Arquivo da tag: Moura

Cenas de sexo gay com nu frontal de Wagner Moura chamam atenção em Berlim; Trailer

O ator alemão Clemens Schick, o diretor Karim Aïnouz e brasileiros Wagner Moura e Jesuíta Barbosa posam no tapete vermelho da Berlinale, pouco antes da primeira exibição de
O ator alemão Clemens Schick, o diretor Karim Aïnouz e brasileiros Wagner Moura e Jesuíta Barbosa posam no tapete vermelho da Berlinale, pouco antes da primeira exibição de

Na contramão de “Hoje eu Quero Voltar Sozinho”, que usa da delicadeza e da percepção para narrar a história de um adolescente que se descobre gay, “Praia do Futuro”, outro drama brasileiro que foi exibido nesta terça-feira (11) na mostra competitiva do Festival de Berlim, apresenta a história de um casal gay adulto que busca se aventurar e encontrar coragem para viver. O longa chamou a atenção por conta das diversas cenas de sexo e nu frontal de Wagner Moura.

O novo longa do diretor Karim Aïnouz (de “O Abismo Prateado”, 2011, e “O Céu de Suely”, 2006) foi apresentado para uma sala cheia, mas não arrancou palmas da plateia. O presidente do júri, o ator Christopher Waltz, bocejou algumas vezes durante a exibição. Cerca de 15 espectadores deixaram a sala nas cenas que envolviam carícias do casal.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na conversa com os atores após a exibição, Wagner Moura, Jesuíta Barbosa e o alemão Clemens Schick comentaram sobre o trabalho, filmado em Berlim e em Fortaleza (CE) em 2012. “Uma das coisas importantes é que [os atores] falassem, se aventurassem, se arriscassem e fossem a lugares desconhecidos. Queríamos falar sobre o contratempo entre medo e coragem”, disse o diretor.

 

Moura chegou a morar na capital alemã durante as filmagens e disse que se identifica com a cidade. “Berlim é uma das minhas cidades favoritas, mas viver aqui e estar na cidade fez uma grande diferença. O filme é sobre alguém que chega em um lugar e se reconstrói. A gente é o que as pessoas projetam na gente. Vir para um lugar e começar do zero foi fascinante. Viver a cidade foi fascinante”.

 

Sobre a polêmica que o filme pode gerar no Brasil, Moura disse que essa não é uma preocupação. “Não me preocupo com a recepção no Brasil. A relação que existe entre os caras é importante, mas não o mais importante no filme. Quanto mais a gente não fizer disso uma questão ou um problema, mais ajudamos politicamente contra o preconceito a homossexuais. Tem duas dimensões, uma dramática e outra política. Temos que parar de ver isso como um assunto.”

 


Praia do Futuro (2014)

Em “Praia do Futuro”, de Karim Aïnouz, o salva-vidas Donato (Wagner Moura) conhece o amigo de um alemão que se afoga enquanto ele estava em serviço na Praia do Futuro, na cidade de Fortaleza (CE), na sua primeira falha na profissão. Deixando para trás o irmão Ayrton (Jesuíta Barbosa), que o tinha como ídolo, Donato embarca para Alemanha em busca de uma nova vida. Anos depois, já adolescente, Ayrton parte em busca de Donato para um acerto de contas com aquele que considerava seu herói Divulgação/California Filmes

 

Personagens heroicos e vulneráveis

Após seis anos sem um filme na disputa pelo Urso de Ouro, o Brasil voltou à competição oficial do Festival de Berlim com o novo longa de Karim Aïnouz, “Praia do Futuro”. Com “O Céu de Suely” e “O Abismo Prateado”, ele tratou do abandono sob a perspectiva de mulheres, e agora voltou ao tema com personagens masculinos e com ares de super-heróis, ainda que vulneráveis.

 

Em “Praia do Futuro”, Wagner Moura interpreta Donato, um heroico salva-vidas que trabalha na praia de mesmo nome, em Fortaleza (CE). Depois de não conseguir salvar uma vítima pela primeira vez na carreira, Donato conhece um amigo do afogado, o motoqueiro alemão Konrad (Clemens Schick), e parte em busca de uma nova vida no país europeu. Para trás, deixa o irmão, Ayrton (Jesuíta Barbosa), que o tinha como ícone. Oito anos depois, Ayrton parte para Alemanha em busca do irmão mais velho.

 

O diretor, que vive atualmente em Berlim, disse em 2004, após dirigir “Madame Satã”, seu primeiro filme, e enquanto escrevia o roteiro de “Céu de Suely”. “É um lugar que está tentando se entender, tentando entender qual seu futuro. Berlim tem um ambiente criativo muito bonito”.

Uol

 

Acidente na ladeira do moura, entre Bananeiras e Belém/PB, deixa dois feridos

 

José Daniel dos Santos Lima, de 24 anos de idade, e José Pereira de Medeiros, 35 anos de idade, ambos de Pirpirituba-PB, ficaram feridos após se envolverem em um acidente no final da tarde dessa terça-feira (04).
O acidente ocorreu em um trecho da Rodovia PB-105, que liga Belém a Bananeiras, em um ponto conhecido como ladeira do moura.
De acordo com informações do condutor da moto Honda Titan, CG 125, cor vermelha, placa IJZ 9608-RS, José Pereira, os dois trafegavam no sentido Bananeiras/Belém. O condutor teria colidido em um Fiat e perdido o controle da motocicleta. No momento do impacto o carona teria sido projetado de cima do veículo e o condutor teria tentado se equilibrar por cerca de 600 metros quando, também, veio a cair.
As vítimas foram atendidas no local por equipes do Samu de Belém e Bananeiras, em seguida conduzidos para hospitais da região.

Por Júnio Campos
Focando a Notícia

Naldo Moura é eleito o mais novo Prefeito de Riachão

A Câmara Municipal de Riachão ficou pequena para comportar o número de populares que prestigiaram a eleição indireta determinada pela Justiça para o município e agendada para o último sábado (1).

A única chapa postada foi eleita naturalmente pelos votos dos Vereadores, e assim sendo, Erinaldo do Nascimento Moura, também conhecido como Naldo Moura, se tornou o novo Prefeito da cidade.

Durante seu pronunciamento na tribuna da Câmara, Naldo enalteceu a união de seu grupo político e declarou que cumprirá o mandato de forma acessível e honesta. Em entrevista, o novo Prefeito alegou que umas das prioridades de sua gestão de quatro meses será a implantação da celeridade no atendimento dos serviços públicos oferecidos pela Prefeitura.

O terceiro Prefeito constituído em apenas um ano na cidade de Riachão, disse depois de caminhada que seguiu da Câmara para o prédio da Prefeitura, que não medirá esforços para trabalhar em prol do povo e que seu expediente será de 12h.

Com a eleição de Naldo Moura, o Vereador Presidente da Câmara, Diocélio, volta a comandar os trabalhos no Legislativo e o suplente Izael (PMDB), assume a vaga deixada pelo novo Prefeito.

O Ex-Vereador Cosmo Viana, foi eleito Vice-Prefeito na eleição, que foi contestada na Comarca local e Tribunal de Justiça da Paraíba. Em Araruna, cidade que sedia a comarca de Riachão, a Juistiça não encontrou irregularidades supostas e o por isso o caso foi parar na capital do estado.

Nordeste1

OAB enfrenta incertezas de CPI para explicar fraudes no exame,diz Gisa Moura

Com certeza, cada organização carrega sua marca e sua identidade. A presidenta do Movimento Bacharéis Em Ação, Gisa Moura, se destaca não só pela capacidade de articulação política e planejamento nas ações em defesa do fim do exame de ordem…

O Movimento Bacharéis Em Ação, é hoje a grande marca dos estudantes e bacharéis de direito. Na entrevista concedida ao site Justiça em Foco, podemos perceber o que levou a presidenta do Movimento Bacharéis Em Ação, Gisa Moura, a conquistar respeito e liderança dos bacharéis em todo Brasil.

Os Bacharéis estão no caminho certo para o fim do exame de ordem, via o Projeto de Lei(PL), de autoria do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Agora, a OAB enfrenta incertezas, já que após o recesso até 31 de julho, a Câmara dos Deputados – deve receber requerimento de pedido de CPI.

Confira abaixo a íntegra da entrevista com a presidenta do Movimento Bacharéis Em Ação, Gisa Moura.

Justiça em Foco(Editor/Ronaldo Nóbrega Medeiros): Qual será o foco agora, após encaminhamento dos documentos ao Presidente da Câmara, Deputado Marco Maia, que pode culminar com a abertura de uma CPI contra a OAB?

Gisa Moura: Em primeiro lugar, a audiência foi solicitada pelo Movimento dos Bacharéis em Ação. Convidei bacharéis e representantes de ONGs para audiência. O foco continua sendo o mesmo, o fim do exame de ordem, e apoio ao deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que apresentou o projeto de lei. Encaminhei a documentação e as informações conforme havia prometido, ao presidente da Câmara. Agora a abertura de CPI é uma questão a ser decidida pela Câmara dos Deputados.

Justiça em Foco: Com a divulgação da matéria “Câmara ouve Bacharéis e pode abrir CPI para investigar OAB” a OAB Nacional vai se empenhar pela não apresentação de requerimento para sua possível instalação. Como a Dra. Gisa Moura recebeu as criticas sobre a antecipação?

Gisa Moura: Na Polícia Federal, há inquéritos sobre fraudes envolvendo dirigentes da OAB – algumas Seccionais, sobre o Exame de Ordem. Dizer que eu antecipei, é algo sem sentido. Agora, a OAB forme sua tropa de choque para evitar a CPI da OAB. Se algo tem probabilidade de dar errado, certamente dará.

Justiça em Foco:  Então as informações sobre a possível CPI da OAB, comunicadas pelo Movimento dos Bacharéis em Ação, ao Justiça em Foco,  foi para ocupar a OAB?

Gisa Moura: Risos… Acredito que agora a OAB terá um desafio, evitar que a “Caixa Preta” da OAB seja aberta, e deixar de dedicar-se unicamente pela manutenção  do Exame de Ordem, ou até mesmo pelo projeto de lei que propõe eleições diretas para a OAB.

Justiça em Foco:  Então está otimista, na aprovação do projeto pelo fim do exame de Ordem?

Gisa Moura:  Claro que sim. O provimento de nº 144 do Conselho Federal da  Ordem  dos  Advogados  do  Brasil(CFOAB), fere frontalmente o principio da Igualdade (Cláusula Pétrea). Recentemente outro provimento, do CFOAB,   foi para privilegiar os membros do Ministério Publico e da Magistratura, que hoje são dispensados de prestar a prova da OAB, quando de suas aposentadorias, exigindo dos demais, como: delegados,  parlamentares(que fazem as leis nesse país), militares e funcionários públicos (ambos formados em direito), o tal exame de ordem, para receberem suas carteiras. Na verdade, não podemos aceitar no Brasil o cidadão de primeira e segunda categoria, pois todos somos iguais perante a Lei conforme nossa Carta Magna.

Justiça em Foco:  Qual número de advogados no Brasil, que exercem a profissão sem exame de Ordem?

Gisa Moura: Não sei. Gostaria que a OAB revelasse o grande número. Por sinal, já enviei requerimento ao Conselho Federal da Ordem  dos  Advogados  do  Brasil, neste sentido. Espero em breve, ter acesso as  informações.

Justiça em Foco:  Quem fez a prova de Direito do Trabalho no último Exame de Ordem está reclamando do enunciado. Qual sua opinião?

Gisa Moura: É incrível. Mas o fato é que o Mercado para advogados trabalhistas cresceu com a crise econômica mundial. Daí fica claro, a agressão ao princípio da isonomia e a intenção de prejudicar quem escolheu o direito trabalhista. Aliás, acredito que o único e verdadeiro propósito é para continuar a explorar os bacharéis de Direito nos grandes escritórios especializados em direito do trabalho. A Balança da OAB que investiga e controla o mercado de trabalho, conseguiu colocar ao seu lado, um excelente aliado, ou seja, a Fundação Getúlio Vargas, que também se dedica à produção de estatísticas. E certamente sabe frear um crescimento de mercado, com a intenção de prejudicar os jovens bacharéis capacitados para exercer com independência o Direito Trabalhista.

Justiça em Foco

Erinaldo Moura fala sobre o município em entrevista ao Diário de Riachão

 

Católico, pai de dois filhos e marido dedicado, Erinaldo Moura, concorreu às eleições de 2008 na cidade de Riachão, na qual foi eleito, passando a exercer o papel de vereador e presidente do PSB ao mesmo tempo.

Seu primeiro mandato começa marcado pelos 192 votos que recebeu dos eleitores riachãoenses. Erinaldo fala sobre desenvolvimento, política e melhorias em Riachão.

Em entrevista ao Jornal Riachão Notícias na manhã desta sexta-feira (04), “Naldo” como é conhecido, expõe seu ponto de vista sobre melhorias no município. Para ele, a cidade tem tido certo avanço em sua construção ao longo desses anos, porém, ainda é muito carente na geração de empregos.

Segundo o mesmo, a educação precisa ter mais atenção e prioridade, principalmente para facilitar a entrada de jovens riachãoenses no Ensino Superior.

“Não podemos negar o esforço da Secretária de Educação, pois a mesma tem sido uma peça importantíssima na educação. Sou muito crítico, mas nesse ponto reconheço o esforço dela e o trato que ela tem para com os profissionais da educação: dialoga, entende, tem conduzido majestosamente a Secretaria de Educação. Agora não só aqui, mas a educação pública precisa se levantar e melhorar a qualidade dos profissionais. Isto também depende do interesse das famílias, até porque são seus filhos que irão ter esta educação, ou então, os tais irão ficar estagnados.”

Em relação aos projetos elaborados e apresentados na Câmara Municipal, ‘Naldo’ diz: “Todos os projetos foram sancionados, porém muitos requerimentos de vereadores ainda estão em processo de encaminhamento para o executivo analisar”.

‘Naldo’ lembra que um dos requerimentos apresentados por ele ao prefeito da cidade foi para que o executivo colocasse na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), uma reserva de 5% do orçamento para a geração de emprego, que significa que no orçamento de 8 milhões, teria R$ 400.000,00 anualmente para que fosse investido na geração de trabalho na cidade, seja na busca e na inquisição de empresas, como também no incentivo ao empreendedor riachãoense.

Questionado sobre a construção do canal que fica próximo ao Ginásio de Esporte “O Mourão”, que é bastante cobrado pela população e que havia sido aprovado desde o ano passado na Câmara Municipal e até o momento ainda não foi feito, o vereador diz: “Nós aprovamos uma quantidade de recursos, tanto para o canal, como também para o fossão do Conjunto Afonso Cunha e aprovamos com o compromisso de que essas obras fossem dadas início ainda no fim do ano passado, porém não sei o porquê das obras ainda não terem sido iniciadas. O legislativo já fez sua parte, agora cabe ao executivo, executar”.

Ele ainda diz estar preocupado com a seca que está ocorrendo este ano. Para ele, a principal causa que merece preocupação no momento e que é de emergência, é socorrer da sede e da fome, tanto os humanos como os animais. “Já entrei em contato via e-mail com Órgãos do Governo afim de que este problema venha a ser resolvido”, diz o vereador.

Sobre os quatro anos como legislativo, perguntamos ao vereador se alguma coisa o havia deixado constrangido na Casa Legislativa e a resposta foi bem clara: “Sim, isto acontece tanto na vida particular como na vida pública. Há momentos em que pensamos em desistir de tudo, mas durante os quatros anos que tenho passado no cargo de vereador, muita coisa tem servido de amadurecimento para mim. O grande feito da vida pública é você poder dar voz àqueles que não têm voz, é você lutar com mais força e mais ferramentas”.

Se tratando das eleições 2012, Erinaldo revelou que até por alguns momentos se sentiu desestimulado, mas disse que provavelmente se candidatará novamente.

O vereador socialista apresenta como proposta a luta pela geração de trabalho, com o objetivo de tentar melhorar e de ir à busca pelo avanço do município. “Seja quem for o gestor, sendo eu reeleito vereador, vou estar na mesma defesa do povo de Riachão, e ainda mais agora que tenho o apoio integral do Governador Ricardo Coutinho”.

Ele afirma que tem mantido o contato com RC e inclusive relata que o mesmo assinou uma verba de R$ 120.000,00 para a construção de 57 cisternas no município. Disse ainda que está vendo a possibilidade de conseguir o projeto para a construção de cisternas na Zona Urbana.

Sobre a segurança pública, disse que chegou a “twittar” com o governador sobre a falta de policiamento que estava ocorrendo no município.

“Quando houve o assalto aos Correios, “twittei” com o Governador e relatei o caso e ele logo pediu meu número e de imediato o Coronel Euler me ligou perguntando o que estava acontecendo no município e expliquei o ocorrido e pedi um policiamento de moto, porém o Coronel disse que iria colocar um policiamento ostensivo e deixaria um camburão de outro município até enquanto ele estudava uma possibilidade de colocar seis policiais em três motos. Agora, enquanto não chegar, dou garantia de que ele garantiu que teremos o policiamento na cidade”, concluiu.

Roberto Pereira para o Focando a Notícia