Arquivo da tag: Meteorologista

Meteorologista da AESA diz que chuvas este ano ficaram acima da média na Paraíba e elevaram reserva hídrica do Estado

Chove em quase toda à Paraíba. As chuvas que caíram este ano na Paraíba e encheram rios como o Taperoá e Piancó, elevaram o nível dos maiores açudes do Estado. Os dois maiores açudes da Paraíba, ultrapassaram os 50% de sua capacidade, sendo que um deles, Boqueirão, já tem mais de 70% de água acumulada e e está prestes a atingir a capacidade máxima. As chuvas elevaram a reserva hídrica da Paraíba em um ano, em que o mundo ainda convive com a pandemia do novo coronavírus.

O meteorologista da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), Alexandre Magno,disse em entrevista a uma emissora de Campina Grande, que, 2020 pode ser considerado como de chuvas normais acima da média, o que, inclusive, fez com que diversos reservatórios de água pudessem ter uma boa carga de água, incluindo o Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão.

O meteorologista ressaltou que, apesar da redução gradativa dos volumes de chuva daqui pra frente, os meses anteriores foram satisfatórios, e há também uma expectativa sobre o mês de junho que possivelmente ainda ocorram chuvas acima da média, possibilitando ainda mais o volume de água em mananciais como o Rio Paraíba e o próprio açude de Boqueirão, quem sabe até chegando a sua capacidade máxima.

“As chuvas também foram bem abundantes e praticamente acima da média em toda região do Sertão e Alto Sertão, evoluindo o total hidrográfico que estava em torno de 15% a média, chegando hoje a 56% da capacidade total das bacias hidrográficas da região”, pontuou.

O Açude de Coremas, o maior reservatório do Estado, está com 400.198.242m³, mais da metade de sua capacidade de armazenamento, que é de 744.144.694m³ de água.
Em apenas um dia, o açude de Coremas que começou o ano com pouco mais de 9% de sua capacidade, recebeu uma recarga de 2.615.811 m³ . Coremas amanheceu esta sexta-feira (22), com 53,78% de sua capacidade.

Segundo a meteorologista da Aesa, Marle Bandeira, a previsão é de que o reservatório receba ainda mais água nos próximos dias, uma vez que é comum a incidência de chuvas na região entre fevereiro e maio.

Já açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, que abastece Campina Grande e região, amanheceu este sábado (23) com 330.092.375 metros cúbicos de água, o que corresponde a 70,76% de sua capacidade que é de 466.525.964 milhões de metros cúbicos. O açude Engenheiros Ávidos em Cajazeiras, está com 146.790.248, o que representa 49,99 de sua total capacidade que é 293.617.376 milhões de metros cúbicos de água acumulada.

Pelo menos 34 açudes da Paraíba estão sangrando conforme dados divulgados pela Agência Executiva de Gestão das Águas do estado (Aesa). Entre os açudes que estão com mais de 100% da capacidade estão o reservatório de São Gonçalo, em Sousa, no Sertão, o Cordeiro, na cidade de Congo e do município de Camalaú, no Cariri da Paraíba.

Severino Lopes
PB Agora

 

 

Meteorologista explica causas das fortes chuvas na PB e prevê mais precipitações

As precipitações chuvosas que vem caindo na Paraíba, tem uma explicação e segundo a meteorologista da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), Marle Bandeira, as chivas não estão dentro da média para este período do ano.

“O período de chuvas é de fevereiro a maio [na parte oeste do estado, portanto, é normal que as regiões do Cariri e Sertão recebam água”, comentou Marle destacando também que a tendência é de que as chuvas ocorram dentro da média histórica no semiárido paraibano.

O reservatório Epitácio Pessoa, localizado na cidade de Boqueirão, no Carri da Paraíba, ganhou 17 milhões de metros cúbicos de água (m³) entre os dias 8 e 14 de janeiro de 2020, conforme dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa).

No dia 8, o reservatório estava com 14,72% do volume total, o equivalente a 70 milhões de metros cúbicos. Após as chuvas nas regiões do Cariri e Sertão do estado, até ontem dia 14, o açude chegou a 18,85% do volume total, com 87 milhões de metros cúbicos e uma alta de 4,13 pontos percentuais.

 

 

pbagora

 

 

Meteorologista da AESA prevê mais chuvas para a Paraíba neste início de ano

O início do ano começou com chuvas fortes na Paraíba, principalmente no Sertão do Estado. Em alguns municípios, a chuva caída nesses primeiros três dias do ano, ultrapassou toda a média pluviométrica prevista para todo o ano.
E o tempo deve se manter favorável para a chegada de novas chuvas.

De acordo com a meteorologista da Agência Estadual de Gestão das Águas (Aesa), Marle Bandeira, as chuvas deverão seguir, inclusive com possibilidade de aumento. Vale lembrar que, climatologicamente os meses que mais chove na Paraíba, é entre junho e setembro. No entanto, o período invernoso em algumas regiões do Estado, ocorre entre março e junho.

A meteorologista afirmou que o ano já começou com chuvas previstas em várias regiões do estado paraibano.
– Os maiores índices de chuva ocorreram no sertão e alto sertão da Paraíba. Eram chuvas que estavam previstas, essa ocorrência é devido ao vórtice ciclônico – afirmou.
Segundo análise de especialistas, estima-se que as chuvas seguirão ocorrendo.

– A Aesa realizou uma reunião,e nós fizemos uma previsão de chuvas dentro da média, principalmente para o sertão, alto sertão e curimataú- explicou

Marlen ressaltou que mesmo com a índice de chuvas, a Rainha da Borborema ainda terá altas temperaturas.
– A temperatura vai ficar alta, pois estamos em pleno verão. Vamos sentir calor, mas dentro da média, não tão quente como foi na primavera- disse.

SL
PB Agora

 

 

Meteorologista prevê chuvas até o fim de semana na Paraíba

A Agência Executiva de Gestão de Água da Paraíba (Aesa) divulgou mais um balanço meteorológico, onde destaca que no Agreste, Brejo e Litoral paraibano, a previsão é de chuvas esparsas até o próximo domingo.

Segundo a meteorologista da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), Marle Bandeira, o período de abril a julho se caracteriza por ser os meses mais chuvosos do ano no Nordeste. “Ainda estamos no outono e o inverno tem início em junho, quando as temperaturas tendem a ser mais baixas por conta das chuvas”, explicou a meteorologista.

Segundo dados da Aesa, amanhã o tempo deve permanecer com nebulosidade variável e chuvas localizadas no Litoral, Brejo e Agreste, com o tempo parcialmente nublado, podendo ocorrer pancadas de chuvas.

A previsão para Cariri e Curimataú é de nebulosidade variável, podendo ocorrer pancadas de chuva entre a tarde e noite. Enquanto no Sertão e Alto Sertão, o tempo deve ser de nebulosidade variável com chuvas no fim do dia.

No Litoral, a previsão para o fim de semana é de perspectivas de chuvas esparsas durante o dia e à noite. No sábado, a temperatura tende a variar entre 24°C e 30°C e no domingo, a previsão é de 23°C e 30°C. Em Campina Grande, a previsão até o final de semana também é de pancadas de chuva à tarde e à noite. As temperaturas tendem a variar entre 22°C e 32°C.

 

pbagora

 

 

Meteorologista prevê mais seca em 2013 no Sertão Paraibano

O físico e meteorologista, Rodrigo Cezar Limeira prevê um novo episódio do fenômeno “El Niño” que segundo ele, está formado e deve se intensificar nos próximos meses. De acordo com ele, caso o fenômeno se intensifique nos próximos meses, o cenário para as chuvas do semiárido no próximo ano poderá ser desfavorável, inclusive para a prática da agricultura, pastagens e pode comprometer inclusive o armazenamento dos reservatórios de água.

“Se este “El Niño” não dissipar até o mês de janeiro do próximo ano, as chuvas no interior da Paraíba, no período de estação chuvosa (fevereiro a maio) deverão ser abaixo da média histórica”, disse ele. O meteorologista disse ainda que, o fenômeno dura entre 12 e 18 meses aproximadamente e que o mesmo se configurou agora no mês de julho.

Rodrigo Cézar Limeira é natural de Patos. Ele é bacharel e mestre em Meteorologia pela UFCG; professor de matemática da rede de ensino do estado; escritor e compositor.

Diário do Sertão