Arquivo da tag: partidária

MDB realiza nesta terça-feira (15), convenção partidária em Bananeiras, PB, para eleições 2020

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB) do município de Bananeiras, no Brejo paraibano, realiza nesta terça-feira (15), a partir das 15h, no salão de eventos JLucena, localizado no Conjunto Major Augusto Bezerra Cavalcanti, sua convenção para escolher os candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador (a) nas eleições deste ano, que acontecem no dia 15 de novembro.

Por meio de um edital de convocação, o presidente do MDB em Bananeiras, Adriano Medeiros Bezerra, convoca todos os correligionários para participarem do ato democrático. Na ocasião, também serão escolhidos os representantes, delegados e sorteio dos números dos candidatos a vereador.

No edital, o partido garante que todos os protocolos devido a pandemia do novo coronavírus serão obedecidos, como o uso obrigatório de máscara de proteção facial, distanciamento social e no mínimo 1,5 (um metro e meio) entre as cadeiras, distribuição de álcool em gel 70% para higienização das mãos.

 

portaldobrejo

 

 

Maranhão recebe convocação partidária e suspende agenda de campanha, na PB, nesta 4ª

O senador e pré-candidato ao Governo da Paraíba, José Maranhão (MDB), cumpre agenda partidária em Brasília durante todo o dia desta quarta-feira (22), em atendimento a uma convocação realizada pelo partido. A agenda de campanha prevista para a data, em Campina Grande, foi suspensa.

Nota

Em virtude de uma convocação partidária, em Brasília, o Senador Zé Maranhão suspendeu a agenda de compromissos de campanha desta quarta-feira (22), em Campina Grande.

 

pbagora

Maranhão prega união partidária e afirma que ‘estamos abertos a alianças com todas tendências’

maranhaoDurante a convenção da manhã deste domingo (30), que reconduziu o deputado Manoel Júnior à presidência do PMDB de João Pessoa, o senador José Maranhão proclamou que “estamos abertos para alianças com todas as tendências partidárias”. Porém, pregou a unidade partidária e prometeu trabalhar neste sentido.

As declarações de JM ecoaram pelos corredores do PSDB, do PSC e do PDT, que estiveram respectivamente representados por Ruy Carneiro (presidente dos tucanos na Paraíba), deputado Renato Gadelha e vereador Raoni Mendes.

Em sua fala, Maranhão reafirmou, ainda, o compromisso de candidatura própria do partido nas eleições do próximo ano em João Pessoa, principal colégio eleitoral do Estado. “O PMDB tem candidato sim a prefeito dessa cidade, mantendo uma tradição de postulação neste cidade”, complementou o senador.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Para mostrar a importância do evento dos peemedebistas, até integrantes da bancada do governo do PSB na Assembleia Legislativa estava presente, abraçando o presidente reconduzido Manoel Júnior. O deputado João Gonçalves (PSD) até recebeu um “convite”, mesmo que discretamente de compor a chapa a ser encabeçada por MJ.

O senador Cássio Cunha Lima, líder do PSDB, foi convidado pelo deputado Manoel Júnior, mas não compareceu. No entanto, fez a congratulação através de um contato por telefone, também por mensagem de celular. No entanto, CCL pediu para o presidente do seu partido Ruy Carneiro representá-lo.

Mas nem tudo se transformou em festa na convenção do PMDB. A crise ampliou-se com a recondução de Manoel Júnior a presidência do partido em João Pessoa, oficializando-se a quebra do compromisso de 2013; também com o lançamento da candidatura própria ao governo municipal no próximo ano.

No ambiente da convenção o assunto mais comentada era a saída do deputado federal Veneziano Vital, dos deputados estaduais Gervásio Maia e Trócolli Júnior, do vereador Fernando Milanez e diversas lideranças do partido. O desdobramento da crise está prevista para o mês de setembro, quando abre-se uma “janela” dentro da reforma política para a mudança de partidos.

Marcone Ferreira

Blogueiro diz que rádio comunitária faz política partidária em Mari/PB

 

O jornalista e blogueiro Joseilson, o professor Josa (foto), comentando sobre a vitória do seu candidato a prefeito de Mari, Marcos Martins, fez críticas à rádio comunitária local, insinuando que a emissora participou ativamente da campanha em favor do atual prefeito Antonio Gomes, derrotado na eleição de 7 de outubro. Para ele, a rádio continuará tomando posição política, agora como oposição ao futuro gestor municipal. Comentário do blogueiro:
“A vitória de Marcos Martins provou que ele é a maior liderança política da história de Mari. Ele venceu o poder econômico, três ex-prefeitos (Gordo, Vera Pontes e Manoel Monteiro), sete vereadores no poder, uma emissora de rádio comunitária e muitas outras forças ocultas. Para os aliados e comelões do governo de Antônio Gomes, sobrará, como consolo, a partir de janeiro de 2013, a oposição por oposição. Tenho certeza que a rádio comunitária Araçá (entenda rádio Araçá não como um todo) usará de todos os seus artifícios para fazer oposição ao prefeito Marcos Martins. Espero que não usem de meios escusos e imorais.”
radiozumbijp

Calendário eleitoral: veiculação de propaganda partidária está vetada a partir deste domingo

Após o término do prazo para a realização das convenções partidárias, a Justiça Eleitoral proíbe a partir deste domingo (1º) a veiculação da propaganda partidária gratuita e propaganda política paga no rádio e na televisão…

Também está vedada às emissoras de rádio e de televisão, em programação normal e em noticiário, dar tratamento privilegiado a candidato, partido político ou coligação.

Além destas proibições, os meios jornalísticos não podem realizar pesquisas e consulta popular de natureza eleitoral em que seja possível identificar o entrevistado ou em que haja manipulação de dados.

A veiculação ou divulgação de filmes, novelas, minisséries ou qualquer outro programa com alusão ou crítica a candidato ou partido político, mesmo que dissimuladamente, exceto programas jornalísticos ou debates políticos também estão vetados.

Assessoria

Procuradoria analisa processo de infidelidade partidária contra vereador de Bananeiras e mais 44 parlamentares

 

A Procuradoria Regional Eleitoral da Paraíba (PRE/PB) está analisando um processo de infidelidade partidária contra o vereador de Bananeiras Josinaldo Lima Aguiar – que deixou o PMDB e se filiou ao PSD. Além do de Aguiar, mais 44 processos de infidelidade partidária foram ajuizados contra parlamentares, sendo um contra o deputado estadual Doda de Tião.

Após o parecer da PRE/PB, os casos seguem para o relator e serão julgados pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). Os processos podem resultar na perda do mandato político.

De olho nas eleições 2012, os políticos migraram para outro partido, antes de 7 de outubro de 2011, para conseguir completar um ano de filiação partidária e poder concorrer ao pleito municipal deste ano. No entanto, conforme o Tribunal Superior Eleitoral, os cargos eletivos pertencem ao partido e não ao candidato. As requisições de perda de mandato foram feitas tanto por suplentes quanto pelos partidos de origem.

A infidelidade partidária é a troca de partido de uma pessoa eleita, sem que se enquadre nas exceções permissivas elencadas na legislação. As exceções são observadas quando ocorre a incorporação, fusão ou criação de novo partido, a mudança substancial ou desvio reiterado do programa partidário e a grave discriminação pessoal.

Os casos de infidelidade partidária são referentes aos municípios de Alagoa Nova,  Alagoinha, Algodão de Jandaíra, Areia, Areial, Aroeiras, Bananeiras, Barra de São Miguel, Bayeux, Bernardino Batista, Borborema, Cacimba de Areia, Cacimbas, Caraúbas, Coxixola, Fagundes, Guarabira, Itabaiana, Itaporanga, Jacaraú, João Pessoa, Livramento, Lucena, Marcação, Massaranduba, Paulista, Pedras de Fogo, Pombal, Prata, Prata, Remígio, Riachão do Bacamarte, Santa Cecília do Umbuzeiro, Santa Cruz, Santa Inês, Santo André, São Bentinho, São Domingos do Cariri, São João do Rio do Peixe, Soledade, Uiraúna e Zabelê.

Dos 45 processos, 13 são de migração para os partidos novos como o Partido Social Democrata (PSD) e Partido Pátria Livre (PPL). Neles, a PRE/PB vai analisar se os políticos saíram dos partidos após a criação dos partidos novos.

1. Adamastor Neves – Zabelê – DEM – PSC

2. Antônio Alberto Moreira Marques – Remígio – PPS – PSL

3. Antônio Marcolino Franco – Lucena – PPS – PSB

4. Antônio Paulino dos Santos –                Cacimba de Areia – PPS – PMDB

5. Daniel Lopes – Fagundes – PMDB – PSB

6. Décio Geovanio da Silva – Algodão de Jandaíra – PPS – PSD

7. Ednaldo Vituriano da Silva – São Domingos do Cariri – PTB – PSDB

8. Elias Araújo da Silva – Itabaiana – PMDB – PSD

9. Eraldo Ferreira Barbosa – Aroeiras – PTN – PSD

10. Eronildes Pereira de Andrade – Borborema – PSB – PP

11. Evanilson Monteiro de Farias – Paulista – PTB – PR

12. Fábio de Oliveira Silva – Coxixola – PSB – PMDB

13. Felipe Matos Leitão – (cassado por decisão de juiz eleitoral)               João Pessoa – PRP – PP

14. Felizardo Moura Nunes – Prata – PRD – PSD

15. Firmino José Pereira Neto – São Bentinho – PSDB – PR

16. Francisco Batista Alves – Bernardino Batista – DEM – PMDB

17. Francisco Ivo Vieira Lacerda – Santa Inês – DEM – PDT

18. Gerson Cândido de Farias – Guarabira – PRP               – PPL

19. Guilherme Torres Vilar – Livramento – PRP – PSB

20. Humberto Gomes do Nascimento – São João do Rio do Peixe – PP – PTB

21. Jerônimo Gomes Figueiredo – Bayeux – PPS – Sem partido

22. João Paulo Dias de Araújo – Pedras de Fogo – PSB – PRB

23. Joaquim Marcelino de Lira Neto – Uiraúna – PSDB – PSB

24. José Alves Filho – Santa Cecília do Umbuzeiro – PRP – PSD

25. José Alyson Ferreira de Luna – Cacimbas – PSB – PR

26. José Josafá Claudino – Prata – PRP –               PSD

27. José Silvano – Caraúbas – PTB – PSC

28. José Tomaz Coelho                 Algodão de Jandaíra – PPS – PSD

29. Josinaldo Lima Aguiar – Bananeiras – PMDB – PSD

30. Jucélio Francisco Laurentino – Jacaraú – PTB – PSD

31. Luiz Alberto Tolentino – Itaporanga – PSDC  – PSDB

32. Manoel Sarmento Neto – Santa Cruz – PSDB – PT

33. Maria de Fátima Barros de Queiroz Ramos – Soledade – PMDB – PSD

34. Paulo Rogério de Sousa Rego – (Deputado estadual) – PMDB             Sem partido

35. Paulo Sérgio Azevedo Barros – Coxixola – PT              – PT do B

36. Rafael Francisco da Silva – Alagoinha – PPS – PMDB

37. Reginaldo Benjamim de Barros – Marcação – PRP – PSB

38. Roberto José Cardoso – Alagoa Nova – PMDB – PSD

39. Robson Rolim de Souza – Barra de São Miguel – PSDB – PMDB

40. Rogério Martins Arruda – Pombal – PTB – PSB

41. Severino do Ramo Nascimento – Riachão do Bacamarte – PRP – PSD

42. Simone da Silva Zeca – Massaranduba – PSDB – PSC

43. Valdir Antônio da Silva – Santo André – PR –                PRTB

44. Vicente Bernardo Dias – Areia – PTN – PP

45. Wilson Diniz da Costa – Areial – PSDB – PTB

 

Focando a Notícia com assessoria