Arquivo da tag: Nordestão

No apagar das luzes, Botafogo-PB vence CSA-AL e vira líder do Grupo A do Nordestão

Pela quarta rodada da Copa do Nordeste, o Botafogo-PB foi até Maceió visitar o CSA-AL. Em um jogo muito fraco tecnicamente, o Belo se aproveitou da fragilidade do adversário e marcou no último lance do jogo para vencer por 1 a 0 e assumir a liderança do Grupo A.

Para buscar a ponta da tabela, o time pessoense não contou com o lateral-direito Léo Moura, poupado para aprimorar a forma física, e o atacante Kelvin, com suspeita de luxação no cotovelo direito. Mas mesmo modificado, o Belo voltou a mostrar conformismo com a não-derrota desde os primeiros minutos de jogo e praticamente não se arriscou no ataque durante a primeira hora de jogo.

Por sorte, o CSA-AL mostrava muita dificuldade para encontrar espaços, esbarrando também em uma ótima partida do zagueiro Fred, e a partida era bastante morna.

Aos 32, por muito pouco o Azulão não abrir o placar. Allano fez ótima jogada individual pela direita, passou por dois botafoguenses, cortou para o meio e chutou de canhota. A bola bateu no poste direito de Samuel Pires, cruzou toda extensão do gol, mas não entrou.

Quatro minutos mais tarde, Rodrigo Pimpão recebeu na meia esquerda, passou por quatro defensores e Diego Maurício pegou o rebote na entrada da área. O atacante ex-Flamengo chutou de direito, e a bola passou perto da trave esquerda do time paraibano.

Sem criar nada na primeira etapa, o Belo era basicamente um time de expectadores que estavam dentro do gramado. Com um poder ofensivo quase nulo quando tinha a bola, apenas tentava se organizar na defesa para evitar o gol dos alagoanos.

Foto: Augusto Oliveira/ CSA

Foto: Augusto Oliveira/ CSA

No intervalo, Evaristo Piza voltou para campo com Dico e Mário Sérgio na vaga da dupla de ataque titular formada por Lohan e Pimentinha, que produziu muito pouco na primeira etapa.

A primeira finalização relevante do Belo no jogo foi apenas aos 15 do segundo tempo, quando Rodrigo Andrade cobrou falta da esquerda e Mário Sérgio cabeceou no meio do gol, para fácil defesa do arqueiro Thiago Rodrigues.

Em seu ponto forte, a bola parada, quase o Botafogo-PB abre o placar. Após cobrança de escanteio, aos 29, Luís Gustavo subiu mais que todo mundo para mandar de cabeça e obrigar o goleiro alagoano a trabalhar bem pela primeira vez na partida.

Quando o a 0 parecia sacramentado, Everton Heleno mostrou que é diferenciado e, da esquerda, encontrou Dico nas costas de Diego Renan. O baixinho, sem precisar tirar os pés do chão, escorou de cabeça e mandou no canto esquerdo de Thiago Rodrigues para sacramentar a vitória botafoguense no Rei Pelé.

Com a vitória, o Belo chega aos 8 pontos e fica na liderança do Grupo A da Copa do Nordeste, com três pontos a mais que o Fortaleza, que entra em campo nesta segunda-feira (17), quando vai enfrentar o Imperatriz-MA. Pelo regional, o Botafogo-PB volta a campo dia 26, fora de casa, para encarar o Ceará. Antes, o time volta as atenções para o Campeonato Paraibano, jogando contra o Campinense, na quarta-feira (19), e CSP, no sábado (22).

O CSA-AL segue sem vencer na Copa do Nordeste, e soma 1 ponto apenas, ocupando a lanterna do Grupo B.

 

paraibaonline

 

 

Botafogo-PB vai a Maceió encarar CSA para se manter no topo do Nordestão

O Botafogo-PB volta a campo neste domingo (16) pela Copa do Nordeste para encarar o CSA de Alagoas. A partida será disputada no estádio Rei Pelé, em Maceio, às 18 horas.

Vice-líder do grupo B, o Belo vem de vitória na competição sobre o Náutico jogando no Almeidão na semana passada. No meio de semana, o time paraibano se classificou na Copa do Brasil ao empatar fora de casa com o Atlético da Bahia.

O Botafogo-PB está invicto na Copa do Nordeste, com uma vitória e dois empates, enquanto no Campeonato Paraibano venceu as duas partidas em que disputou.

Para enfrentar o Azulão do Mutange, o técnico Evaristo Piza não contará com o lateral direito Léo Moura (41) que será preservado após atuar nas duas últimas partidas.

Prováveis escalações

CSA

Thiago Rodrigues, Diego Renan, Leandro Souza, Leandro Castan e Rafinha;
Jean Cléber, Richard Franco, Allano e Renatinho;
Rodrigo Pimpão e Diego Maurício. Técnico: Eduardo Baptista.

Botafogo-PB

Samuel, Neilson, Fred, Luis Gustavo e Mário;
Rogério, Juninho e Rodrigo Andrade;
Dico, Lohan e Pimentinha. Técnico: Evaristo Piza.

Arbitragem

O árbitro Luiz Claudio Sobral comanda o jogo, tendo como assistentes Karla Renata Cavalcanti de Santana e Humberto Martins Dias Silva. O trio é de Pernambuco.

MaisPB

 

 

Botafogo-PB ganha do Altos e se torna líder no Grupo B do Nordestão

Na cidade de João Pessoa, o Botafogo-PB chegou ao resultado que lhe permitiu chegar a liderança do Grupo B na Copa do Nordeste ao vencer por 2 a 0 o Altos no estádio Almeidão, gols de Fábio Alves e Marcos Vinicius. Da mesma forma que, agora, os piauienses estão na sétima posição com duas unidades, três atrás do CRB que é o quarto na chave A.

Foto: Reprodução/Live FC
Foto: Reprodução/Live FC

Foto: Lance!

COMEÇO INTENSO

Nos 20 minutos iniciais houve tempo para que o Altos tivesse as primeiras chegadas, com direito a uma defesa providencial de Saulo quando Raphael Freitas teve todo o espaço para concluir ao mesmo tempo que o Belo melhorou no confronto ao ponto de se tornar superior e abrir a contagem no Almeidão.

Em cobrança de falta, o lateral Fábio Alves bateu falta que desviou na barreira e deixou Fernando Henrique totalmente fora do lance.

DOMÍNIO PARAIBANO

No restante da etapa inicial, o Boafogo-PB ganhou bastante em volume de jogo e foi dominante nas ações do ataque, quase que forçando a equipe piauiense a se colocar em postura bastante defensiva.

Entretanto, a única finalização mais aguda com essa melhora de postura acabou sendo quase que “sem intenção” no momento que Marcos Aurélio cruzou e Fernando Henrique acompanhou a bola indo em direção ao gol e mandou pra escanteio.

RECOMPENSA DA CONCENTRAÇÃO

O retorno do Belo para o jogo demonstrou uma equipe tão concentrada e atenta aos detalhes como foram nos 45 minutos iniciais, algo que trouxe um ótimo benefício aos 13 minutos com Marcos Vinícius. Em rápida retomada de bola já na meia-lua do ataque, o meio-campista já estava próximo da meta de Fernando Henrique onde, ao receber de Marcos Aurélio, bateu de primeira e fez o segundo do time de João Pessoa.

PASSOU A ADMINISTRAR

Com vantagem confortável, o time paraibano não teve receio em deixar o Altos mais com a bola e passar a cuidar apenas de encontrar espaços para o contragolpe. De força reduzida, o time visitante pouco ofereceu de perigo e o placar não mais foi alterado.

 

Lance

 

 

Campinense para nos pênaltis e é eliminado pelo Sport do Nordestão

sportDessa vez não deu. Depois de eliminar o Sport em duas oportunidades, o Campinense deu adeus à Copa do Nordeste de 2017, após perder para o Leão da Ilha, no tempo normal e nas penalidades.

O time pernambucano devolveu o placar do jogo de ida, ao fazer 3 a 1 neste domingo, na Ilha do Retiro, resultado que levou a decisão para os pênaltis.

Diego Souza (2) e Rogério marcaram para o time da casa, cabendo a Fernando Pires descontar para a Raposa. Nas cobranças, vitória leonina por 4 a 2, já que Thiago Orobó e Joécio não converteram.

Agora, o Campinense se concentra no Campeonato Paraibano, onde enfrentará o  Botafogo-PB, no Estádio Amigão, na próxima quarta-feira. Os dois times já estão classificados para as semifinais. Já o Sport vai fazer duelo pernambucano do Nordestão, diante do Santa Cruz.

O JOGO

Já aos 3 minutos Rithely lançou para Rogério, que apareceu por trás da defesa do Campinense, que cochilou, assim como Gledson, que saiu mal do gol. O atacante limpou o goleiro e só rolou de pé direito para o fundo das redes, abrindo o placar para os donos da casa.

O Sport seguia empurrado por sua torcida em busca do placar que lhe garantia a classificação. O time paraibano, visivelmente nervoso em campo, só assistia o rival jogar. Não atacava e ainda falhava na defesa. E aos 17 minutos o Leão da Ilha já conseguiu seu segundo gol. Diego Souza driblou Gilmar na direita, tocou para Rithely que avançou até o fundo e rolou para trás, onde o camisa 87 apareceu novamente livre na área, limpou Joécio e, de pé esquerdo, tocou no canto direito de Gledson, para levar a Ilha do Retiro a loucura.

Vendo o péssimo desempenho do time dentro de campo, Ney da Matta fez duas mudanças logo aos 23 minutos, quando sacou Negreti, que já tinha recebido amarelo e vinha cometendo muitas faltas, e Maranhão. Em seus lugares entraram Fernando Pires e Ronaell.

A primeira vez em que o Campinense tocou a bola com calma no primeiro tempo já levou perigo ao goleiro Magrão. Aos 38, Fernando Pires encontrou Gilmar na esquerda. O lateral esquerdo tocou para Ronaell, que chegou a linha de fundo em velocidade e cruzou para a área, onde Reinaldo Alagoano subiu mais que a defesa e cabeceou, mas a bola passou na frente do gol e ninguém chegou para aproveitar.

Segundo tempo

Se no primeiro tempo o Sport abriu o placar cedo, a Raposa tratou de esfriar os ânimos dos recifenses no início da segunda etapa.

Aos 3, Magno e Augusto tabelaram pela direita, o atacante foi até a linha de fundo e tocou para Reinaldo Alagoano. O camisa 9 estava de costas para o gol, fez o pivô e encontrou Fernando Pires na entrada da área. Ele dominou a bola e chutou de pé esquerdo no canto esquerdo de Magrão, que se esticou todo mas não conseguiu evitar o gol da Raposa.

Depois de marcar, o Campinense conseguiu controlar o jogo e não sofria tanta pressão do Sport, que atacava desordenadamente e não conseguia criar perigo para Gledson.

Mas em uma falha na saída de bola, com um golaço, o Leão da Ilha voltou a abrir vantagem. André chutou da entrada da área, mas Paulo Paraíba conseguiu abafar o chute com um carrinho, mas a bola subiu e foi para dentro da área, onde Diego Souza deu uma linda bicicleta e mandou a bola no canto direito do arqueiro raposeiro aos 14 minutos.

O quarto gol do Sport só não saiu aos 20 minutos por causa de uma enorme intervenção de Gledson. Após cobrança de escanteio curto, Everton Felipe cruzou no segundo pau, onde Ronaldo Alves apareceu e mandou de primeira com a perna direita, mas o goleiro operou um milagre e espalmou a bola para afastar o perigo.

A Raposa tentou reagir aos 26 minutos, quando Reinaldo Alagoano recebeu na entrada da área e bateu de pé direito, mas a bola foi na rede pelo lado de fora.

O Sport tentou pressionar até o fim do jogo, mas a partida acabou indo para os pênaltis.

Pênaltis

Ronaldo Alves, Everton Felipe, Lenis e Fabrício converteram todas as cobranças do Sport. No Campinense, Osvaldir e Reinaldo Alagoano marcaram, mas Tiago Orobó e Joécio desperdiçaram e a Raposa foi eliminada da Copa do Nordeste.

Agora as atenções rubro-negras se voltam para o Campeonato Paraibano. Na quarta-feira (05), o time de Campina Grande faz o Clássico Emoção com o Botafogo-PB no Amigão.

Ficha técnica

Sport 3 x 1 Campinense (agregado 4 x 4)
Copa do Nordeste 2017 (2º jogo das quartas de final)
Estádio: Ilha do Retiro (Recife)

Arbitragem: Antônio Moraes Sousa (PI); Mauro Cezar Evangelista (PI) e Rondinele dos Santos (AL)

Gols: Rogério, Diego Souza (2x) (S); Fernando Pires (C)
Cartões amarelos: Rogério, Rithely, Evandro (S); Negreti, Joécio, Osvaldir, Tiago Orobó (C)

Sport: Magrão, Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval, Evandro (Raul Prata); Rodrigo, Rithely, Fabrício, Diego Souza; Rogério, André (Lenis). Técnico: Ney Franco.

Campinense: Gledson, Osvaldir, Joécio, Paulo Paraíba, Gilmar; Negreti (Fernando Pires), Magno, Jussimar; Augusto (Tiago Orobó), Maranhão (Ronaell), Reinaldo Alagoano. Técnico: Ney da Matta.

paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Wanderson marca dois e Botafogo-PB goleia o Vitória pelo Nordestão

beloEm tarde inspirada de Wanderson, o Botafogo-PB, com dois gols relâmpagos no primeiro tempo e dois no segundo, goleou o Vitória-BA pela segunda rodada do Grupo E da Copa do Nordeste. O atacante marcou duas vezes na goleada de 4 a 2. Fernandes e Marcinho marcaram os outros gols.

O Vitória começou a partida indo para cima do Belo e já aos 4 minutos teve uma chance inacreditável desperdiçada. David invadiu a pequena área, foi até a linha de fundo e cruzou para o meio. Kieza chegou primeiro que a zaga e conseguiu, quase de cima da linha, mandar a bola por cima da meta de Michel Alves.

Mas quem mostrou serviço foi o Botafogo-PB, que em cinco minutos marcou duas vezes.

Aos 6, Rafael Oliveira apareceu como armador e enfiou a bola com açúcar para Fernandes, que veio da esquerda para o meio, invadiu a área e soltou a bomba de canhota para estufar a rede de Fernando Miguel.

Wanderson, aos 11, apareceu bem na entrada da área, limpou dois marcadores e ficou cara a cara com o arqueiro rubro negro. Com muita categoria, ele só tocou a bola no lado direito, deslocando o goleiro e fazendo o segundo gol botafoguense no jogo.

Foto: Raniery Soares/ Paraíba Press/ Botafogo-PB

Depois dos gols o Botafogo-PB passou a ter mais contrle do jogo, e coma vantagem o placar não precisava mais se expor. Mais fechado, não dava espaços para o Vitória-BA, que não achava espaços e não conseguia pressionar.

Administrando o jogo, o time pessoense teve uma baixa importante ainda na primeira etapa. Aos 35 minutos Raphael Oliveira sentiu uma lesão na virilha e foi substituído. Perseguido por lesões, o atacante vinha em  boa fase e havia marcado seis gols nas últimas sete partidas, antes do duelo contra o Vitória. Raphael Luz o substituiu.

O time baiano só chegou novamente à área botafoguense aos 42 minutos, quando Kieza foi lançado, invadiu a área sozinho, mas Michel Alves saiu do gol e evitou o perigo.

Segundo tempo

Depois do intervalo o Botafogo-PB voltou com a mesma postura de não se expor e administrar o resultado, e o Vitória veio para cima. Argel Fucks, treinador rubro negro, colocou o atacante Paulinho no lugar de Leandro Salino, lateral direito. Mas em uma falha individual os baianos marcarm seu primeiro gol. Aos 4 minutos Gustavo Henrique foi afastar a bola mas tocou muito fraco. Ela sobrou para Cleiton Xavier, que só teve o trabalho de tocar no canto direito de Michel Alves para diminuir o marcador da partida.

Mas assim como no primeiro tempo, em dois gols relâmpagos o Belo resolveu o jogo. Aos 10 Djavan deu passe milimétrico para Marcinho, que apareceu nas costas da defesa, invadiu a área, driblou Fernando Miguel e chutou de perna esquerda para estufar a rede e fazer o terceiro do Botafogo-PB.

Sem lateral direito de ofício, o Vitória levou o quarto gol em jogada semelhante ao do terceiro. Raphael Luz tocou para Wanderson, que passou se infiltrou em velocidade e deu só um toque de pé direito para encobrir o goleiro e marcar outro golaço, apenas um minuto depois do terceiro, deixando a torcida botafoguense ensandecida no Almeidão.

Em um lance de bola parada o Vitória-BA voltou para o jogo. Aos 34 minutos, Fred cobrou falta do lado esquerdo da área e mandou com perfeição no ângulo direito de Michel Alves, que nem se mexeu, e viu a bola morrer no fundo do gol.

O Belo tentou responder aos 37 minutos, quando após cobrança de escanteio, Gustavo Henrique subiu mais que todo mundo e cabeceou a bola para o chão, mas Fernando Miguel, no reflexo, conseguiu espalmar para o meio e evitou o quinto gol botafoguense.

O triunfo botafoguense embolou tudo no Grupo E da Copa do Nordeste. Agora América-RN, Sergipe, Vitória e Belo tem 3 pontos. O time pessoense fica, pelos critérios de desempate, em terceiro lugar. Na próxima rodada, no domingo (12), o Botafogo-PB vai até Aracaju enfrentar o Sergipe.

Ficha técnica

Botafogo-PB 4 x 2 Vitória-BA
Copa do Nordeste 2017 (Grupo E – 2ª rodada)
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Antônio Moraes de Sousa; Francisco Gaspar e Rogério Oliveira

Gols: Fernandes, Wanderson (2x), Marcinho (B); Cleiton Xavier, Fred (V)
Cartões amarelos: Amarildo, Djavan, Marcinho, Michel Alves (B); Kieza, Paulinho (V)

Botafogo-PB: Michel Alves, Plínio, Walber, Gustavo Henrique;  Gustavo (Luiz Paulo), Djavan, Amarildo (Diogo Rangel), Marcinho, Fernandes; Wanderson, Rafael Oliveira (Raphael Luz). Técnico: Itamar Schulle.

Vitória-BA: Fernando Miguel, Leandro Salino (Paulinho), Alan Costa, Fred, Euller; William Farias, Uillian Correia, Dátolo (Jhemerson), Cleiton Xavier (André Lima); David, Kieza. Técnico: Argel Fucks.

paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Campinense vence Uniclinic e encosta na liderança do Nordestão

fotos: Paraibaonline
fotos: Paraibaonline

Longe de sua torcida, o Campinense conseguiu a sua primeira vitória na Copa do Nordeste. Após empatar em casa, o time rubro-negro bateu o Uniclinic por 1 a 0, neste domingo, na Arena Castelão, em Fortaleza.
O único tento do jogo foi marcado por Tiago Orobó, aos 36 minutos do primeiro tempo.

Com a vitória, a Raposa chegou aos 4 pontos, mesma pontuação do do Santa Cruz. O detalhe é que ambos tem o mesmo saldo de gols, gols marcados.

Assim, os dois times dividem a liderança do Grupo A. Por sua vez, o o Uniclinic amarga a lanterna da chave, após sofrer duas derrotas seguidas. A terceira colocação é do Náutico, com 3 pontos.

Na partida desta tarde, no Castelão, o Campinense foi superior ao adversário, mas só conseguiu marcar um gol, por sinal importante na sua caminhada no Nordestão.

Os dois times já voltam a campo no próximo domingo às 16h, para a disputa da terceira rodada do Grupo A da Copa do Nordeste. O Uniclinic joga fora de casa, quando encara o Santa Cruz no Estádio do Arruda. Já o Campinense recebe o Naútico, no Estádio do Amigão, em Campina Grande.

Ficha Técnica

Uniclinic
Dionatan, Anderson Sobral (Paulista), Luís Fernando, Airton Júnior e Teles;  Lincoln, Jerson, João Neto e Eusébio; Edson Cariús (Netinho) e Moré (Pedro Gusmão). Técnico: Vladimir de Jesus.

Campinense
Gledson, Ronaell, Joécio, Paulo Paraíba e Gilmar (Jussimar); Negretti, Magno, Fernando Pires, Filipe Ramon e Renatinho (Thalles); Tiago Orobó (Casagrande). Técnico: Sérgio China.

Gols – Tiago Orobó, aos 36min do 1º tempo

Cartão amarelo – Eusébio, Lincoln, Netinho

Arbitragem
Paulo Sérgio Santos Moreira, com as assistências de Cicero Romão Batista (MA) e Carlos André Pereira Sousa (MA)

Paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Campinense empata com o Santa Cruz-PE na estreia do Nordestão

foto: Paraibaonline
foto: Paraibaonline

No reencontro do campeão e vice da Copa do Nordeste de 2016, Santa Cruz e Campinense empataram por 1 a 1, na estreia de ambos na competição 2017.

Jogando em casa, com o apoio da torcida, a Raposa foi melhor em campo. No entanto, só conseguiu marcar aos 39 minutos do segundo tempo, gol contra de Bruno Silva. O Santa empatou quatro minutos depois, de pênalti, com Léo Costa.

A Raposa agora se concentra no Paraibano. No domingo joga contra o Serrano, no Estádio Amigão.

Ficha técnica

Campinense x Santa Cruz

Data: 25/01/2017 – 18h45
Local: Estádio Amigão / Campina Grande
Arbitragem: Mayron F. Novais; Antonio Fernando e Ivanildo Gonçalves

Cartões amarelos: Léo Costa, Elicarlos, Jaime (Santa Cruz)
Gols:  Bruno Silva (contra, aos 39min do 2 tempo; Léo Costa (Santa Cruz, aos 44min do 2 tempo)

Campinense: Gledson, Alex Travassos, Joécio, Paulo Paraíba e Gilmar(Ronael); Negreti, Magno, Fernando Pires e Felipe Ramon (Lessinho); Augusto e Casagrande (Tiago Orobó). Técnico: Sergio China.

Santa Cruz: Julio César, Victor, Jaime, Bruno Silva e Eduardo Brito; Elicarlos, David (Weelington César) e Léo Costa; Everton Santos, Thiago Primão (Thomás)e André Luiz (William Barbio). Técnico: Vinicius Eutrópio.

paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Sorteio do Nordestão será no dia 4 de outubro em JP

arianoA cidade de João Pessoa vai receber no dia 4 de outubro o evento de lançamento da Copa do Nordeste 2017. Os cinco grupos da competição serão sorteados na ocasião, marcado para o Centro Cultural Ariano Suassuna, no bairro de Jaguaribe.

Os nomes dos vinte times que irão disputar a Copa do Nordeste em 2016, estarão divididos em quatro potes, de acordo com o ranking da CBF. No pote 1, e futuros cabeças de chave, Bahia, Sport, Vitória, Náutico e ABC. No pote 2, América-RN, Santa Cruz, Sampaio Corrêa-MA, CRB e Fortaleza. No pote 3, Botafogo-PB, Campinense, River-PI, Moto Club-MA e CSA-AL. No pote 4, Sergipe, Itabaiana, Juazeirense, Uniclinic-CE e Altos-PI.

Tradicionalmente, uma cidade com clubes participantes da competição é escolhida para a festa inicial da principal competição do primeiro semestre do futebol brasileiro. Nas edições anteriores, Fortaleza, Salvador, Recife e Natal receberam o evento que reúne as principais autoridades do futebol nordestino e brasileiro, patrocinadores, apoiadores, políticos, personalidades e jornalistas.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Campinense põe favoritismo no Nordestão à prova contra o Salgueiro

(Foto: Antônio Ronaldo/Correio da Paraíba)
(Foto: Antônio Ronaldo/Correio da Paraíba)

Invicto na temporada, com o artilheiro do Brasil e respeitado pelos adversários. Esse é o Campinense, que entra nas quartas de final da Copa do Nordeste com banca de favorito no duelo contra o Salgueiro. O primeiro jogo do mata-mata acontece nesta quinta-feira, às 21h30, no Estádio Cornélio de Barros, no Sertão pernambucano. Já a definição do classificado será no domingo, no Amigão, em Campina Grande.

A superioridade da Raposa é fácil de ser medida. Afinal, os dois times fizeram parte do Grupo A do Nordestão. O time paraibano passou com 16 pontos (5 vitórias e um empate), enquanto o Carcará fez 10 (três vitórias, um empate e duas derrotas). Nas duas vezes que se enfrentaram, o Rubro-Negro venceu.

 

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Apesar de tantos números favoráveis, o adversário está longe de ser considerado presa fácil pelo técnico Francisco Diá. Ele está convicto que o Salgueiro era a “pior opção” possível para adversário no mata-mata, em detrimento a Santa Cruz, Fortaleza e CRB, as outras opções possíveis no sorteio na CBF.

“Eu analisei todos os times que poderiam aparecer na nossa frente nessa próxima fase e, de todos eles, posso garantir que o mais complicado é o Salgueiro. Eu venho analisando os jogos deles, vejo que o time é muito bem postado, e por isso vem fazendo uma bela campanha no Campeonato Pernambucano”, elogiou Diá.

Mesmo já liberados pelo departamento médico, o lateral-direito Paulinho e o atacante Raul não foram relacionados para a partida contra o Salgueiro e ficaram em Campina Grande aprimorando a parte física. A novidade deve ser Filipe Ramon no meio-campo, entrando no lugar de Jussimar.

No último treino em Campina Grande, Diá testou ainda Negretti na lateral direita no lugar de Everaldo, o que revela uma certa preocupação com os laterais do Salgueiro, que costumam apoiar muito o ataque, especialmente jogando no Cornélio de Barros.

No Salgueiro, a expectativa é que o desfecho do jogo de hoje seja diferente daqueles da primeira fase. Líder do hexagonal final do Campeonato Pernambucano, o Carcará só perdeu três vezes no ano, sendo duas delas para o Campinense pelo Nordestão.

“É uma situação diferente da que nós tivemos nos outros dois jogos contra o Campinense. A primeira fase é de classificação, onde tinham outros jogos para recuperar, como nós fizemos. Agora, não. São dois jogos, que em 180 minutos você define uma classificação para a semifinal, que é importantíssima para o Salgueiro”, afirmou o técnico Sérgio China.

Em relação ao time que venceu o Sport, no último domingo, a novidade será a volta do goleiro Mondragón, que não jogou na Ilha do Retiro por cumprir suspensão.

EXPEDITO MADRUGA do JP

Times da Paraíba jogam nesta quinta pelo Estadual e Nordestão

Estádio Presidente Vargas
Estádio Presidente Vargas

A quinta-feira (19) será bastante movimentada para os times paraibanos. Pela Copa do Nordeste, o Campinense vai a Maceió enfrentar o CRB, enquanto o Botafogo-PB viaja para Fortaleza, onde faz duelo com o Ceará. Pelo Campeonato Paraibano, o Treze enfrenta o CSP em Campina Grande. O Portal Correio fará a cobertura dos jogos em parceria com o site Voz da Torcida.

CRB x Campinense

O clube paraibano segue para a capital alagoana desfalcado de alguns jogadores. O zagueiro e capitão Joécio, além dos volantes Paulinho e Michel permanecem entregues ao departamento médico do time e não poderão entrar em campo.

Sem os jogadores, o técnico Francisco Diá, buscando a primeira vitória no Grupo E da competição, deverá escalar a Raposa para duelar com o Galo da Pajuçara com Marcão, Edy, Jairo, Rodrigão, Jeferson Recife; Luiz Fernando, Leandro Santos, Gabriel Pimba, Sandrinho; Alvinho, Reginaldo Júnior.

A partida contra o CRB terá início às 19h, no estádio Rei Pelé, em Maceió. Um acordo entre as diretorias dos clubes permitirá a presença apenas da torcida local, assim como acontecerá na partida de volta, em Campina Grande, onde somente a torcida raposeira poderá comparecer.

Ceará x Botafogo-PB

Precisando pontuar se quiser manter as chances de classificação na Copa do Nordeste, o Belo, antes de viajar para Fortaleza, apresentou dois novos reforços, que foram anunciados antes do Carnaval: o volante Túlio Souza e o atacante Danilo Goiano. A expectativa é que os dois sejam regularizados durante a semana e que possam ser relacionados para o clássico contra o Treze, que acontece no domingo (22).

O Bota ainda não pontuou no Nordestão. Para conseguir os primeiros pontos, o elenco treinou durante todas as manhãs no carnaval e não teve folga.

A partida contra o Vozão será no estádio Presidente Vargas, onde o time pessoense foi derrotado pelo Fortaleza na última quinta-feira (12). A bola vai rolar a partir das 22h.

Treze x CSP

Ocupando a ponta da tabela do Paraibano, o Tigre da Capital segue motivado para Campina Grande para fazer um jogo de ‘seis pontos’, já que o Treze está logo atrás do Auto Esporte, que tem o mesmo número de pontos do CSP. A equipe de João Pessoa treinou durante o Carnaval para não perder o foco no estadual.

Para enfrentar o CSP, que tem se mostrado uma ‘pedra no sapato’ de alguns times tradicionais do estado, o Galo também fez treinos no feriadão. Com um problema na coxa esquerda, o zagueiro Tiago Sala pode ser uma baixa no duelo contra o Tigre.

A partida acontece no estádio Presidente Vargas, a partir de 20h30.

 

portalcorreio