Arquivo da tag: Manaíra

Grupo explode agência bancária no município de Manaíra, no Sertão da Paraíba

Um grupo explodiu caixas eletrônicos de uma agência bancária na cidade de Manaíra, no Sertão paraibano, na madrugada desta quarta-feira (30). De acordo com a Polícia Militar, o impacto da explosão acabou danificando a estrutura do prédio.

O ataque ao banco aconteceu por volta das 1h30. Segundo a PM Militar, os bandidos chegaram na cidade e antes de chegar na agência, efetuaram vários disparos contra um posto da Polícia Militar, mas no momento da ação não havia ninguém no local.

De acordo com a polícia, os criminosos fugiram deixando grampos nas ruas e rodovias para dificultar a perseguição da PM.

Ainda conforme a PM, ainda não é possível informar a quantia em dinheiro levada pelo grupo. Até as 7h30 desta quarta-feira, nenhum suspeito de participar da ação criminosa havia sido identificado.

G1

 

Suspeito de espancar e matar garota de 16 anos morre após troca de tiros, em Manaíra, PB

O homem suspeito de espancar e matar a companheira de 16 anos, em Manaíra, no Sertão da Paraíba, morreu após uma troca de tiros, na manhã desta quinta-feira (17). Leonardo Pereira do Nascimento, de 22 anos, estava escondido no Sítio Constantino, localizado na zona rural do município.

O delegado Gutemberg Cabral, titular da Delegacia de Homicídios de Princesa Isabel e que acompanha o caso, informou que a polícia foi avisada sobre o confronto por vizinhos e ainda não sabe quem trocou tiros com o jovem, mas que existe a hipótese de que o crime tenha sido motivado por vingança.

Ainda segundo o delegado, uma arma foi encontrada ao lado do corpo de Leornardo. Ele tinha passagem pela polícia pelos crimes de furto qualificado, roubo e lesão corporal. O suspeito já havia sido preso três vezes e era considerado foragido porque fugiu da prisão.

O corpo dele foi encaminhado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Patos, também no Sertão do estado.

Adolescente foi espancada um dia antes de ser morta

Segundo o delegado, no domingo (13), a adolescente Fabrícia Ribeiro Nogueira, de 16 anos, foi espancada e torturada pelo suspeito. Na segunda-feira (14), a vítima foi até a Polícia Civil e denunciou as agressões cometidas pelas homem.

“Após a denúncia, a gente orientou que ela saísse da casa onde eles moravam e que fosse pra qualquer outro lugar distante, que a polícia ia tentar prender ele. Mas aí ela foi pra casa dos pais, e ele foi atrás dela lá, com a ajuda do irmão mais novo, o Pedro”, salientou o delegado.

Vítima foi morta com mais de dez facadas

De acordo com a perícia, a adolescente foi morta com mais de dez facadas, além de vários cortes feitos pelo suspeito no corpo dela. “Ela foi brutalmente assassinada, não teve nenhuma chance de defesa. Ele desferiu mais de 10 facadas nela, cortou todo o corpo dela, não tinha como ela sobreviver”, frisou Gutemberg.

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) ainda foi acionado para tentar socorrer a adolescente, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. Já o suspeito do crime fugiu do local e, até as 12h30 desta terça-feira (15), o homem ainda não havia sido localizado pela polícia.

Irmão do suspeito matar adolescente foi preso

O irmão do suspeito de espancar e matar a adolescente de 16 anos em Manaíra, no Sertão da Paraíba, foi preso na manhã da última terça-feira (15). De acordo com Gutemberg Cabral, o jovem de 18 anos ajudou o irmão a cometer o crime. Ele teria ficado de tocaia em frente à casa dos pais da vítima para informar ao irmão o momento em que a adolescente saísse da residência.

Conforme o delegado, na noite do crime, por volta das 23h30, o irmão, Pedro, avisou ao Leonardo Pereira que a polícia havia saído do local. Foi quando o suspeito foi até a casa dos pais da vítima e ficou chamando por ela.

O irmão de Leonardo está detido na Cadeia Pública de Princesa Isabel, onde permanece à disposição da Justiça. “Ele foi autuado por partícipe no crime de feminicídio e nós já conseguimos expedir um mandado de prisão preventiva contra o irmão dele”, disse o delegado.

G1

 

Homem é preso acusado de estuprar mulher no bairro de Manaíra, em JP

CENTRAL-POLICIA-CIVIL-PBUm homem foi preso, em flagrante, na manhã deste domingo (29), acusado de estuprar uma mulher no bairro de Manaíra, em João Pessoa.

De acordo com a Polícia Militar, o rapaz foi reconhecido pela vítima.

Ele está sendo levado para a Central de Polícia de João Pessoa.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Criminosos arrombam três caixas eletrônicos em agência bancária no bairro de Manaíra

sireneUma agência do Bradesco foi arrombada no bairro de Manaíra, em João Pessoa, na madrugada deste domingo (27). De acordo com a Polícia Militar, os criminosos usaram chaves de fenda para arrombar três caixas eletrônicos, mas ainda não se sabe se eles conseguiram levar o dinheiro.

Ainda segundo a PM, apesar do crime ter acontecido pela madrugada, o gerente da agência só veio registrar ocorrência na tarde deste domingo.

A Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP) foram acionados para investigar o caso e localizar os envolvidos no crime. Até às 17h, nenhum suspeito do crime havia sido preso.

clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Manaíra Shopping esclarece tumulto durante jogo da Seleção Brasileira

NOTAUm tumulto foi registrado no Manaíra Shopping durante a transmissão do jogo em que a Seleção Brasileira perdeu da Alemanha. Após correria a polícia foi acionada e um homem ferido foi socorrido.

O episódio ganhou rápida repercussão nas redes sociais onde vídeos e fotos registrando o incidente foram compartilhados.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em nota, o Shopping nega que tenha havido disparos de revolver tenha acontecido no local.

Veja nota.

A direção do Manaíra Shopping informa que durante o intervalo do jogo Brasil e Alemanha houve um tumulto entre torcidas, mas a equipe de segurança entrou em ação, acionando a polícia Militar, contornando o tumulto e retirando os causadores do incidente do local.

Aproveitamos para desmentir que tenha havido mortes no Shopping. O que houve, na verdade foi uma confusão onde um jovem desmaiou após sofrer uma agressão física. A foto que circula nas redes sociais é dele desmaiado e não ferido por qualquer tipo de arma.

Não houve uso de arma de fogo nem de arma branca.

MaisPB 

Ondas chegam a 2 metros e alagam calçadas da orla de Manaíra em João Pessoa

Pedro Frazão
Pedro Frazão

Quem passou pela calçadinha da Praia de Manaíra, em João Pessoa, na tarde desta sexta-feira (29), presenciou a força das ondas. Devido à maré alta e com a ajuda da força dos ventos, as águas chegaram à calçada.

Muitas internautas compartilharam fotos nas redes sociais. A areia foi encoberta pelas águas.Ondas de até 2m se formaram causando um fenômeno bonito, mas perigo em parte da orla de João Pessoa.

A Capitania dos Portos da Paraíba alertou aos navegadores que eles devem ficar em alerta para os ventos fortes e a agitação marítima que vêm sendo registrados nas praias paraibanas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Apesar do aviso, muitas pessoas ainda se arriscavam e iam observar o fenônemo ultrapassando o limite permitido.

Praia de Manaíra Foto: Praia de Manaíra

Créditos: Diogenes Aquino

A repórter da TV Correio, Nelma Figueiredo, registrou o avanço da águas na barreira do Cabo Branco, nesta sexta (29).

Barreira do Cabo BrancoFoto: Barreira do Cabo Branco
Créditos: Nelma Figueiredo

 

Na última terça-feira (12), o mar ficou agitado e provocou grandes ondas em parte do litoral paraibano. O fenômeno foi registrado nas praias de Manaíra, Tambaú e Cabo Branco, em João Pessoa, além de Baia da Traição, no Litoral Norte. A ressaca do mar provocou ondas de cerca de 2,5 metros.

A ressaca é a chegada de ondas violentas à costa e começa quando rajadas de vento fazem subir o nível do oceano e aumentam, já em mar aberto, o tamanho dos vagalhões. Impulsionada por correntes marítimas, a massa de água caminha com velocidade crescente até encontrar o litoral.

Ao chegar à praia, o mar agitado inunda a faixa de areia e as ondas quebram bem próximas da orla. A força da ressaca costuma alagar avenidas e danificar construções à beira-mar – há também relatos de banhistas tragados pelo mar e levados para longe da praia pelas fortes correntes marítimas.

 

 

 

Hyldo Pereira, Portalcorreio

PC e PRF fecham mansão no Manaíra que funcionava como cassino; 20 pessoas detidas e 47 caça-níqueis apreendidas

A Polícia Civil com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou uma operação na noite dessa quarta-feira (31) que localizou uma mansão no bairro nobre de João Pessoa, Manaíra, que funcionava como um cassino clandestino. Foram detidas 20 pessoas, entre, funcionários e clientes para prestarem esclarecimentos. Também foram apreendidas 47 máquinas caça-níqueis e uma quantia de R$ 500.

Operação Créditos: Stanley Talião

A Polícia Civil conseguiu chegar a casa de luxo através de denúncias de vizinhos que perceberam movimentações estranhas no ambiente. Policiais constataram que os frequentadores do local têm uma  faixa etária entre 40 a 60 anos. Leonardo Souto Maior, delegado da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, chamou a atenção para o aumento da movimentação neste período. “Está época as pessoas costumam receber dinheiro, por isso a mansão tenderia a ficar lotada de clientes”, salientou o delegado.

Operação Créditos: Stanley Talião

A mansão fica em Manaíra, um bairro nobre da Zona Leste de João Pessoa, próximo ao colégio particular. Os policiais detectaram que eram utilizadas três salas da residência para jogos de azar.

Leonardo informou que o proprietário da casa não foi localizado. O nome dele também não foi divulgado. Os funcionários detidos se negaram a prestar maiores informações a polícia.

Os funcionários e o proprietário do cassino vão responder pelo crime de contravenção penal em jogos de azar. A pena é simples é de três meses a um ano com multa. Podendo se estender a perda dos móveis e objetos de decoração do local.

O dono da mansão, que alugou a residência para o acusado, também será investigado pela polícia. As máquinas apreendidas na operação, que foi denominada “Cassino”, serão levadas para uma averiguação e depois destruídas.

Operação

Créditos: Stanley Talião

Já os clientes após prestarem esclarecimentos foram liberados pelo delegado Leonardo Souto Maior.

Priscila Andrade, com informações de Nayanne Nóbrega do Jornal Correio