Arquivo da tag: mestres

Inscrições para os prêmios Mestres da Educação 2014 são prorrogadas até sexta-feira(25)

mestreAs inscrições para os prêmios Mestres da Educação e Escola de Valor, promovidos pela Secretaria de Estado da Educação (SEE), foram prorrogadas até o dia 25 de julho. Os interessados em se inscrever tanto no prêmio Mestres da Educação quanto no Escola de Valor devem preencher o formulário disponível no endereço eletrônico www.mestresdaeducacao.pb.gov.br. Os prêmios tiveram um investimento da ordem de R$ 50.384.418,98 nas três edições já realizadas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Após acessar o endereço eletrônico, deve-se clicar na aba “Inscreva-se”, onde deve inserir a sua matrícula e pressionar a tecla TAB. Após preencher os demais campos exigidos no formulário, ao final deve-se clicar em “Gerar Comprovante de Inscrição”.

Os formulários de inscrição deverão ser enviados junto aos documentos comprobatórios e de autoavaliação no período de 13 a 22 de outubro. A confirmação da inscrição acontecerá no dia 28 de outubro. De 28 de outubro a 30 de novembro acontecerá a análise dos documentos pela Comissão Estadual de Avaliação dos prêmios. No dia 10 de dezembro será realizada a divulgação das escolas e professores premiados.

Os prêmios objetivam a valorização e premiação das experiências administrativas e práticas pedagógicas exitosas, resultantes de ações integradas e executadas por profissionais de educação em exercício e lotados nas escolas públicas estaduais de educação básica e que estejam obtendo sucesso no enfrentamento dos desafios no processo de ensino e aprendizagem.

Escola de Valor – Prêmio aberto exclusivamente para as escolas da rede pública estadual de educação básica. Conforme a Lei 9.879, de 13 de setembro de 2012, o prêmio Escola de Valor contemplará todos os profissionais de educação em exercício e lotados nas escolas públicas estaduais premiadas com o valor correspondente a uma remuneração mensal, a qual percebe, caracterizando o 14º salário.

Mestres da Educação – O prêmio é destinado exclusivamente para professores em efetivo exercício de suas funções e lotados em escolas da rede pública estadual. Conforme a Lei 9.879, de 13 de setembro de 2012, o prêmio Mestres da Educação contemplará todos os professores em exercício e lotados nas escolas públicas estaduais de educação básica com o valor correspondente a uma remuneração mensal, a qual percebe, caracterizando o 14º salário.

Caso o professor premiado esteja lotado em escola contemplada com o prêmio Escola de Valor, este receberá também o 15º salário. A premiação acontecerá em evento organizado pela SEE, em João Pessoa, em local a ser divulgado oportunamente.

Secom 

81 professores vencem prêmio ‘Mestres da Educação’ na região de Pombal

educaçãoO Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), divulgou nesta quinta-feira (19) os vencedores do prêmios “Mestres da Educação” e “Escola de Valor”.

Nesta edição 7.543 professores se inscreveram no prêmio “Mestres da Educação” e 640 escolas realizaram a inscrição no prêmio “Escola de Valor”.

Destes, 2.834 professores e 282 escolas foram premiadas nesta quinta-feira (19).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Nesta edição, 1.481 professores receberão o 15º salário e 16.360 servidores serão contemplados no total.

A Redação da LIBERDADE 96 FM apurou que na região polarizada por Pombal 7 escolas estaduais venceram a premiação, sendo 4 em nossa cidade, além de uma em Condado, São Domingos e Vista Serrana, cada.
AMELIA MARIA DA LUZ
JOANA IVONILDES BANDEIRA
ARRUDA CAMARA
MONSENHOR VICENTE FREITASESCOLA ESTADUAL DE SAO DOMINGOS
ESCOLA DOUTOR TRAJANO PIRES DA NOBREGA- CONDADO
VISTA SERRANA EEEFM MANOEL MEDEIROS DE ARAUJO

PRÊMIO:

O prêmio “Escola de Valor” visa premiar unidades que apresentem melhoras nos índices de qualidade de ensino e oferece 14º salário a todos os funcionários. Já o prêmio “Mestres da Educação” possibilita que professores com projetos inovadores também sejam beneficiados com salários extras, o que, em alguns casos, proporcionará aos docentes até o 15º salário.

Lançados em 2011 pela SEE, os prêmios contemplaram, no primeiro ano, 126 professores e 70 escolas da rede estadual de ensino da Paraíba, beneficiando 4.882 servidores no total.

Em 2012, foram premiados 1.105 professores e 290 escolas, sendo beneficiados 16.345 servidores. O investimento total com as duas versões do prêmio foi de R$ 20.806.271,81.

VEJA LISTA DOS PROFESSORES PREMIADOS NA REGIÃO DE POMBAL:

CONFIRA LISTA Escola de Valor

CONFIRA LISTA Mestres da Educação 2013

Naldo Silva – Liberdade 96 FM com informações da Secom – PB

Ricardo entrega prêmios ‘Mestres da Educação’ e ‘Escola de Valor’

ESCOLA-DE-VALORO governador Ricardo Coutinho entregou, nesta quinta-feira (19), os prêmios “Mestres da Educação” e “Escola de Valor”. A solenidade aconteceu no Espaço Gospel, em João Pessoa. Na ocasião também aconteceu o lançamento dos livros com os projetos selecionados na edição 2012 dos prêmios. Além desse lançamento, também foi realizada a entrega de 850 Netbooks aos professores que participaram do projeto Educador Digital 2013.

Nesta edição, 7.529 professores se inscreveram no prêmio “Mestres da Educação” e 634 escolas fizeram a inscrição no prêmio “Escola de Valor”. O “Mestres da Educação” possibilita que professores com projetos inovadores também sejam beneficiados com salários extras, o que em alguns casos proporcionará aos docentes até o 15º salário. Já o “Escola de Valor” visa contemplar unidades que apresentem melhoras nos índices de qualidade de ensino e oferece 14º salário a todos os funcionários.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Lançados em 2011 pela SEE, os prêmios contemplaram, no primeiro ano, 126 professores e 70 escolas da rede estadual de ensino da Paraíba, beneficiando 4.882 servidores. Em 2012, foram premiados 1.105 professores e 290 escolas, sendo beneficiados 16.345 servidores. O investimento total com as duas versões do prêmio foi de R$ 20.806.271,81.

Secom-PB

Senado eleva porcentual de mestres e doutores nas universidades

A Comissão de Educação do Senado aprovou nesta semana um projeto de lei que obriga as instituições públicas e privadas de ensino superior a ter mais professores com mestrado e doutorado. A proposta exige que 50% do corpo docente seja formado por mestres ou doutores. Hoje, a exigência é de um terço.

O PL 706/2007 ainda especifica que pelo menos 25% dos professores tenham título de doutor. O regime de trabalho com dedicação exclusiva também seria modificado: passaria de um terço para 40% dos docentes. O projeto já havia passado pela Comissão de Constituição de Justiça. Agora, os integrantes da Comissão de Educação do Senado têm cinco sessões para apresentar eventuais recursos e, se isso não ocorrer, o projeto vai para a Câmara dos Deputados.

De acordo com o relator, João Vicente Claudino (PTB-PI), a previsão é de que a proposta não precise ser votada no plenário. Ela deve ser analisada na Comissão de Educação pelos deputados e, se não houver modificações, seguirá para sanção presidencial. “Após a aprovação, as instituições teriam três anos para se adequarem”, diz o senador.

O projeto, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), de 1996, é criticado pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes). “Não há doutores suficientes no Brasil. Além disso, as faculdades não precisam desse quantitativo de doutor”, diz o consultor da Abmes, Celso Frauche.

Alto custo
Para Ana Maria Ramos, do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) em São Paulo, é importante que as instituições privadas tenham porcentuais estabelecidos. “As particulares separam o ensino da pesquisa porque os salários dos doutores custam caro”, afirma.

A importância da pesquisa também é defendida pelo professor da Faculdade de Educação da USP, Ocimar Alavarse. “A pesquisa é importante. Só que existem instituições que usam o título de universidade apenas para atrair alunos.”

À Agência Senado, o Ministério da Educação (MEC) informou que, se aprovado, o projeto não vai gerar impacto nas universidades públicas, já que a maioria dos professores é doutor.

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.