Arquivo da tag: máscaras

Promulgada lei que determina uso de máscaras acessíveis por no mínimo 5% dos funcionários de estabelecimentos durante atendimento presencial na Paraíba

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, promulgou a Lei 11.772 que determina uso de máscaras acessíveis por no mínimo 5% dos funcionários de estabelecimentos públicos ou privados, que realizem atendimento presencial, durante o período da pandemia da Covid-19, no Estado. A lei de autoria da deputada Cida Ramos foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (04).

De acordo com a publicação, os estabelecimentos deverão dispor de no mínimo um funcionário utilizando a máscara acessível, no caso em que o percentual previsto não atingir um quantitativo maior.

As máscaras acessíveis dispostas nesta lei deverão ser confeccionadas com material transparente, que possibilite a leitura labial por pessoas surdas.

O descumprimento acarretará aos estabelecimentos infratores, advertência, multa de 10 até 1 mil UFR-PB (Unidades Ficais de Referência do Estado da Paraíba) ou até cassação da licença para funcionamento. As penalidades serão impostas levando em consideração a quantidade de funcionários do estabelecimento, bem como o descumprimento reiterado da norma.

A fiscalização será de responsabilidade dos órgãos de defesa do consumidor e do Ministério Público da Paraíba.

Os valores arrecadados com as multas deverão ser revertidos para o investimento de programas estaduais voltados às pessoas com deficiência auditiva.

 

clickpb

 

 

Secretaria de Ação Social distribuiu cerca de 7 mil máscaras em bairros de Solânea

Em campanha de prevenção contra a Covid-19” Equipe em Ação” da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania realizou a distribuição de quase 7 mil máscaras  de tecido nas comunidades de Solânea. Equipe também montou ação educativa e passou informações sobre hábitos de proteção para os moradores dos locais visitados.

As máscaras foram entregues de casa em casa no Conjunto Padre Cícero, Bela Vista, Conjunto Sônia Eliane (Poeirão), Açudinho e Piçarro. “Prevenção e cuidado é fundamental nessa luta contra o Coronavírus. Estamos sempre alertas para garantir a saúde do nosso povo”, disse a Secretária de Ação Social, Márcia Belísio que coordenou a “Equipe em Ação” nas visitas.

         

 Assessoria de Comunicação

 

Tião Gomes destaca doação de 60 mil máscaras pelo Governo do Estado para população do Brejo paraibano

O deputado Tião Gomes (Avante) celebrou mais uma ação do governador João Azevêdo (Cidadania) no enfrentamento à pandemia do coronavírus. Por meio das Secretarias de Estado da Saúde e do Desenvolvimento Humano foram entregues 60 mil máscaras de tecido à população do Brejo Paraibano, inicialmente, os beneficiários do Bolsa Família das cidades Areia, Alagoa Grande e Remígio serão os primeiros contemplados.

“Meus amigos do Brejo, o Governo do Estado enviou mais de 60 mil máscaras para os municípios da região. Isso me dá uma alegria enorme, ao saber que nosso povo estará recebendo esse importante instrumento para combater a propagação do novo coronavírus. Quem não tem máscaras, por favor, procurem os postos e secretarias de saúde ou os hospitais dessas cidades e peguem suas máscaras”, informou o deputado.

A iniciativa da aquisição e distribuição das máscaras faz parte do plano “Novo Normal Paraíba”, do governo estadual. “Essa medida é de extrema importância, muito bom termos um governador, como João Azevêdo, que pensa em ações para todos os paraibanos. Juntos aos demais deputados estaduais, estamos conseguindo evitar a propagação do vírus”, pontua Tião.

Nesse início, as máscaras serão entregues para as famílias inscritas no Bolsa Família, mas também serão distribuídas à população de Areia, Remígio e Alagoa Grande. “Peguem suas máscaras. Precisamos combater essa pandemia. Quem puder, fique em casa, não vamos para o meio da rua, pois esse vírus é mortal”, finaliza Tião.

Segundo o secretário de Estado do Desenvolvimento Humano, Tibério Limeira, as máscaras se tornaram um item essencial para que cada um se proteja. “Entregar máscaras para as pessoas em situação de vulnerabilidade, que muitas vezes têm dificuldade de comprar os itens necessários à sobrevivência básica, é uma ação grandiosa do Governo do Estado, além de causar um impacto forte na economia, já que as máscaras estão sendo adquiridas junto a empresas têxteis do estado”, comentou.

 

portaldolitoralpb

 

 

Coren investiga distribuição de máscaras inadequadas a profissionais de saúde

O Conselho Regional de Enfermagem na Paraíba (Coren-PB) deve investigar a suposta distribuição de máscaras inadequadas a profissionais que atuam no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) em hospitais de municípios paraibanos.

Segundo a presidente da entidade, Renata Ramalho, sugiram denúncias oriundas das cidades de Água Branca, Campina Grande, Itaporanga, Lucena e Sousa. De acordo com a representante do Coren-PB, a máscara correta para uso profissional é a de caráter cirúrgico. Segundo Renata, haverá uma apuração através visita a esses locais e caso sejam comprovadas as denúncias, o Ministério Público da Paraíba será acionado. “Precisamos garantir que a máscara correta seja entregue à categoria. Detectamos no município de Sousa, no Hospital Regional. O Coren-PB apurou que já foi resolvida a situação. Outro hospital que detectamos foi o de Itaporanga. Fizemos uma notificação à diretora e ela disse que iria fazer a compra das máscaras cirúrgicas”, explicou Renata Ramalho.

Em relação ao Hospital de Trauma de Campina Grande, da Rede Estadual de Saúde, as máscaras que estão sendo utilizadas, embora sejam de confecção caseira, de acordo com a presidente do Coren-PB, ficou comprovada a segurança do equipamento após a realização de teste feitos em laboratório da Universidade Federal de Campina Grande, que vem analisando as máscaras para colocar a disposição dos profissionais de forma segura.

De acordo com o Coren-PB, desde março, quando teve início a pandemia na Paraíba, mais de 160 denúncias foram registradas sobre a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) adequados para os profissionais em vários municípios.

 

PB Agora

 

 

Equipe da Secretaria de Saúde realiza higienização e distribuição de máscaras para público que aguarda o auxílio emergencial

A Prefeitura Municipal de Bananeiras, por meio da Secretaria de Saúde, está realizando a higienização e entrega de máscaras de proteção para o público que irá receber o auxílio emergencial.

A PMB informa, conforme o novo Decreto do Governo do Estado, que está proibida a entrada de pessoas em qualquer estabelecimento comercial ou público sem o uso da máscara de proteção.  A medida atende as recomendações das autoridades de saúde como uma forma de combater a pandemia do novo Coronavírus.

Reforçamos que o uso das máscaras não anula as demais medidas de prevenção como o distanciamento social, lavar as mãos com água e sabão, utilizar álcool em gel, evitar aglomerações e sair de casa apenas em casos de necessidade.

Se cada um fizer sua parte, iremos combater esse vírus.

Ascom – PMB

   

 

Campanha em Bananeiras incentiva o uso de máscaras para a prevenção da Covid-19

Uma campanha lúdica e criativa tem movimentado as redes sociais na cidade de Bananeiras, no brejo paraibano.

A campanha “Bananeiras de máscara” tem ao fundo pontos turísticos da cidade e pessoas utilizando máscaras de proteção. Essa foi a maneira que Eduardo Guimarães, Secretário de Cultura e Turismo, viu como uma forma de contribuir neste período de pandemia.

As orientações são de que todos que circulem na cidade estejam de máscara, como forma de prevenção, uma vez que é comprovado que o uso do utensílio diminui, consideravelmente, a contaminação entre as pessoas.

Vale destacar o desempenho da Prefeitura Municipal que tem realizado um trabalho constante com a distribuição de máscaras e álcool 70% para higienização nas principais ruas da cidade.

Outra medida a ser implantada nos próximos dias será a instalação de lavatórios nos principais pontos de maior circulação de pessoas.

Todos contra a Covid-19 com prevenção e esclarecimentos para a população.

 

Ascom-PMB

 

 

Prefeitura de Belém, PB, determina uso obrigatório de máscaras nas repartições públicas

A Prefeitura de Belém comunica que, a partir de segunda-feira, 27 de abril, será OBRIGATÓRIO o uso de máscaras para todos os servidores municipais e para a população que buscar atendimento nas repartições públicas do município (Prefeitura, Espaço do Cidadão, Secretarias, etc.). Portanto, só será permitida a entrada de pessoas nesses locais se estiverem usando máscaras. A medida atende as recomendações das autoridades de saúde como uma das formas de conter a disseminação do novo coronavírus.

Entretanto, o uso da máscara como uma proteção física ao vírus não exclui a necessidade de cumprir as outras recomendações, como o distanciamento social, evitar sair de casa e aglomerações, fazer uso de álcool em gel, lavar as mãos com água e sabão, e higienização em geral.

COMO FAZER SUA MÁSCARA CASEIRA:

* Use tecido em dupla camada: algodão, tricoline (preferencialmente) ou outros têxteis;

* Faça a máscara a partir de um molde de papel (21 cm de altura e 34 cm de largura) de forma que permita cobrir a boca e o nariz;

* Use tiras de elástico que permita o perfeito ajuste em sua face.

MODO CORRETO DE USAR AS MÁSCARAS:

* Com as mãos lavadas, é preciso colocar a máscara sobre o rosto de modo que cubra tanto o queixo, quanto o nariz. A máscara não pode ficar frouxa no rosto;

* Durante o uso, não se deve tocar na máscara, nem colocá-la na testa, como se fossem óculos de sol. Não a remova nem para falar;

* Quando for retirar a máscara, não se deve encostar a mão no tecido, apenas nas alças laterais de elástico que ficam acopladas à orelha;

* Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de dez minutos; Depois de secar passe o ferro.

OUTROS CUIDADOS NECESSÁRIOS:

* Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Mas só saia de casa se for extremamente necessário.

* A máscara só servirá de barreira física ao vírus se tiver pelo menos duas camadas de pano, ou seja, dupla face;

* Cada membro da família tem que ter a sua máscara, ou máscaras. Não pode ser dividida com ninguém;

* A máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano ou mais.

Com Assessoria

 

Coronavírus: Especialista orienta sobre uso de máscaras caseiras

Desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus, as máscaras de proteção sumiram das prateleiras, e diante da emergência da saúde pública para estabelecer medidas de prevenção ao contágio da Covid-19, a orientação por uso de máscaras caseiras tem se intensificado em todo o mundo.

Além de eficiente, as máscaras caseiras são simples de serem produzidas e protegem a pessoa e quem estiver ao redor, já as máscaras profissionais devem ser usadas exclusivamente por profissionais de saúde e pacientes contaminados pelo novo coronavírus.

A professora de medicina da Unifacisa e coordenadora do Laboratório de Estudos sobre Biossegurança e Segurança do Paciente, Mayara Lima, destacou que para ser eficiente como uma barreira física, a máscara caseira precisa seguir algumas especificações.

“É importante ressaltar que o uso das máscaras caseiras é mais uma intervenção que deve ser implementada junto com as demais recomendações propagadas pelo Ministério da Saúde e OMS, como o distanciamento social, a etiqueta respiratória, a higienização das mãos, como formas de prevenção ao vírus. A utilização da máscara não desobriga esses outros tipos de medidas preventivas. É preciso que a máscara tenha pelo menos duas camadas de pano e que seja de uso individual, não podendo ser dividida com ninguém”, pontuou.

As máscaras caseiras são barreiras físicas e têm se mostrado bem efetivas, quando são bem desenhadas, higienizadas e utilizadas de forma correta. Para a confecção, pode ser utilizado alguns tipos de tecido como o 100% algodão.

“O importante é que a máscara seja feita nas medidas corretas, cobrindo totalmente a boca e o nariz, e que estejam bem ajustadas ao rosto. Na questão de higienização, se a máscara ficar úmida, tem que ser trocada. A recomendação é deixar imersa em água e água sanitária por 30 minutos, após lavar com água e sabão e após seca, passar ferro e guardar em sacola ou recipiente fechado. Sempre que for utilizar a máscara, é preciso higienizar as mãos e só tocar nas amarras, nunca na parte de dentro ou frente, e sempre lembrando que ela é de uso é individual”, explicou a professora.

De acordo com as orientações do Ministério da Saúde e OMS, é preciso evitar sair de casa e promover aglomerações. Caso a pessoa tenha realmente que sair, a recomendação é que se mantenha o distanciamento entre as pessoas.

“Evite tocar objetos sem necessidade, utilize sempre máscaras caseiras e tenha todos os cuidados com a higiene das mãos. Além disso, utilize roupas que cubram mais o corpo, prenda o cabelo, evite maquiagens, leve para rua somente o que for necessário. Ao chegar em casa, redobrar os cuidados, o ideal é que a gente tenha um sapato reservado para sair, tirar a roupa e colocar no saco fechado, tomar banho, lavar os cabelos para evitar risco de contaminação. É essencial higienizar os objetos que levamos para a rua como bolsas, chaves, e principalmente o celular. Tudo que for de fora é preciso higienizar antes de guardar”, explicou.

Orientações sobre o uso de máscaras caseiras

  • A máscara é individual. Não pode ser dividida com ninguém, nem com mãe, filho, irmão, marido, esposa etc;
  • A máscara pode ser usada até ficar úmida. Depois desse tempo, é preciso trocar;
  • É preciso que ela tenha pelo menos duas camadas de pano;
  • É importante ter elásticos ou tiras para amarrar acima das orelhas e abaixo da nuca. Desse jeito, o pano estará sempre protegendo a boca e o nariz;
  • Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;
  • Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária. Deixe de molho por cerca de 30 minutos.

portalcorreio

 

 

Decreto recomenda, mas não obriga uso de máscaras em comércios na PB

Em decreto publicado do Diário Oficial desta terça-feira (21), o Governo da Paraíba apresentou novas medidas de prevenção de contágio pelo novo coronavírus (Covid-19). De acordo com a publicação, o Estado recomenda que os estabelecimentos que estão abertos proíbam a entrada de pessoas sem máscaras.

A publicação desta terça é, na verdade, uma alteração ao decreto do último sábado (18) que obrigava a proibição do acesso de clientes sem a máscara.

Com o novo decreto, a obrigação do usos de máscaras para clientes passa a ser apenas uma recomendação e orientação dos estabelecimentos aos seus clientes.

No entanto, os locais citados no decreto permanecem obrigados a fornecerem máscaras aos funcionários.

PB Agora

 

 

João Azevêdo autoriza compra de um milhão de máscaras para distribuir com a população paraibana

O governador João Azevêdo anunciou, nesta sexta-feira (17), que autorizou a compra de um milhão de máscaras que serão distribuídas com a população paraibana. O material será confeccionado dentro do próprio estado e representa mais uma medida do Governo para proteger as pessoas durante a pandemia do coronavírus.

“O uso de máscara vai ser exigido em um determinado período e o Estado está fazendo sua parte. Nós estamos gerando emprego na Paraíba e sabemos que vários lugares do Estado têm uma estrutura de produção que também vão nos ajudar, pois não conseguimos comprar o material no mercado nacional”, pontuou.

Ele reforçou a necessidade da utilização das máscaras em momentos que as pessoas precisarão se deslocar, em caso de extrema necessidade. “A máscara é fundamental para ser usada no ambiente público, pois muitas pessoas estão com o vírus e não sabem. O uso da máscara vai diminuir o risco de contaminação porque quando se entra no ambiente, você não sabe se alguém espirrou ou tossiu e acaba entrando na nuvem de gotículas e é por esse meio que há uma contaminação cada vez maior”, ponderou.

Leitos – Nesta sexta-feira, o governador João Azevêdo anunciou também que o Hospital Solidário, montado no estacionamento do Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, será entregue na próxima semana. “O Hospital Solidário será aberto na próxima segunda-feira e estará à disposição para o atendimento. Estamos preparando inicialmente 130 leitos nesta unidade, além de 150 leitos no antigo Hospital Santa Paula, em João Pessoa; 130 leitos na antiga Casa de Saúde Francisco Brasileiro, em Campina Grande, e 40 leitos no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, em Patos, para atender as pessoas que precisarem”, explicou.

Barreiras sanitárias – João Azevêdo ainda afirmou que as barreiras sanitárias montadas nas rodovias federais que cortam a Paraíba irão realizar trabalhos de desinfecção em veículos vindos de outros Estados.

“Nós vamos fazer a desinfecção em cada carro que entrar na Paraíba porque esse é um dos maiores vetores de contaminação. As ações que estamos fazendo é para que o número de pessoas infectadas não seja alto e o serviço de saúde dê as respostas necessárias”, finalizou.

 

clickpb