Arquivo da tag: metais

Secretário garante investimentos em detectores de metais em presídios da PB para tornar revista mais eficaz

O novo secretário de Administração Penitenciária, Washington França foi o entrevistado desta terça (17) do programa Rede Verdade da TV Arapuan. Ele garantiu que vai investir na aquisição de equipamentos detectores de metais para tornar a revista de visitantes mais eficaz e menos constrangedora e afirmou que já foram realizadas três operações conhecidas como ‘pente fino’ nos presídios paraibanos desde a semana passada.

O secretário destacou que todas as medidas preventivas da revista continuam sendo tomadas, além das inspeções nas unidades penais. Ele afirmou que apenas da semana passada para esta foram realizadas três intervenções na penitenciária Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes, o PB1, além da penitenciária Regional de Campina Grande, o Serrotão e no presídio Regional de Patos. As chamadas operações ‘pente fino’.

França comentou que está sendo posto em prática um plano para tornar a revista às visitas mais eficiente. Sobre as denúncias de abuso de inocentes e de ineficiência, o secretário comentou que esse é um problema que acontece em todas as unidades penais do país e não é específico da Paraíba. Contudo, ele destacou que a Administração Penitenciária vem avançando na melhor qualificação dos profissionais e na aquisição de detectores de metais.

Marília Domingues

Paraíba.com.br

MP quer instalação de detectores de metais e câmeras em escola da PB

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou ao secretario de Educação e Cultura da Paraíba que seja instalado detectores de metais e de sistema de monitoramento por câmeras, no interior de uma escola estadual de João Pessoa. Foi delimitado um prazo de 30 dias para o cumprimento da recomendação.

A medida foi feita após uma solicitação feita pela direção do colégio, que recorreu à Promotoria de Justiça de Defesa da Educação para que os problemas de violência no ambiente escolar fossem solucionados.

O diretor da unidade de ensino, afirmou que há registo de alunos que ingressaram na escola portando arma de fogo e arma branca, além de estarem consumindo drogas e bebidas alcoólicas no local. Disse ainda que essa situação levou cerca de 20 alunos a solicitarem a transferência da escola estadual.

Fabiana Lobo, promotora da Educação, confirmou que o nome da escola será preservado, também por pedido da direção, evitando pânico na comunidade escolar. Para ela, todos os métodos que visam dificultar a prática de crimes e de atos infracionais são bem vindos, já que esses atos vêm gerando situação de extrema insegurança nos colégios da rede estadual e municipal. “Todos os alunos têm direito a um ambiente escolar saudável, sem qualquer forma de prejuízo ao normal desenvolvimento das atividades pedagógicas”, defendeu.

A recomendação do MPPB abrangerá outras três escolas públicas, sendo uma municipal e duas estaduais, todas da capital. Ainda, em dezembro do ano passado, a Promotoria da Educação encaminhou às secretarias e às direções das unidades de ensino de João Pessoa uma recomendação para que sejam elaborados ou revistos os regimentos internos das escolas em relação aos atos de indisciplina e violência praticados por alunos, tudo procurando criar uma política de prevenção contra a violência dentro das unidades escolares.

G1