Arquivo da tag: Organizadas

Torcidas organizadas serão ‘barradas’ no Estádio Almeidão em jogo do Botafogo-PB contra o Sport pela Copa Nordeste

torcida organizadaPor determinação da Polícia Militar da Paraíba, através do coronel Jefferson Pereira, em conjunto com o Ministério Público do Estado, através do procurador Valberto Lira, não será permitida a entrada de torcidas organizadas no Estádio José Américo de Almeida, O Almeidão. A ordem diz respeito ao jogo de estreia do Botafogo na Copa do Nordeste, diante do Sport.Ficou decidido que quem estiver trajando camisas, calças ou qualquer outra vestimenta que identifique TOs do Botafogo ou do Sport será impedido de ter acesso ao local. Também não será permitida a utilização de bandeiras, instrumentos musicais, ou qualquer outro tipo de objeto.

A determinação, feita na manhã desta quinta-feira (16), tem por base garantir a segurança dos torcedores. Botafogo x Sport acontece no domingo, às 16h, no Almeidão.

Assessoria do Botafogo-PB

Confronto entre organizadas de Treze e Campinense deixa quatro feridos

O Clássico dos Maiorais ganhou contornos policiais na tarde deste domingo. Quatro torcedores foram feridos, um deles com um tiro na cabeça, em uma briga entre torcidas organizadas de Treze e Campinense. Os feridos foram socorridos para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Segundo torcedor do Treze, que não quis se identificar, a confusão aconteceu na Rua Vigário Calixto, que fica nas imediações do Estádio Amigão, horas antes do início da partida.

Torcedor do Treze, confusão, paraíba (Foto: Silas Batista / Globoesporte.com/pb)Torcedor é atingido em confusão entre organizadas de Treze e Campinense (Foto: Silas Batista / Globoesporte.com/pb)

De acordo com informações do Hospital de Trauma, o torcedor atingido na cabeça está no bloco cirúrgico, em estado grave. Além dele, mais três torcedores que estavam na confusão também deram entrada no local, sendo uma mulher com um tiro no braço, um homem alvejado no abdomen e outro homem com uma facada nas costas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo um torcedor trezeano, que estava na confusão e não quis se identificar, um grupo da Torcida Jovem do Treze estava se dirigindo para o Amigão, quando encontraram alguns torcedores da Facção Jovem do Campinense. Ele contou ainda que os dois grupos se atacaram com pedras.

– Quem faz parte de torcida organizada é assim. É para matar ou morrer – disse o integrante da Torcida Jovem do Treze, que também foi ferido com pedradas.

O GLOBOESPORTE.COM/PB entrou em contato com comandante do Segundo Batalhão da Polícia Militar, em Campina Grande, o tenente-coronel Souza Neto, mas o oficial alegou que não podia falar sobre o caso no momento.

 

 

Globoesporte.com

Ministério Público recomenda que torcidas organizadas não compareçam na final do Nordestão em CG

torcidaO promotor de Justiça Bertrand Asfora recomendou neste sábado (16), após uma reunião com autoridades na sede do Ministério Público do Estado, em Campina Grande, que as torcidas organizadas não compareçam neste domingo (17), durante a partida final entre Campinense (PB) e ASA (AL), pela Copa do Nordeste de Futebol, no estádio Amigão.

“Devido o clima de acirramento e pelos casos de violência que vêm sendo registrados na cidade, inclusive com a morte de duas pessoas, recomendamos que as torcidas organizadas não compareçam ao Amigão. As Policiais Civil e Militar serão rigorosas no cumprimento das leias”, disse o promotor ao Portal Correio.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O tenente coronel, Souza Neto, comandante do 2º BPM, informou que os 410 policiais farão a segurança na cidade e no entorno do estádio. O policia adiantou que eles serão rigorosos no combate aos crimes durante a partida e em um possível confronto entre torcedores rivais.

“Não vamos tolerar a violência no campo. Vamos ficar em alerta constante para evitar qualquer tipo de confronto e brigas entre as torcidas rivais. Está proibida a entrada de pessoas com a camisa do Treze no Amigão para evitar confusão”, comentou Souza Neto.

Além de Bertrand, participaram da audiência os promotores de Justiça Osvaldo Lopes (gestor da Área Integrada de Segurança Pública – Aisp – da região de Campina Grande) e Adriana Amorim (da Saúde); além do tenente-coronel Souza Neto, comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar de CG; do delegado Marcos Paulo, superintendente da Polícia Civil em Campina Grande; e de representantes dos clubes do Campinense e do Treze.

Confusão no velório

O comandante revelou que durante o velório o presidente da Torcida Jovem do Galo, Wagner Pereira, 23 anos, torcedores do Campinense passaram pelo local e um princípio de tumulto foi iniciado. Na manhã de hoje (16), três torcedores do Treze foram presos armados durante o cortejo fúnebre o presidente da torcida.

“O corpo ia passar pela rua onde estão sendo vendidos os ingressos para o show de amanhã. Para evitar o tumulto, fechamos todas as avenidas onde o corpo passou”, disse o coronel.

Prisão

O presidente da torcida organizada do Campinense foi convocado para prestar depoimento e acabou sendo preso nesta sexta-feira (15), de acordo com a delegada de homicídios Maíra Roberta, que investiga a morte do presidente da torcida jovem do Treze, Wagner Pereira, 23 anos.

Segundo a delegada, logo após o assassinato de Wagner, alguns torcedores do Campinense, principal adversário do alvinegro, foram convocados para prestar depoimento. Quando o torcedor da Raposa estava sendo ouvido, foi descoberto um mandado de prisão em aberto expedido pela comarca de Lucena. Ele estava sendo procurado por ter praticado um crime de trânsito.

“No depoimento, foi comprovado que ele não tem ligação com a morte do presidente da torcida jovem do Treze, mas descobrimos esse mandado de prisão em aberto pela prática de um crime de trânsito”, explicou a delegada.

Morte do torcedor

Wagner Pereira foi assassinado quando voltava do trabalho noturno em uma empresa de sandálias. Ele foi abordado por um motociclista que já chegou atirando. A execução ocorreu quando o torcedor desceu do ônibus da rota da Alpargatas. O crime aconteceu bem próximo ao bairro da Glória, em Campina.

Em nota oficial, o Treze Futebol Clube confirmou que Wagner Albuequerque era presidente da torcida organizada do clube. O o clube manifestou o seu “profundo pesar pelo falecimento do jovem” e confirmou que ele era presidente da Torcida Jovem do Galo.

A família da vítima revelou à Polícia que o jovem se envolveu em uma briga entre torcidas organizadas há dois dias e vinha sofrendo ameaças de torcedores do Campinense. Os familiares de Wagner acreditam que este seria o motivo do assassinato dele.

Jogo

No domingo (17), pela primeira vez em sua história, o Campinense vai decidir a Copa do Nordeste, no estádio Amigão, em Campina Grande. A previsão é de casa cheia no segundo jogo contra o Asa (Arapiraca-AL). No domingo passado, o rubro-negro campinense ganhou por 2 a 1 e pode perder por 1 a 0 ou se sagrar campeão com qualquer empate.

 

Hyldo Pereira

Organizadas divergem, e torcedores devem ir ao Pacaembu nesta quarta

Jogadores de Corinthians e Bragantino respeitam um minuto de silêncio em homenagem ao garoto boliviano morto na quarta-feira. Foto: Gazeta Press
Jogadores de Corinthians e Bragantino respeitam um minuto de silêncio em homenagem ao garoto boliviano morto na quarta-feira. Foto: Gazeta Press

Após a decisão da Conmebol, que manteve os portões do Pacaembu fechados à torcida do Corinthians durante os jogos como mandante na Copa Libertadores da América, a diretoria, com medo de outra punição, não quer torcedores nos arredores da Praça Charles Miller às 22 horas desta quarta.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook


No entanto, alguns fãs, como os da organizada Camisa 12, prometem ir até as proximidades da praça desportiva para apoiar a equipe contra o Millonarios, pela segunda rodada da competição continental, mesmo fora das arquibancadas, em uma espécie de “abraço” ao Pacaembu.

Já outros, como os da Gaviões da Fiel, a principal organizada alvinegra, e da Estopim da Fiel, devem respeitar o pedido do clube – e da Polícia Militar, que quer evitar confusões do lado de fora – e ficar nas quadras das torcidas, assistindo à partida através de telões.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook


“Nós pedimos ao torcedor que evite ir às imediações do estádio do Pacaembu durante o período em que a punição valer”, escreveu a diretoria do Parque São Jorge no site oficial do clube, antes de garantir a determinação dos jogadores mesmo com público zero: “A camisa corintiana será honrada”.

 

 

Gazeta