Arquivo da tag: Netos

Advogado diz que idosa presa por não pagar pensão de netos não tem comida

A proposta de acordo de R$ 2 mil pelo pagamento da dívida de pensão que resultou na prisão de Benedita Conceição dos Santos, de 63 anos, foi recusada pela mãe das crianças. Benedita está presa desde quarta-feira (11) e, ao todo, deve R$ 4.417,36. Até por volta das 14h desta sexta-feira (20), ela permanecia custodiada na delegacia de Posto da Mata, distrito de Nova Viçosa, sul da Bahia.

Ao G1, Elizângela dos Santos, mãe das crianças, uma de sete anos e outra de três, disse que está desempregada, mora sozinha com os filhos e há mais de dois anos não recebe a pensão. O ex-companheiro dela e filho de Benedita, Jailson dos Santos, mora no Rio de Janeiro, mas voltou para Bahia para juntar o dinheiro e tentar resolver a situação.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“No dia da primeira audiência, foi ela [Benedita] quem estava lá. Pedi o endereço do filho dela, mas ela negou e disse que se quisesse que o procurasse no Rio de Janeiro. Foi ela que pagou a passagem dele para o Rio de Janeiro. Nesse dia, ela assinou um documento se responsabilizando em pagar, mas depois de um tempo ela parou”, disse. “Eu moro só com os filhos, não trabalho, tive que pedir ajuda para minha mãe, cheguei a trabalhar em uma plantação de batata. Preciso [do dinheiro] para os meus filhos”, acrescentou.

Elizângela conta que não quer que Benedita continue presa, mas exige que o dinheiro seja pago. “Ela também tem responsabilidade porque assinou um documento se responsabilizando. Se está no nome dela, ela que tem que resolver. Mas eu não quero que ela fique preso. Quero que pague e continue pagando a pensão”, disse.

Jailson dos Santos contou ao G1, na manhã desta sexta, que não efetuou os pagamentos porque estava desempregado. Ele afirma que conseguiu emprego em novembro de 2014 e espera poder ajudar a mãe a sair da prisão

Bahia (Foto: Reprodução / TV Santa Cruz)Benedita está presa desde quarta-feira (11)
(Foto: Reprodução / TV Santa Cruz)

O advogado explica como a idosa assumiu a responsabilidade pelo sustento dos netos. “Foi feito um acordo com a advogada [da mãe das crianças] em que a comunidade juntou R$ 2 mil e substitui o filho pela mãe no processo. Agora enviamos o documento para a juíza e esperamos que ela homologue para que a prisão seja revogada”, explicou.

“Entraram com uma ação na Justiça contra o filho, que se responsabilizou em pagar. Estava pagando, pagou o seguro desemprego. Mas ele ficou desempregado e não tem dinheiro para nada. Pobre coitada, não tem nem dinheiro para comer. Me procura como advogado, mas também não estou cobrando nada, fazendo uma assistência social”, disse Mozart.

G1 entrou em contato com o Fórum de Nova Viçosa e recebeu a informação de que o juiz que assinou a decisão está em férias. Benedita dos Santos está desempregada e mora com o companheiro Valdemar e uma outra neta.

Especialista
Segundo a advogada Fernanda Barreto, especialista em Direito Civil, os avós podem ser responsabilizados pela dívida, mas somente quando os pais não têm condições de arcar com a dívida. A advogada acrescenta que, caso seja vontade do filho da idosa, não é possível que ele fique preso no lugar dela, mas somente “remanejado” no processo e passar a responder a ação no lugar da mãe

Bahia (Foto: Reprodução / TV Santa Cruz)Amigos e familiares tentam juntar dinheiro para libertar idosa (Foto: Reprodução / TV Santa Cruz)
Bahia (Foto: Reprodução / TV Santa Cruz)Ela está presa há nove dias em delegacia de Posto da Mata (Foto: Reprodução / TV Santa Cruz)
g1

Idosa de 63 anos é presa por não pagar pensão de R$ 4,4 mil dos netos

Uma idosa de 63 anos está presa na delegacia de Posto da Mata, distrito de Nova Viçosa, sul da Bahia, por não pagar a pensão alimentícia dos dois netos. De acordo com o delegado Samuel Neto, Benedita Conceição dos Santos está detida desde quarta-feira (11) após a polícia receber um mandado expedido pela Justiça em que determinava a prisão da mulher por 60 dias, até que a dívida de R$ 4.440,36 fosse quitada.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Como o filho dela estava desempregado, há alguns anos ela assinou no fórum um documento em que se comprometia a pagar a dívida”, disse o delegado. “Assinei o papel, mas falei para eles que estava saindo do serviço e não ia ter como pagar pensão”, questiona Benedita.

Bahia (Foto: Reprodução / TV Santa Cruz)Benedita Conceição dos Santos diz que não tem
condições de pagar pensão dos netos
(Foto: Reprodução / TV Santa Cruz)

De acordo com o delegado, familiares de Benedita informaram que irão juntar o dinheiro para pagar a dívida.

O pai das crianças mora atualmente no Rio de Janeiro, mas voltou a Nova Viçosa para resolver a situação da mãe, informou Samuel Neto.

Benedita está desempregada e mora com o companheiro Valdemar e uma outra neta, em uma residência humilde.

“Eu ganho um salário, como é que tenho que pagar isso? Para dar comida a ela, ao neto…E o meu remédio?”, questiona Valdemar.

G1 entrou em contato com o Fórum de Nova Viçosa e recebeu a informação de que o juiz que assinou a decisão está em férias.

Bahia (Foto: Reprodução / TV Santa Cruz)Ela está presa há oito dias em delegacia de Posto da Mata (Foto: Reprodução / TV Santa Cruz)
G1

Homem mata filha e 6 netos antes de cometer suicídio

homem-mataUm norte-americano matou a própria filha e seus seis netos, com idades entre três meses e 10 anos, em um caso policial que aterrorizou a Flórida, nos Estados Unidos. Ontem (18), Don Charles Spirit, de 51 anos, assassinou sua filha de 28 anos e seus netos. Depois, ele chamou a polícia até sua casa e cometeu suicídio, disparando contra si mesmo. O crime ocorreu na cidade de Bell.

Spirit já tinha passagens pela polícia. Em 2001, ele matou seu outro filho, Kyle, que na época tinha oito anos de idade. O homem atirou na cabeça da criança, mas o caso foi considerado um incidente durante uma atividade de caça. Em seguida, Spirit foi condenado a três anos de prisão por porte ilegal de arma de fogo.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Durante seu julgamento, Spirit chegou a confessar que sofria de problemas mentais, mas que as medicações não o curavam. “Meu único remédio é minha família”, disse o norte-americano na época, em entrevista à imprensa local. (ANSA)

ANSA

Medo pode ser passado de pais para filhos e netos, diz estudo

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Pesquisadores da Emory school of Medicine, na Geórgia, descobriram que o medo pode ser transmitido dos pais para as duas gerações seguintes. Os testes foram feitos em ratos e mostraram que se os animais são ensinados a temer algo, isso provoca alterações químicas no esperma. As mudanças influenciam no cérebro dos filhos e netos, levando-os a sentir o mesmo temor. As informações são do Daily Mail.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Se o funcionamento citado for válido para seres humanos poderia mudar completamente a maneira como encaramos o comportamento do adulto, e a forma para tratar doenças como o transtorno de estresse pós-traumático. “Saber como as experiências dos pais influenciam seus descendentes ajuda a compreender transtornos psiquiátricos que podem ter base transgeracional e a planejar estratégias terapêuticas”, afirmou o psiquiatra e professor de ciências comportamentais Kerry Ressler.

 

 

 

Durante o estudo, os ratos foram ensinados a associar o cheiro de flor de cerejeira a um leve choque elétrico. Depois de um curto período de tempo, os camundongos reagiram com medo, mesmo expostos apenas ao cheiro. Os filhos dos ratos, quando submetidos apenas ao cheio, também sentiram medo, mesmo sem levar o choque.

 

 

 

Os experimentos também mostraram que a informação pode ser transmitida através da mãe, e que afeta as crianças se são concebidas naturalmente ou através de tratamento de fertilização in vitro. A pesquisa concluiu que experiências ancestrais influenciam o comportamento das pessoas, principalmente se os pais tiverem passado por uma experiência traumatizante, como uma zona de guerra.

 

 

 

Terra 

Ramalho Leite – Netos nas cadeiras dos avós

Era a primeira eleição após a redemocratização do País. Na eleição municipal de 12 de outubro de 1947, Arlindo Rodrigues Ramalho, meu pai, a “candeia espevitada da UDN” como o apelidou Clovis Bezerra, alcançou, apenas, a primeira suplência de vereador à Câmara Municipal de Bananeiras.Nas eleições seguintes, em 1951 e 1955 seria o segundo mais votado entre todos os eleitos,chegando à Presidência do Legislativo, de onde saiu para assumir a Prefeitura de Borborema.

                Nesta eleição de  2012, Augusto Carlos Bezerra Aragão Filho, o Guga Aragão, jurava nos comícios que o velho Arlindo descera  à terra para acompanhar seus passos e ser o seu maior eleitor.Mantendo a tradição, Guga foi o segundo vereador mais votado e sentará na cadeira antes ocupada pelo seu avô. O mais votado, Ramom Moreira, substitui na Casa de Odon Bezerra, o seu avô, Mestre Zezinho, que chegou a ocupar a Prefeitura como vice-prefeito, companheiro de  chapa do prefeito José Francisco de Almeida.

                Eleição difícil essa de Bananeiras. O nosso grupo se dividiu e para dar continuidade ao projeto iniciado por Arlindo Ramalho e continuado por Marta Ramalho, prefeita eleita em 1988, 2004 e 2008 formamos uma coligação com nossos tradicionais adversários,”pelo bem de Bananeiras”. O advogado e pecuarista Adriano Bezerra, hoje representante inconteste da família na política bananeirense, indicou seu filho Matheus Bezerra para vice-prefeito, formando dupla com Douglas Lucena, prefeito eleito.

                O vice-prefeito eleito vem da tradição familiar de quem já doou à cidade vários prefeitos ( Major Augusto, Mozart Bezerra e Augusto Neto), deputados (Odon, Clóvis, Afrânio e Hervázio) e   governadores (Odon, Clovis e Rivandro Bezerra Cavalcanti), efetivos ou interinos nas funções, mas com historia para contar a filhos e netos. Matheus Bezerra é  neto de Mozart e preenche o único cargo que faltava à família: vice-prefeito.

                Para fechar essas reminiscências políticas, passando pelos troncos  familiares da política bananeirense, chegamos aos Lucena, que nos deu Solon , Severino, Henrique, Humberto, Iraê,Nicolau, Jorge e Geraldo,os três últimos vereadores em Bananeiras e os demais, nomes  que passaram pelo Palácio da Redenção, Congresso Nacional, Assembléia e Paço Municipal.  O prefeito eleito, advogado Douglas Lucena é bisneto de Henrique Lucena, que ocupou a prefeitura de Bananeiras e neto de Nicolau Lucena, vereador até o seu falecimento em 1968.

                E como diz o ditado: “quem puxa aos seus não degenera” , Bananeiras se renova entregando aos netos a responsabilidade de honrar os nomes dos  seus avós.

P.S. Antes que me censurem o esquecimento, lembro que o vereador Douglas Bubú, o mais jovem eleito, vai suceder na Câmara o seu avô Djalma Bubú, de saudosa memória.

O texto é de inteira responsabilidade do assinante