Arquivo da tag: Marido

Marido de mulher que fez ofensas racistas em JP mostra laudo psiquiátrico

O marido da mulher que tem aparecido em vídeos que viralizaram por ele estar proferindo declarações racistas, em João Pessoa, alegou que a mulher tem problemas psiquiátricos.

Rodrigo Augusto apresentou um laudo psiquiátrico que atesta que a mulher está em tratamento para transtorno bipolar.

Ainda conforme o laudo a mulher necessita fazer uso de um medicamento específico para o seu caso, porém o marido alega que ela tem mostrado resistência para fazer uso do mesmo.

No documento médico, estão listados problemas como transtorno afetivo bipolar, episódio atual maníaco com sintomas psicóticos, tremor essencial e hemiplegia não especificada, que se refere a paralisia de metade sagital (esquerda ou direita) do corpo.

Rodrigo ainda pediu desculpas aos que foram alvos das declarações racistas da mulher.

PB Agora

 

Mulher esfaqueia marido durante discussão em João Pessoa

Uma mulher esfaqueou o marido na tarde deste domingo (11), durante uma discussão no bairro de Mandacaru, em João Pessoa.

De acordo com informações apuradas pelo Portal ClickPB, a mulher é dependente química.

O Samu foi acionado e socorreu o homem para o Hospital de Trauma de João Pessoa. O estado de saúde é considerado estável.

 

ClickPB

 

 

Laudo conclui que grávida foi espancada e morta pelo marido

O laudo da Polícia Civil divulgado nesta terça-feira (15) concluiu que Pâmela do Nascimento, de 28 anos, grávida do quarto filho, foi morta pelo marido após ter sido espancada. O crime ocorreu em 7 de setembro deste ano, na cidade de Poço de José de Moura, no Sertão da Paraíba, a 522 km de João Pessoa.

O marido da vítima chegou a ser detido, mas negou as acusações. A Polícia Civil fez uma entrevista coletiva, nesta terça (15), para esclarecer detalhes do caso. O delegado Glauber Fontes chamou de “mentirosas” as alegações do suspeito quando ele foi ouvido na delegacia.

Nos primeiros dias após a morte de Pâmela do Nascimento, a Polícia Civil manteve sigilo sobre as investigações. O delegado responsável pelo caso, Glauber Fontes, sequer confirmou que ela havia sido vítima de feminicídio. Como a mulher havia tido problemas de saúde na gravidez anterior e não apresentava hematomas, a polícia entendeu que seria precipitado descartar a possibilidade de morte natural.

A Polícia Civil pede que se a população tiver informações sobre o suspeito, ligue para o Disque-Denúncia 197. A ligação é gratuita e o sigilo do denunciante é garantido pelo Estado.

 

portalcorreio

 

 

Grávida é agredida pelo marido em frente a hospital na Paraíba

Uma mulher, grávida de 5 meses foi agredida pelo marido em frente a um hospital na cidade de Caaporã.

De acordo com as informações da Polícia Militar uma viatura estava passando pelo local quando os policiais perceberam que a mulher estava sendo agredida com socos e murros pelo marido.

As informações ainda dão conta de que essa não é a primeira vez que o homem bate na mulher.

O casal que mora em Alhandra, foi encaminhado para à delegacia de Caaporã.

Ambos apresentavam sinais de embriaguez.

PB Agora

 

 

Empresária suspeita de matar marido a tiros em fazenda da PB é presa e interrogada pela polícia

A empresária suspeita de matar o marido a tiros na tarde da sexta-feira (10), na fazenda Zumbi, em Sapé, foi presa e interrogada pela Polícia Civil, no final da tarde deste sábado (11). Os policiais cumpriram um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça contra Taciana Ribeiro Coutinho. No entanto, a medida foi convertida em prisão domiciliar. Durante depoimento, ela alegou legítima defesa.

O advogado Genival Veloso França informou que a suspeita se apresentou às 15h na Delegacia de Homicídios de João Pessoa e prestou os esclarecimentos ao ocorrido. Ela estava com a mãe e a equipe dele na ocasião.

A vítima foi morta a tiros, na tarde da sexta-feira (10), na fazenda onde estava isolado com a família, em Sapé, devido à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O corpo do empresário Helton Pessoa foi enterrado no fim da tarde deste sábado (11), no município de Arara, no Agreste paraibano.

Durante o interrogatório, Taciana disse que o crime ocorreu após uma discussão entre o casal. Apesar de não apresentar ferimentos visíveis, a mulher foi submetida a exames de corpo de delito.

Como a prisão preventiva foi convertida em prisão domiciliar, depois do depoimento ela foi levada para um presídio, onde receberá uma tornozeleira eletrônica. Em seguida, será levada para a residência informada nos autos judiciais.

As investigações do crime vão ficar por conta da equipe do Núcleo de Homicídios de Santa Rita, que solicitou a prisão preventiva e dará prosseguimento ao inquérito policial.

Ainda de acordo com o advogado de Taciana, ela não poderia se apresentar na sexta-feira por causa do abalo psicológico, sob orientação da defesa. França considera a prisão injusta, pois os fatos ainda estão sendo apurados e ela estaria sendo vitima de violência doméstica há tempos.

Elton Pessoa foi morto a tiros, em Sapé na Paraíba; mulher é suspeita de cometer o crime — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Elton Pessoa foi morto a tiros, em Sapé na Paraíba; mulher é suspeita de cometer o crime — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

O advogado que representa a família de Helton, Daniel Alisson, se pronunciou neste sábado e disse que Taciana pode estar atrapalhando as investigações por fazer parte de uma família tradicional e rica do estado.

“Entre o momento do crime e a notificação das autoridades competentes, passaram-se mais de 4 horas, tempo mais que suficiente para alterar a cena do crime e criar uma narrativa mais favorável à assassina. E, mais grave ainda, tempo em que poderia ter sido prestado socorro e salvado a vida da vítima. Assim, além de atirar no marido, ela o deixou morrer à míngua, sem acionar o Samu ou levá-lo até um hospital, demonstrando a crueldade e a intenção premeditado de ceifar sua vida”, afirmou.

Genival Veloso França, que é advogado de Taciana Ribeiro Coutinho, por sua vez, afirmou que a empresária está com hematomas por ter sido agredida por Helton antes do homicídio. Ele ainda disse que a vítima do crime tinha um histórico de violência doméstica, inclusive com um processo por agredir a ex-mulher.

Segundo a polícia, Taciana fugiu de Sapé, onde o crime aconteceu, e retornou a João Pessoa. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que ainda irá determinar um delegado para o caso. A arma do crime, que era de Elton, está com a perícia.

Empresária suspeita de matar marido é presa pela polícia

Empresária suspeita de matar marido é presa pela polícia

O crime

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu na sexta-feira (11), em Sapé, no Brejo do estado. O casal morava em João Pessoa, onde a mulher é empresária, e se isolou em um imóvel na zona rural devido à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Ainda conforme a PM, uma discussão que aconteceu entre o casal por volta das 16h teria motivado o crime. A vítima estava no banheiro quando foi atingida pela suspeita, que usou uma pistola do companheiro para atirar contra ele.

G1

 

TRAGÉDIA: empresária paraibana mata marido a tiros na Zona Rural de Sapé

Uma verdadeira tragédia foi registrada na tarde desta sexta-feira, 10, na Zona Rural da cidade de Sapé.

Informações dão conta de que a renomada empresária paraibana Taciana Ribeiro Coutinho, teria matado a tiros o marido, Elton Pessoa, na fazenda da antiga Usina Santa Helena, em Sapé.

A Polícia esteve no local do crime e de acordo com as informações mais recentes a empresária se entregou toda machucada e sem os dentes da frente.

À frente das investigações está o Major Sidney da Companhia de Polícia Militar de Sapé.

PB Agora

 

 

Em Cuitegi, mulher é presa por policiais do 4º BPM depois de agredir o marido

Uma mulher suspeita de agredir o marido foi presa por policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) na noite dessa quinta-feira (8), na zona rural do município de Cuitegi. Os policiais foram solicitados para atender a uma ocorrência de lesão corporal e, ao chegarem ao local, constataram que a mulher teria agredido fisicamente o marido e estava muito alterada e agressiva, sendo necessário contê-la porque ela resistiu à voz de prisão e ainda proferiu palavras de baixo calão contra a guarnição. O marido, que tinha se trancado em um dos quartos, apresentava escoriações no braço. Após ser contida, a mulher foi conduzida, juntamente com a vítima, para a Delegacia de Polícia Civil.

No Bairro São José, em Guarabira, uma mulher ligou para o Copom informando que o filho chegou em casa, com sinais de embriaguez alcoólica e estava tentando agredi-la. Para se defender, ela acabou causando algumas escoriações nele. Rapidamente os policiais chegaram ao local e constataram que o filho tinha escoriações em um dos braços e na perna, então ele foi encaminhado inicialmente para o Hospital Regional, onde recebeu atendimento médico e foi liberado. Em seguida, ele foi conduzido juntamente com a mãe para a delegacia.

No acesso à PB-057, em Araçagi, os policiais realizavam rondas quando se depararam com um homem pilotando uma moto com duas pessoas como passageiros, entre eles, uma criança de 5 anos de idade. O condutor da moto foi levado à delegacia por infringir o artigo 309 do Código de Trânsito Brasileiro e a moto, que estava com o licenciamento atrasado, foi removida ao pátio da 2ª CPTran.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Suspeita de matar marido a facadas vai para presídio feminino, em Campina Grande

A mulher de 32 anos presa suspeita de matar o marido a facadas na frente dos filhos foi detida no Presídio Regional Feminino, no Complexo do Serrotão, em Campina Grande, nesta quinta-feira (12). A detenção aconteceu por meio de uma determinação do juiz Horácio Ferreira, que revogou a prisão domiciliar a que ela foi submetida em janeiro deste ano.

Conforme o juiz, a mulher descumpriu condições da prisão domiciliar. De acordo com ele, ela não estava cumprindo com as obrigações de mãe, principal critério que a fez receber o benefício e ameaçou a família do ex-companheiro.

O crime aconteceu no dia 19 de janeiro, no bairro das Três Irmãs, em Campina Grande. De acordo com relato da suspeita à polícia, a motivação do crime teria sido a troca de mensagens do então companheiro com outra mulher.

Em um áudio enviado pela suspeita a uma amiga, ela pede que a amiga pegue os filhos na casa dela, porque seguiria para o presídio ainda no domingo. Ela diz que, em seguida, mataria o marido.

Ao chegar no local em que o crime aconteceu, a polícia encontrou Joselito dos Santos Montenegro, de 40 anos, com cerca de cinco ferimentos de faca. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas a vítima já estava morta quando a equipe chegou para socorrê-la.

Suspeita de matar marido a facadas estava em prisão domiciliar

De acordo com a assessoria de comunicação do Fórum Afonso Campus, a determinação da prisão domiciliar foi expedida no dia 20 de janeiro deste ano com base na justificativa de que a mulher tem filhos com menos de 12 anos.

A prisão domiciliar é cedida desde 2018, conforme orientação do Supremo Tribunal Federal (STF), para presas sem condenação, gestantes ou que forem mães de filhos com até 12 anos.

Em audiência de custódia, mulher confessa que matou marido, em Campina Grande

Em audiência de custódia, mulher confessa que matou marido, em Campina Grande

 

G1

 

 

Briga entre marido e mulher acaba com homem esfaqueado, em Dona Inês

Uma discussão entre um casal terminou com um homem esfaqueado, na tarde deste domingo (8) no Sítio Zé Paz, na Zona Rural de Dona Inês, na Paraíba. A suspeita de ter desferido o golpe contra a vítima fugiu.

Segundo o boletim de ocorrência, familiares do lesionado relataram que durante a discussão, a esposa da vítima sacou uma faca do tipo peixeira e golpeou o abdômen do marido.

O homem foi socorrido por populares e encaminhado ao Hospital Regional de Guarabira (HRG) onde permaneceu em observação médica.

A PM foi acionada e realizou diligências nas proximidades mas, não encontrou a agressora. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil.

 

 Pedro Júnior

 

 

Em Guarabira, mulher é esfaqueada pelo próprio marido que foi detido em flagrante

Uma mulher foi esfaqueada pelo próprio marido na tarde desta segunda-feira (03) na cidade de Guarabira, brejo paraibano.

Segundo o portal Mídia.net, o fato ocorreu na rua José da Cunha Rego, bairro Novo.

Ainda segundo o site o homem teria se desentendido com a esposa e deferido um golpe de faca na perna dela que foi corrida para o Hospital  Regional de Guarabira.

O acusado foi detido em flagrante e levado para  a Delegacia de Polícia para ser autuado.

Da Redação 
Do ExpressoPB