Arquivo da tag: Pardal

Aplicativo Pardal já registrou 378 denúncias de irregularidades eleitoral em menos de três semanas na Paraíba

Em cerca de três semanas, pelo menos 378 denúncias de irregularidades de campanha para as Eleições 2020 foram registradas na Paraíba por meio do aplicativo Pardal do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). O aplicativo foi colocado disponível para download desde o dia 27 de setembro.

Em entrevista ao ClickPB, o coordenador da ouvidoria do TRE, Júlio César explicou que nem todos os registros foram adiante por falta de consistências nas denúncias. Segundo ele, desse total de 378 apenas 105 seguem em investigação. “Do total de denúncias registradas do dia 27 até hoje, 273 denúncias encaminhadas as zonas eleitorais foram consideradas inconsistentes, ou seja não configuraram nenhuma licitude. Já 105 denúncias estão em processo de apuração”, disse.

Entre as denúncias mais comuns estão a de propaganda eleitoral irregular, compra de votos e uso da máquina pública para realização de campanhas.

O processo de apuração das denúncias que chegam por meio do aplicativo Pardal são distribuídos nas 76 zonas eleitorais espalhadas pelo estado.

O Pardal é um aplicativo gratuito e está disponível para download nas lojas virtuais Apple Store e Google Play. Para realizar uma denúncia, o cidadão deve, apresentar o nome e CPF, além de elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos ou áudios. A identidade de quem denuncia é preservada pela autoridade responsável por apurar a infração eleitoral.

A data das eleições municipais está marcada para 15 de novembro e o segundo turno, que ocorre apenas em cidades com mais de 200 mil eleitores, o pleito será em 29 de novembro.

 

clickpb

 

 

Pardal da Justiça Eleitoral já recebeu mais de 100 denúncias na Paraíba

O aplicativo Pardal da Justiça Eleitoral, que permite que qualquer pessoa denuncie violações e fraudes nas eleições 2018, já recebeu 100 denúncias na Paraíba, em apenas oito dias de funcionamento.

O que comprova uma tendência de crescimento do uso dessa ferramenta por parte de eleitores. O TRE e o Ministério Público Eleitoral só empreende investigação após minuciosa triagem das denúncias.

Segundo o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), Cassimiro Júnior, explicou que o número é considerado dentro da normalidade, mas lembrou que nas eleições de 2016 foram feitas cerca de 5 mil denúncias no Pardal.

Os crimes denunciados aportam na Ouvidoria Regional Eleitoral, onde é feita uma triagem para verificar a veracidade da denúncia e se atende a todos os requisitos necessários, como apresentação de provas. Posteriormente a denúncia é encaminhada para o Ministério Público Eleitoral dos respectivos municípios a que se refere.

“Se for necessário produzir mais provas o Ministério Público requer. A denúncia gera um processo e o eleitor pode acompanhá-la”, frisou Cassimiro. Ele reforçou que o Pardal não permite denúncias anônimas e requer o uso do nome e CPF.

 

 

pbagora

Sistema Pardal recebe primeiras denúncias de crime eleitoral e propaganda irregular na Paraíba

Em pouco menos de 24 horas disponível nas plataformas IOS e Android, além da versão Web, o Sistema Pardal, desenvolvido pela Justiça Eleitoral que possibilita aos eleitores denunciarem infrações durante as campanhas eleitorais, já recebeu duas denúncias na Paraíba.

Uma é referente à suposta prática de crime eleitoral. A outra diz respeito à suposta propaganda eleitoral irregular.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), as denúncias ocorreram nos municípios de João Pessoa e Santa Rita.

O Pardal também pode ser utilizado para denunciar compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais e doações e gastos eleitorais.

Supostas irregularidades na propaganda eleitoral veiculada nas emissoras de TV ou rádio e na internet, bem como notícias de infrações relacionadas a candidatos aos cargos de presidente e vice-presidente da República, não serão processadas pelo sistema. Nesses casos, o eleitor deverá encaminhar as eventuais denúncias pelos meios tradicionais.

Nas denúncias feitas por meio do Pardal, deverão constar, obrigatoriamente, o nome e o CPF do cidadão que as encaminhou, além de elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos ou áudios. A autoridade responsável por apurar a notícia de infração poderá manter em sigilo as informações do denunciante, a fim de garantir sua segurança.

Blog do Gordinho

Paraíba é o 6º estado do país que mais recebeu denúncias pelo app Pardal

pardalO Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba já recebeu 2.245 denúncias de eleitores pelo aplicativo Pardal. Os dados foram contabilizados até o fim da semana passada. Os registro começaram dia 18 de agosto.

Com esse número, a PB é 6º no ranking das Unidades da Federação que mais receberam denúncia. Ficou atrás de São Paulo, Espírito Santo, Pernambuco, Bahia, Pará. Entre os Estados nordestinos, a PB ficou em 3º lugar.

O maior número de denúncias é a de propaganda eleitoral irregular. Foram registradas 986. Na lista, destaque para 121 de compra de votos, 53 de doações e gastos eleitorais e 243 de uso da máquina pública.

Por meio desse aplicativo, qualquer cidadão pode fazer denúncia de irregularidade praticada por candidatos e partidos enviando fotos ou vídeos que comprovem indícios de crime que serão encaminhados ao Ministério Público Eleitoral (MPE). Cabe ao MPE avaliar a consistência das informações recebidas e formalizar eventuais denúncias aos juízes eleitorais de cada localidade. As informações são do blog do Laerte Cerqueira.

pbagora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Pardal recebe 858 denúncias em menos de 15 dias em funcionamento na PB

pardalEm funcionamento há 13 dias, o aplicativo para celular Pardal, desenvolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para denunciar irregularidades nas campanhas eleitorais, já recebeu 858 denúncias de todo o estado. De acordo com informações da Ouvidoria do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), cerca de 35% dessas denúncias apresentaram, de fato, irregularidades e foram encaminhadas aos promotores dos cartórios eleitorais para as devidas providências.

As denúncias feitas através do aplicativo Pardal passam por uma triagem realizada por profissionais do TRE-PB, com base na Resolução 23457/2015, que regula o processo eleitoral deste ano, e a Lei das Eleições 9.504/97. De acordo com a analista do órgão Cristina Guerra, a metade das denúncias são oriundas do interior do Estado e a outra da capital. “De sábado para cá nós temos percebido um aumento considerável no número de denúncias relativas a João pessoa”, destacou.

Para a analista, esse número deve dobrar até o final do primeiro turno. “Devemos chegar a aproximadamente 1500 denúncias e por isso temos o compromisso de zerar todas elas ao final de cada dia, não permitindo que haja o acúmulo de denúncias na Ouvidoria”, informou . Cristina também ressaltou a importância do eleitor neste processo. “Nem tudo que chega têm fundamento, mas nós orientamos que o cidadão, em caso de dúvida, denuncie. Nem todo mundo tem a obrigação de conhecer a resolução e a lei que regem as eleições”, ressaltou.

A solução “Pardal” (disponível para Android e iOS) possibilita aos eleitores notificar irregularidades e não conformidades nas campanhas. Funciona assim: ao identificar um problema, o cidadão tira uma foto e, por meio do App, envia as evidências para a Justiça Eleitoral no estado ou município, que fará a análise da denúncia.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Presidente do TRE garante apuração em tempo real de denúncias enviadas por aplicativo Pardal

Jose-AurelioO presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), José Aurélio da Cruz, garantiu que as denúncias enviadas por eleitores e candidatos através do aplicativo Pardal, lançado pela Justiça Eleitoral com o objetivo de denunciar irregularidades praticadas por candidatos e partidos durante a campanha eleitoral, serão apuradas em tempo real. Ele ainda previu que a Paraíba terá uma das apurações mais rápidas do país.

“O Pardal é um aplicativo importantíssimo, criado pelo TRE do Espírito Santa em parceria com o TRE da Paraíba que permitirá ao eleitor ser um fiscal das eleições, com as gravações de ilícitos eleitorais”, explicou.

O presidente do TRE também pediu que os eleitores encaminham denúncias com provas embasadas.

“Nós temos uma equipe preparada para receber denúncias que devem ser formuladas com provas, embasamento legal e vamos fazer apurações em tempo real, com uma equipe preparada. Vamos indicar auxiliares da presidência e da Corregedoria e daremos posicionamentos diretamente”, falou.

Ele  assegurou que o estado terá uma das eleições mais tranquilas e rápidas do país, mas não estipulou um horário para a divulgação dos resultados.

O desembargador disse ainda que aconselhou os juízes eleitorais a solicitarem o reforço das tropas federais em caso de necessidade e destacou o trabalho da Polícia Militar nas eleições.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br