Arquivo da tag: peixe

Prefeitura de Tacima distribui 3 toneladas de peixe

peixeA Prefeitura de Tacima, através da Secretaria de Ação e Desenvolvimento Humano e Social, realizou na manhã desta quarta-feira, 01 de abril, a distribuição do peixe da semana santa.

A compra do pescado foi com recursos próprios, o que para o Perfeito Erivam Bezerra que participou da entrega é um grande desafio. “Com a baixa na receita e o aumento de despesas, não é fácil realizar uma ação como esta, mas nós não poderíamos deixar de oferecer o peixe da semana santa ao nosso povo.” Disse o Prefeito. Além do peixe, o coco também foi oferecido.

Foram distribuído mais de 3.000 kg de peixe em todo o município. A ação atendeu moradores da cidade e da zona rural.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Assessoria da Prefeitura de Tacima-PB

Estudo reduz fumo associando cheiro de cigarro a peixe podre durante o sono

cigarroA associação induzida durante o sono entre o cheiro de cigarro e o de peixes podres pode ajudar a reduzir o fumo, sugere pesquisa realizada por cientistas do departamento de Neurobiologia do Instituto Weizmann, em Israel.

A pesquisa, publicada no “Journal of Neuroscience”, envolveu o Laboratório do Olfato do instituto, dirigido pelo professor Noam Sobel, e o Laboratório do Sono.

Foram examinadas as reações de 66 voluntários fumantes a uma noite de exposição ao cheiro de cigarros intercalado com odores desagradáveis, de peixes ou ovos podres. Eles diminuíram seu consumo de cigarros em 30%.

De acordo com a diretora da pesquisa, a neurobióloga Anat Arzi, na semana seguinte à experiência os fumantes informaram que o número de cigarros consumidos baixou significativamente.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“A pesquisa demonstra que a aprendizagem durante o sono pode influenciar nosso comportamento quando estamos acordados. Utilizamos o fumo porque se trata de um comportamento repetitivo e cotidiano, fácil de medir”, disse a pesquisadora à BBC Brasil.

Diferentemente de outros estímulos sensoriais – como luz, som ou toque –, os cheiros, mesmo sendo fortes, não acordam as pessoas, que permanecem em um estado de inconsciência. “O olfato humano pode ser uma via de acesso para a mente adormecida”, agregou Arzi.

Inconsciente
No dia seguinte após a experiência, os voluntários não lembravam dos cheiros aos quais foram expostos, por intermédio de uma máscara, durante o sono.

No entanto, a associação inconsciente que se estabeleceu em suas mentes, entre o cigarro e os cheiros desagradáveis, os levou a fumar menos.

Para que o condicionamento funcione, as associações devem se estabelecer de forma inconsciente.

Os pesquisadores também expuseram os voluntários à mesma sequência de cheiros enquanto estavam despertos, mas nessas condições não se criou a associação inconsciente e não houve mudanças no comportamento – ou seja, o número consumido de cigarros consumidos não baixou.

De acordo com Arzi, a experiência indica que o condicionamento por intermédio de estímulos de cheiros durante o sono pode se tornar um método eficaz para combater o vício do fumo.

No entanto, segundo a cientista, “ainda são necessárias pesquisas mais aprofundadas e específicas, que examinem as reações a longo prazo”.

“Do ponto de vista técnico é possivel construir um aparelho móvel que poderia ser utilizado por fumantes em suas casas”, acrescentou.

Nesse caso, no futuro os fumantes comprariam um aparelho desse tipo numa farmácia e passariam as noites sendo expostos a cheiros intercalados de cigarros e de ovos ou peixes podres. No dia seguinte fumariam menos.

A hipótese é que, dependendo da intensidade e frequência desse tipo de tratamento, poderiam até vir a parar de fumar.

G1

Produtora rural da Paraíba cria técnica para desfiar peixe traíra e segue para a Europa

Divulgação/Rodrigo de Oliveira
Divulgação/Rodrigo de Oliveira

Depois de criar uma nova técnica para desfiar o peixe traíra, a produtora rural Maria de Fátima Mota Barbosa foi a primeira colocada no prêmio Sebrae Mulher de Negócios, entregue em fevereiro deste ano, em Brasília. A inovação gerou emprego e renda para mulheres de Camalaú, no Cariri, uma das mais secas da Paraíba, a 330 km de João Pessoa, e lhe garantiu também uma viagem para a Europa, para onde ela embarcou nesta quarta-feira (10) e vai conhecer mais sobre empreendedorismo desenvolvido por mulheres.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Maria de Fátima faz uma viagem técnica para a Noruega e Suíça, junto com as outras vencedoras do Rio Grande do Norte e do Espírito Santo, que foram premiadas na categoria ‘pequenos negócios’, ‘microempreendedora individual’ e ‘produtora rural’ e receberam não só a viagem como prêmio, mas também o troféu ouro da premiação, um selo de vencedora nacional e uma capacitação em território nacional.

Para a gestora estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, Maria José Menezes, o reconhecimento nacional reforça a importância do empreendedorismo feminino no estado. “Todo ano, a Paraíba se destaca na etapa nacional, em meio a muitas histórias de mulheres fantásticas. Este ano ficamos muito orgulhosas do trabalho feito em Camalaú e tenho certeza que as experiências da viagem irão reforçar ainda mais o trabalho da Maria de Fátima em seu município”, afirmou Maria José.

A técnica

A história de Maria de Fátima se destacou por ser inovadora e pela persistência dela em manter uma atividade de piscicultura numa região onde prevalece a estiagem.

Como o peixe traíra possui muitas espinhas e suas vendas estavam diminuindo, Fátima criou uma técnica inovadora de retirada das espinhas e começou a vender o pescado desfiado. Com isso, a atividade começou a gerar renda para 30 mulheres das cidades de Camalaú, Sumé e Congo.

“Fiquei muito honrada em carregar a bandeira das trabalhadoras rurais da Paraíba e mostrar o nosso trabalho”, disse a produtora, que deve voltar à Paraíba depois de dez dias na Europa.

 

portalcorreio

Prefeita Adailma distribui peixe na Semana Santa as famílias serranas

prefeitaA prefeita Adailma Fernandes distribuiu nesta quarta-feira santa, o peixe e o cuscuz para as famílias de Serra da Raíz, foram cerca de 3 mil quilos de peixe distribuídos.

Esse é o segundo ano de mandato o qual a prefeita cumpre essa ação social no município.

O cadastro aconteceu da forma mais democrática possível, onde as pessoas que interessavam em pegar o peixe foram até a prefeitura fizeram o cadastro e receberam suas senhas, todos foram contemplados igualmente.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A prefeita destacava essa ação dizendo, “essa é a segunda vez em nosso mandato que fazemos essa distribuição, fico feliz porque de forma indistinta atendemos a todos”.

20140416_07332420140416_07325520140416_072738 (1)

Fonte: Assessoria

Beneficiários do Bolsa Família de Remígio receberão peixe na Semana Santa

peixesCerca de três mil famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, recebem amanhã, sexta-feira, dia 11 de abril, a partir das 08h no Ginásio Poliesportivo “O Geraldão”, as fichas para entrega do peixe da Semana Santa. No ato da entrega, o beneficiário deve apresentar o cartão do Programa Bolsa Família e um documento com foto.

De acordo com a Secretária Interina de Assistência Social, Vanessa Viegas, Além dos pescados serão distribuídos toneladas de arroz e leite de coco. “Nunca na história de Remígio se viu algo assim, faremos uma distribuição bem ampla e bem organizada, atendendo a toda população do município”, afirmou.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A Tradição do Peixe

 

Comer peixe na Semana Santa faz parte da tradição dos católicos. Segundo o padre Romualdo Vieira, o costume de comer peixe é ligado a uma forma de praticar o jejum e a abstinência, uma prática, ao lado da caridade e esmola, indicada pela Igreja como devoção típica do tempo de Quaresma.

Ainda segundo o padre, o peixe está presente em muitos textos da Bíblia, mas o importante não é somente o jejum. “Hoje em dia muitos evitam comer, não por questões de fé e sim pela saúde. Para nós, o importante é que o jejum seja acompanhado de oração, caridade e penitência”, diz.

 

SECOM

 

Detentos da PB passam a criar peixe para consumo próprio na prisão

Detentos cuidarão da criação de peixes que servirão de alimento no presídio (Foto: Gil Carvalho/Secretaria de Administração Penitenciária)
Detentos cuidarão da criação de peixes que servirão de alimento no presídio
(Foto: Gil Carvalho/Secretaria de Administração Penitenciária)

Detentos da Paraíba passaram a criar peixes para consumo próprio dentro da prisão. O projeto de piscicultura está funcionando de forma experimental na Penitenciária de Segurança Máxima Criminalista Geraldo Beltrão, em João Pessoa, e segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) deve ser estendido para outras unidades prisionais do estado. A iniciativa é tratada como medida de ressocialização.

O projeto está sendo desenvolvido através de uma parceria entre a Administração Penitenciária e a Secretaria de Pesca e Aquicultura do Estado. De acordo com o secretário da Seap, Wallber Virgolino, a ideia nasceu do diretor da Geraldo Beltrão, João Rosas. “Ele viu que o sistema penitenciário investia em todos os ramos, mas não investia na piscicultura e o apenado tinha a possibilidade de ser instruído nesse campo”, explicou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Um primeiro tanque foi construído de forma experimental pelos presos da unidade e já recebeu alevinos. O próximo passo é a construção de dois novos espaços para que o projeto possa começar a funcionar de forma efetiva, o que deve acontecer em fevereiro.

“Vinte apenados irão participar do projeto inicialmente, também pensamos em estender para outros presídios para que o sistema penitenciário se torne autosuficiente na produção de peixes e, além disso, capacitar o apenado no campo da piscicultura, para que ele possa ter conhecimento de como alimentar o peixe, tratar doenças, tratar a água e principalmente como fazer venda”, ressaltou Virgolino.

O excedente deve ser usado na merenda escolar (Foto: Gil Carvalho/Secretaria de Administração Penitenciária)O excedente deve ser usado na merenda escolar da rede estadual de ensino
(Foto: Gil Carvalho/Secretaria de Administração Penitenciária)

A Secretaria da Pesca participa do projeto com o fornecimento de alevinos e de ração e também entrará com a capacitação para os apenados participantes da iniciativa. “A ideia não só instituiu a troca de trabalho pelo que vão consumir na sua alimentação, como dá a eles [presos] a oportunidade de aprender um novo ofício. Precisamos pensar nossos presos a um longo prazo, pois todos um dia irão sair dali”, afirmou o secretário da Pesca, Sales Dantas.

Além de servir para o consumo dos presos, os peixes produzidos na penitenciária também podem ir parar na mesa dos estudantes da rede estadual de ensino. Segundo o secretário da Pesca, o excedente de produção será revertido em merenda, como forma de baratear os custos com a alimentação dos alunos e também melhorar a carga nutricional.

Para o secretário Wallber Virgolino, a iniciativa é importante para a ressocialização dos presos. “A Paraíba vem expandindo os projetos no campo da ressocialização, a  gente tá tentando atingir todas as áreas para que o apenado tenha conhecimento e assim sua reintegração social aconteça de maneira mais fácil, mais rápida”, pontuou.

G1

Peixe de 250kg aparece e intriga pescadores em Bertioga, SP

peixe-luaUm enorme e diferente peixe apareceu na rede de um pescador, na noite da quarta-feira (9), na praia de Boracéia, em Bertioga, no litoral de São Paulo. Os pescadores do local ficaram intrigados com o tamanho da espécie e disseram que tem cerca de 250 quilos. Já um especialista em oceanografia biológica disse trata-se de um ‘peixe-lua’.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O pescador Manoel Raimundo Valentim, 58 anos, conta que deixou uma rede no mar na quarta-feira e voltou para buscar a pesca apenas a noite. Ele notou ter pegado um peixe bem grande já que não conseguia puxar a rede sozinho. Já na manhã desta quinta-feira (10), Raimundo voltou ao local com outras pessoas. Para retirar a rede do mar com o grande peixe foi necessário deslocar cinco homens. Eles colocaram o peixe de quase dois metros no barco do pescador.

Animal encontrado possui muitas toxinas, tornando seu consumo inapropriado (Foto: Luiz Paulo Valentim/ Arquivo pessoal)Animal não é próprio para o consumo
(Foto: Luiz Paulo Valentim/ Arquivo pessoal)

Raimundo disse que sempre trabalhou com pesca e nunca tinha visto algo parecido. “Nunca vi peixe assim, não sei nem o que fazer com ele. Por isso, a gente está pedindo ajuda, para ter informação sobre o que fazer com ele”, falou o pescador.

Michel Donato Gianeti, que atua na área de oceanografia biológica da Universidade de São Paulo (USP), recebeu as fotos do animal e disse se tratar de um peixe conhecido como ‘peixe-lua’, que tem o nome científico de Mola mola, da família Molidae. “É um peixe relativamente comum em águas oceânicas brasileiras apesar de não abundante. Não tem valor comercial, ou seja, sua carne não é apreciada para consumo, felizmente, pensando na preservação da espécie”, analisou o especialista.

Segundo Gianeti, o consumo desse tipo de peixe é inapropriado e ele não tem um valor comercial. Por isso, é interessante ter esse animal para realização de estudos mais profundados sobre a espécie. “O exemplar das fotos é um belo espécime. Pena que foi capturado. A Universidade teria o interesse em manter preservado esse peixe, se o pescador for descartar”, disse ele.

Espécie pode chegar a quatro metros e pesar mais de duas toneladas (Foto: Luiz Paulo Valentim/ Arquivo pessoal)Espécie apareceu em Bertioga, SP (Foto: Luiz Paulo Valentim/ Arquivo pessoal)

G1

 

‘Menino-peixe’ sofre com pele que lembra escamas na China

menino-peixe-china-repCoberto dos pés à cabeça com “escamas”, um garoto chinês sofre com dores e tem dificuldade para dormir devido à coceira. Chamado de “menino-peixe”, Pan Xianhang nasceu com ictiose, uma condição genética rara em tão larga escala no corpo humano que também é chamada de “doença da escama de peixe”. A maior parte dos pacientes apresentam pontos de pele ressecada e escamosa, mas o caso de Pan é mais grave: o formato dos olhos, nariz, boca e orelhas foi afetado, e ele tem dificuldades para mexer braços e pernas. As informações são do The Sun.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

 

Vítimas de ictiose são tratadas com cremes, óleos e hidratantes para combater o ressecamento da pele. “Não há cura, e os tratamento para a ictiose consistem, predominantemente, em manter a pele hidratada com emolientes, como loções e cremes”, afirmou Liz Dale, porta-voz de um grupo de apoio a pacientes com esse distúrbio no Reino Unido. “A pele precisa ser hidratada para evitar que fique ainda mais ressecada, o que poderia fazer com que quebrasse – ficando, assim, suscetível a infecções, que podem ser fatais.”

 

No Vietnã, um jovem sofre da mesma doença. Um documentário de um canal de televisão mostrou no ano passado a história de Minh Anh, que foi abandonado ainda bebê depois de nascer com uma forma grave de ictiose. Para o vietnamita de 18 anos, a condição significa que ele precisa viver em uma ala especial de um hospital em Saigon.

 

Terra

Na volta de Ganso à Vila, Neymar faz gol e assistências, e Peixe bate SP

No encontro entre dois dos principais jogadores do país na atualidade, o domingo foi de Neymar. Quem esperava pelo brilhantismo de Ganso em seu retorno à Vila Belmiro viu o camisa 11 santista fazer um gol de pênalti e dar duas assistências para Miralles, na vitória do Santos sobre o São Paulo por 3 a 1, mantendo o Peixe na liderança do Campeonato Paulista.

O triunfo tem um sabor duplo para a torcida santista. Mais do que assegurar o primeiro lugar na classificação, agora com 13 pontos, o resultado serve como uma vingança contra Paulo Henrique Ganso. O meia voltou à Vila pela primeira vez desde a polêmica transferência no ano passado e foi recebido com vaias, gritos de “traidor” e uma nova chuva de moedas.

Em campo, Ganso e Neymar não foram brilhantes como quando atuavam juntos. O meio-campista deu cadência ao Tricolor, arriscou lances de efeito, mas acabou parado pela forte marcação de Renê Júnior. Neymar voltou a mostrar o velho poder de decisão. Mesmo sem fazer as exibições de costume, deu duas assistências para Miralles, além de sofrer e marcar de pênalti no início do segundo tempo.

O São Paulo sofre a segunda derrota consecutiva – perdeu por 4 a 3 para o Bolívar, pela Libertadores. O clube, último a ter 100% no Paulistão até este domingo, permanece com seis pontos e um jogo a menos que a maioria dos adversários.

Santos e São Paulo voltam a jogar pelo Campeonato Paulista na próxima quarta-feira. Disposto a manter a liderança da competição, o time alvinegro vai a Lins, encarar o Linense, às 19h30m, no estádio Gilbertão. Já o Tricolor recebe a ainda invicta e sempre perigosa Ponte Preta, às 22h, no estádio do Morumbi.

Neymar e Ganso no jogo do Santos e São Paulo (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Neymar e Ganso se cumprimentam antes do jogo (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Peixe marca, e Tricolor tem gol anulado

Não foi o primeiro tempo dos sonhos no encontro entre dois dos maiores jogadores do país nos últimos anos. Ganso não esteve tão brilhante. Neymar também ficou abaixo das exibições de gala que costuma ter na Vila Belmiro. Coube ao Santos ser, ao menos, mais eficiente do que o São Paulo para ir ao intervalo com a vantagem no placar.

Peixe e Tricolor optaram pela cautela nos primeiros minutos até os espaços começarem aparecer. Ganso foi colocado pela esquerda da linha de três jogadores no meio de campo, com Jadson pelo centro e Osvaldo, pela direita. Já Neymar apareceu aberto pela direita do ataque, tentando aproveitar a deficiência de Cortez na marcação.

Muricy optou por adiantar Montillo quase como um atacante, forçando Cícero a ser o armdor. O argentino teve boa chance, aos 19, ao receber de Miralles e chutar com desvio. Apostando no toque de bola, o São Paulo respondeu em seguida. Após finalização de Jadson, Luis Fabiano pegou o rebote na área, driblou Rafael, mas perdeu equilíbrio e mandou a bola para fora.

Bem marcado por Renê Júnior, Paulo Henrique teve dificuldades para aparecer. No melhor momento, arriscou de cobertura após tabela de calcanhar com o Fabuloso. Neymar também sofreu, mas, quando abriu espaço, foi decisivo. Aos 38, ele recebeu de Guilherme Santos na área e, com um toque sutil de costas, encontrou Miralles. O argentino, que já havia perdido uma chance ao tentar driblar Denis, desta vez chutou direto e fez 1 a 0.

Os são-paulinos deixaram o campo reclamando de um gol anulado pouco tempo depois. Depois de cobrança de falta para a área, Luis Fabiano desviou de cabeça e marcou. No entanto, a auxiliar Tatiane amargo marcou impedimento de Lúcio, que também apareceu na área para tentar concluir.

Neymar comemora gol do Santos contra o São Paulo (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)Neymar comemora seu gol sobre o São Paulo (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Santos mata o jogo

A esperança do São Paulo em buscar a igualdade rapidamente no segundo tempo durou pouco. No primeiro ataque, o Santos ampliou a vantagem. Neymar, de novo, foi decisivo. Ele recebeu passe pela esquerda na área e acabou derrubado por Paulo Miranda. O craque ameaçou, esperou Denis cair para a direita e apenas rolou a bola na esquerda.

Ney Franco imediatamente mudou o Tricolor. Paulo Miranda deu lugar a Douglas e Cañete ficou coma vaga de Wellington. A entrada do argentino deu mais força ofensiva ao clube da capital, principalmente pelo lado direito. Rafael impediu que ele marcasse fazendo duas grandes defesas em chutes fortes de dentro da área. Aos 19, porém, a cota de milagres acabou. Jadson acertou linda cobrança de falta no ângulo direito e diminuiu.

Toda a euforia criada pelos tricolores acabou logo em seguida, aos 24. O Santos chegou ao terceiro gol e praticamente garantiu a vitória. Montillo cobrou escanteio, Neymar ajeitou e cruzou novamente. Miralles apareceu por trás da zaga e desviou de cabeça para tirar o Peixe do sufoco.

O São Paulo sentiu o golpe e não conseguiu manter o poder ofensivo que mostrou no início da etapa final. O Peixe passou a tocar a bola, buscar os contra-ataques e, aos poucos, acender a torcida. Vitória com sabor duplo para os santistas.

 

 

Globoesporte.com

Pescadores fisgam peixe gigante em açude na Zona Rural de Sousa

 

Um dos Tambaquis gigantes tem 1 metro de comprimento e pesou cerca de 25kg

Na tarde do domingo (06) os pescadores Geraldo, Cristiano, Vitor e Maradona, conseguiram fisgar dois peixes gigantes em um açude na Zona Rural de Sousa.

Um dos Tambaquis gigantes tem 1 metro de comprimento e pesou cerca de 25kg.

Os peixes gigantes foram capturados em galões. Mesmo com a seca, alguns açudes na região de Sousa ainda tem água.

Tambaqui

Também chamado de Pacu Vermelho, é um peixe de escamas com corpo romboidal, nadadeira adiposa curta com raios na extremidade; dentes molariformes e rastros branquiais longos e numerosos. Boca prognata pequena e forte com dentes molariformes. A coloração geralmente é parda na metade superior e preta na metade inferior do corpo, mas pode variar para mais clara ou mais escura dependendo da cor da água.

Fonte: Diário do Sertão
Focando a Notícia