Arquivo da tag: Paraíba

Parceria entre a Casa do Empreendedor e Empreender Paraíba gera investimentos na economia local em Bananeiras

Na última quarta-feira (21), empreendedores de Bananeiras foram contemplados por novos e renovações de contratos pelo Empreender Paraíba. Cerca de R$ 99 mil reais investidos na micro economia local.

A parceria com a Casa do Empreendedor, primeira franquia pública do País vem gerando frutos e incentivando ao empreendedorismo local.

Com o intuito de fortalecer a economia do município através do apoio aos micros e pequenos empreendedores, foi criado um ambiente favorável a esses negócios, através da qualificação profissional, da desburocratização dos serviços, da facilitação do acesso ao crédito e à informação. Aplicando mais de R$ 2 milhões e 200 mil de recurso municipal, contemplando 700 micro empreendedores em diversos segmentos durante este tempo.

A Casa do Empreendedor tem dado a possibilidade de muitas pessoas se tornarem independentes e construírem seus negócios de forma sólida.

Em um período recente, Bananeiras pôde vivenciar avanços muito significativos, num município de realidade cada vez mais exigente tem-se que superar as adversidades, sobretudo as financeiras, para dar respostas rápidas e consistentes, sempre com o intuito de estimular a todos os empreendedores, sem distinção.

Portanto, apresentar um rol de soluções, investimentos e ações, nas diversas áreas da gestão, com impactos diretos e positivos na economia local se constitui num desafio cotidiano.

O programa avançou e desde a sua criação em 2013 até os dias atuais, lançou as bases para um crescimento sólido e modificando de forma muito positiva a vida das pessoas, sobretudo, das que mais precisam.

Ascom – PMB

 

 

Preço do gás de cozinha aumenta 5% a partir desta sexta-feira (23), na Paraíba

A partir desta sexta-feira (23) o preço do gás de cozinha vai aumentar 5% na Paraíba, de acordo com o Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado da Paraíba (Sinregás). A Petrobrás anunciou o aumento na terça-feira (20).

De acordo com o sindicado, se antes o gás era encontrado entre R$ 75 e R$ 80, agora os paraibanos vão precisar pagar entre R$ 80 e R$ 85, dependendo do local da compra e da forma de pagamento.

Esse é o oitavo aumento em 2020 e, conforme o Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado da Paraíba, a previsão é ter mais dois ou três aumentos até o fim do ano.

G1

 

Paraíba confirma mais 369 casos de coronavírus nas últimas 24h

A Paraíba contabilizou, nas últimas 24 horas, mais 369 casos confirmados de Covid-19, totalizando 129.414. O número de óbitos em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus subiu de 3.010 para 3.020 entre essa terça-feira (20) e esta quarta-feira (21). Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

De acordo com o boletim da SES, 105.573 pessoas já se recuperaram da doença. A última atualização aponta que 401.379 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados na Paraíba.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba

  • Confirmados: 129.414 (eram: 129.045)
  • Descartados: 178.127 (eram: 177.728)

Dentre os casos confirmados:

  • Recuperados: 105.573 (eram: 105.273)
  • Isolados em casa: 20.592 (eram: 20.525)
  • Internados: 229 (eram: 225)
  • Mortos: 3.020 (eram: 3.010)

Mortes

Dos dez óbitos confirmados nesta quarta-feira (21) pela SES, três ocorreram nas últimas 24 horas. Os pacientes tinham idades entre 48 e 92 anos. Hipertensão foi a comorbidade mais frequente. As vítimas são cinco homens e cinco mulheres. Duas delas não possuíam ou não informaram às autoridades sanitárias, comorbidades.

Ocupação de leitos

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 42%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 40%. Em Campina Grande, estão ocupados 35% dos leitos de UTI adulto e, no Sertão, 61% dos leitos de UTI para adultos.

Leitos para Covid-19 ativos em todo o estado

  • Enfermaria: 494 (117 ocupados)
  • UTI: 267 (112 ocupados)

76,68% das cidades já registraram morte por Covid-19

De acordo com o boletim da SES, 171 municípios já registraram pelo menos um óbito por coronavírus desde o início da pandemia. O dado mostra que 76,68%, das cidades paraibanas já computaram mortes pela doença.

 

portalcorreio

 

 

Secretaria de Saúde da Paraíba anuncia que testará 9.600 pessoas para covid-19 a partir do dia 3

A Secretaria de Saúde da Paraíba anunciou, em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (21), que o inquérito sorológico, que testará 9.600 paraibanos para a covid-19, será iniciado no próximo dia 3.

Os primeiros trabalhos relativos ao inquérito serão iniciados já nesta segunda-feira (26), como havia sido anunciado anteriormente, mas a pesquisa de campo só começa no dia 3. O resultado norteará a flexibilização de atividades no estado, incluindo a possibilidade de retorno das aulas presenciais nas escolas.

O secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, explicou que a pesquisa será feita em 130 cidades, escolhidas de acordo com o número de casos de covid-19 notificados e com o perfil do Censo do IBGE. Os entrevistados serão submetidos ao teste para covid-19 em visitas domiciliares que serão feitas por um entrevistador e profissional de saúde, que coletará as amostras. A expectativa é que a pesquisa dure 60 dias.

 

clickpb

 

 

Universidades públicas da Paraíba têm sete cursos com nota máxima no Enade

O resultado do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) foi divulgado nesta terça-feira (20) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e apresenta um panorama dos cursos de ensino superior no Brasil. Na Paraíba, de acordo com levantamento feito pelo ClickPB, foram avaliadas três universidades públicas e sete cursos alcançaram o conceito máximo.

Confira aqui.

Somente na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) foram quatro cursos com nota máxima no Enade, os de Fisioterapia, Medicina, Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil. Já na Universidade Federal da Campina Grande (UFCG), apenas o curso de Enfermagem recebeu conceito máximo do Exame. A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) teve nota máxima apenas no curso de Engenharia Civil e o Instituto Federal da Paraíba (IFPB) alcançou o conceito máximo no curso de Segurança no Trabalho.

Ao todo, 57 cursos de nível superior em instituições públicas da Paraíba foram avaliados no Enade, sendo 22 na UFCG, 21 na UFPB, oito na UEPB e seis no IFPB, conforme apurou o ClickPB.

O Enade foi aplicado em 2019 com objetivo de avaliar os estudantes que estavam prestes a se formar nas áreas de ciências agrárias, ciências da saúde, engenharias, arquitetura e urbanismo; e nos cursos tecnológicos de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, área militar e segurança.

Dentre os 8.368 cursos avaliados no Enade, 510 atingiram a maior nota do exame. O conceito Enade varia entre 1 e 5 e, quanto mais alta for a pontuação atingida, melhor é considerado o desempenho dos estudantes. Nesta última avaliação, dos 510 cursos que receberam a nota máxima, 67% são de universidades federais, 18% são de universidades privadas (com ou sem fins lucrativos); 14,5%, de estaduais; e 0,5%, de municipais.

Confira as notas atingidas nos cursos avaliados pelo Enade em instituições públicas na Paraíba:

IFPB 

  • Segurança no Trabalho – 5
  • Engenharia Elétrica – 4
  • Gestão Ambiental – 4
  • Engenharia Civil – 4
  • Gestão Ambiental – 3
  • Medicina Veterinária – 2

UEPB 

  • Engenharia Civil – 5
  • Odontologia – 4
  • Farmácia – 4
  • Fisioterapia – 4
  • Engenharia Sanitária e Ambiental – 4
  • Enfermagem – 4
  • Odontologia – 3
  • Educação Física – 3

UFPB

  • Fisioterapia – 5
  • Medicina – 5
  • Arquitetura e Urbanismo – 5
  • Engenharia Civil – 5
  • Zootecnia – 4
  • Farmácia – 4
  • Nutrição – 4
  • Odontologia – 4
  • Engenharia de Produção Mecânica – 4
  • Enfermagem – 4
  • Engenharia Elétrica – 4
  • Engenharia Ambiental – 4
  • Educação Física – 4
  • Fonoaudiologia – 4
  • Engenharia de Produção – 4
  • Engenharia de Alimentos – 3
  • Engenharia Mecânica – 3
  • Agronomia – 3
  • Engenharia Química – 3
  • Medicina Veterinária – 3
  • Engenharia de Computação – 3

UFCG

  • Enfermagem – 5
  • Engenharia Elétrica – 4
  • Engenharia Civil – 4
  • Medicina – 4
  • Engenharia de Produção – 4
  • Enfermagem – 4
  • Enfermagem – 4
  • Farmácia – 4
  • Odontologia – 4
  • Medicina – 4
  • Arquitetura e Urbanismo – 4
  • Engenharia civil – 4
  • Medicina Veterinária – 3
  • Engenharia Química – 3
  • Engenharia Mecânica – 3
  • Engenharia Florestal – 3
  • Agronomia – 3
  • Engenharia Ambiental – 3
  • Nutrição – 3
  • Engenharia de Produção – 3
  • Engenharia de Alimentos – 2
  • Engenharia de Alimentos – 2

 

clickpb

 

 

Registros de armas de fogo têm aumento de 112% na Paraíba, segundo anuário

A Paraíba registrou o segundo maior crescimento percentual do país em registros de armas de fogo. De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgado nesta segunda-feira (19), o estado foi de 6.815 armas registradas em 2017 para 14.511 em 2019, o que resulta no aumento de 112,9%.

O documento mostra que do total de registros ativos, 4.368 fazem parte da categoria “cidadão”. Isto é, armas compradas por qualquer cidadão que tenha direito a posse ou porte. O número faz da categoria a com mais registros, seguida da categoria “órgão público com taxa”, com 3.843 registros.

Conforme os dados divulgados, a Paraíba só ficou atrás do Distrito Federal, que liderou a lista com o aumento percentual de 538,6%.

Dois sistemas diferentes reúnem os registros de armas de fogo no Brasil, um administrado pelo Exército Brasileiro e outro pela Polícia Federal.

O Exército é responsável pelo Sistema de Gerenciamento Militar de Armas de Fogo (Sigma), que reúne dados das armas registradas para as Forças Armadas, policiais militares dos estados, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), além daquelas usadas por Colecionadores, Atiradores desportivos e Caçadores, que são chamados CACs.

Um outro banco de dados, chamado Sistema Nacional de Armas (Sinarm) e controlado pela Polícia Federal (PF), reúne as armas da própria corporação e também as usadas pelas polícias civis dos estados, Polícia Rodoviária Federal, guardas municipais, de órgãos como Ministério Público e Poder Judiciário, além daquelas compradas por qualquer cidadão.

G1

 

Lesão corporal dolosa contra mulheres aumenta 20% na Paraíba, diz anuário

O número de casos de violência doméstica com lesão corporal dolosa aumentaram 20% em 2019, na Paraíba, de acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com o anuário, em 2018 foram registrados 2.687 casos de lesão corporal enquanto em 2019 foram 3.245, uma variação de 20%. Entre os estados do nordeste, a Paraíba teve o 6° maior aumento neste tipo de crime.

Número de feminicídios, assédio sexual e ligações ao 190 denunciando violência doméstica também aumentaram.

O estado de Alagoas não informou o dados ao Anuário. Ceará, Maranhão e a Paraíba forneceram apenas o número total de vítimas mulheres.

  • Foram registrados na Paraíba 20 casos de assédio sexual em 2018, enquanto em 2019 foram 22. O número de medidas protetivas de urgência solicitadas pela Polícia Civil caiu de 5.118 para 4.941 no estado em 2019.
  • Em comparação com 2018, o número de feminicídios registrados aumentou de 34 para 38 em 2019. No primeiro semestre de 2019 foram 17 feminicídios, enquanto em 2020 foram 15.
  • Os homicídios dolosos com vítimas do sexo feminino aumentou no primeiro semestre de 2020 em comparação com o mesmo período em 2019, indo de 34 para 46, um aumento de 35,3%.

O Anuário também levantou os números de violência doméstica e sexual durante a pandemia, comparando a mesma parte do ano em 2020 com 2019.

Na Paraíba, o número de ameaças contra mulheres diminuiu de 478 (2019) para (403). Já o número de ligações ao 190 registradas sob a natureza de violência doméstica foi de 1.853 para 1.944, uma variação de 4,9%, maior que a média nacional de 3,8%.

G1

 

Aplicativo Pardal já registrou 378 denúncias de irregularidades eleitoral em menos de três semanas na Paraíba

Em cerca de três semanas, pelo menos 378 denúncias de irregularidades de campanha para as Eleições 2020 foram registradas na Paraíba por meio do aplicativo Pardal do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). O aplicativo foi colocado disponível para download desde o dia 27 de setembro.

Em entrevista ao ClickPB, o coordenador da ouvidoria do TRE, Júlio César explicou que nem todos os registros foram adiante por falta de consistências nas denúncias. Segundo ele, desse total de 378 apenas 105 seguem em investigação. “Do total de denúncias registradas do dia 27 até hoje, 273 denúncias encaminhadas as zonas eleitorais foram consideradas inconsistentes, ou seja não configuraram nenhuma licitude. Já 105 denúncias estão em processo de apuração”, disse.

Entre as denúncias mais comuns estão a de propaganda eleitoral irregular, compra de votos e uso da máquina pública para realização de campanhas.

O processo de apuração das denúncias que chegam por meio do aplicativo Pardal são distribuídos nas 76 zonas eleitorais espalhadas pelo estado.

O Pardal é um aplicativo gratuito e está disponível para download nas lojas virtuais Apple Store e Google Play. Para realizar uma denúncia, o cidadão deve, apresentar o nome e CPF, além de elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos ou áudios. A identidade de quem denuncia é preservada pela autoridade responsável por apurar a infração eleitoral.

A data das eleições municipais está marcada para 15 de novembro e o segundo turno, que ocorre apenas em cidades com mais de 200 mil eleitores, o pleito será em 29 de novembro.

 

clickpb

 

 

Paraíba ultrapassa as 3 mil mortes por Covid-19

do nesta segunda-feira (19), ultrapassou o número de 3 mil mortes em decorrência da contaminação pelo novo coronavírus (covid-19).

Nesta segunda, foram registrados 114 novos casos de Covid-19 e 08 óbitos confirmados desde a última atualização, 04 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 128. 549 pessoas já contraíram a doença, 104.636 já se recuperaram e 3.001, infelizmente, faleceram. Até o momento, 398.692 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 114, nos quais 10 municípios concentram 86 casos, o que representa 75,43% dos casos em toda a Paraíba. São eles:

Cruz do Espírito Santo, com 18 novos casos, totalizando 592; Cajazeiras, com 17 novos casos, totalizando 2.426; Bernardino Batista, com 12 novos casos, totalizando 110; Campina Grande, com 12 novos casos, totalizando 13.592; Picuí, com 08 casos novos, totalizando 408; Sousa, com 06 novos casos, totalizando 2.411; Bonito de Santa Fé, com 04 novos casos, totalizando 120; Boa Ventura, com 03 casos novos, totalizando 130; Ingá, com 03 novos casos, totalizando 1.548; Marcação, com 03 novos casos, totalizando 502.

Até hoje, 171 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 08 óbitos registrados nesta segunda ocorreram entre 25 de maio e 19 de outubro, sendo 04 deles ocorridos nas últimas 24 horas, entre residentes de 06 municípios:

Bonito de Santa Fé (1), Cajazeiras (1), Conde (1), Itaporanga (1), João Pessoa (3) e Queimadas (1).

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 39%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 39%. Em Campina Grande estão ocupados 37% dos leitos de UTI adulto e no sertão 59% dos leitos de UTI para adultos.

 

PB Agora

 

Inquérito sorológico começa dia 26 de outubro e vai testar quase 2 mil paraibanos que convivem com crianças e adolescentes, diz secretário de Saúde da Paraíba

O inquérito sorológico, que testará paraibanos para covid-19 para saber a possibilidade de retorno das aulas presenciais na rede estadual de ensino na Paraíba, começa dia 26 de outubro, segundo informou ao ClickPB, o secretário de Estado da Saúde (SES), Geraldo Medeiros. Serão testados quase 2 mil pessoas que convivem com estudantes na faixa etária de ensino.

“Serão testados 1970 paraibanos em 130 municípios. Os usuários escolhidos foram aqueles que conviviam com crianças e adolescentes entre 03 e 17 anos com idosos acima de 60 anos ou aqueles que tenham doenças crônicas”, informou ao ClickPB, destacando que o inquérito começa dia 26 de outubro e a atuação em campo, dia 03 de novembro.

De acordo com Geraldo Medeiros, as famílias serão testadas e após dois meses, com o término do inquérito, vai ser possível mostrar o grau de imunidade da população e o que ocorrerá após a abertura das aulas presenciais. Mais de 160 mil pessoas que convivem com crianças e adolescentes têm mais de 60 anos ou algum tipo de comorbidade, ou seja, dentro do grupo de risco para a covid-19.

 

clickpb