Arquivo da tag: Polícia

Polícia do RJ prende acusado de matar o avô a pauladas, em Alagoa Grande

A Polícia Militar prendeu nesta terça-feira, dia 27, o foragido da Justiça Natanael Ferreira Borges, vulgo Natan, de 18 anos. O jovem é acusado de ter cometido um homicídio no município de Alagoa Grande, na Paraíba, em agosto. Natanael assassinou o avô a pauladas com o objetivo de ficar com o dinheiro da aposentadoria.

O crime foi de forte comoção cidade por causa da crueldade cometida pelo agressor contra o avô, de 83 anos. Após o assassinato, Natanael fugiu para o Rio, onde tentava levar uma vida normal trabalhando em uma madeireira.

O criminoso estava sendo monitorado pela Superintendência de Inteligência e Análise, NI da 1° UPP/ 16 BPM e P2 do 27º BPM, onde através de cruzamento de dados, e com algumas informações do Disque Denuncia, foi descoberto sua localização em Guaratiba. Natan começou a ser monitorado por frequentar o Complexo da Fazendinha, onde possuía um relacionamento amoroso, e foi capturado em sua residência enquanto lanchava.

Quem tiver qualquer informação a respeito de algum dos envolvidos neste crime, pedimos que denuncie anonimamente pelos canais abaixo:

Whatsapp Portal dos Procurados: (21) 98849-6099
Facebook/(inbox): https://www.facebook.com/procuradosrj/,
Telefone do Disque-Denúncia (21) 2253-1177
APP “Disque Denúncia RJ “.

Por Redação FontePB
*Com informações de O Dia

 

 

Polícia investiga possível violência sexual em criança que teria morrido engasgada, na Paraíba

A Polícia Civil está investigando a morte de uma criança de dois anos que teria sofrido uma parada cardiorrespiratória, após se engasgar com mingau, em João Pessoa. Ele foi levado para o Hospital do Valentina e morreu na unidade de saúde, na noite desta terça-feira (27). No entanto, no laudo da morte, o médico indicou que o menino poderia ter sofrido violência sexual.

A tia da criança foi até a delegacia, com o laudo do hospital, para dar entrada na liberação do corpo da criança. No entanto, ao receber o pedido, o delegado percebeu que, na descrição, o médico deixava sugerido que o menino poderia ter sofrido violência sexual, porque havia uma alteração no ânus.

A mãe do menino já foi chamada para comparecer até a delegacia. As informações são de que o corpo será necropsiado ainda nesta quarta-feira (28).

G1

Polícia Federal, Gaeco, CGU e MPF deflagram nona fase da Operação Calvário em João Pessoa

A 9ª fase da Operação Calvário foi deflagrada na manhã desta terça-feira (27) em João Pessoa, Cabedelo e Brasília, em atuação conjunta da Polícia Federal, Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB), Controladoria-Geral da União (CGU) e Ministério Público Federal (MPF). Ao todo, estão sendo cumpridos seis mandados de busca e apreensão na Paraíba e no Distrito Federal.

Até o momento não há informações de cumprimento de mandados de prisão. Os mandados foram expedidos pelo  Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A operação investiga a atuação de uma organização criminosa formada por meio da contratação fraudulenta de Organizações Sociais para gerir os serviços essenciais da saúde e da educação no Estado da Paraíba. Os recursos teriam beneficiado empresários e agentes públicos.

Este trabalho conjunto representa a nona fase da Operação Calvário, tendo por objeto robustecer o conjunto probatório de situações detectadas nas fases anteriores, principalmente no tocante ao crime de lavagem de dinheiro.

Os levantamentos apontaram que, no período de 2011 a 2019, somente em favor das OS contratadas para gerir os serviços essenciais da Saúde e da Educação, que integram as investigações de todas as fase da Operação Calvário, o Governo da Paraíba empenhou 2,4 bilhões de reais, tendo pago mais de 2,1 bilhões, dos quais estima-se um dano ao erário de mais de R$ 134 milhões.

Impacto social

As irregularidades praticadas pela organização criminosa impactaram fortemente a qualidade do atendimento prestado à população carente nos hospitais públicos estaduais gerenciados pelas Organizações Sociais, bem como a qualidade do ensino público estadual prestado à população da Paraíba.

Participam da operação 19 policiais federais e dois auditores da CGU.

 

Isabela Melo com informações da Polícia Federal

 

 

Polícia é acionada após briga generalizada entre eleitores na cidade de Santa Luzia-PB

A Polícia Militar foi acionada após uma briga generalizada entre eleitores de coligações diferentes, neste domingo (25), na cidade de Santa Luzia, na Paraíba. De acordo com os vídeos que circulam nas redes sociais, na rua estavam eleitores dos candidatos a prefeito, Ademir Morais e Zezé.

A Polícia Militar informou que a confusão aconteceu após alguns insultos dos dois lados.

No vídeo é possível ver que no momento da confusão tem crianças no meio da rua. Pedras são arremessadas e uma mulher foi atingida por um capacete. Ela foi socorrida em um carro para um hospital da região.

Ainda de acordo com a PM, algumas pessoas ficaram feridas e outras foram detidas.

Os candidatos à Prefeitura de Santa Luzia não se manifestaram.

 

portaldobrejo

 

 

Homem agride esposa, ameaça polícia e é preso na cidade de Alagoa Grande

Mais um caso de violência contra as mulheres foi registrado no fim da tarde desta quarta-feira (21), em Alagoa Grande, no Brejo paraibano, quando um homem que não teve a identidade revelada foi preso após agredir a companheira e ameaçar policiais.

Na delegacia da cidade de Guarabira – local onde o suspeito foi encaminhado – ele informou que, no momento da prisão, o homem apresentava sinais de ingestão de bebida alcoólica.

Ele deve permanecer na delegacia até ser ouvido. Na sequência, será encaminhado confirme determinação da autoridade.

 

pbagora

 

 

Polícia Civil prende acusados de roubos a motocicletas em Bananeiras

A Polícia Civil da Paraíba, através de policiais da 21° Delegacia Seccional – Solânea, em ação realizada nesta quarta-feira (21), com apoio de uma guarnição da Polícia Militar, prendeu acusados de roubos a motocicletas na cidade de Bananeiras.

As prisões aconteceram na cidade de Solânea/PB, no conjunto Padre Leonardo, onde foi recuperada uma motocicleta roubada na data de ontem no Sítio Buraco em Bananeiras, uma HONDA BROSS, COR VERMELHA, PLACA  NPZ 4515, sendo esclarecido outros roubos ocorridos recentemente na zona rural de Bananeiras.

Foi preso o acusado de participar diretamente no assalto, Henrique Silva Santos, 18 anos, além de apreendido dois adolescentes envolvidos, B.F.V.D., com 15 anos e F.H.C.L., com 15 anos, sendo identificado um quarto participante nos roubos, Jhon Breno Vital da Silva, 18 anos.

 

Informações da Polícia Civil

 

 

Polícia realiza operação LOCKDOWN em Solânea

A Policia Civil da Paraíba, através da 21ª SECCIONAL em Solânea e Policia Militar, por meio da 7ª CIPM, realizaram na manhã desta quinta-feira (15), uma operação de combate a prática de crimes na cidade de Solânea, operação esta denominada “LOCKDOWN: Etapa Solânea”.

Na ação foram cumpridos 07 mandados de busca e apreensão e 02 de prisão nos Bairros Baixio e Bela Vista em Solânea, sendo os alvos pessoas envolvidas em diversas atividades criminosas, tais como roubos, homicídio, tráfico de drogas e estupro.

Foram presos Isaías da Silva Serafim, 21 anos e Nilson Porto Matias dos Santos, 23 anos, sendo apreendida uma espingarda de fabricação caseira e os presos encaminhados a cadeia local.

Aproximadamente 35 policiais participaram desta etapa da operação.

Informações da Polícia Civil

 

 

Polícia investiga padre desaparecido que deixou mensagem de WhatsApp pedindo socorro

O padre José Gilmar, da paróquia de Santa Terezinha, no bairro do Róger, em João Pessoa, está desaparecido desde esta terça-feira (13).

De acordo com informações obtidas pelo ClickPB, o padre saiu por volta das 11h30 para um velório, mas não chegou ao local do velório. Ele enviou uma mensagem pelo aplicativo WhatsApp para um irmão da igreja, pedindo socorro, por volta do meio-dia.

O religioso só viu a mensagem por volta das 15h, e acionou a polícia. O padre estava num veículo Fox Grafite de placa QFP 4874.

Até o momento não há informações do que pode ter acontecido ao sacerdote. Amigos divulgaram os seguintes dados nas redes sociais:

clickpb

 

Polícia prende suspeito de aplicar golpe do ‘bilhete premiado’, em João Pessoa

Um homem de 39 anos foi preso suspeito de praticar um golpe chamado “bilhete premiado”, em João Pessoa. Ele foi preso em flagrante nesta quinta-feira (8), em frente a uma agência bancária. De acordo com a Polícia Civil, o homem foi abordado pelos policiais com o falso bilhete de loteria enquanto fazia mais uma vítima.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, as principais vítimas foram idosos e os golpes chegaram a custar até R$ 160 mil às vítimas.

Segundo a delegada Josenise Andrade, o suspeito agia se aproximando da vítima, contava uma história fictícia para ganhar confiança dela e oferecia o falso bilhete em troca de uma quantia em dinheiro. O golpe ainda teria a participação de outros criminosos que “atestam” em favor do outro suspeito.

O homem foi preso e será autuado por prática de estelionato. Ele foi levado para a Delegacia de Defraudações de João Pessoa e será encaminhado para uma unidade prisional.

G1

Policiais civis e delegados fazem ato em frente à Central de Polícia, em João Pessoa

Um grupo de policiais civis, delegados e agentes de investigação fez um ato na manhã desta sexta-feira (2), em frente à Central de Polícia Civil, em João Pessoa. O ato foi em defesa dos trabalhadores policiais e em solidariedade aos dois delegados envolvidos em uma confusão em que três advogados foram autuados. Na quinta-feira (1º) o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) esteve no mesmo local para um ato realizado por advogados.

O atrito entre a Polícia Civil e a OAB teria começado após uma suposta agressão sofrida por um advogado, que teria sido agredido verbalmente por uma delegada e ameaçado de morte pelo marido dela. A delegada teria negado o pedido do advogado de ter acesso ao depoimento de policiais que conduziram uma cliente e o advogado filmou a ação.

O mesmo advogado relatou que recebeu um telefonema do marido da delegada, que também é delegado, onde ele disse que o vídeo não deveria ser divulgado. O advogado, então, procurou a Comissão de Prerrogativas da OAB e integrantes da comissão foram até a Central de Polícia para registrar uma ocorrência.

O delegado que teria ameaçado o advogado estava de plantão e teria acontecido um confronto físico entre policiais e advogados. De acordo com uma nota divulgada pela Polícia Civil no último dia 25, os advogados autuados são suspeitos de desobediência, injúria, difamação, desacato e lesão corporal.

Viviane Magalhães, a delegada envolvida no caso, contou sua versão dos fatos em uma entrevista coletiva durante o ato desta sexta-feira. “O papel dele [do advogado] era defender uma cliente. Insatisfeito com uma decisão que eu tinha tomado, de lavrar um flagrante contra a cliente dele, ele me acusou de diversos atos. Ele participou de todo o procedimento, assinou e depois saiu propagando por aí que teve as prerrogativas violadas, que eu não tinha permitido que ele participasse, quando consta a assinatura dele no inquérito. Ele também puxou o meu braço exigindo que eu terminasse urgentemente porque ele tinha pressa. Eu esbocei reação porque sei me defender. Tenho 15 anos de profissão e fatos dessa natureza nunca aconteceram”, disse Viviane.

O marido dela e também delegado, Afrânio Doglia, também participou do ato e falou sobre o que aconteceu no dia em que os advogados foram autuados.

“Eles tentaram invadir uma área restrita, mas não houve agressão. Houve uso proporcional da força. Inclusive um agente de investigação meu está muito machucado porque foi derrubado. Nós vamos continuar trabalhando normal, para a sociedade. Nosso trabalho é para a sociedade paraibana e vamos tomar as medidas cabíveis. Nossos entendimentos sempre serão na esfera judicial”, completou Doglia.

A delegacia geral de Polícia Civil disse, por nota, que abriu procedimentos para apurar todos os fatos.

Foto: Walter Paparazzo/G1

G1