Arquivo da tag: Queimadas

Após sete anos de espera, mãe de jovem assassinado por motivação política, em Queimadas, comemora condenação de executores

Após sete anos de espera, duas pessoas apontadas como executores da morte de Sebastian Ribeiro Coutinho, 20 anos, no município de Queimadas, no Agreste paraibano, foram condenadas pela Justiça há 20 anos de prisão. Para a mãe da vítima, Maria Edilene de Oliveira Ribeiro Coutinho, a primeira etapa foi vencida. “Foi uma sensação de vitória, de justiça feita”, afirmou, em entrevista ao ClickPB. O julgamento aconteceu nessa segunda-feira (26), no 2º Tribunal do Júri, em Campina Grande, e durou onze horas.

De acordo com Edilene Ribeiro Coutinho, a morte do filho foi uma queima de arquivo e encomendada por R$ 20 mil, sendo R$ 10 mil para cada um dos executores. “Ele trabalhou para um grupo político e ele era cabo eleitoral. No período que ele passou nesse partido, presenciou muita coisa, principalmente as explosões a bancos, que estavam muito em alta naquela época. Ele presenciou divisões de dinheiro de banco, presenciou tráfico de armas e de drogas do grupo político, da organização criminosa”, revelou.

Segundo a mãe da vítima, o filho desistiu desse partido ao saber da ligação do grupo político com diversos crimes na cidade. “Tanto que agora os pistoleiros foram julgados e agora vai se abrir um inquérito para investigar os mandantes”, revelou ao ClickPB. Com a condenação dos executores, Edilene Ribeiro Coutinho comemorou. “Foi sensação de vitória, de justiça feita. De justiça de Deus, primeiramente, e também dos homens aqui na terra”, ressaltou.

Como ocorreu o crime

A mãe da vítima narrou que o filho sempre saia para comprar lanche no período da noite. Nesse dia foi com um amigo, que acabou também sofrendo uma tentativa de homicídio. “Ele foi comprar nesse dia na barraca da Dali. Eles estavam lançando para depois trazer o lanche da gente. Quando eles chegaram, covardemente pelas costas e fizeram isso”, comentou.

Julgamento

O julgamento começou às 10h e só foi concluído por volta das 21h, com a sentença dos réus. José Ailton Soares Gomes e Jamerson Sousa Silva receberam a sentença de 20 anos e 19 anos de prisão, respectivamente. Além do julgamento dos executores, a Justiça determinou a investigação dos possíveis mandantes do crime, a partir dos nomes citados no julgamento. O Grupo Mães na Dor, que auxilia mães que tiveram os filhos mortos pela violência, acompanhou de fora o julgamento e fizeram o seu protesto com cartazes.

 

clickpb

 

 

Bolsonaro atrasa volta a Brasília para tomar um sorvete em Queimadas

O presidente Jair Messias Bolsonaro surpreendeu a população da cidade de Queimadas, na tarde desta quinta-feira, quando retornava da cidade de São José do Egito, em Pernambuco, para Campina Grande, onde embarcaria no avião presidencial de volta a Brasília.

Bolsonaro decidiu tomar um refrigerante e um sorvete na cidade de Queimadas, na região metropolitana, próxima ao Aeroporto João Suassuna (CG).

Rapidamente uma grande aglomeração se formou nas proximidades do estabelecimento comercial, com populares desejando cumprimentá-lo e fazer fotos ao seu lado.

Nas redes sociais do próprio presidente e de alguns assessores foram postadas imagens dessa visita à cidade Caririzeira.

É que você pode conferir abaixo.

paraibaonline

 

Avião de Bolsonaro arremete por conta de queimadas em Mato Grosso

O presidente Jair Bolsonaro disse que o avião em que estava precisou arremeter ao tentar pousar em Sinop, no Mato Grosso, devido à falta de visibilidade na pista.

O Pantanal vem registrando níveis e queimadas recordes. A fumaça dos incêndios está se espalhando pela região, chegando inclusive a outras partes do Brasil, como Sudeste e Sul.

Após a manobra, avião pousou normalmente na segunda tentativa. A administração do aeroporto de Sinop confirmou que havia fumaça na pista no momento do pouso, por isso o piloto não tinha 100% de visibilidade.

“Hoje quando o avião foi aterrissar, ele arremeteu. Foi a segunda vez na minha vida que acontece isso, uma vez foi no Rio de Janeiro, e, obviamente, algo anormal está acontecendo, no caso é que a visibilidade não estava muito boa”, afirmou Bolsonaro, segundo o portal G1.

‘Quanto mais nos atacarem mais interessa aos concorrentes’

O presidente não mencionou a fumaça como fator para as dificuldades de aterrissagem, mas comentou sobre as queimadas na região. Bolsonaro admitiu que existem focos de incêndios no Brasil, mas disse que as críticas interessam aos “concorrentes” do Brasil.

“Estamos vendo alguns focos de incêndio acontecendo pelo Brasil. Isso acontece ao longo de anos. E temos sofrido um crítica muito grande. Obviamente, quanto mais nos atacarem mais interessa aos nossos concorrentes, contra aquilo que nós temos de melhor, que é o nosso agronegócio. Países que nos criticam não têm problema de queimada porque já queimaram tudo que tinham”, acrescentou o presidente.

Alta de focos de incêndios de 94%

Antes de ir para Sinop, a comitiva presidencial esteve em Sorriso, também no Mato Grosso. Além de Bolsonaro, o avião levava os ministros da Defesa, Augusto Heleno, da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e o chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

Na quarta-feira (16), oito países europeus enviaram carta ao vice-presidente Hamilton Mourão afirmando que o aumento do desmatamento dificulta investimentos no Brasil.

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), setembro registrou uma alta de 94% nos focos de incêndios no Pantanal em relação ao ano passado. O número de focos neste mês é 188% maior do que a média histórica do órgão.

 

Sputinik

 

 

Trio é detido com mais de 80kg de droga, dentro de veículo, em Queimadas

Uma ação conjunta entre a Polícia Militar da Paraíba e a Polícia Federal prendeu três pessoas, na noite de ontem, sábado (29), e apreendeu  82 quilos de entorpecentes que estavam escondidos dentro da carroceria de um veículo. A ação aconteceu na cidade de Queimadas, no Agreste paraibano.

De acordo com a PM, a abordagem na picape contou com o auxílio de cães farejadores. Ao remover a carroceria do automóvel, os policiais encontraram as drogas distribuídas em tabletes. Ao todo, 82 quilos de entorpecentes foram apreendidos, sendo 52 quilos de maconha e 30 quilos de pasta base de cocaína.

Dois homens e uma mulher foram presos na abordagem. Ainda segundo a polícia, o veículo vinha de Brasília e tinha como destino final a cidade de Cabedelo, na Grande João Pessoa. O material apreendido e os suspeitos foram encaminhados para a Polícia Federal de Campina Grande.

 

pbagora

 

 

Homem é preso suspeito de matar companheira com barra de ferro, em Queimadas, PB

Um homem de 30 anos foi preso em flagrante na noite da sexta-feira (11), suspeito de matar a companheira dele, de 37 anos, com golpes de barra de ferro, em Queimadas, no Agreste da Paraíba. Segundo o delegado Kelsen Vasconcelos, o suspeito teria coberto o corpo da vítima e dito que ela havia sido atropelada.

Ainda de acordo com o delegado, testemunhas viram quando o casal discutia em um bar, localizado no Sítio Caixa D’água, por volta das 23h. Eles continuaram a discussão em um ponto de ônibus próximo ao estabelecimento. O suspeito estava armado com uma barra de ferro.

Alguns minutos depois, o homem que teria sumido do local, voltou e cobriu o corpo da vítima. À Polícia Militar, ele disse que a companheira havia sido atropelada.

O delegado disse que a versão apresentada pelo suspeito não condizia com a cena do crime. “A perícia constatou que não havia indício de atropelamento. Ela foi atingida na cabeça, no braço e estava com várias lesões. Indica-se que foi [a barra de ferro] pela gravidade das lesões”, explicou o delegado. Ele também cogita a hipótese de que um pedaço de madeira ou uma pedra tenham sido utilizados.

A barra de ferro que teria sido utilizada ainda não foi encontrada pela polícia. O homem foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Queimadas, onde foi autuado pelo crime de feminicídio. Ele negou que tenha cometido o crime e permanece no local à disposição da Justiça.

Foto: Polícia Civil/ Divulgação

G1

 

Incêndio atinge depósito de fábrica de material reciclável, em Queimadas, no Agreste da PB

Um incêndio atingiu um depósito de uma fábrica de material reciclável por volta das 20h desta segunda-feira (7), no bairro do Ligeiro, em Queimadas, no Agreste da Paraíba. Três equipes do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba foram enviadas para controlar o fogo.

O incêndio atingiu o local e o fogo se alastrou rapidamente tomando grande proporção. Foram necessários mais de 26 mil litros de água para controlar o fogo. O expediente da fábrica foi encerrado às 17h e no momento do incêndio não havia ninguém no local.

O fogo atingiu parte da fábrica onde o material reciclável era separado e, por se tratar de produtos inflamáveis, tudo foi queimado. Outras duas empresas que ficam ao lado da fábrica estavam com chamas ao entorno quando os bombeiros chegaram, mas não foram atingidas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, apesar da situação estar controlada, o clarão do fogo e a fumaça duraram a madrugada inteira. As equipes do Bombeiros trabalharam por cerca de 10 horas ininterruptas em um trabalho de resfriamento e revirada dos entulhos para o cessar do fogo.

O trabalho dos bombeiros terminou por volta das 6h30 desta terça-feira (8). As causas do incêndio estão sendo investigas. Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba deve fazer uma perícia no local atingido pelo fogo quando não houver mais fumaça.

Corpo de Bombeiros trabalhou no combate das chamas na fábrica de material reciclável até às 6h30 desta terça-feira (8) — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Corpo de Bombeiros trabalhou no combate das chamas na fábrica de material reciclável até às 6h30 desta terça-feira (8) — Foto: Reprodução/TV Paraíba

 

G1

 

 

Madeira, garimpo, fazenda e queimadas 

IMAGENS AÉREAS DE REGIÕES DA AMAZÔNIA MOSTRAM SUCESSÕES DE CLAREIRAS QUE FORAM QUEIMADAS APÓS A RETIRADA DA MADEIRA DE LEI, CHAMADA OURO VERDE DEVIDO A SEU IMENSO VALOR COMERCIAL.

Madeireiros, garimpeiros e fazendeiros, são profissões que, aparentemente, nada há de comum em suas atividades.

No mês de agosto, o clima costuma ser muito quente e seco na região centro-oeste e também em algumas áreas da região norte.

É nessa época que a turma do garimpo abre as clareiras nas matas para exploração e coleta de metais e pedras preciosas.

Enquanto o garimpeiro busca o ouro amarelo, os madeireiros estão à procura das madeiras de lei chamadas de ouro verde.

Como a exploração dessas clareiras dura pouco tempo, o fazendeiro com sua insaciável cobiça por mais terras, espera que os madeireiros saiam para ele possa fazer a limpeza das áreas, mediante o uso do fogo.

Assim, as queimadas são causas e consequências dos desmatamentos para extração de madeira de lei, pedras e metais preciosos.

Há relatos que fazendeiros dão apoio a essas atividades, quando fornecem ajuda durante os arrastões das árvores, usando enormes tratores que puxam cinturões formados por destruidoras correntes de aço.

A crise provocada pelo desflorestamento da Amazônia entrou para as listas de alerta operacional de instituições financeiras, internacionais e avança com mais protestos, e claros sinais de boicotes, aos produtos “Made in Brazil”.  

IMAGENS AÉREAS DE REGIÕES DA AMAZÔNIA MOSTRAM SUCESSÕES DE CLAREIRAS QUE FORAM QUEIMADAS APÓS A RETIRADA DA MADEIRA DE LEI, CHAMADA OURO VERDE DEVIDO A SEU IMENSO VALOR COMERCIAL.

 

 

 

Queimadas: Paraíba já registrou 103 focos de incêndio só este ano

O tamanho do estrago das queimadas na floresta amazônica ainda é incerto, mas o certo é que elas podem afetar o clima no Nordeste. Mesmo estando longe da floresta “pulmão do mundo”, a Paraíba pode sofrer com os efeitos das queimadas.

A fumaça que se espalha entre o centro e o sul da África, na altura da República Democrática do Congo, Zâmbia e países vizinhos, já está alcançando o litoral do Nordeste.
Na Paraíba, a Associação Paraibana de Astronomia (APA), identificou que o pôr do sol está mais avermelhado recentemente, algo normalmente percebido somente na época de colheita da cana, o que não é o caso.

Segundo o Centro de Monitoramento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), setembro começou com 10 focos de queimadas ativos na Paraíba e foram registrados 103 até o fim de agosto deste ano, número pouco menor que os 102 vistos no mesmo período de 2018.

A partir de imagens de satélite, a APA concluiu que a alteração na coloração do céu de João Pessoa não vem das queimadas no estado, mas das que ocorrem no continente africano, que estão espalhando fumaça também no litoral do Nordeste por meio de correntes de vento que atravessam cerca de 6 mil km do Oceano Atlântico.

O geógrafo e professor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) Hermes Alves de Almeida aponta que a Amazônia é importante não somente para o Brasil, mas para todo o planeta. Um estudo divulgado no ano passado pela Universidade de São Paulo (USP) apontou que o bioma é um dos maiores estoques de carbono em ambientes terrestres do mundo.

Em 2018, o setor de Estatísticas do Corpo de Bombeiros registrou 1.565 incêndios em vegetação, terrenos baldios ou em resíduos em todo o Estado.

SL
PB Agora

 

 

“Rota suicida”: imprensa mundial detona Brasil por queimadas

A imprensa internacional repercutiu nesta sexta-feira, 23, o agravamento da crise provocada pelos incêndios na Amazônia. Grandes jornais europeus, como o Guardian, o El País e o Le Monde ressaltaram a pressão da comunidade internacional sobre o presidente Jair Bolsonaro e os riscos que os incêndios na floresta representam para a estabilidade climática do planeta.

“Líderes mundiais pressionam o Brasil para desviar de rota suicida em incêndios na Amazônia”, escreveu o Guardian em sua manchete principal.

O premiê britânico, Boris Johnson, divulgou nota na qual disse estar profundamente preocupado com os incêndios e o impacto das chamas na natureza. O primeiro-ministro usará o encontro do G-7 no sábado na França para pedir um foco renovado na proteção da natureza.

O francês Le Monde destacou: “A Amazônia paga pela política do presidente brasileiro”. A reação da França foi a mais dura contra o aumento na destruição na floresta equatorial.

O presidente Emmanuel Macron acusou Bolsonaro de mentir sobre sua política climática durante a reunião do G-20 em Osaka em julho e disse que estuda desistir do acordo entre UE e Mercosul.

BBC britânica destacou em seu site as ameaças de Macron e questionou: ‘Incêndios na amazônia: como a situação ficou tão ruim?’

Na Itália, o La Repubblica lembrou que Bolsonaro encoraja o desmatamento da Amazônia.

A nível diplomático, representantes do G7 já trabalham em Biarritz para coordenar uma resposta ao desmatamento em larga escala da floresta.

 

Foto: Bruno Kelly / Reuters

Estadão

 

 

Idosa é morta com 4 perfurações de faca após ter a sua casa invadida e incendiada em Queimadas-PB

A Policia Militar da Paraíba registrou, neste domingo (7), mais um crime brutal. Desta vez uma idosa, 76 anos, foi assassinada a golpes de arma branca após ter a sua casa invadida por dois homens na cidade de Queimadas, região metropolitana de Campina Grande. Segundo informações de populares, após a invasão, um incêndio também foi registrado no local.

De acordo com a Polícia Militar, dois homens teriam invadido e incendiado a residência da idosa identificada como Maria José da Silva e efetuado ao menos 4 perfurações de faca na mesma. O companheiro da vítima, que também mora no local, é acamado e está internado.

Imagem reprodução/Foto: whatsapp

Devido ao incêndio, o Corpo de Bombeiros Militar chegou a ser acionado, mas vizinhos conseguiram apagar o fogo. A polícia faz diligências para tentar localizar os suspeitos. A Polícia Civil investiga o caso.

 

wscom