Arquivo da tag: questionam

Carta branca a Neymar gera crise na seleção; jogadores questionam Micale

imagem: Lucas Figueiredo/MoWa Press
imagem: Lucas Figueiredo/MoWa Press

A dificuldade do comando da CBF e da comissão técnica em enquadrar Neymar no grupo da seleção brasileira tornou ainda pior o clima interno após os empates sem gols contra a África do Sul, na quinta-feira passada, e diante do Iraque, no domingo. A situação do Brasil no torneio é delicada, e exige uma reviravolta imediata.

O próprio grupo de atletas, motivado pelos resultados ruins e pelo clima difícil, tem representantes que já não mostram a mesma confiança no trabalho do treinador Rogério Micale. Bastante ativo à beira do gramado na estreia, ele se resguardou no banco de reservas ao longo de boa parte do jogo com o Iraque.

Algumas declarações dele, ainda no início da preparação, também não repercutiram bem entre os atletas. Entre elas, a de que gostaria de ser dependente de Neymar e de que, se ele estivesse feliz, todos estariam. O status de ‘presidente’ da seleção, como foi chamado pelos jogadores mais jovens, acabou reforçado com a cessão da braçadeira. Enquanto alguns esperavam que o posto fosse de Fernando Prass, que acabaria cortado, o grupo tomou conhecimento de que Neymar seria o capitão ainda nos primeiros dias de trabalho. Inicialmente, a escolha foi bem aceita.

Pessoas próximas a alguns dos jogadores também indicam insatisfação do grupo com a organização tática da equipe. As reclamações são de que a seleção brasileira joga de forma exposta aos adversários e que essa ideia de jogo sobrecarrega alguns atletas, em especial Thiago Maia, que distribuiu faltas contra o Iraque e acabou suspenso, além do próprio Renato Augusto.

A utilização de quatro atacantes ao mesmo tempo também é vista por parte do grupo como uma tática suicida e que deixa os defensores vulneráveis. O zagueiro Rodrigo Caio, em entrevistas, já havia feito ponderação sobre isso. Ainda há críticas até à utilização de Zeca, que joga pela esquerda no Santos, como lateral direito. Há a possibilidade de que, contra a Dinamarca, essa posição passe a ser do colorado William.

Entre os mais criticados da equipe, Renato Augusto deu sinais de insatisfação com o papel que foi atribuído a ele no time. Publicamente, após Brasil 0 x 0 Iraque, ele admitiu que mudou de posicionamento quase por conta própria, após papo com o treinador, e que em alguns momentos do jogo preferiu se resguardar para dar mais respaldo ao sistema defensivo.

“Não tenho como mudar isso (chega pouco à frente), porque é a forma como a equipe joga. Entendo da parte tática e por isso seguro mais. Quando o Rafinha entrou (aos 10min do segundo tempo), a gente tinha um jogador a mais no meio, e falei para o Micale que eu iria para a função de centroavante, para dar mais profundidade ao time”, explicou Renato Augusto no último domingo. Ele teve a bola do jogo nos acréscimos, mas perdeu sem goleiro.

Nesta terça-feira, a seleção volta a falar após uma segunda em silêncio. Mais uma vez, Renato Augusto assumiu a condição de líder da equipe e concederá entrevista coletiva ao lado de Rogério Micale.

* Colaborou: Bernardo Gentile, em Brasília

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Coligações questionam números de pesquisa divulgada nesta quinta-feira

pesquisaA pesquisa 6Sigma divulgada nesta quinta-feira para governador e para senador dividiu as opiniões entre as coordenações de campanha das coligações “A Vontade do Povo” e “A Força do Trabalho”.

Na coligação “A Força do Trabalho”, Ronaldo Barbosa, presidente do PSB de João Pessoa, disse que as pesquisas estão erradas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Nós estamos na frente. As pesquisas carecem de mais informações. Temos pesquisas internas que mostram um resultado diferente”, disse.

 

Ele foi além e disse que acredita que Ricardo pode vencer no primeiro turno.

 

“Pode colocar isso. ‘Presidente do PSB diz que Ricardo ganha no primeiro turno’”, disse.

Já a assessoria da coligação “A Vontade do Povo” declarou que Cássio não comenta pesquisas.

“Mas respeita todos os institutos de pesquisa, tendo, no entanto, pesquisas internas que mostram resultados bastante diferentes”, afirmou a assessoria.

paraiba.com.br

Vereadores de Bananeiras questionam cobrança da taxa de iluminação e propõem mudanças

 

camara bananeirasO valor cobrado pela Energisa aos moradores do município de Bananeiras referente a taxa de iluminação pública foi questionado durante  sessão da Câmara de Vereadores realizada nessa terça-feira (05). Durante a discussão do tema, alguns parlamentares apresentaram propostas de mudanças na cobrança feita pela empresa Energisa.

 

O debate sobre a taxa de iluminação pública foi iniciado depois que presidente da Casa Odon Bezerra, Ramon Moreira (DEM) apresentou aos colegas parlamentares um levantamento requerido por ele à Prefeitura Municipal onde são demonstrados os valores arrecadados pela Energisa com a cobrança feita à população.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

 

Baseado nesse levantamento, Ramon Moreira propôs que fossem estudadas formas para reduzir os gastos com a conta de energia. Existe uma proposta do vereador Gilson do Tabuleiro (PR) para que o município de Bananeiras siga o exemplo Caiçara onde foi extinto esse tipo de cobrança.

 

Quem também fez sugestões foi o vereador Kilson Dantas (PPS) que sugeriu uma avaliação do cumprimento das leis estabelecidas para essa cobrança. “É necessário avaliar se a porcentagem da taxa cobrada pela Energisa é realmente a mesma que diz em lei”, ponderou o vereador.

 

camara bananeiras2

Vereador lembra da importância do cartão do SUS durante sessão

 

A cobrança da taxa de iluminação pública, no entanto, não foi o único tema debatido pelos vereadores de Bananeiras na sessão dessa terça-feira. Na Tribuna, o vereador Antônio Marques (PDT) levantou uma questão preocupante tanto para os setores da saúde como para pacientes, a exigência da apresentação do cartão do SUS (Sistema Único de Saúde) durante consultas.

 

“O Ministério da Saúde exige a apresentação do cartão no ato da consulta e, nas cidades do interior, as pessoas ainda não despertaram para essa exigência. Muitos ainda sequer têm o cartão do SUS”, lembrou o parlamentar.

 

Antônio Marques inclusive apresentou uma cópia da realização do seu cadastro no SUS e confessou que também não tinha o cartão. Agora ele chama a atenção dos colegas e solicita que todos os companheiros da Câmara e da imprensa espalhem essa ideia.

 

“Além de ter o cartão é importante estar sempre com ele no bolso, já que muitos setores da saúde são obrigados a exigir a apresentação do mesmo em consultas médicas”, ressaltou.

camara bananeiras1

 

Possível colapso no abastecimento de água também foi discutido

 

Outro tema que voltou a ser discutido na sessão foi a falta de abastecimento de água no município de Bananeiras e o possível colapso que pode acontecer. O presidente da Casa, Ramon Moreira, voltou a tocar no assunto dizendo que a presença do presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga, de certa forma foi proveitosa porque colocou a sociedade a par do que está acontecendo na realidade.

 

“Agora toda a sociedade está ciente da situação crítica que se encontra o município. Diante de algumas possibilidades de abastecimento apresentada pelo presidente da Cagepa, cabe ao Poder Legislativo acompanhar o que a prefeitura está fazendo para amenizar o problema e até mesmo identificar as localidades que enfrentam mais dificuldades de abastecimento para levar ao conhecimento do Executivo”, afirmou.

 

 

 

Redação/Focando a Notícia

Amigos suspeitam de assalto forjado e questionam execução de modelo em Santa Rita

Muita comoção marcou o velório e enterro do modelo Dalmi Barbosa Filho, de 27 anos, assassinado a tiros na tarde do último sábado, 22, em Santa Rita. Dezenas de parentes, amigos e pessoas da cidade lotaram a Primeira Igreja Batista, no centro de Santa Rita, onde o corpo foi velado até a manhã de ontem. Amigos não acreditam na primeira versão apresentada pela polícia, que o jovem teria sido morto porque reagiu a um assalto.[bb]

Segundo o comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar, Eduardo Jorge, 80% do caso já está concluído.

“Não posso dar muitos detalhes para não atrapalhar as investigações, mas adianto que estamos trabalhando com agentes do serviço de inteligência à paisana, para colher pistas com familiares e amigos. Avançamos muito em novas informações, o caso está 80% concluído e a expectativa é de prender os acusados o mais rápido possível”, afirmou o comandante Eduardo Jorge, que também disse não estar descartada a possibilidade de latrocínio, roubo seguido de morte.

Testemunhas, que não quiseram se identificar, disseram à reportagem do Correio da Paraíba que no momento em que o carro Siena, de cor azul escuro, se aproximou de Dalmi, um dos três homens falou: “É esse aí!” e atiraram, sem chance de reação da vítima. Depois, um dos bandidos pegou o celular de Dalmi, apenas para induzir a ideia de assalto, e fugiu com o resto do trio. “Eles chegaram para matar mesmo. Só uma coisa é certa: assalto é que não foi”, contou.[bb]

Um ano antes de ser assassinado, modelo comentava no facebook, sobre o dia de sua morte

Amigos do modelo e estudante universitário, Dalmi Barbosa Filho, compartilharam uma foto na rede social ‘Facebook’, onde o jovem comentava há exatos um ano antes de sua morte sobre a expectativa do dia em que ‘o Senhor chamará pelo seu nome’. Dalmi Barbosa foi executado a tiros na noite deste sábado (22), no município de Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa.

E uma postagem, o modelo diz que ‘fica imaginando o dia em que o Senhor chamará por meu nome, pra um lugar muito distante, naquele lugar não haverá: fome, nem sede, nem pranto. Pois o cordeiro que está no trono, apascentará e me servirá de guia para as fontes das águas da vida. Volta logo Jesus, pois a tua igreja te espera. Te amo Deus!”.

Postagem feita no facebookFoto: Postagem feita no facebook
Créditos: Rep. facebook

De acordo com o tenente coronel Eduardo Jorge, comandante do 7º BPM, o serviço de inteligência do batalhão e a Delegacia de Homicídios de Santa Rita, já têm informações sobre os possíveis autores do crime e nos próximos dias eles serão presos.[bb]

“Temos muitas informações sobre os assassinos e até a próxima semana estaremos efetuando as prisões. Os acusados pela morte do jovem estão fora da cidade”, adiantou o coronel informando que no dia do crime “uma viatura descaracterizada da PM estava fazendo levantamento há três ruas do assassinato e por pouco, os criminosos não foram presos”.

Ainda conforme Eduardo Jorge, a principal linha de investigação é a banalidade do crime em virtude de Dalmi Barbosa ter sido morto porque se negou a entregar o celular. “A gente tem informações concretas de testemunhas que os acusados em um carro interceptaram o jovem e pediram o celular dele. Como Dalmi se negou a entregar o aparelho por alguns minutos, os homens efetuaram tiros contra ele”, lamentou o comandante revelando que a vítima estava prestes a casar.

Dalmi Barbosa Filho era modelo e evangélico

Segundo o tenente Agostini, do 7º Batalhão da Polícia Militar, a vítima estava voltando da academia de musculação quando foi abordada por três homens que chegaram em um siena escuro e anunciaram o assalto. O crime aconteceu na rua José Vitelino da Rocha, cerca de 400 metros da residência onde Dalmi morava.

A vítima foi atingida com três tiros – sendo um no braço e dois na cabeça. O Serviço de Atendimento Móvel Urbano (Samu) ainda chegou a ir no local, mas a vítima já estava em óbito. Os bandidos fugiram levando apenas o celular de Dalmi.

Dalmi Barbosa Filho era modelo e evangélico

Créditos: Reprodução/ Facebook

Hyldo Pereira e Aline Guedes