Arquivo da tag: morte

Sepultamento de Armando Abílio será nesta terça, em Esperança; autoridades políticas lamentam morte do ex-deputado

O velório do ex-deputado federal Armando Abílio acontece em sua residência, localizada na rua Monsenhor Palmeira, no Centro do município de Esperança. O sepultamento será nesta terça-feira (13), às 16h no cemitério público municipal.

Nas redes, vários autoridades políticas, entre deputados federais e estaduais e entidades se manifestaram, nesta segunda-feira (12), em pesar pela morte do ex-deputado federal Armando Abílio, aos 75 anos. Ele faleceu em casa durante a madrugada enquanto dormia.

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, em nome de todos os deputados e servidores da Casa de Epitácio Pessoa, lamentou o falecimento e decretou luto oficial por três dias.

O velório do ex-deputado acontece na casa dele, na rua Monsenhor Palmeira, Centro de Esperança, e o enterro será amanhã, terça-feira (13), às 16h no cemitério municipal.

Veja outras manifestações:

Deputado Anderson Monteiro

“Dr. Armando deixa um legado enorme para a nossa Paraíba. Fez história como vice-prefeito de Esperança, deputado estadual e deputado federal, esse último por 15 anos seguidos de mandatos. Nossa querida Esperança chora a morte dele”, disse Anderson Monteiro.

Armando Abílio era marido da atual vice-prefeita Rosa Bronzeado, companheira de chapa nessa eleição de Arnaldo Monteiro, candidato a prefeito e pai do deputado Anderson Monteiro.

“A história de Dr. Armando nunca vai ser apagada. Era um grande marido, pai e avô, além de um médico inspirador, reconhecido por todos os esperancenses”, lembrou Anderson Monteiro.

Deputado Eduardo Carneiro

“Armando Abílio foi um homem que fez história dentro da política. Participou de decisões importantes para o nosso País e foi autor de matérias de muita relevância”. A frase é do deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) ao lamentar a morte do ex-deputado federal Armando Abílio.

Eduardo externou seus sentimentos à família pela morte do ex-parlamentar e destacou que ele deixa um grande legado, motivo de orgulho para todos que conviveram com ele.

Deputada Camila Toscano

“Com muita tristeza recebemos a notícia de morte de Armando Abílio, uma pessoa que muito fez pela nossa Paraíba. Ele foi peça importante na política da Paraíba e do Brasil e sempre teve como marcar da sua atuação o diálogo”, afirmou a deputada Camila Toscano.

Camila expressou seus sentimentos à família e amigos. “Só sabe a dor da perda quem passa por ela. Armando com certeza vai fazer falta para nossa Paraíba, mas, sobretudo, para àqueles que o amam. Armando foi muito amigo do meu pai, só posso pedir que Deus possa alcançar o coração de vocês nesse momento e trazer o consolo e a paz que as palavras não alcançam”, rogou.

Prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues

Tendo acompanhado boa parte da história de Armando Abílio ao longo dos quase 40 anos de vida pública do ex-parlamentar, Romero destacou a atuação do médico natural de Itaporanga como vice-prefeito de Esperança, deputado estadual e deputado federal pela Paraíba.

Nos últimos anos, Armando Abílio passou a conciliar suas atividades como médico e empresário com a de radialista, na Radio Cidade Esperança da qual ele era sócio. Para Romero, a bancada do rádio passou a ser uma alternativa plausível para um homem público irrequieto e comprometido em defender os interesses da população.

Deputado Tovar Correia Lima

“A política paraibana perde um grande representante. Armando Abílio participou de votações importantes e se destacou pela sua capacidade de diálogo. Ele deixa um grande legado para a nossa Paraíba e para o nosso País”, disse Tovar.

O parlamentar também externou votos de pesar aos familiares e amigos do ex-deputado. “Que Deus traga conforto para a sua família neste momento de tanta dor”, falou.

Deputado Pedro Cunha Lima

“Armando Abílio foi um homem que fez história na política paraibana. Foi protagonista por todos os cargos que ocupou, buscando sempre o melhor para os paraibanos. Se foi, mas deixou um grande legado nos âmbitos municipais, estadual e federal”, afirmou a parlamentar.

Pedro externou ainda seus sentimentos a familiares e amigos. “É difícil encontrar palavras que promovam conforto na hora da dor, por isso, rogo a Deus que console cada coração que chora nesta segunda pela partida de Armando e que o tempo cure a saudade que ele vai deixar àqueles que conviveram diariamente com ele”, disse.

Famup

“É com grande tristeza que recebemos a triste notícia da morte de Armando Abílio. Não conseguimos mensurar o tamanho da dor que familiares e amigos sentem nesse momento, por isso, rogamos a Deus que os fortaleça e conceda paz aos corações nesse momento de dor”, afirmou o presidente da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), George Coelho.

Para George, Armando foi um homem que fez história na política paraibana e nacional, ocupando diversos cargos, inclusive, como vice-prefeito, experiência que possibilitou a vivência e o conhecimento sobre o executivo municipal. “Ele parte deixando um legado muito grande para o nosso estado”, disse George.

RUY CARNEIRO

O candidato a prefeito de João Pessoa, Ruy Carneiro, lamentou o falecimento dos ex-deputados Socorro Marques, neste domingo (11) e Armando Abílio, nesta segunda-feira (12).  “Lamento profundamente o falecimento de duas figuras marcantes da nossa história política recente. Socorro e Armando eram pessoas públicas, articuladores e comunicativos. Aos seus familiares e amigos, a minha mais profunda solidariedade. Que Deus os ilumine e os conforte neste momento tão difícil”, ressaltou Ruy.

SOBRE ARMANDO ABÍLIO VIEIRA

Nasceu em Itaporanga no dia 29 de dezembro de 1944, filho de Argemiro Abílio de Sousa e de Luísa Bronzeado Vieira. Casado com Rosimere Bronzeado Vieira — sobrinha de Luís Bronzeado, que foi deputado federal pela Paraíba de 1959 a 1967 —, e com quem teve cinco filhos. Formado em Medicina. Na política, atuou como vice-Prefeito de Esperança, deputado estadual na Assembleia Legislativa da Paraíba e deputado federal.

 

Portal WSCOM

 

 

Mulher é espancada até a morte e companheiro é preso em flagrante em João Pessoa

Uma mulher de 28 anos foi espancada até a morte no bairro do Geisel, em João Pessoa, neste domingo (11). O companheiro dela, de 31 anos, foi preso em flagrante por suspeita de feminicídio.

A polícia teria atendido uma ocorrência de violência doméstica envolvendo este casal na tarde do domingo, mas na ocasião, o suspeito não foi encontrado. À noite, o casal teria brigado novamente e dessa vez, quando a polícia chegou ao local, o suspeito estava chorando ao lado do corpo da mulher, que já estava morta.

Há informações de que já havia um histórico de violência doméstica envolvendo o suspeito, principalmente quando ele ingeria bebia alcoólica. Anteriormente, ele já havia sido preso por roubo e agora aguarda a audiência de custódia.

 

clickpb

 

 

Família do prefeito de Aguiar presta B.O após ameaças de morte em rede social

Com o aquecimento das campanhas municipais nos 223 municípios paraibanos, tem crescido a quantidade de atos ‘violentos’, entre candidatos e suas respectivas militâncias. Um caso chamou a atenção ontem (06), o interior da Paraíba, quando familiares do atual prefeito da cidade de Aguiar (PB), Lourival Leite, registraram um boletim de ocorrência na Polícia Civil após terem recebido supostas ameaças de morte por meio do aplicativo WhatsApp. As mensagens teriam sido escritas por uma pessoa desconhecida, com DDD de São Paulo.

Segundo as vítimas, o autor teria enviado o texto como aviso, dizendo que o primeiro a morrer seria o gestor, depois Martinho Neto, que é o braço direito de Lourival. “1° vai ser o prefeito. Ladrão. Louro ladrão. Vamos matar o prefeito, depois Martinho Neto”, disse.

Outras mensagens também foram direcionadas a outros integrantes da família. “Um aviso: vá “horando” pelo seu povo. Você lembra o que fizeram com a mulher na subida da ladeira [?] Então vá ‘horando’ por eles a partir de hoje”, escreveu.

Durante as ameaças, as vítimas tentavam o tempo todo identificar o suspeito, que não mostrou rosto nem nome. As conversas foram apagadas pelo autor minutos depois. Após o registro do B.O, a Polícia Civil afirmou que irá investigar o caso, que se trata de motivos político.

 

Diamante Online

 

Mãe e padrasto são presos por morte de criança de três anos após violências física e sexual em Patos

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia Seccional de Patos, ligada à 3ª Superintendência de Polícia Civil, prendeu na última segunda-feira (5) um homem de 25 anos suspeito de ter espancado, além de ter praticado violência sexual contra a enteada, uma criança de apenas 3 anos de idade. O fato aconteceu na cidade de Patos, Sertão do Estado, e criança foi levada ao hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A mãe da criança sabia de tudo e era conivente com a situação. Ela foi intimada a prestar esclarecimentos nesta terça-feira (6) e, diante das evidências de sua participação nos crimes, também foi presa. O casal foi encaminhado para as unidades prisionais de Patos e ficará à disposição da Justiça.

Segundo o delegado Sylvio Rabelo, da 3ª Superintendência de Polícia Civil, a criança já vinha sendo abusada sexualmente pelo padrasto há algum tempo. “Não foi a primeira vez que isso aconteceu e todo esse abuso era presenciado e acobertado pela mãe da criança. Na manhã de ontem houve um novo episódio de abuso e a menina ficou muito ferida. Por conta disso, o padrasto resolveu estrangular a criança”, revelou.

O caso repercutiu muito na cidade sertaneja de Patos e os vizinhos que já estavam desconfiados das agressões e abusos sofridos pela criança, tentaram linchar o suspeito. Ele chegou a ser agredido pela população, foi levado ao hospital e em seguida para a delegacia, onde foi preso em flagrante.

Ainda segundo o delegado Sylvio Rabelo, o corpo da criança foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) da região de Patos. “Depois dos exames, os peritos confirmaram que ela sofreu violências física e sexual, o que reforçou a prisão em flagrante do casal. A mãe o padrasto já foram para os presídios feminino e masculino de Patos, respectivamente, e aguardam a decisão da Justiça se vão responder pelos crimes em liberdade”, concluiu

 

WSCOM

 

 

Homem vai a delegacia avisar que não tem culpa em morte de PM e levanta suspeita da polícia da PB

Um homem apareceu na Central de Polícia de João Pessoa no último domingo (27), em companhia de um advogado, para registrar em depoimento que não tinha nenhum tipo de envolvimento na morte do policial militar Túlio Godoy, executado a tiros no último 5 de setembro. O detalhe é que ele nem mesmo vinha sendo investigado e não estava na mira da Polícia Civil da Paraíba, que agora vai tentar entender o porquê dele ter se apresentado.

Quem explica a questão é a delegada Vanderleia Gadi, responsável pelo caso e que foi quem tomou o depoimento do homem. Nesta terça-feira (29), ela conversou rapidamente com a reportagem e admitiu que o depoimento causou surpresa. “Foi a primeira pergunta que fiz a ele. Por que ele tinha ido dar aquele depoimento. E ele não soube explicar”, destacou.

O homem, cuja identidade não foi revelada, não falou muito mais do que isso. A delegada destacou que o comportamento do homem causa suspeitas e que, agora, deverá ser incluído nas investigações.

Túlio Godoy foi morto há quase um mês. Ele estava numa festa na calçada da casa de um amigo, no bairro de Valentina Figueiredo, quando dois homens se aproximaram e efetuaram vários disparos. Túlio era o alvo e morreu na hora. Os projéteis atingiram também Allana Drelayne, de 19 anos, que estava próxima do grupo e também morreu.

O policial tinha participado tempos atrás de uma operação policial que apreendeu uma grande quantidade de drogas e desde então vinha sendo ameaçado de morte. A Polícia Civil da Paraíba investiga se as duas questões estão interligadas.

G1

 

Refluxo gastroesofágico pode aumentar risco de morte por Covid-19

Distúrbios digestivos como o refluxo gastroesofágico e a síndrome de Barrett podem estar associados a um risco aumentado de morte por Covid-19, segundo sugere um estudo apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e divulgado na plataforma medRxiv.

De acordo com o artigo científico, a agressão ao esôfago pelo ácido estomacal induziria no tecido um aumento na expressão do gene ACE2, responsável por codificar a proteína à qual o novo coronavírus se liga para entrar nas células humanas. Desse modo, as células esofágicas se tornariam mais suscetíveis à infecção pelo SARS-CoV-2.

“Nossos dados sugerem que a alteração no pH do tecido esofágico poderia favorecer um aumento da carga viral nesses pacientes”, diz o professor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (FCF-USP) e coordenador da investigação, Helder Nakaya.

Nakaya conta que a descoberta ocorreu por acaso, quando seu aluno de doutorado Leandro Jimenez e outros pesquisadores de sua equipe analisavam dados de transcriptoma (conjunto de moléculas de RNA expressas em um tecido) de portadores da síndrome de Barrett. Considerada uma complicação crônica do refluxo gastroesofágico, a doença é caracterizada por alterações no revestimento do esôfago, que se torna semelhante ao tecido que reveste o intestino.

Essas primeiras análises do estudo foram feitas por técnicas de bioinformática com dados extraídos do repositório público Gene Expression Omnibus (GEO). Os achados ainda não tinham, portanto, relação com a infecção pelo novo coronavírus.

“Notamos nos pacientes com esôfago de Barrett um aumento na expressão de ACE2 e também alterações em vias de sinalização relacionadas à regulação do pH intracelular. Surgiu então a suspeita de que células submetidas a um pH ácido seriam mais suscetíveis ao SARS-CoV-2”, conta Nakaya.

Por meio de uma colaboração com Pedro Moraes-Vieira, professor do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (IB-Unicamp) e coautor do artigo, experimentos in vitro foram conduzidos para testar essa hipótese.

Culturas de monócitos humanos – células de defesa presentes no sangue – foram colocadas em meios com diferentes graus de acidez e incubadas com o SARS-CoV-2. O pH de cada grupo experimental variou de 7,4 (considerado o normal para o sangue) até 6. Análises feitas após 24 horas mostraram que as células cultivadas no meio mais ácido eram as que apresentavam maior expressão de ACE2 e também maior carga viral.

O experimento foi feito no Laboratório de Estudos de Vírus Emergentes (Leve), que tem nível 3 de biossegurança e é administrado por José Luiz Proença Módena, professor do IB-Unicamp que também assina o artigo.

Evidências clínicas

O passo seguinte foi analisar dados de duas coortes de pacientes hospitalizados por complicações associadas à Covid-19 – 551 em Manaus (AM) e 806 em São José do Rio Preto (SP) – e verificar se, de fato, havia uma associação entre a severidade da doença e distúrbios gástricos preexistentes. Essa parte do trabalho foi feita em colaboração com pesquisadores da Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado e da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp).

“Ao dar entrada no hospital, todos os pacientes são questionados sobre os medicamentos que costumam tomar. Nós consideramos como portadores de distúrbios digestivos aqueles que disseram fazer uso contínuo de fármacos do tipo inibidores da bomba de prótons [omeprazol, pantoprazol e similares], capazes de suprimir a secreção do ácido gástrico”, explica Nakaya. “Importante ressaltar que esses medicamentos serviram apenas como uma referência para que pudéssemos identificar quais pacientes tinham problemas gástricos antes de contrair a Covid-19. Os fármacos em si não têm qualquer relação com o agravamento da infecção. Também não sabemos se pessoas com sintomas leves de Covid-19 e que tomavam esses medicamentos teriam um maior risco de morte”, completa o coordenador do estudo.

Por meio de uma análise estatística multivariada – na qual os resultados foram ajustados para eliminar a influência de fatores como idade superior a 60 anos e outras comorbidades –, os pesquisadores concluíram que os pacientes com problemas no aparelho digestivo associados à acidez estomacal tinham duas vezes mais risco de serem internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e três vezes mais risco de morrer do que os demais.

“Nossos resultados sugerem que alguns problemas gástricos podem ser um fator de risco até então desconhecido para o agravamento da Covid-19. Porém, novos estudos ainda precisam ser feitos para confirmar esses achados”, afirma Nakaya.

Outra hipótese aventada no artigo é a de que o dano pulmonar causado pelo SARS-CoV-2 e o consequente prejuízo à oxigenação do organismo poderiam levar à acidificação do sangue e a um aumento na expressão de ACE2.

“É possível que a acidose no sangue de alguns pacientes com Covid-19 grave piore a doença, aumentando os níveis de ACE2 e facilitando a entrada de SARS-CoV-2 em células humanas. A própria hipóxia pode contribuir para a regulação de ACE2”, dizem os autores.

A pesquisa também contou com apoio da FAPESP por meio de auxílios concedidos a André Fujita (USP), Paola Minoprio (USP) e Maurício Lacerda Nogueira (Famerp).

“É um trabalho muito interessante e que abre novas perspectivas no entendimento dos fatores de gravidade da Covid-19. Devo ressaltar que também mostra a importância de estudos colaborativos em múltiplas instituições. Os achados de Manaus e de Rio Preto foram obtidos independentemente e se reproduzem. Isso confere credibilidade e solidez às conclusões”, comenta Nogueira.


* Karina Toledo, da Agência FAPESP

 

 

Polícia investiga morte de menino de 4 anos na PB após suposta queda

Um menino de apenas 4 anos deu entrada já sem vida no Hospital de Trauma de Campina Grande neste sábado (19).

De acordo com as informações a madrasta do garoto que o levou à unidade de Saúde alegando que ele teria caído em casa, porém o laudo médico aponta marcas de agressões no corpo do menino.

O Hospital acionou a Polícia Militar e os policiais levaram a madrasta da criança até a Central de Polícia.

A suspeita de maus-tratos está sendo investigada e os pais do garoto estão sendo procurados.

PB Agora

 

Ex-marido entra pelo telhado do banheiro, ameaça mulher de morte com faca e acaba preso

Por volta das 6h da manhã desta segunda-feira (31), um homem foi preso na cidade de Cuitegi suspeito de violência doméstica. A guarnição foi informada através da linha direta de que um homem estaria agredindo uma mulher em uma residência. De imediato a guarnição foi ao local e manteve contato com as partes.

A vítima informou que estava separada do suspeito há três dias, porém ele sempre a procurava, sendo que no dia hoje, quando ela dormia, o acusado entrou pelo telhado do banheiro e a surpreendeu com uma faca em punho, fazendo ameaças, porém ela conseguiu desarma-lo, no entanto ele a mordeu, no rosto, provocando uma lesão e em seguida o agressor se evadiu do local, retornando depois, com um facão, foi quando, o filho da vítima o golpeou com uma cadeira, lesionando-o no rosto, conseguindo tomar o facão.

Feridos, vítima e agressor foram conduzidas ao Hospital Regional de Guarabira onde tiveram atendimento médico e em seguida encaminhados à delegacia de Alagoinha e apresentados ao delegado plantonista para que fosse lavrado o auto de prisão em flagrante.

 

portal25horas

 

 

Sobe para cinco o número de mortos por covid-19 em Solânea

Subiu par cinco o número de mortos por covid-19 no município de Solânea. A informação foi confirmada no boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, nesta terça-feira (18). Além das cinco confirmações, há outro óbito sendo investigado.

São 519 casos confirmados da doença na cidade e 204 ainda ativos. Além disso, 34 estão em quarentena domiciliar. Outros 330 já se recuperaram.

Hoje foram realizados 47 testes, onde 33 testaram negativo e 14, positivo.

Os casos confirmados no boletim de hoje são:

* Homem, 21 anos, **paciente com anosmia (perda de olfato) e disgeusia (perda de paladar);

* Homem, 26 anos, **paciente com náuseas e cefaléia (dor de cabeça);

* Mulher, 23 anos, **paciente sem sintomas;

* Homem, 45 anos, **paciente sem sintomas;

* Mulher, 22 anos, **paciente com cefaléia (dor de cabeça) e dispnéia (falta de ar);

* Homem, 36 anos, **paciente com dores nos olhos e tontura;

* Homem, 20 anos, **paciente com anosmia (perda de olfato) e disgeusia (perda de paladar);

* Homem, 29 anos, **paciente com dor de garganta e coriza;

* Homem, 51 anos, **paciente com cefaléia (dor de cabeça), coriza e dor de garganta;

* Homem, 68 anos, **paciente com dor nas articulações;

* Mulher, 76 anos, **paciente com dor no tórax;

* Homem, 76 anos, **paciente com dor nas costas;

* Homem, 41 anos, **paciente sem sintomas;

* Mulher, 36 anos, **paciente sem sintomas.

 

Redação FN

 

 

Secretaria Municipal de Saúde confirma 4ª morte por covid-19 em Solânea

A Secretaria Municipal de Solânea confirmou, nesta segunda-feira (17), a 4ª morte por covid-19 na cidade. A vítima é um home de 68 anos, diabético e hipertenso. Ele estava internado em um hospital de João Pessoa e morreu no último sábado.

O município de Solânea ultrapassou os 500 casos confirmados de covid-19, de acordo com boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado na sexta-feira (14). São 313 pacientes recuperados.