Arquivo da tag: planejar

PF deflagra megaoperação contra suspeitos de planejar execuções de servidores públicos de dentro dos presídios na PB, DF e mais 18 estados

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda-feira (31), em conjunto com a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO), a Operação Caixa Forte que visa investigar o tráfico de drogas e a lavagem de dinheiro praticados por uma facção criminosa com atuação em todo o território nacional. Na Paraíba, estão sendo cumpridos dois mandados contra suspeitos já presos na Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes (PB-1).

Segundo as investigações apontam que os suspeitos recebiam auxílio mensal por terem alcançado cargos de alto escalão ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) ou por terem realizado missões como o planejamento ou execução de servidores públicos.

Ao todo, são cumpridos mais de 600 mandados em na Paraíba, Distrito Federal e mais 18 estados, 422 deles de prisão. Destes, 173 alvos já estavam presos.

Sobre a operação

Os dados obtidos na Operação Caixa Forte – Fase 01 (investigação que identificou os responsáveis pelo chamado “Setor do Progresso” da facção, que se dedica à lavagem de dinheiro proveniente do tráfico), revelaram que os valores auferidos com o comércio ilícito de drogas eram, em parte, canalizados para inúmeras outras contas bancárias da facção, inclusive para as contas do “Setor da Ajuda”, aquele responsável por recompensar membros da facção recolhidos em presídios.

Foram identificados 210 integrantes do alto escalão da facção, recolhidos em Presídios Federais, que recebiam valores mensais por terem ocupado cargos de relevo na organização criminosa ou executado missões determinadas pelos líderes como, por exemplo, execuções de servidores públicos.

Para garantir o recebimento do “auxílio”, os integrantes do grupo indicavam contas de terceiros não pertencentes à facção para que os valores, oriundos de atividades criminosas, ficassem ocultos e supostamente fora do alcance do sistema de justiça criminal.

A atuação da Polícia Federal visa desarticular a organização criminosa por meio de sua descapitalização, atuando em conformidade com as diretrizes do órgão de enfrentamento à criminalidade organizada por meio da abordagem patrimonial, além da prisão de lideranças.

A ação de hoje envolve cerca de 1.100 policiais federais, que cumprem 623 ordens judiciais, sendo 422 Mandados de Prisão Preventiva e 201 Mandados de Busca e Apreensão, em 19 Estados da Federação e no Distrito Federal; além do bloqueio judicial de até R$ 252 milhões. Todos os mandados foram expedidos pela 2ª Vara de Tóxicos de Belo Horizonte/MG.

Os presos são investigados pelos crimes de participação em organização criminosa, associação para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, cujas penas cominadas podem chegar a 28 anos de prisão.

 

Portal WSCOM

 

 

Acusado de planejar morte de padrinhos no próprio casamento, na PB, nega envolvimento no caso

Durante júri popular na manhã desta segunda-feira (9), Nelsivan Marques de Carvalho, acusado de mandar matar um casal de padrinhos no dia do próprio casamento, em Campina Grande, disse que não tem nenhum envolvimento no caso e que o nome dele foi colocado no meio do processo, mas não sabe quem o fez e nem o motivo.

Nelsivan Marques de Carvalho é acusado de mandar matar o casal Washington Luiz Alves de Menezes e Lúcia Santana Pereira, que eram seus padrinhos, justamente no dia do próprio casamento. O crime aconteceu em março de 2014, em frente a um salão de festas no bairro do Catolé em Campina Grande. O acusado está preso há seis anos à espera de julgamento.

Ainda em depoimento, Nelsivan Marques de Carvalho alegou que não se recorda do que aconteceu no dia do crime. Conforme a defesa do réu, não há apanhados, diálogos ou qualquer prova material de que o empresário tenha participado do crime.

De acordo com a promotoria, com base no inquérito da Polícia Civil, o crime se resume a uma única coisa: a ganância. Segundo o Ministério Público, Nelsivan teria encomendado a morte dos padrinhos para assumir o controle total de uma faculdade particular da cidade, que também era administrada pelo casal assassinado.

O julgamento acontece no Tribunal do Júri de Campina Grande, após ter sido adiado em agosto de 2018. A Justiça definiu em 2016 que os seis réus envolvidos no duplo homicídio seriam julgados por júri popular. Além de Nelsivan Marques de Carvalho, Maria Gorete Alves Pereira, que é acusada de envolvimento no duplo assassinato, também vai a julgamento nesta segunda-feira.

Quanto a Maria Gorete, a ré disse em depoimento que convivia apenas com um dos homens envolvidos no caso, Gilmar Barreto da Silva, que foi condenado a 37 anos e quatro meses de prisão pelo crime. A ré afirmou ainda que não tem conhecimento dos atos do companheiro. Para a defesa da acusada, a ré não tem nenhum envolvimento no crime e há convicção da absolvição dela no caso.

Outro acusado de envolvimento no crime, Allef Sampaio dos Santos, também sentaria no banco dos réus, mas teve o júri adiado por não apresentar advogado.

Alleff Sampaio dos Santos (centro) também seria julgado nesta segunda-feira por morte de casal em casamento, mas teve o júri adiado por não apresentar advogado — Foto: Artur Lira/G1

Alleff Sampaio dos Santos (centro) também seria julgado nesta segunda-feira por morte de casal em casamento, mas teve o júri adiado por não apresentar advogado — Foto: Artur Lira/G1

Outros três denunciados já foram julgados

Dos seis denunciados pelo Ministério Público, três já foram julgados: Franciclécio de Fárias Rodrigues foi condenado a 54 anos e seis meses de reclusão em regime inicialmente fechado; Gilmar Barreto da Silva foi condenado a 37 anos e quatro meses de prisão; e Samuel Alves da Silva vai cumprir uma pena de 42 anos de reclusão.

Franciclécio é suspeito de agiotagem e Washington lhe devia R$81 mil, pela compra de uma caminhoneta. Nelsivan e Franciclécio teriam planejado as mortes por desentendimentos com o casal de empresários, que eram sócios de Nelsivan em uma faculdade particular de Campina Grande.

Entretanto, os crimes foram executados por Samuel, que confessou na época ter atirado nas vítimas, em depoimento à Polícia Civil. Os assassinatos aconteceram na saída da festa de casamento de Nelsivan, na frente de uma casa de festas, no bairro Catolé.

Crime aconteceu em março de 2014

O crime aconteceu no dia 29 de março de 2014. Terminada a cerimônia, Washington Luiz Alves de Menezes e Lúcia Santana Pereira se despediram dos noivos, por volta das 21h, e foram embora, seguindo em direção ao seu carro, quando foram assassinados. Segundo o MP, os crimes teriam sido encomendados pelo noivo, Nelsivan Marques. Ele teria mandado executar as vítimas para assumir o controle de uma faculdade particular da cidade.

Casal morto depois de festa de casamento em Campina Grande — Foto: Reprodução / TV Paraíba

Casal morto depois de festa de casamento em Campina Grande — Foto: Reprodução / TV Paraíba

 

G1

 

 

Menino suspeito de planejar ataque a escola no Sertão da Paraíba é ouvido pela polícia

A Polícia Civil ouviu em depoimento um menino suspeito de ameaçar atacar uma escola particular em Cajazeiras, no Sertão paraibano, nesta quarta-feira (11). A informação foi repassada ao ClickPB pela assessoria de comunicação da Polícia Militar da Paraíba.

O assunto teria viralizado no WhatsApp e chamado atenção das autoridades policiais e da população do Sertão.

O delegado Glauber Fontes, que comanda a 24º Área Integrada de Segurança Pública (AISP), informou ao ClickPB que o diretor da escola esteve na delegacia de Cajazeiras para falar sobre o caso.

As primeiras informações são de que a instituição suspendeu as aulas de hoje. Os pais do menino teriam sido chamados à escola para conversar sobre a situação.

 

 

clickpb

 

 

Como se planejar financeiramente para comprar um apartamento

A compra de um bem é um passo muito importante a ser tomado. O investimento aplicado para comprar um apartamento pode ter reflexos durante toda uma vida, afinal, ele demora anos para ser quitado e consolida o sonho da maioria das pessoas.

No entanto, como o pagamento a vista não é possível para muitas pessoas, a maioria optar por um financiamento de imóvel. Ele é como um empréstimo cedido pelo banco, que pode ser pago em longas parcelas.

Sair do aluguel é recompensador, pois, todo o dinheiro pago não serviu de investimento pessoal e foi somente para pagar o período de moradia ao proprietário. O financiamento é pago como um aluguel, mas, ao final, o imóvel será de seu comprador e não de uma pessoa terceira.

Organizar a vida financeira para realizar o financiamento é fundamental antes de iniciar esse rigoroso processo. Devido aos trâmites e etapas que integram este empréstimo, é necessário ter calma e, principalmente, paciência.

Financiamento: como organizar a saúde financeira para esse processo

Realizar essa transação financeira não é um bicho de sete cabeças, mas é um árduo trabalho que envolve a pesquisa de imóveis, taxas, entrada e outros valores residuais.

Realizar um alto investimento com pressa, pode provocar escolhas errôneas e acarretar consequências negativas. Alguns passos podem ajudar quem está em busca da casa própria:

Coloque na ponta do lápis

Colocar todos os ganhos e gastos em uma planilha, mantém o dinheiro sob controle. Somente assim, é concebível verificar as fugas de dinheiro e a disponibilidade para pagar as mensalidades.

Outro fator que deve ser considerado é a entrada, que gira em torno 20% do total do imóvel. Em algumas raras exceções, as financeiras aceitam a concessão sem essa exigência. Usualmente, isso é possível através do Minha Casa, Minha Vida.

Mas, é importante começar a poupar para juntar dinheiro o suficiente para pagar a entrada. Dependendo do valor oferecido, é possível obter melhores condições de financiamento.

Dicas para poupar

A fuga de dinheiro é um problema constante no orçamento de muitas pessoas, ela ocorre quando os gastos não são anotados e saem do controle, isso faz o dinheiro desaparecer da conta.

Com a planilha, cada centavo é somado e verificado. Algumas pessoas gastam excessivamente com cafezinhos na rua ou até mesmo compras banais. Para economizar, é fundamental evitar esse tipo de gasto.

Substituições podem ser feitas durante o período de escassez. As roupas podem passar a ser adquiridas em brechós e o café pode ser feito em casa. Todo esse dinheiro que vai sobrando deve ser guardado ou investido em poupanças, fundos de investimento ou ações.

Análise de crédito

Realizar uma análise de crédito virtual pode mostrar a realidade, indicando se a renda é suficiente para a compra. Ela ainda indica os juros cobrados pela instituição financeira e o valor médio das parcelas, através da simulação.

Os bancos e financeiras trabalham com normas diferentes, alguns aceitam somente com 20% do valor de entrada, enquanto outros financiam somente 50% do preço total do apartamento;

Avaliar valores

Entende que tipo de imóvel você precisa e a localização para entender a faixa de preço de compra do bem. Assim, é possível definir uma meta para guardar o valor de entrada e fazer simulações de financiamento para se preparar com antecedência.

Condições de pagamento

As condições de pagamento são itens de suma importância e devem ser analisadas com cuidado. Elas designam todo o processo, resultando em um valor final. A melhor opção é poupar para encarar uma entrada maior e reduzir os juros.

Caso não seja concebível, o comprador deve estar ciente que o valor da parcela pode consumir no máximo 30% da renda mensal e impactar por muitos anos esse quesito financeiro.

Para amenizar a entrada e, consequentemente, o preço das mensalidades, o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) é de uso permitido para esse fim. Já os imóveis de baixo valor e as pessoas com rendas menores podem entrar nos programas cedidos pelo governo.

No Minha Casa, Minha Vida a taxa é mínima e o bem pode ser parcelado sem entrada. No entanto, eles são rígidos quanto as pessoas que se enquadram nos requisitos determinados e a documentação é analisada com rigor.

 

Conteúdo Gear SEO

 

 

Como se planejar para viajar nas férias

Especialista dá dicas para descansar e visitar lugares novos, mesmo para quem tem pouco dinheiro para gastar 

Depois de um ano de trabalho duro, é natural querer descansar, viajar e conhecer lugares novos. Infelizmente, muitas vezes não “sobra” dinheiro para isso. É por isso que é preciso se planejar – como indica Grazielle Ueno Maccoppi, coordenadora do curso de Gestão de Turismo do Centro Universitário Internacional Uninter.

A professora orienta que, antes de tudo, é preciso definir a data da viagem e o investimento financeiro. Outros fatores a serem levados em consideração são: quem participará da viagem, qual é a faixa etária dos viajantes, seus desejos individuais e disposição física.

Só então é feita a escolha do destino – o que pode contar com o apoio de agentes ou consultores de turismo. “É importante desmistificar o trabalho do profissional de turismo. Ele pode ser um importante aliado na hora de planejar uma viagem e promover economia”, defende. Esses profissionais têm um conhecimento extenso para orientar as escolhas, além de acessar promoções especiais e fornecedores diversificados.

Escolhido o destino, é importante programar os detalhes, como hospedagem, transporte e atividades a serem realizadas – considerando até mesmo tempo para descanso ou brincadeiras, principalmente quando se viaja com idosos e crianças. Antes de colocar o pé na estrada, é preciso preparar os documentos, renovar a identidade, fazer passaporte e solicitar visto, por exemplo.

 

“Para estabelecer um bom planejamento de férias, um ano de antecedência é um tempo interessante. Assim se torna possível pagar antecipadamente e viajar de forma mais tranquila”, explica Grazielle.

Não me programei. E agora?

Para aqueles que não se programaram com dinheiro ou com tempo para viajar, Grazielle dá algumas dicas. Para economizar, é possível utilizar hospedagens compartilhadas ou estar atento à localização do hotel, que pode contribuir para economizar com transporte público ou táxi. Viajar em baixa temporada também garante custos mais baixos.

Na hora de programar o que será feito, é possível buscar atividades gratuitas ou cupons de desconto. Nas grandes cidades, é cada vez mais comum a existência de passeios gratuitos chamados de free walking tour.

Se mesmo assim não é possível viajar, a professora recomenda turismo próximo de onde se mora. No Brasil, existem muitas belezas naturais e passeios a serem feitos em todo lugar. Dentro da própria cidade, vale descobrir coisas novas: pedalar em uma ciclovia, visitar um parque ou praça, conhecer um prédio histórico, fazer passeios guiados.

“É possível viajar gastando pouco. O turismo não é caro. É preciso organização para planejar com antecedência, mas sempre existem formas de economizar”, afirma a especialista.

Especialista dá dicas para descansar e visitar lugares novos, mesmo para quem tem pouco dinheiro para gastar 

Depois de um ano de trabalho duro, é natural querer descansar, viajar e conhecer lugares novos. Infelizmente, muitas vezes não “sobra” dinheiro para isso. É por isso que é preciso se planejar – como indica Grazielle Ueno Maccoppi, coordenadora do curso de Gestão de Turismo do Centro Universitário Internacional Uninter.

A professora orienta que, antes de tudo, é preciso definir a data da viagem e o investimento financeiro. Outros fatores a serem levados em consideração são: quem participará da viagem, qual é a faixa etária dos viajantes, seus desejos individuais e disposição física.

Só então é feita a escolha do destino – o que pode contar com o apoio de agentes ou consultores de turismo. “É importante desmistificar o trabalho do profissional de turismo. Ele pode ser um importante aliado na hora de planejar uma viagem e promover economia”, defende. Esses profissionais têm um conhecimento extenso para orientar as escolhas, além de acessar promoções especiais e fornecedores diversificados.

Escolhido o destino, é importante programar os detalhes, como hospedagem, transporte e atividades a serem realizadas – considerando até mesmo tempo para descanso ou brincadeiras, principalmente quando se viaja com idosos e crianças. Antes de colocar o pé na estrada, é preciso preparar os documentos, renovar a identidade, fazer passaporte e solicitar visto, por exemplo.

“Para estabelecer um bom planejamento de férias, um ano de antecedência é um tempo interessante. Assim se torna possível pagar antecipadamente e viajar de forma mais tranquila”, explica Grazielle.

Não me programei. E agora?

Para aqueles que não se programaram com dinheiro ou com tempo para viajar, Grazielle dá algumas dicas. Para economizar, é possível utilizar hospedagens compartilhadas ou estar atento à localização do hotel, que pode contribuir para economizar com transporte público ou táxi. Viajar em baixa temporada também garante custos mais baixos.

Na hora de programar o que será feito, é possível buscar atividades gratuitas ou cupons de desconto. Nas grandes cidades, é cada vez mais comum a existência de passeios gratuitos chamados de free walking tour.

Se mesmo assim não é possível viajar, a professora recomenda turismo próximo de onde se mora. No Brasil, existem muitas belezas naturais e passeios a serem feitos em todo lugar. Dentro da própria cidade, vale descobrir coisas novas: pedalar em uma ciclovia, visitar um parque ou praça, conhecer um prédio histórico, fazer passeios guiados.

“É possível viajar gastando pouco. O turismo não é caro. É preciso organização para planejar com antecedência, mas sempre existem formas de economizar”, afirma a especialista.

Assessoria de imprensa da Uninter

 

Adolescente de 15 anos é apreendido suspeito de planejar morte do próprio pai na Capital

Armas que seriam utilizadas pelo adolescente para assassinar o pai foram apreendidas (Foto: Reprodução/Assessoria)

A Polícia Militar apreendeu no início da noite dessa terça-feira (20), um adolescente de 15 anos, suspeito de planejar a morte do seu próprio pai. Com ele apreendeu  dois revólveres que seriam usados para tirar a vida do pai, na comunidade do Aratu, em Mangabeira VIII, na zona sul da Capital. O jovem contou que pretendia cometer o homicídio por vingança.

Ao ser flagrado, ele revelou que estava procurando pelo pai para matá-lo, já que, segundo ele, há um ano o pai havia tentado matar a mãe dele, que se separou depois do fato. O adolescente foi levado para a Delegacia da Infância e Juventude, no Geisel.

Ele foi abordado ao passar de bicicleta por uma das viaturas do 5º Batalhão, que fazia rondas na comunidade. Os revólveres apreendidos com ele eram de calibres 38 e 32 e estavam todos com munições intactas.

ClickPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Tio e primo são presos por planejar morte de empresário na PB

Crime aconteceu no dia 2 de janeiro (Foto: Paulo Costa/TV Correio)

Dois homens foram presos, nessa segunda-feira (29), suspeitos de terem planejado o assassinato de um empresário da cidade de Patos, Sertão paraibano, a 320 km de João Pessoa. O crime aconteceu no dia 2 de janeiro e, segundo a Polícia Civil, os supostos mentores são tio e primo da vítima.

Ao Portal Correio, um agente de investigação informou que o crime teria sido motivado por um desentendimento em relação à herança da família. O pai da vítima e o tio preso são sócios de uma fábrica. O tio da vítima foi preso em Campina Grande, enquanto o primo foi preso em Patos.

“Esse primo é o mesmo que chegou a ser ouvido pela polícia logo após o crime, oportunidade em que foi liberado por falta de provas que o incriminasse. Agora, ele e o pai estão detidos na delegacia e devem ser transferidos para o presídio de Patos em breve”, comentou o policial.

O empresário, que tinha 34 anos, foi morto com cinco tiros no escritório do seu estabelecimento, no bairro da Liberdade, em Patos. Os executores do crime fugiram sem levar nada do local. Um jovem de 18 anos foi preso no último dia 21, suspeito de ser um dos homens contratos pelos mentores para o assassinato.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Grupo viaja do MT para a PB onde acaba preso por planejar explosão a banco

Divulgação/Polícia Civil

Quatro homens foram presos nesta terça-feira (11), suspeitos de planejar um ataque a um banco de Cabedelo, na Grande João Pessoa. Três deles são de Cuiabá (Mato Grosso) e chegaram a Cabedelo na sexta-feira (7), onde ficaram hospedados na casa do paraibano, que também é um dos presos.

De acordo com informações da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio em João Pessoa, a operação que levou à prisão do grupo foi batizada de ‘Porto Seguro’ e também resultou na apreensão armas, documentos falsos e diversas ferramentas utilizadas para explosões de banco, como maçaricos, cilindro de gás, pés de cabra, luvas, além do veículo que seria usado para perpetrar o crime.

A Polícia Civil informou que os três vieram de avião para a Paraíba, onde planejavam o ataque a uma agência do Banco do Brasil de Cabedelo.

Os quatro foram levados para a Central de Polícia Civil no Geisel, na Zona Sul de João Pessoa.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Grupo é preso em flagrante suspeito de planejar ataque a banco na cidade de Esperança

Reprodução
Imagem ilustrativa

Quatro homens foram presos em flagrante, na noite dessa quarta-feira (3), após uma abordagem ao carro em que eles estavam, na cidade de Lagoa de Roça. Por ter encontrado um revólver calibre 38 com o grupo, a polícia suspeita que os suspeitos pretendiam monitorar um banco que seria atacado na madrugada desta quinta-feira (4), na cidade de Esperança, no Agreste da Paraíba.

Os presos têm 44, 35 e dois deles, 20 anos. Eles são das cidades de Santa Cruz do Capibaribe e Timbaúba, em Pernambuco. Dois deles já respondem processos por roubo e os outros estão sendo investigados. De acordo com o comandante do 10º Batalhão, major Pablo Cunha, a prisão do grupo pode desarticular um grupo maior de criminosos.

“Foi um trabalho integrado, que começou com a Polícia Militar abordando o veículo que eles estavam seguindo em direção à cidade de Esperança, onde provavelmente iriam monitorar o movimento para uma possível ação contra banco, e continua com a Polícia Civil investigando os suspeitos para chegar a outros criminosos de planejar crimes na região”, destacou.

Os quatro presos, a arma apreendida e o carro usado pela quadrilha foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, em Esperança.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Prefeitura realiza Semana Pedagógica em Bananeiras

encontroA Semana Pedagógica, promovido pela Prefeitura Municipal de Bananeiras, através da Secretaria de Educação, acontecerá entre os dias 09 e 15 de fevereiro, às 8h no Auditório do Espaço Cultural Oscar de Castro.

São esperados 250 professores, para poderem compartilhar experiências e receber informações, através da formação que este ano tem o diferencial de ser direcionado para cada segmento.

Veja a programação:

Quinta-feira (09/02) – manhã:

• Reunião de Gestores

• Fundamental II – Matemática

• Fundamental II – Diversas áreas

Sexta-feira (10/02) Manhã

• Fundamental I – 4ª e 5º anos. Tarde

• Fundamental II – Língua Portuguesa.

Segunda-feira (13/02) Manhã

• Creches Janete Freire e Maria Eurídice Ramalho. Tarde

• Creches Donzinha Bezerra e Tia Glauce. Terça-feira (14/02) Manhã

• Professores Ciclo de Alfabetização 1º, 2º e 3º anos. Tarde

• Educação Infantil Quarta-feira (15/02)

• Encontros dos Supervisores com professores por escolas e setores.

Sempre buscando melhorar a qualidade da educação nas creches e escolas, a gestão municipal investe na qualificação e na formação dos seus educadores para avançar e garantir o futuro das nossas crianças.

Ascom-PMB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br