Arquivo da tag: Rangel

Durante briga, mulher atinge esposo com golpe de faca e foge, no bairro do Rangel; cresce em JP casos de violência doméstica

Mais um caso de violência domestica foi registrado pela Polícia Militar na noite desta quinta-feira (22), no bairro do Rangel, em João Pessoa, quando uma discussão de casal culminou em um homem ferido com golpes de faca. O caso foi registrado na noite desta quinta-feira (22), no bairro do Rangel, em João Pessoa. João Pessoa registra mais de 900 casos de violência contra a mulher no primeiro semestre de 2020.

De acordo com a Polícia Militar (PM), as informações iniciais repassadas à corporação são de que a vítima teria chegado em casa após ingerir bebida alcoólica e discutido com a esposa. Mediante a situação, ela teria se armado com a faca e desferido um golpe – que atingiu a mão do homem.

Na sequência, a mulher teria saído do local deixando a vítima. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e prestou atendimento. O homem foi encaminhado ao Trauminha de Mangabeira.

Casos de violência contra a mulher na capital
Pelo menos 911 casos de violência contra a mulher foram registrados no primeiro semestre de 2020, em João Pessoa. O número foi divulgado recentemente, após ser foi extraído do banco de dados do Sistema de Procedimentos Policiais (SPP) da Delegacia Geral da Polícia Civil.

Como denunciar violência contra a mulher
180: Central de Atendimento à Mulher
197: Disque Denúncia da Polícia Civil
190: Disque Denúncia da Polícia Militar (para casos de emergência)
Delegacia online

pbagora

 

Ricardo Coutinho nomeia Rangel Júnior como reitor da UEPB

O governador Ricardo Coutinho confirmou na manhã desta quinta-feira (13) no Palácio da Redenção, em entrevista coletiva, o nome do professor Rangel Júnior como reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). O governador presidiu a solenidade ao lado do novo reitor e dos atuais vices-reitores Aldo Bezerra e Etan Barbosa. A atual reitora Marlene Alves não compareceu.

Também se fez presente o procurador-geral da UEPB, Ebenzeber Pernambucano. Na mesa da solenidade também estavam as secretária Márcia Lucena da Educação e Estela Bezerra da Comunicação Institucional.

O governador admitiu que não foi uma tarefa fácil a escolha do novo reitor. Disse que tentou, de uma forma inédita, uma articulação para uma gestão entre os três mais votados. Sem citar nomes, ele criticou a atual gestão da UEPB afirmando que houve uma tentativa de gerir a instituição como se ela fosse independente da administração estadual. Ele também direcionou suas críticas ao envolvimento político da reitora Marlene Alves com legendas partidárias. Disse que a reitora deveria saber que as disputas iriam se dar apenas no momento da escolha do seu sucessor e que ela deveria ter focado mais na gestão.

A reunião conjunta extraordinária do Conselho Superior Universitário (CONSUNI) e Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE) da Universidade Estadual da Paraíba, ocorreu no último dia 28 de agosto, quando foi aprovada a lista tríplice para os cargos de reitor e vice-reitor da instituição.

A lista foi composta pelas três chapas mais votadas na consulta prévia realizada no dia 16 de maio. Pela ordem de votação, foram indicados os professores Rangel Júnior e José Etham (chapa 5), José Cristóvão de Andrade e Medeiros (chapa 2) e Eliana Maia e Juracy Regis (chapa 3).

O reitor e o vice-reitor irão administrar a Universidade durante o quadriênio 2012-2016 e terão mandato iniciado no dia 13 de dezembro deste ano.

Foram totalizados 9.110 votos (36,4%) num universo de 25.000 votantes.

 Rangel Junior e José Etham, que obtiveram 50,57% dos votos; Cristóvão Andrade e Fábio Agra Medeiros, que registraram 21,17% dos votos; e Eliana Maia e Juracy Régis 13,47% do total de sufrágios.

O documento com o resultado oficial da consulta foi protocolado no Palácio da Redenção no dia 23 de agosto último.

O governador tentou um acordo com os três mais votados, para um pacto de gestão na UEPB. Rangel Junior aceitou, mas a proposta foi recusada pelos outros dois professores.

O professor José Cristovão de Andrade candidato a reitor da Universidade Estadual da Paraíba, confirmou que esteve em reunião com o governador Ricardo Coutinho e assumiu, que, se escolhido na lista tríplice irá administrar respeitando os eixos do documento, principalmente com todas as chapas de oposição que concorreram a consulta deste ano.

Ele também confirmou que, na reunião, o governador Ricardo Coutinho propôs um pacto. Andrade, contudo, afirmou que não aceitou a aproximação com o aliado da atual reitora Marlene Alves: “Nós só aceitaremos pacto com as oposições ao atual modelo. Aceitar isso com a Chapa de Rangel é colocar o lixo debaixo do tapete dos graves problemas que a UEPB enfrenta hoje. Claro que existe e lamentamos a tentativa de golpe de setores que entendem consulta como processo final e a lista tríplice não tem validade de nada. Se o mais votado deve ser o escolhido, teremos que mudar de consulta para eleições diretas. E ter maioria com o uso da máquina é relativo”, protestou.

Hermes de Luna

Mulher não aceita fazer programa e é atingida com um golpe de machado na cabeça; outro fato no Rangel

Duas mulheres foram vítimas de violência durante a noite de domingo (12) e madrugada desta segunda-feira (13) em João Pessoa. O primeiro fato aconteceu por volta das 21 horas na comunidade Gauchinha, no conjunto Costa e Silva.

De acordo com a polícia, um homem estava bebendo quando convidou uma mulher para fazer um “programa”, mas ela recusou. Revoltado, o desconhecido foi até a sua residência, pegou um machado e voltou para o bar.

Valéria de Fátima Tomé, 32 anos, estava conversando com as amigas quando o homem, conhecido por “Pachola” chegou e desferiu um golpe de machado acertando o pescoço da mulher que foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, onde permanece internada.

Outro caso- Por volta das 04h30 da madrugada desta segunda-feira (13) Na Rua Nô Costa, no bairro do Rangel, Jônatas Santino da Cruz, 24 anos, foi preso acusado de tentar assassinar a própria companheira com um golpe de espada. A mulher ficou bastante machucada.

Paulo Cosme\David Martins\Vinícius Henriques

Rangel Júnior vence eleição para reitor da UEPB

A exemplo do que ocorreu na UFPB, a apuração dos votos da eleição para reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) também acabou na madrugada desta quinta-feira. A Chapa 5 “Sou mais UEPB”, encabeçada pelos professores Rangel Junior e Etham Barbosa, foi a grande vencedora da consulta prévia para escolha do novo reitor da Universidade Estadual da Paraíba. A apuração dos votos foi encerrada na madrugada desta quinta-feira (17) e resultou em 4.061 votos para Rangel Junior, sendo 3.367 votos de alunos, 229 de servidores técnico-administrativos e 465 de professores.

 O segundo lugar ficou com a Chapa 2 “UEPB plural e democrática”, encabeçada pelos professores Cristóvão de Andrade e Fábio Medeiros, com 1.865 votos; seguida da Chapa 3 “UEPB para você”, encabeçada pelos docentes Eliana Maia e Juracy Régis, com 1.477 votos; Chapa 4 “#DESCONCENTRAUEPB”, encabeçada pelos por Agassiz Almeida e Joana D´arc Ferreira, com um total de 898 votos e da Chapa 1 “Por uma UEPB com ética e transparência”, encabeçada pelos professores Mônica Maria Pereira e Ranieri Ferreira, com 698 votos.
A votação aconteceu durante toda a quarta-feira (16), nos oito campi da instituição. Foram registrados 40 votos brancos e 80 votos nulos. A ata com os percentuais finais de cada chapa, levando em consideração apenas os votos válidos (eliminando os votos nulos), será divulgada nesta quinta-feira, pela Comissão Eleitoral responsável pelo pleito.
O pleito, segundo a assessoria da UEPB, foi tranquilo. Para o professor Luciano Albino, presidente da Comissão Eleitoral, a comunidade universitária exerceu de forma exemplar seu direito ao voto, demonstrando compromisso com a responsabilidade de escolher quem vai gerir a Universidade pelos próximos quatro anos. “Tudo correu muito bem, sem registro de nenhum fato que prejudicasse a consulta prévia”.
Vencedor da disputa, após o encerramento da apuração, Rangel Junior comemorou com sua militância e disse que “a vitória de nossa chapa mostra claramente que a UEPB avançou, evoluiu, principalmente para uma visão política, que privilegia o projeto em detrimento de pessoas. Mais que votar em uma chapa, as pessoas escolheram uma proposta, a expectativa de construir uma universidade que caminha para a consolidação. O momento é de agradecer, com humildade, à confiança da comunidade universitária e renovar os compromissos que assumimos na campanha”.

O resultado homologado do pleito será encaminhado para o Conselho Universitário (Consuni) e o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) que, em reunião conjunta, conforme estabelece o artigo 43 do Estatuto da UEPB, irão escolher os nomes que comporão a lista tríplice a ser encaminhada ao governador, para posterior nomeação. O mandato do novo reitor e vice-reitor será iniciado no dia 13 de dezembro deste ano.

Agência UEPB
Focando a Notícia