Arquivo da tag: rato

Menina de 4 anos morre após ingerir veneno de rato, na Paraíba

Uma menina de 4 anos morreu na tarde da quinta-feira (22) após ingerir veneno de rato, em Patos, no Sertão paraibano. De acordo com a direção do Hospital Infantil Noaldo Leite, para onde a criança foi levada, a mãe da menina relatou que a criança teria encontrado o veneno na rua. Ingrid Vitória Laurentino Lopes de Oliveira chegou a receber atendimento médico, mas não resistiu e morreu na unidade de saúde.

Segundo relato da mãe de Ingrid Vitória aos médicos, na tarde da quarta-feira (21) a menina estava fora de casa quando pegou algo do chão e colocou na boca. Minutos depois a criança teria passado mal e foi socorrida e levada para o hospital, onde foi constatado que ela havia ingerido veneno de rato.

Conforme o diretor clínico do hospital, Eulâmpio Dantas, a criança deu entrada na unidade de saúde por volta das 19h39 da quarta-feira (21). “Ela deu entrada com um histórico de que, duas horas antes, teria ingerido veneno de rato. A mãe contou que a menina encontrou o ‘chumbinho’ na rua, pensou que era uma balinha e engoliu”, relatou.

O diretor clínico do hospital disse que foram feitos os cuidados médicos iniciais na criança. “Houve o atendimento inicial, depois a criança teve um rebaixamento do nível de consciência, dando entrada na UTI, após isso ela foi entubada e foram feitos os procedimentos pra estabilizar. Na tarde da quinta-feira (22), ela apresentou um quadro de sangramento digestivo e veio a óbito”, explicou Eulâmpio Dantas.

Mostra do veneno entregue à polícia

Ainda segundo o hospital, a mostra do veneno que a criança ingeriu foi encaminhada para a Central de Polícia Civil de Patos. Na manhã desta sexta-feira (23), o delegado Ronis Feitosa informou ao G1 que o caso está sendo apurado pela Delegacia Seccional da cidade. “Apesar de não haver denúncia, a polícia recebeu o material e está fazendo diligências para esclarecer o caso”.

Foto: Rafaela Gomes/TV Paraíba

G1

 

Rato é domesticado e usado para traficar drogas em presídio do TO

Rato foi encontrado em presídio do Tocantins durante vistoria (Foto: Divulgação)
Rato foi encontrado em presídio do Tocantins durante vistoria (Foto: Divulgação)

Um rato foi domesticado por presos para fazer a entrega de drogas e outros objetos ilícitos dentro do Presídio Barra da Grota, em Araguaína, norte do Tocantins. Segundo o diretor do presídio, Gean Carlos Gomes, o animal fazia a “ponte” entre um pavilhão e outro. Um vídeo divulgado por agentes mostra que o animal aceita até cafuné na cabeça. O bicho foi encontrado durante uma operação da Polícia Civil na última sexta-feira (30)..

“Eles amarraram uma linha de crochê no rabo do rato e usavam ele para levar [drogas e outros materiais] de um pavilhão ao outro. Quando o animal chegava no destino, o preso pegava o rato e puxava o cordão com os objetos”, explicou o diretor.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Trouxas de drogas encontradas em presídio do TO (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Trouxas de drogas encontradas em presídio do TO
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Segundo ele, o animal servia para possibilitar a comercialização de drogas. Durante a operação, realizada no pavilhão A do presídio, também foram apreendidas 29 trouxas de maconha e 23 de cocaína. O rato foi encontrado quando os agentes passaram por outro pavilhão e se depararam com o animal andando pelo local com a linha amarrada no rabo.

“Os agentes acompanharam a movimentação do bicho e após a captura veio a surpresa de que o rato estava domesticado e aceitava até cafuné.”

Ainda segundo o diretor, o rato foi libertado em um matagal que fica perto da prisão. Além disso, as imagens do pavilhão estão sendo analisadas para saber quem era o dono do animal.

Rato foi encontrado em presídio do Tocantins durante vistoria (Foto: Divulgação)Rato foi encontrado em presídio do Tocantins durante vistoria (Foto: Divulgação)

G1

Alagoa Grande: menino não comeu rato e recebeu dinheiro para posar

(Foto: Joab Freire / Nordeste1)
(Foto: Joab Freire / Nordeste1)

“Come não, senhor, é tudo calúnia que estão inventando [sic.]”, disse José Roberto dos Santos Souza, irmão e responsável pelo menor, de 14 anos, que aparece exibindo ratos numa reportagem publicada no início do mês um site de Alagoa Grande, no Brejo e ganhou repercussão em todo o Estado. Segundo o tutor, a criança recebeu o equivalente a R$ 15 para posar para foto.

Após o prefeito Hildon Régis ter apontado nesta terça-feira (07) distorções na história publicada pelosite Portal AG1 (Portal do Júlio), o Nordeste1 foi nesta quarta (08) até o Sítio Tambor ouvir a família para esclarecer a história.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Órfão de pai e mãe, o menor vive sob a guarda do irmão José Roberto, que trabalha na construção civil em João Pessoa. Ele disse que o irmão jamais comeu rato e que foi pago para aparecer na imagem. “Parece que ele primeiro ele botou R$5 depois mais R$10”, disse o ajudante de pedreiro que estava trabalhando quando tudo aconteceu.

DSC_0661
A família do menino mora numa casa construída por José. (Foto: Joab Freire / Nordeste1)

Ele confirmou que recebe do INSS pensão pela morte dos pais e o benefício do Bolsa Família e a aquisição dos imóveis apontados por nossa reportagem e disse que eles não passam nenhuma dificuldade financeira.

“Não paasamos necessidade e eu mostro para todo mundo que não passo necessidade”, disse.

No depoimento dado pelo menino ao Conselho Tutelar, ele confirma que recebeu dinheiro de do blogueiro Júlio para posar com os ratos. O Nordeste1 tentou entrar em contato com ele, mas até a publicação desta matéria não obteve retorno.

DSC_0649
A família de dona Arlinda come os roedores para complementar a alimentação. (Foto: Joab Freire / Nordeste1)

QUEM COME RATO
O Nordeste1 procurou a família cujo pai se suicidou e foi citado com o responsável pelo menor da foto e constatou que eles, sim, complementam a alimentação com os roedores. A família é vizinha do menino e, segundo os mesmos, o repórter Júlio compareceu ao local no dia do suicídio e buscou a criança para fazer a matéria.

A dona de casa Arlinda Tomas Soares, esposa do suicida, é mãe de oito filhos, sendo o mais velho de 16 anos, confessou que complementa a alimentação com os ratos do junco, uma espécie semelhante ao preá.

“Comia eu e meus filhos todinhos, é rato do junco, o mesmo que preá, mas não é venenoso não” [sic.], revelou a dona de casa.

Ela mora com os filhos da comunidade do Tambor numa casa de taipa e relatou que após a divulgação da matéria várias pessoas procuraram a família para ajudar.

Procuramos o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Alagoa Grande para questionar sobre a assistência dada à família vulnerável socialmente e recebemos a informação que dona Arlinda será beneficiada com um imóvel da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap) num conjunto habitacional. Ela é a sexta na lista de contemplados.

 

nordeste1

Após dias internada, jovem que tomou veneno de rato não resiste e morre, em Guarabira

(Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook)

Morreu na manhã deste domingo a jovem que havia sido internada em estado grave após ter tomado veneno de rato, na última quinta-feira (16), em Guarabira, no Agreste paraibano. A informação foi divulgada pelo Hospital Regional de Guarabira por volta das 7h.

Ela morreu devido as complicações de seu quadro clínico. Segundo a mãe, em visita na noite deste sábado (18), o médico a alertou do alto risco de morte, já que ela não estava conseguindo reagir aos tratamentos aplicados. “Estive em contato com o médico que está de plantão no Hospital Regional e o mesmo disse que só um milagre pode salvar sua filha”, revelou.

Angelica Florentino Pereira, de 24 anos, havia tomado chumbinho (veneno utilizado para matar roedores) na quinta-feira (16). De início, ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para a Unidade de Pronto Atendimento, onde teve uma parada cardiorrespiratória. Em seguida, foi transferida para o Hospital Regional de Guarabira e estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Segundo familiares, a jovem estaria atravessando conflitos na relação com seu esposo, de quem estava separada havia alguns dias, e devido a isso teria tentado contra a própria vida.

Informações sobre velório e sepultamento ainda não foram divulgadas pela família.

 

manchetepb

Extrato de tomate com pelo de rato é interditado pela Anvisa

extratoUm lote do extrato de tomate Bonare, fabricado pela empresa Goiás Verde Alimentos Ltda, foi interditado por 90 dias pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por ter pelo de rato acima do limite tolerado. Segundo a agência reguladora, pesquisas no lote 29 H1 mostraram resultado insatisfatório na análise de matéria estranha macroscópica e microscópica, “devido à presença de fragmentos de pelo de roedor, matéria estranha indicativa de risco à saúde, acima do limite de tolerância estabelecido, que é 1 em 100g”.

A Anvisa também suspendeu a distribuição, venda e uso da Máscara Care Repair Portier Fine Professional Hair, fabricado por Di Fiorena Indústria Cosmética Ltda EPP. O lote 0940713020 tem validade até julho de 2016. O lote apresentou resultado insatisfatório no ensaio de identificação de formaldeído. O fabricante protocolou o cancelamento a pedido de produto notificado, por suspeita de falsificação, disse a agência.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Acompanhe o noticiário de Economia pelo Twitter @AnoteePoupe

Extra

 

Moradores do Piauí comem rato rabudo para matar fome na seca

ratoA comida escassa devido à seca está fazendo piauienses caçarem roedores para complementarem a alimentação. No distrito de Brejinho, no município de Assunção do Piauí (273 km de Teresina), todos os dias no fim da tarde é comum ver moradores saindo para as áreas de grutas para colocarem armadilhas para pegar o “rato rabudo”. A caça ao animal é artesanal, e a armadilha é feita com pedra e gravetos.

“Quando o rabudo passa pela armadilha, a pedra cai em cima e ele morre sufocado. No dia seguinte, a gente vai logo cedo ao local buscar o animal para já ser consumido no almoço”, disse o morador de Brejinho Genivaldo Bezerra, 35.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A reportagem do UOL tentou encontrar em alguma residência um rato para consumo, mas os moradores explicaram que como passam muita fome consomem logo o animal. “Como não tenho dinheiro para comprar carne, aqui é caçando, tratando e comendo o rabudo. Ninguém fica com ele na geladeira por muito tempo porque passamos fome e vamos logo comendo”, disse Bezerra.

Há dez anos, o governo federal lançava em Guaribas, no sul do Piauí, o Programa Fome Zero, com o objetivo de erradicar a miséria. O município conquistou o principal objetivo: acabar com a miséria. Mesmo assim, ainda está entre os mais pobres do país e enfrenta o êxodo dos jovens em busca de emprego em grandes cidades. Segundo o IBGE, entre 2000 e 2007, quase 10% dos moradores deixaram a cidade.

Apesar de a maioria dos moradores de Brejinho ter acesso ao programa Bolsa Família, eles afirmam que o dinheiro que recebem não dá para comprar a “mistura” para o almoço e acabam saindo à caça de ratos para servir de carne na alimentação. A dona de casa Francisca Ramos da Silva, 41, não se incomoda em contar à equipe de reportagem do UOL que a única carne consumida na casa dela é de rato.

“A gente tem de se virar. Não plantamos nada neste ano por conta da chuva que não veio. Ninguém aguenta almoçar com a comida pura e, como o dinheiro que recebemos só dá para comprar arroz, feijão e macarrão, comemos o rabudo para complementar”, disse Francisca, informando que a carne do rabudo “é saborosa” e é sempre uma festa quando conseguem caçar alguns ratos.

Maior que a ratazana

Segundo o “Guia dos Roedores do Brasil”, o rato rabudo [I](Thrichomys apereoides)[/I] é chamado por esse nome porque tem a cauda longa e mais peluda que as demais pelagens do corpo. O animal é um mamífero roedor encontrado tipicamente nas regiões Nordeste e Norte do Brasil e habita áreas pedregosas e de vegetação aberta, como a caatinga e o cerrado, no Brasil, e o chaco, no Paraguai.

A nutricionista Patrícia Lima disse que apesar de o “rato rabudo” viver em áreas inóspitas no sertão nordestino o consumo da carne é perigoso devido à transmissão de doenças por também estarem próximos a comunidades sem esgotamento sanitário.

“Apesar de ser um rato que come somente frutas e vive em ambientes limpos na mata, o rato rabudo também vive perto de comunidades rurais, onde o saneamento é precário, por isso eles não diferem dos nossos conhecidos ratos, ratazanas. Devem ser vetores de inúmeras doenças. Os moradores, quando caçam, podem se infectar dentro de casa quando ‘limpam’ e tratam o rato para comer.”

A nutricionista explicou que para ter uma alimentação correta, a dieta deve conter “carboidratos, proteínas e lipídios, além de minerais e vitaminas”. “A proteína vai depender do costume, dos seus hábitos alimentares das pessoas, que pode ser encontra em carne animal e até em vegetais como a soja, grão de bico etc. Na carne do rato com certeza tem proteína de origem animal.”

“É triste saber que ainda existem pessoas que, devido as necessidades que passam, se submetem a se alimentar de rato. Mas, por conta da pobreza no Nordeste, não é de estranhar que se aventurem numa coisa dessa, porque a fome, sentir fome por diversos dias, dá desespero. Acho que só num caso de desespero para encarar isso.”

 

 

Uol

Em Pombal (PB), jovem tenta suicídio ingerindo veneno de rato

No final da tarde de ontem, ela entrou em contato com amigos, dizendo que estava indo de mototáxi pra o Hospital Regional de Pombal tomar uma lavagem pois havia ingerido veneno.

Jovem

A jovem Dlane Barbosa (foto), praticou um ato impensado na tarde da segunda-feira (14). Ela tentou suicídio, ingerindo uma grande quantidade de chumbinho, veneno para eliminar ratos.
A causa que levou a jovem a cometer o ato é incerta, mais pessoas próximas afirmam que a mesma encontrava-se desiludida com a vida e no domingo (13) já havia ingerido água sanitária e perfume.
Dlane já estaria ameaçando se matar, e os familiares, tios, amigos, todos apelavam a todo momento para a mesma não cometer este ato insano.
No final da tarde de ontem, ela entrou em contato com amigos, dizendo que estava indo de mototáxi pra o Hospital Regional de Pombal tomar uma lavagem pois havia ingerido veneno.
O ato foi praticado em seu apartamento localizado a rua João Capuxu  (Rua Estreita) no Centro de Pombal, onde a mesma mora sozinha.

Notícia


A jovem é formada em enfermagem e trabalha no hospital regional de Pombal, onde  é adorada por todos, e se mostrava uma pessoa tranquila nos últimos dias.
Socorrida por uma equipe do SAMU, inicialmente ela foi levada ao hospital regional de Pombal, ficando internada na área vermelha, onde teve inclusive uma parada cardíaca, diante da gravidade do caso, a mesma foi transferida para o Hospital de Emergência e Trauma em Campina Grande, onde encontra -se internada sob observação médica, segundo familiares o seu  estado de saúde é considerado estável, porém grave.

Blog do Remblandt Carvalho
Focando a Notícia