Arquivo da tag: públicas

Veja repartições públicas da Paraíba que abrem e que fecham no Dia do Servidor Público

O feriado do Dia do Servidor Público é comemorado no dia 28 de outubro, mas será transferido, em alguns órgãos públicos da Paraíba, para a sexta-feira (30). Confira a lista de funcionamento das repartições públicas abaixo.

Repartições estaduais

As repartições públicas estaduais terão ponto facultativo nesta quarta-feira (28). Uma portaria foi publicada na edição de terça-feira (27) do Diário Oficial do Estado (DOE), que faculta o expediente nas repartições públicas estaduais da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo.

TJPB, MPPB e DPE-PB

O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), Ministério Público da Paraíba (MPPB) e a Defensoria Pública do Estado da Paraíba (DPE-PB), transferiram o feriado do dia do Servidor Público para a sexta-feira (30). Como a segunda-feira (2) é Dia de Finados, o funcionamento volta ao normal na terça-feira (3). Mesmo com o feriadão, a DPE-PB atua em regime de plantão, que está disponível no site.

Nos finais de semana, feriados e pontos facultativos, a Justiça funciona em regime de plantão. A consulta sobre os juízes e desembargadores plantonistas de cada Comarca pode ser feita na página do Tribunal de Justiça da Paraíba.

Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB)

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba transferiu para a sexta-feira (30), o feriado do Dia do Servidor, originalmente celebrado no dia 28. A medida, que foi publicada através de uma portaria, determina que não haja expediente no Tribunal na sexta-feira (30) e que, nesta quarta-feira (28), o funcionamento do órgão é normal.

Ministério Público Federal (MPF)

Nesta quarta-feira (28) as unidades do Ministério Público Federal (MPF) funcionam normalmente. O feriado do dia do Servidor Público foi transferido para a sexta-feira (30), onde as unidades não terão atendimento.

Prefeitura de João Pessoa

O expediente nas repartições públicas da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) será facultativo. Segundo a portaria publicada, todos os serviços de responsabilidade da gestão municipal serão interrompidos, exceto os considerados essenciais a exemplo da limpeza urbana, Defesa Civil, Serviço de Atendimentos de Urgência e Emergência de Saúde (Samu), Guarda Municipal e fiscalização do trânsito.

Prefeitura de Campina Grande

A prefeitura de Campina Grande decidiu transferir para a sexta-feira (30) o ponto facultativo do dia do Servidor Público. Na quarta-feira (28), o funcionamento é normal.

Bancos

Os bancos têm expediente normal nesta quarta-feira (28).

Correios

Os correios têm expediente normal nesta quarta-feira (28).

G1

 

Universidades públicas da Paraíba têm sete cursos com nota máxima no Enade

O resultado do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) foi divulgado nesta terça-feira (20) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e apresenta um panorama dos cursos de ensino superior no Brasil. Na Paraíba, de acordo com levantamento feito pelo ClickPB, foram avaliadas três universidades públicas e sete cursos alcançaram o conceito máximo.

Confira aqui.

Somente na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) foram quatro cursos com nota máxima no Enade, os de Fisioterapia, Medicina, Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil. Já na Universidade Federal da Campina Grande (UFCG), apenas o curso de Enfermagem recebeu conceito máximo do Exame. A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) teve nota máxima apenas no curso de Engenharia Civil e o Instituto Federal da Paraíba (IFPB) alcançou o conceito máximo no curso de Segurança no Trabalho.

Ao todo, 57 cursos de nível superior em instituições públicas da Paraíba foram avaliados no Enade, sendo 22 na UFCG, 21 na UFPB, oito na UEPB e seis no IFPB, conforme apurou o ClickPB.

O Enade foi aplicado em 2019 com objetivo de avaliar os estudantes que estavam prestes a se formar nas áreas de ciências agrárias, ciências da saúde, engenharias, arquitetura e urbanismo; e nos cursos tecnológicos de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, área militar e segurança.

Dentre os 8.368 cursos avaliados no Enade, 510 atingiram a maior nota do exame. O conceito Enade varia entre 1 e 5 e, quanto mais alta for a pontuação atingida, melhor é considerado o desempenho dos estudantes. Nesta última avaliação, dos 510 cursos que receberam a nota máxima, 67% são de universidades federais, 18% são de universidades privadas (com ou sem fins lucrativos); 14,5%, de estaduais; e 0,5%, de municipais.

Confira as notas atingidas nos cursos avaliados pelo Enade em instituições públicas na Paraíba:

IFPB 

  • Segurança no Trabalho – 5
  • Engenharia Elétrica – 4
  • Gestão Ambiental – 4
  • Engenharia Civil – 4
  • Gestão Ambiental – 3
  • Medicina Veterinária – 2

UEPB 

  • Engenharia Civil – 5
  • Odontologia – 4
  • Farmácia – 4
  • Fisioterapia – 4
  • Engenharia Sanitária e Ambiental – 4
  • Enfermagem – 4
  • Odontologia – 3
  • Educação Física – 3

UFPB

  • Fisioterapia – 5
  • Medicina – 5
  • Arquitetura e Urbanismo – 5
  • Engenharia Civil – 5
  • Zootecnia – 4
  • Farmácia – 4
  • Nutrição – 4
  • Odontologia – 4
  • Engenharia de Produção Mecânica – 4
  • Enfermagem – 4
  • Engenharia Elétrica – 4
  • Engenharia Ambiental – 4
  • Educação Física – 4
  • Fonoaudiologia – 4
  • Engenharia de Produção – 4
  • Engenharia de Alimentos – 3
  • Engenharia Mecânica – 3
  • Agronomia – 3
  • Engenharia Química – 3
  • Medicina Veterinária – 3
  • Engenharia de Computação – 3

UFCG

  • Enfermagem – 5
  • Engenharia Elétrica – 4
  • Engenharia Civil – 4
  • Medicina – 4
  • Engenharia de Produção – 4
  • Enfermagem – 4
  • Enfermagem – 4
  • Farmácia – 4
  • Odontologia – 4
  • Medicina – 4
  • Arquitetura e Urbanismo – 4
  • Engenharia civil – 4
  • Medicina Veterinária – 3
  • Engenharia Química – 3
  • Engenharia Mecânica – 3
  • Engenharia Florestal – 3
  • Agronomia – 3
  • Engenharia Ambiental – 3
  • Nutrição – 3
  • Engenharia de Produção – 3
  • Engenharia de Alimentos – 2
  • Engenharia de Alimentos – 2

 

clickpb

 

 

Laboratórios de campanha serão montados em universidades públicas para testes de Covid-19

A pandemia do novo coronavírus causou impactos negativos na economia de todo o mundo e na saúde da população. Diante desse cenário, o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), promove uma ação para instalar laboratórios de campanha dentro de universidades públicas, com o objetivo de ampliar a capacidade de realizar testes diagnósticos da Covid-19.

Com um investimento de R$ 35 milhões da Pasta, o Brasil poderá ampliar a capacidade nacional de testes diagnósticos da doença em 100 mil exames por mês. A ideia é que entre 3 e 4 meses cerca de 350 mil testes sejam realizados.

Os Laboratórios de Campanha também devem avaliar a utilização de uma técnica de diagnóstico simples e rápida que utiliza uma pequena amostra de saliva para detectar a presença do vírus causador da Covid-19, oferecendo um diagnóstico em questão de minutos

Fonte: Brasil 61

 

 

Prefeitura de Belém, PB, determina uso obrigatório de máscaras nas repartições públicas

A Prefeitura de Belém comunica que, a partir de segunda-feira, 27 de abril, será OBRIGATÓRIO o uso de máscaras para todos os servidores municipais e para a população que buscar atendimento nas repartições públicas do município (Prefeitura, Espaço do Cidadão, Secretarias, etc.). Portanto, só será permitida a entrada de pessoas nesses locais se estiverem usando máscaras. A medida atende as recomendações das autoridades de saúde como uma das formas de conter a disseminação do novo coronavírus.

Entretanto, o uso da máscara como uma proteção física ao vírus não exclui a necessidade de cumprir as outras recomendações, como o distanciamento social, evitar sair de casa e aglomerações, fazer uso de álcool em gel, lavar as mãos com água e sabão, e higienização em geral.

COMO FAZER SUA MÁSCARA CASEIRA:

* Use tecido em dupla camada: algodão, tricoline (preferencialmente) ou outros têxteis;

* Faça a máscara a partir de um molde de papel (21 cm de altura e 34 cm de largura) de forma que permita cobrir a boca e o nariz;

* Use tiras de elástico que permita o perfeito ajuste em sua face.

MODO CORRETO DE USAR AS MÁSCARAS:

* Com as mãos lavadas, é preciso colocar a máscara sobre o rosto de modo que cubra tanto o queixo, quanto o nariz. A máscara não pode ficar frouxa no rosto;

* Durante o uso, não se deve tocar na máscara, nem colocá-la na testa, como se fossem óculos de sol. Não a remova nem para falar;

* Quando for retirar a máscara, não se deve encostar a mão no tecido, apenas nas alças laterais de elástico que ficam acopladas à orelha;

* Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de dez minutos; Depois de secar passe o ferro.

OUTROS CUIDADOS NECESSÁRIOS:

* Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Mas só saia de casa se for extremamente necessário.

* A máscara só servirá de barreira física ao vírus se tiver pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;

* Cada membro da família tem que ter a sua máscara, ou máscaras. Não pode ser dividida com ninguém;

* A máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano ou mais.

Com Assessoria

 

Sociedade Paraibana de Pediatria recomenda fechamento de escolas públicas e privadas

A Sociedade Paraibana de Pediatria divulgou uma nota recomendando o fechamento imediato, mas de forma momentânea, das escolas e creches públicas e privas da Paraíba, como forma de prevenção ao contágio do coronavírus. A nota foi divulgada nesta segunda-feira (16), em uma rede social.

De acordo com a nota, mesmo não havendo casos confirmados de coronavírus na Paraíba, é preciso proteger as crianças e os familiares do risco da doença e, para isso, a Sociedade entende que o isolamento social pode ser crucial para reduzir o aumento significativo de casos suspeitos.

A nota, assinada pelo presidente Leonardo Cabral, diz que apoia e entende como prudente esse tipo de reforço, que deve ser somado a outras medidas que ainda devem ser implantadas ao longo do tempo.

G1

 

Estudante da PB faz 980 pontos na redação do Enem 2019: ‘Escolas públicas podem fazer a diferença’

Nathalya do Santos, de 18 anos, carrega o orgulho de ser estudante de escola pública e de ter conquistado uma boa pontuação na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2019). Aluna da Escola Cidadã Integral Professor Lordão, na cidade de Picuí, a 234km de João Pessoa, ela fez 980 pontos, fruto de muita dedicação da estudante, que precisou vencer o cansaço do período integral na escola para continuar estudando em casa.

“Eu pegava das 7h30 às 17h30 da tarde, passava o dia na escola. Em casa, quando chegava, descansava e voltava a estudar, fazendo redações regularmente”, disse Natalya.

A estudante teve o incentivo da professora de redação, da coordenadoria pedagógica da escola e dos pais. Esse foi o segundo ano em que ela tentou o Enem, porém dessa vez não mais como treineira. O segredo para a aluna foi o esforço, porque, apesar de passar tantas horas na escola, também buscou na internet outras formas de se dedicar e de aprimorar os conhecimentos dos conteúdos do exame.

Os argumentos utilizados por Nathalya para escrever a redação – que teve como tema este ano “Democratização do acesso ao cinema no Brasil” – foram a má distribuição das salas de cinema no território nacional e a desigualdade quanto ao preço cobrado nas bilheterias, que nem toda população consegue ter acesso e custear.

“Uma dica pra ir bem na redação do Enem é treinar. Adotar uma modelo de redação, no caso dissertativa, e seguir aprimorando esse modelo com vários temas e fazer uma ou duas redações por semana, pelo menos. É importante ver notícias e estar ligado em diversas áreas para adquirir conhecimento de mundo”, afirmou.

Aluna de escola pública da Paraíba faz 980 pontos na redação do Enem 2019 — Foto: Reprodução/Inep

Aluna de escola pública da Paraíba faz 980 pontos na redação do Enem 2019 — Foto: Reprodução/Inep

“Eu estava muito bem treinada. Você tinha que ter conhecimento de mundo na hora de escrever e quando eu estudava eu procurava melhorar as minhas principais dificuldades em redação, assim como eu buscava ir bem nas outras matérias, porque tudo está relacionado. Além de todo apoio que a escola me deu. Isso prova que as escolas públicas podem sim fazer a diferença”, afirmou a aluna.

A disciplina redação já tinha sido uma conquista para Nathalya. Isso porque, em maio de 2019, ela levou a premiação de melhor redação do Concurso Se Liga no Enem Paraíba, oferecido pela Secretaria de Educação do Estado, que tem como objetivo promover o interesse dos alunos em escrever e praticar a redação.

A aluna espera agora poder conquistar uma vaga no curso de engenharia mecânica, química ou medicina na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). “Eu me identifico muito com a área de exatas, mas também gosto muito de biologia e de cuidar das pessoas”, confessou Nathalya.

O Enem 2019 teve 53 notas 1 mil na redação, de acordo com um balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta sexta-feira (17). A Paraíba teve uma nota 1 mil, de uma estudante de 16 anos. O nome dela, no entanto, não foi divulgado. Esta é a maior pontuação que pode ser atingida.

*Sob supervisão de Krys Carneiro

G1

 

Vias públicas não são pastagens

OS DEVERES DOS RESPONSÁVEIS PELA ADMINISTRAÇÃO DE QUALQUER TIPO DE RODOVIA INCLUEM OBRIGAÇÕES E COMPROMISSOS QUE POSSAM EVITAR OCORRÊNCIAS DE ACIDENTES CAUSADOS PELOS ANIMAIS SOLTOS NOS ACOSTAMENTOS E NAS FAIXAS DE ROLAMENTOS.

Tão importante quanto a responsabilização dos administradores das rodovias, sejam elas de terra, ou cascalho, de pedras, ou asfaltadas, é uma participação consciente dos responsáveis pelos animais soltos que, a qualquer momento, podem invadir as ruas e ligações rodoviárias.

No âmbito da responsabilidade civil, o Estado, representado pela União, pelos Estados-membros, pelo Distrito Federal e pelos Municípios, pode ser responsabilizado quando o acidente for causado por animais e acontecer em estradas ou vias públicas, urbanas ou rurais, sob os Fóruns federais, estaduais, distritais ou municipais, respectivamente.

O Brasil é um país signatário do documento “Direito Fundamental ao Trânsito Seguro”, elaborado pela Organização das Nações Unidas, que reúne normas internacionais necessárias para obtenção, até 2020, de um trânsito seguro e muito mais humanizado.

Uma solução de baixo custo seria usar cercas padronizadas, nos limites das rodovias e terras dos donos dos animais, de modo a evitar o uso de desculpas que sempre põem a culpa na fuga inevitável dos animais que, ao final, são as vítimas, os vilões e os caprinos expiatórios.

OS DEVERES DOS RESPONSÁVEIS PELA ADMINISTRAÇÃO DE QUALQUER TIPO DE RODOVIA INCLUEM OBRIGAÇÕES E COMPROMISSOS QUE POSSAM EVITAR OCORRÊNCIAS DE ACIDENTES CAUSADOS PELOS ANIMAIS SOLTOS NOS ACOSTAMENTOS E NAS FAIXAS DE ROLAMENTOS.

 

 

Bolsonaro deve anunciar projeto que inicia privatização das universidades públicas

Após o cumprimento de uma parte do acordo com o sistema financeiro, aprovando em primeiro turno a votação da reforma da Previdência na Câmara, o ministro da Educação de Jair Bolsonaro, Abraham Weintraub deve anunciar nos próximos dias um projeto para acabar com o ensino público e gratuito nas universidades federais.

Com aval de Paulo Guedes, Weintraub criou o projeto que prevê reduzir de forma permanente e profunda o orçamento federal para as universidades públicas, que atuariam como empresas, captando recursos na iniciativa privada.

Com orçamento baixo, o governo federal pretende deixar de financiar pesquisas e congelar novas contratações. Além da prestação de serviços ao setor privado, as universidades serão liberadas a cobras mensalidade dos alunos como forma de financiamento.

As informações foram divulgadas pelo Blog do Noblat, baseado no Tag Report das jornalistas Helena Chavas e Lydia Medeiros.

Revista Fórum

 

 

Mais de 4 mil vagas são ofertadas para o Sisu 2019.2 por instituições públicas da Paraíba

Mais de 4 mil vagas serão oferecidas por três universidades públicas da Paraíba através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) no período 2019.2. Os estudantes interessados em concorrer às vagas disponibilizadas pelas instituições deverão verificar as informações constantes do Termo de Adesão das universidades junto ao Sisu.

UEPB

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) ofertará 2.845 vagas para seus diversos cursos de graduação, nos oito campi da universidade. O Termo de Adesão da UEPB será disponibilizado no portal da instituição. A matrícula dos estudantes selecionados nesta chamada regular realizada pelo MEC para os cursos da UEPB será realizada de 4 a 7 de junho, no site do Sisu, e, no dia 10 do mesmo mês, será divulgada a chamada regular.

Conforme o cronograma do MEC, entre os dias 11 e 17 de junho, os candidatos que não foram contemplados na chamada regular deverão fazer a declaração de interesse em participar da lista de espera, que terá sua publicação realizada no dia 19 de junho. As aulas do período letivo 2019.2 na UEPB serão iniciadas no dia 6 de agosto, conforme calendário acadêmico do referido semestre, também aprovado na reunião do Consepe.

UFCG

Na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) serão oferecidas 1.535 vagas, 10 a mais que nos anos anteriores, abertas para o curso de Enfermagem do campus sede. O Termo de Adesão foi divulgado na sexta-feira (17), no site da instituição. Das vagas ofertadas neste segundo semestre, 760 são de ampla concorrência e 775 reservadas pela Lei de Cotas, distribuídas entre 35 cursos de graduação nos campi de Campina Grande, Patos, Cajazeiras, Cuité e Pombal.

Poderão participar do processo, os estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM 2018) e que obtiveram nota acima de zero na prova de redação. A média mínima para tentar o ingresso em cursos da UFCG é 400.

Os alunos aprovados e classificados são imediatamente convocados para o cadastramento presencial na UFCG. O horário de cadastramento será de 8h às 11h e das 14h às 17h. Os locais de cadastramento são as coordenações dos cursos.

Na UFCG serão oferecidas 1.535 vagas, 10 a mais que nos anos anteriores — Foto: Marinilson Braga/UFCG/Arquivo

Na UFCG serão oferecidas 1.535 vagas, 10 a mais que nos anos anteriores — Foto: Marinilson Braga/UFCG/Arquivo

UFPB

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) vai oferecer 340 vagas, distribuídas entre 70 cursos. Desse total, 153 oportunidades serão para ampla concorrência e 187 para a Lei de Cotas, de acordo com o Termo de Adesão divulgado pela Pró-Reitoria de Graduação (PRG), no site da instituição. Para participar do Sisu, os candidatos devem ter alcançado uma nota mínima de 400 pontos na redação.

Conforme o cronograma divulgado pela PRG, o período letivo 2019.2 deve começar no dia 15 de outubro deste ano, tendo em vista que a universidade está em processo de regularização do calendário acadêmico.

IFPB

A assessoria de imprensa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) informou que o número de vagas abertas para o Sisu 2019.2 e os respectivos cursos serão divulgados até o dia 8 de junho deste ano.

G1

 

Projeto de Tião Gomes cria o Programa de Prevenção e Combate à Violência nas escolas públicas da Paraíba

Um projeto do deputado estadual Tião Gomes (Avante) tramita na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e propõe a criação do Programa Interdisciplinar e de Participação Comunitária para a Prevenção e Combate à Violência nas escolas da rede pública do estado.

Conforme o Projeto de Lei, o programa deverá priorizar a implantação nas escolas que sofram os maiores índices de violência. Grupos de Trabalho vinculados às unidades serão criados para atuar na prevenção da violência analisando suas causas e apontando possíveis soluções.

“O programa vai desenvolver ações educativas e de valorização da vida dirigidas às crianças, adolescentes e à comunidade, implementar ações voltadas ao combate à violência na escola, com vista a garantir o exercício pleno da cidadania e o reconhecimento dos direitos humanos”, falou o deputado.

O texto do projeto ainda garante a formação de todos os integrantes do grupo de trabalho, onde serão incluídos o corpo docente, os servidores operacionais da rede de ensino, bem como dos membros da comunidade, para prepará-los na prevenção e combate da violência nas unidades de ensino da Paraíba.

“O estabelecimento de ensino e educação deixou de ser um local seguro para alunos, professores, servidores e pais de alunos nos últimos tempos. E esse dado vem aumentando, a exemplo do massacre que ocorreu no Colégio Raul Brasil, em Suzano, São Paulo, onde dois atiradores assassinaram cinco estudantes e dois funcionários. O programa visa auxiliar no combate a violência nas unidades e apontar soluções”, defende o deputado Tião Gomes.

 

portaldolitoralpb