo por 2 x 0, e também afundou o time do Rio Grande do Norte.

Foi um jogo eletrizante, com dois pênaltis e muitos gols, pela última rodada da fase de grupos da Terceirona. Com o resultado, o Treze ainda acabou com o sonho de classificação do Botafogo, e consequentemente, de continuar a luta pelo sonhado acesso para a Série B 2020.

Eduardo, de pênalti, depois de desperdiçar uma cobrança minutos antes, abriu o marcador para o Treze aos 14 da etapa inicial. Júlio Pacato fez o segundo do time do bairro de São José. Nando e Clayton marcaram os gols do Botafogo.

As combinações que o Botafogo-PB precisava para passar de fase aconteceram, mas o time da Capital não fez a sua parte. O Bota ficou a um gol da classificação.
O Galo terminou a Série C em oitavo lugar com 19 pontos, enquanto o Belo encerrou a sua participação na competição nacional em sexto lugar com 25 pontos.

Náutico, Sampaio Correia, , Imperatriz e Confiança obtiveram a classificação no Grupo A e seguem firmes no sonho do acesso para a Série B.

Severino Lopes
PB Agora

 

 

Treze bate o Confiança fora de casa e deixa a zona de rebaixamento na Série C

O Treze está mais vivo do que nunca.

Jogando fora de casa, no estádio Batistão, em Aracaju, o Galo venceu o Confiança por 1 a 0, com gol marcado por Diego Ceará, em jogo válido pela décima sétima rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. O placar tira, ao menos momentaneamente, o alvinegro da zona de rebaixamento, e o time pode entrar em campo na última rodada dependendo apenas de si para garantir a permanência na terceira divisão.

A vitória do Treze mantém o Botafogo-PB vivo na briga por uma vaga no G4. Confira a tabela de classificação.

A partida começou muito truncada, aparentemente com as duas equipes sentindo bastante a importância da peleja. O Confiança tinha mais a bola, mas pouco oferecia perigo. Apenas aos 3 e aos 28 minutos, em jogadas de Thiago Ennes, em um chute de fora da área, e Marcelinho, que bateu de longe, a bola chegou perto da meta trezeana.

Com poucas oportunidades criadas pelas duas equipes, a maior agitação na primeira etapa veio do lado de fora de campo. Isto porque, aos 29 minutos, o auxiliar-técnico Gabriel Teixeira recebeu cartão vermelho e precisou se retirar do campo de jogo.

Antes do intervalo, aos 46 minutos, o time Proletário assustou Paulo Wanzeler com um chute de Renan Gorne, que ainda triscou na trave antes de cruzar a linha de fundo e ir para fora.

Segundo tempo

A segunda etapa tinha um panorama parecido com a primeira. Jogo de pouca inspiração e muita briga.

Para mudar o quadro, os treinadores começaram a fazer mudanças. No Galo, Celso Teixeira sacou, primeiro, Marcelinho Paraíba para colocar Bismarck, e depois Maxwell Samurai deu lugar para Diego Ceará.

E a segunda mexida, principalmente, deu resultado. Aos 32 minutos, após vacilo da defesa sergipana, Diego Ceará aproveitou para mandar a bola para as redes e abrir o placar para o Galo da Borborema.

Com a vitória, a primeira fora de casa do Galo desde o triunfo por 3 a 1 diante do Caxias, no jogo do acesso da Série D, o Treze chegou aos 18 pontos e ultrapassa o Globo-RN, que joga às 18h, assumindo a oitava colocação e deixando a zona de rebaixamento. Na rodada derradeira, no próximo sábado (24), o alvinegro faz o Clássico Tradição com o Botafogo-PB, no Amigão.

O Confiança segue com 25 pontos e caiu para a quarta colocação. Também no sábado (24), o Proletário pega o Ferroviário-CE, fora de casa, com ambas equipes lutando por uma vaga no mata-mata.

Fonte: Equipe @Vozdatorcida

 

 

Treze cai diante do Confiança e fica na zona de rebaixamento

O clima de tensão prometia tomar conta do Estádio Amigão na tarde deste domingo e dar um resultado favorável ao Galo da Borborema diante do Confiança, porém o Treze não resistiu as ofensivas do adversário e perdeu a partida, permanecendo na zona de rebaixamento no Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C. O duelo foi válido pela oitava rodada.

Na zona de rebaixamento, com seis pontos, o Treze vinha de uma derrota para o Ferroviário, por 3 a 2, fora de casa. O Confiança tinha dois pontos a mais e é era o sétimo colocado. O Dragão vinha de quatro jogos sem derrota até perder para o Santa Cruz, por 3 a 1, na última rodada.

A partida terminou 3X1 para o Confiança. Com gols de Rafael Vila, Thiago de Freitas e Everton Amador pelo Confiança e Thiago Ennes pelo Galo. Assim o Galo terminou com 6 pontos na penúltima posição contra 11 do Confiança.

 

pbagora

 

 

Treze recebe o Confiança em busca de sair da zona de rebaixamento

Jogar com a responsabilidade de conquistar os três pontos para sair da zona do rebaixamento e não ficar muito distante dos primeiros colocados. Este é o lema do Treze, para o jogo deste domingo (16), às 16h, contra o Confiança-SE, no estádio Amigão, em Campina Grande. A partida vale pela oitava rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Os dois times têm campanhas parecidas.

Durante toda a semana, o treinador Flávio Araújo fez mistério comandado os treinamentos com os portões fechados para imprensa e torcida, tanto no Presidente Vargas, como no estádio Amigão. Com isso, o comandante alvinegro procurou trabalhar tranquilo, fazendo uma série de observações pra escolher a melhor formação do time que vai começar o jogo.

Ao longo da Série C, depois de sete rodadas, Flávio Araújo mudou a formação e até agora não conseguiu se conformar com o futebol apresentado. Com seis pontos ganhos, o Treze venceu apenas uma vez e empatou outras três, perdendo três partidas. Reclama o comandante técnico do Galo da Borborema, que o time joga bem, mas não vence.

Para começar a partida, o treinador Flávio Araújo não oficializou a formação titular, mas o Treze deve começar o jogo com Mauro Iguatu, Thiaguinho, Júlio Pit, Anderson Penna e Silva; Carlos Coppetti, Diego Silva, Júlio Pacato e Marcelinho Paraíba; Eduardo e Gil.

O Confiança tem problemas para o jogo. O volante Amaral não treinou durante a semana e passou a ser dúvida para o treinador André Paulista. Os atacantes Ari Moura e Bruninho, os meias Talisson e Felipe Lima também estão no departamento médico.
O árbitro é Paulo Cesar Zanovelli da Silva (MG), com Marcus Vinicius Gomes (MG) e Marcyano da Silva Vicente (MG) como assistentes.

*Por Franco Ferreira, do Jornal CORREIO

 

 

 

Sport se salva do rebaixamento na última rodada; veja resultados da Série A

Créditos: Aldo Carneiro / Futura Press

O Campeonato Brasileiro 2017 foi encerrado neste domingo (3). Com todos os jogos iniciados às 17h, os 20 participantes entraram em campo para a definição dos últimos classificados para a Libertadores do próximo ano, assim como dos times que irão disputar a Série B em 2018. O campeão foi o Corinthians, que confirmou o título na 35ª rodada.

Classificados para a Libertadores

Com os resultados deste domingo, estão garantidos na fase de grupos da Libertadores os seis primeiros colocados da Série A: Corinthians, Palmeiras, Grêmio (campeão da Libertadores desse ano), Santos, Cruzeiro (campeão da Copa do Brasil) e Flamengo. Para a fase prévia da competição, se classificaram Vasco e Chapecoense.

Na Ilha do Retiro, o campeão Corinthians visitou o Sport, que venceu por 1 a 0 e se livrou do rebaixamento. O único gol do jogo foi marcado por André, aos dez minutos do segundo tempo. Mena tocou para Diego Souza, que viu Cássio fora do gol, e devolveu para o lateral mandar na cabeça do centroavante: 1 a 0. Com 45 pontos, o Leão ficou no 15º lugar e se manteve na elite do futebol brasileiro no ano que vem. O Timão encerrou a campanha vitoriosa com 72 pontos.

No Barradão, o confronto entre Vitória e Flamengo também era decisivo para os dois times. O triunfo por 2 a 1, com gol de pênalti aos 50 minutos do segundo tempo, garantiu o time carioca na sexta posição, com 56 pontos. E, com os resultados dos outros jogos, o Leão escapou do rebaixamento e ficou em 16º lugar, com 43. O primeiro gol foi dos baianos, marcado por Carlos Eduardo. Depois, Rafael Vaz deixou tudo igual para os cariocas, e Diego, de pênalti, fechou o triunfo.

O Palmeiras ficou com a vice-liderança, com 63 pontos, mesmo perdendo por 3 a 0 para o Atlético-PR, 11º colocado, com 51. Os gols da partida foram de Ribamar, Ederson e Sidcley.

Quarto colocado, com 62 pontos, o Grêmio perdeu por 4 a 3 para o Atlético-MG, no Independência. Jean Pyerre, Pepê e Batista marcaram para o time gaúcho. Elias, Otero (duas vezes) e Fred fizeram os gols do Galo, que ainda pode ir para a fase prévia da Libertadores no caso de o Flamengo ser campeão da Sul-Americana.

Jogando em São Januário, o Vasco ganhou da Ponte Preta por 2 a 1 e se garantiu no G-8, ocupando o sétimo lugar, com 56 pontos. Os gols da vitória foram dos garotos da base Paulinho e Mateus Vital. Lucca descontou para a Macaca, que já estava rebaixada e terminou o campeonato na 19ª posição, com 39 pontos.

Também de olho em uma vaga na fase prévia da Libertadores, o Botafogo empatou em 2 a 2 com o Cruzeiro, no Nilton Santos, e acabou descendo para o décimo lugar, com 53 pontos. Os gols do Alvinegro foram de Brenner e Ezequiel. Thiago Neves e Arrascaeta marcaram para a Raposa, que ficou em quinto lugar, com 57.

O São Paulo, que podia ter chances caso houvesse um G-9, acabou ficando em 13º lugar, com 50 pontos, após o empate em 1 a 1 com o Bahia, no Morumbi. Brenner abriu o placar para os paulistas, e Éder empatou para os baianos, que ficaram na 12ª posição, com 50.

Definição dos times rebaixados

A rodada definiu os dois últimos rebaixados da Série A. Além de Atlético-GO e Ponte Preta, também disputarão a Série B no ano que vem Coritiba e Avaí.

O Coritiba visitou a Chapecoense, na Arena Condá, e perdeu por 2 a 1. O Coxa saiu na frente com gol de Kléber Gladiador e depois viu a Chape virar com gols de Elicarlos e Túlio de Melo, aos 49 minutos do segundo tempo. Com os resultados na rodada, a equipe alviverde terminou a competição na 17ª posição, com 43 pontos. A Chapecoense, com 54, ficou na oitava posição e também está na pré-Libertadores.

Na Vila Belmiro, Santos e Avaí empataram em 1 a 1. Copete abriu o placar para o Peixe, que ficou com a terceira posição, com 63 pontos. Pedro Castro deixou tudo igual para o Leão catarinense, que ficou em 18º lugar, com 43 pontos.

No Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, Atlético-GO e Fluminense também ficaram no 1 a 1. Wendel marcou para o Flu, que encerrou sua campanha na 14ª posição, com 47 pontos. O Dragão, com 36, terminou na lanterna.

CBF

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Clubes vão ceder atletas e pedem 3 anos sem rebaixamento para Chapecoense

chapecoenseOs principais clubes brasileiros iniciaram um movimento para reerguer a Chapecoense após o trágico acidente aéreo que vitimou 75 pessoas na madrugada desta terça-feira (29). Embora a prioridade seja a de prestar todo o apoio aos familiares, discussões em relação ao futuro esportivo do clube catarinense estão em curso.

Os departamentos jurídicos dos clubes estão em negociação e uma nota foi divulgada. A cessão de jogadores sem custo para a temporada 2017 foi definida. Os clubes também sugeriram que a Chapecoense não seja rebaixada nas próximas três edições do Campeonato Brasileiro caso termine entre os quatro últimos colocados.

“O Flamengo prestará todas as homenagens e fará questão de participar do esforço para reerguer a Chapecoense. Vamos nos concentrar agora em ajudar as famílias e cuidar dos feridos”, afirmou o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

Todos os principais clubes se manifestaram sobre a tragédia. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) acompanha tudo com o diretor geral de competições, Manoel Flores. Até o momento, Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos e Portuguesa assinaram o manifesto.

Confira a nota divulgada pelos clubes:

Neste momento de perda e de profunda tristeza, nós, presidentes dos clubes brasileiros que publicam esta nota, gostaríamos de manifestar nossos mais sinceros sentimentos de pesar e solidariedade à Associação Chapecoense de Futebol e seus torcedores, e em especial às famílias e amigos dos atletas, comissão técnica e dirigentes envolvidos na tragédia ocorrida na madrugada desta terça-feira (29).

Mesmo cientes dos prejuízos irreparáveis provocados por este terrível acontecimento, os clubes entendem que o momento é de união, apoio e auxílio à Chapecoense.

Neste sentido, os clubes anunciam Medidas Solidárias à Chapecoense, que consistirão, dentre outras, em:

(i) Empréstimo gratuito de atletas para a temporada de 2017; e
(ii) Solicitação formal à Confederação Brasileira de Futebol para que a Chapecoense não fique sujeita ao rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro pelas próximas 3 (três) temporadas. Caso a Chapecoense termine o campeonato entre os quatro últimos, o 16º colocado seria rebaixado.

Trata-se de gesto mínimo de solidariedade que se encontra ao nosso alcance neste momento, mas dotado do mais sincero objetivo de reconstrução desta instituição e de parte do futebol brasileiro que fora perdida hoje.

Uol 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Ricardo aciona justiça contra rebaixamento da PB: União deixou de repassar R$ 270 milhões

ricardo_coutinhoApós divulgação do relatório do Tesouro Nacional, que apontou diferença entre dados fornecidos pelos estados em relação ao endividamento, ao gasto com pessoal e ao déficit da previdência dos servidores locais, e, que especificamente a Paraíba teria deixado de fornecer informações sobre pertinentes aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o governador Ricardo Coutinho (PSB) decidiu que vai acionar a Justiça contra essa decisão do Tesouro pelo rebaixamento fiscal do Estado da Paraíba.

Ricardo deve dar mais informações sobre o assunto durante o programa Fala, governador desta segunda-feira (24), na rádio Tabajara.

De acordo com o secretário de Estado da Comunicação Institucional Luiz Tôrres, o rebaixamento se deu sob alegação de que o Estado ultrapassou os limites da LRF sobre gasto com pessoal. Mas, o índice atual é resultado da drástica queda nos repasses do FPE por parte da União.

Somente em 2016, a Paraíba registrou R$ 270 milhões a menos no repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE) em comparação ao ano de 2015, que já havia registrado quedas. “Ou seja, a União derrubou o repasse do FPE e comprometeu a receita, refletindo nos limites. Lembrando que nos demais quesitos, como inadimplência junto à União, a Paraíba manteve a regularidade de equilíbrio fiscal”, argumentou.

paraiba.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br