Arquivo da tag: mãe

Mãe e padrasto são presos por morte de criança de três anos após violências física e sexual em Patos

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia Seccional de Patos, ligada à 3ª Superintendência de Polícia Civil, prendeu na última segunda-feira (5) um homem de 25 anos suspeito de ter espancado, além de ter praticado violência sexual contra a enteada, uma criança de apenas 3 anos de idade. O fato aconteceu na cidade de Patos, Sertão do Estado, e criança foi levada ao hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A mãe da criança sabia de tudo e era conivente com a situação. Ela foi intimada a prestar esclarecimentos nesta terça-feira (6) e, diante das evidências de sua participação nos crimes, também foi presa. O casal foi encaminhado para as unidades prisionais de Patos e ficará à disposição da Justiça.

Segundo o delegado Sylvio Rabelo, da 3ª Superintendência de Polícia Civil, a criança já vinha sendo abusada sexualmente pelo padrasto há algum tempo. “Não foi a primeira vez que isso aconteceu e todo esse abuso era presenciado e acobertado pela mãe da criança. Na manhã de ontem houve um novo episódio de abuso e a menina ficou muito ferida. Por conta disso, o padrasto resolveu estrangular a criança”, revelou.

O caso repercutiu muito na cidade sertaneja de Patos e os vizinhos que já estavam desconfiados das agressões e abusos sofridos pela criança, tentaram linchar o suspeito. Ele chegou a ser agredido pela população, foi levado ao hospital e em seguida para a delegacia, onde foi preso em flagrante.

Ainda segundo o delegado Sylvio Rabelo, o corpo da criança foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) da região de Patos. “Depois dos exames, os peritos confirmaram que ela sofreu violências física e sexual, o que reforçou a prisão em flagrante do casal. A mãe o padrasto já foram para os presídios feminino e masculino de Patos, respectivamente, e aguardam a decisão da Justiça se vão responder pelos crimes em liberdade”, concluiu

 

WSCOM

 

 

Filho morre e mãe fica ferida após serem baleados no Planalto Boa Esperança, em João Pessoa

Um homem morreu e uma mulher ficou ferida após serem baleados na Avenida Natal, no Planalto Boa Esperança, em João Pessoa, na tarde desta quarta-feira (26). Segundo informações da Polícia Militar, as vítimas eram mãe e filho, e ambos estavam juntos, sentados na porta de casa, quando homens em um carro branco chegaram atirando.

A mulher foi socorrida por um carro privado para o Trauminha de Mangabeira. A unidade informa que os tiros atingiram o queixo da vítima, mas o estado de saúde dela é estável. O filho dela morreu no local.

A perícia da Polícia Civil vai averiguar o caso.

Foto: Walter Paparazzo/G1 PB

G1

 

Após largar o futebol para ajudar a mãe gari, jogador guarabirense é uma das principais estrelas da Ponte Preta

João Paulo, paraibano natural de Guarabira, eleito uma das estrelas do time paulista Ponte Preta já precisou largar o futebol para ajudar a sua mãe que era gari. O paraibano morador do bairro Buraco do Afonso, periferia de Guarabira, foi feirante durante 20 anos para poder ajudar a mãe a pagar as contas da casa.

Os pais se separaram quando ele ainda era criança. Ele trabalhava na feira ao lado da mãe e das irmãs e ao voltar para casa saía para jogar bola na rua.

“Eu trabalhei desde os 11, 12 anos com a minha mãe e com as minhas três irmãs vendendo verduras, frutas, legumes e temperos na feira. Foi uma batalha grande, mas é gratificante olhar para trás e ver o que conquistei. Minha mãe não tinha trabalho fixo. Tinha de ajudá-la. Sempre quis ser jogador, mas o sonho às vezes ficou um pouco distante. Só que eu sempre acreditei. Agradeço muito a Deus e à minha família por sempre me apoiar. Foi bastante difícil, mas hoje sou realizado”, disse o jogador.

Devido a necessidade de ajudar a sustentar a casa, o paraibano não participou de categorias de base.

Ele jogava na várzea, e depois de uma tentativa frustrada em 2008 de entrar para um time, o agora meia largou o futebol para se dedicar exclusivamente ao trabalho de feirante, viajando até o Rio Grande do Norte para vender frutas. Ficava fora de casa de terça a domingo.

A rotina durou aproximadamente três anos. Em 2011, quando estava perto de completar 21 anos, surgiu uma oportunidade no Desportivo Guarabira, time da sua cidade.

“Um diretor falou para mim que teria uma peneira. Aí a chama reacendeu. Ela nunca apagou totalmente, mas como tinha de ajudar a minha mãe com as coisas de casa, ficou de lado um pouco. Mas quando surgiu essa chance, conversei com todos e disse que queria. Minha mãe, que tinha passado num concurso público e estava esperando ser chamada, ficou meio receosa num primeiro momento. Mas eu peguei e fui. Na estreia já fui titular, fiz gol, com toda a minha família assistindo”, revelou.

Como João Paulo se profissionalizou em 2011, a carreira dele tem nove anos de duração. Depois do Desportivo Guarabira, passou por Globo-RN, Coruripe-AL, Estanciano-SE, Sergipe, ASA, Tombense, Paraná e Santa Cruz, entre outros, mas passou a ganhar destaque a partir de 2018, quando defendeu o Atlético-GO.

A última temporada pelo Avaí foi a mais positiva até aqui: campeão catarinense, prêmio de craque do estadual e dez gols e cinco assistências em 49 jogos durante o ano.

Atualmente, João Paulo é o principal destaque individual do time da Ponte Preta em 2020. O paraibano é líder em número de jogos (20), minutos em campo (1.754), assistência (quatro) e vice-artilheiro, com cinco gols, ao lado de Bruno Rodrigues – um atrás de Roger. Neste início da Série B, já marcou duas vezes – uma delas um golaço contra o Vitória.

Família

João Paulo já é pai de Paulo Henrique, de seis anos, e espera pela chegada de Ester. O nascimento está previsto para dezembro.

“Está tudo dando certo na minha vida, graças a Deus. A gente sempre procurou fazer o melhor, com os pés no chão. Tenho uma base muito forte por trás de mim, com minha esposa, mãe, irmãs e pai sempre me fortalecendo a cada dia para eu procurar desafios maiores”, agradeceu.

 

GE

 

 

Em Araçagi, homem é preso acusado ameaçar a mãe de morte com faca em punho

Um homem foi preso, por volta do meio dia dessa quinta-feira (13), por violência doméstica, na cidade de Araçagi por ameaçar a genitora com uma faca. A guarnição de Araçagi recebeu uma denúncia de que um indivíduo estaria ameaçando a sua genitora com uma faca.

De imediato a guarnição foi ao local e manteve contato com a solicitante a qual informou que seu filho a ameaçou, com uma faca em punho, dizendo que iria matá-la, juntamente, com toda a sua família.

Diante dos fatos a guarnição deu voz de prisão e conduziu o preso à delegacia plantonista o qual foi autuado em flagrante por violência doméstica.

 

portal25horas

 

 

História de menino da PB que deixou tudo para cuidar da mãe sensibiliza artistas

Em meio a pandemia do novo coronavírus, uma história de amor, sonho, persistência e dedicação, chamou a atenção de artistas e muitos paraibanos.

O adolescente José Fernando, de 15 anos, natural do município de Matinhas, no Agreste paraibano, abandonou tudo, para cuidar de sua mãe que é enferma e se encontra em cima de uma cama necessitando de cuidados e atenção.

O adolescente que sonha em se tornar advogado, teve a rotina alterada por conta da doença da mãe. Ele cuida da mãe e da irmã, que têm graves problemas de saúde, enquanto tenta estudar para realizar o sonho de conquistar uma vaga na universidade.

O jovem que acorda cedo, é responsável por todos os afazeres domésticos, como preparar o café, lavar e secar a louça, lavar roupa, e fazer o almoço e deixar tudo pronto para quando chegar da escola, só chegar, esquentar e dar para elas.

A mãe de José, Maria das Neves, disse que o jovem é um filho dedicado, que tem inúmeras responsabilidades e que faz de tudo pela família.

O sustento da família vem do auxílio-doença da irmã de José, que também tem problemas de saúde. Com o valor, a família precisa comprar todos os remédios e pagar as demais despesas, inclusive a comida.

José revelou que o seu sonho em se tornar advogado é para que ele possa ajudar muita gente.

Na localidade onde a família mora, as casas são todas afastadas e não há sinal de celular, porém, foi através das redes sociais que a história do adolescente ficou conhecida por centenas de pessoas, que tentam ajudar. José revelou que gostaria de morar na cidade o que se tornaria mais fácil providenciar a remoção de sua mãe quando ela necessitar de atendimento médico.

A história de José, veiculada no JPB da TV Paraíba, chamou a atenção de muitos paraibanos, de empresários e de artistas como Márcio Garcia, e a cantora Elba Ramalho.

A Unifacisa Centro Universitário doou a graduação completa de direito. Além do mais. uma “Vaquinha virtual” arrecadou mais de R$200 mil e menino de 15 anos que cuida da mãe e da casa vai realizar o seu sonho.
Uma vaquinha virtual que foi criada na intenção de arrecadar o valor de R$100 mil para comprar a casa que tanto o menino sonhava, conseguiu arrecadar R$277,622. Essa semana, um grupo de ciclistas conseguiram arrecadar outro valor que foi entregue a José e a sua mãe.

Foram mais de 5 mil contribuições e vaquinha continua ativa, Todo o valor arrecadado a mais será para mobiliar a casa e dar uma qualidade de vida melhor a essa família.⠀

SL
PB Agora

 

Vereador de Arara perde mãe e pai em menos de uma semana por covid-19

A população de Arara, no interior paraibano, está com medo e assustada após a confirmação da quarta morte em menos de uma semana por covid-19. Nesta segunda-feira (29) a mãe do vereador Anésio Moreno morreu vítima do novo Coronavírus, menos de uma semana após o marido que também faleceu por causa da mesma doença.

Com 80 casos confirmados de covid-19, a Prefeitura de Arara deve intensificar as medidas de prevenção para evitar os números de infectados e mortes causados pela pandemia.

O prefeito Nen solicita a população Ararense para que evite sair de casa, ao sair use máscara, lave bem as mãos, use álcool em gel e mantenha distanciamento social.

*Midia Paraíba

Mãe de Neymar termina namoro com paraibano Tiago Ramos, confirma assessoria

Acabou o namoro de Nadine Gonçalves com Tiago Ramos. A mãe de Neymar decidiu pôr um fim no relacionamento assumido publicamente no dia 12 de abril. A informação foi confirmada ao EXTRA pela assessoria de imprensa de Nerymar na tarde desta quarta-feira. O romance não resistiu às inúmeras polêmicas envolvendo o nome do rapaz de 22 anos.

A dúvida se Nadine ia ou não seguir com o romance ficou ainda maior depois que vazou um áudio de Neymar com os “parças” chamando o padrasto de “viadinho” e demonstrando ser contra o namoro e também desmentindo a versão da mãe e da própria assessoria de imprensa de que Tiago havia sofrido um acidente doméstico no dia da confusão entre eles.

O romance seguia bem, mesmo com todas as polêmicas envolvendo o nome de Tiago, como a notícia de que ele foi acusado de agredir uma ex-namorada na Espanha. Nadine estava apaixonada, mas os amigos do casal não acreditavam que ela continuria com o relacionamento com Tiago depois do último acontecimento. Ainda mais com a pressão da família, que é contra o namoro. “Ela está muito assustada”, disse uma fonte.

Na última sexta-feira, Tiago e Nadine prestaram depoimento na 3º DP de Santos, onde o inquérito foi aberto. Na ocasião, o modelo confirmou que houve uma discussão entre eles e disse, porém, que o corte no braço foi causado por um “acidente doméstico”. A polícia deu início às investigações e vai ouvir vizinhos de Nadine que escutaram os gritos durante a briga.

Segundo relatos de fontes do EXTRA Tiago “surtou”e perdeu o controle após consumir bebida alcoólica durante um jantar do casal. O modelo começou a gritar e quebrou o próprio celular.

Assustada, Nadine chorava muito, tentando acalmar o namorado. Tiago ficou em silêncio por alguns minutos, mas voltou a ficar exaltado e ainda mais alterado, gritando que ia se ferir e até ameaçando se matar. Foi nesse momento em que ele deu um soco na vidraça do imóvel, ferindo o braço direito. Segundo pessoas próximas, não houve tentativa de agressão a Nadine. Vizinhos que ouviram toda a confusão relatam que apenas Tiago gritava, enquanto a mãe de Neymar chorava muito.

Amigos próximos ao modelo relataram ao EXTRA que ele fica bastante agressivo, principalmente quando bebe ou sente ciúmes, e que Tiago já teria tentando se matar várias vezes. “Quando ele bebe, ele é louco, quebra tudo e já tentou se matar várias vezes. Ele é psicopata no ciúme. Louco mesmo, de tentar se matar, quebrar a casa toda”, disse uma fonte ligado ao modelo.

 

Extra

 

 

Patroa da mãe de Miguel pede perdão em carta aberta

Sari Gaspar Côrte Real, patroa da mãe do garoto Miguel Otávio Santana da Silva, 5, que morreu nesta terça-feira (2) após cair do 9º andar de um prédio no Recife, pediu perdão em carta aberta.

O menino estava aos cuidados da patroa, enquanto sua mãe, Mirtes Renata de Souza, saíra para passear com a cadela da família.

“Te peço perdão. Não tenho o direito de falar em dor, mas esse pesar, ainda que de forma incomparável, me acompanhará também pelo resto da vida”, escreve Sari para a mãe do menino.

Ela diz que está sendo condenada pela opinião pública.”As redes sociais potencializam o ódio das pessoas. Tenho certeza que a Justiça esclarecerá a verdade.”

Em outro trecho, afirma que reza muito para que Deus possa amenizar o sofrimento de Mirtes e confortar o seu coração. “Na nossa casa, sempre sobrou carinho e amor por você, Miguel e Martinha. E assim permanecerá eternamente.”

Sari escreve que não há palavras para descrever o sofrimento da perda irreparável. “Como mãe, sou absolutamente solidária ao seus sofrimento. Miguel é e sempre será um anjo na sua vida e na sua família.”

A criança morreu nesta terça-feira (2) após cair do nono andar do edifício residencial Píer Duarte Coelho, mais conhecido como Torres Gêmeas, no bairro de São José. Sari Côrte Real permitiu que ele entrasse no elevador sozinho.

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu Sari em flagrante por homicídio culposo após ela deixar que o menino se deslocasse até o andar mais alto, onde escalou um buraco de ar condicionado, caiu e morreu. Após pagamento de fiança no valor de R$ 20 mil, Sari foi liberada.

Investigadores afirmam que as imagens de circuito interno mostram a mulher observando o menino entrar no elevador no 5º andar e registram o momento em que ela apertou o botão para a cobertura. O menino, segundo o vídeo, acionou os botões do 7º e do 9º andar, onde desembarcou.

No início da tarde desta terça-feira, uma pergunta reverberou nas ruas do Recife durante ato de protesto contra a morte do garoto: “E se fosse ao contrário?”.

Os manifestantes se concentraram em frente ao Tribunal de Justiça de Pernambuco, no centro do Recife. Com cartazes que pediam justiça, seguiram em marcha até o prédio, também na área central da cidade.

Algumas pessoas se deitaram no chão e repetiram que “não foi um acidente”. Em frente ao edifício, gritaram a palavra “assassina”. Alguns vestiam uma camisa com uma imagem do garoto.

Em entrevista à Rede Globo, a mãe do garoto disse que confiou o filho à patroa e que esta não teria tido a paciência para retirá-lo do elevador.

“Se fosse ao contrário, eu não teria direito à fiança. É uma vida que se foi por falta de paciência. Não se deixa uma criança sozinha dentro de um elevador”, disse.

O nome de Mirtes Renata Souza, mãe de Miguel, consta no quadro de servidores da Prefeitura de Tamandaré, no litoral sul de Pernambuco, desde 2017. Ela trabalhava havia quatro anos como empregada doméstica na casa do prefeito do município, Sérgio Hacker (PSB), e da primeira-dama, localizada no Recife.

Em entrevista ao UOL, nesta sexta (5), Mirtes disse que recebia o salário das mãos dos patrões e se disse surpresa com a informação.

A Promotoria de Justiça de Tamandaré instaurou um inquérito civil com a finalidade de apurar possível prática de improbidade administrativa do prefeito Sérgio Hacker no caso da nomeação de Mirtes.

A Prefeitura de Tamandaré declarou que só vai falar sobre o assunto na próxima semana. Em nota, afirmou que o prefeito se encontra profundamente abalado e que, no momento próprio e de forma oficial, prestará informações aos órgãos competentes.

No fim da tarde, o PSB comunicou em nota que o partido defende a apuração do caso pelos órgãos de controle e que qualquer ato ilícito seja punido.

Mirtes trabalhava na casa da suspeita e levou o filho, Miguel, ao local de trabalho por não tinha com quem deixá-lo.

Escolas e creches estão fechadas devido à pandemia do novo coronavírus, e a mulher continuava trabalhando para o casal apesar da alta incidência da doença em Recife. O próprio Hacker anunciou em abril que estava infectado pelo novo coronavírus.

“A responsabilidade legal naquela circunstância era da moradora. A criança permaneceu e estava sob a sua responsabilidade”, disse o delegado responsável pelo caso. “Ela tinha o poder e o dever de cuidar da criança e impedir, em última análise, o trágico resultado que adveio de uma tragédia.”

 

FOLHAPRESS

 

 

Prefeito de Tamandaré contratou a mãe de Miguel, que caiu de prédio, como servidora

A pernambucana Mirtes Renata de Souza, mãe do menino Miguel Otávio Santana da Silva, de 5 anos, que morreu após cair do nono andar de um prédio no Recife, era contratada como servidora pública da Prefeitura de Tamandaré. O patrão da empregada doméstica é o prefeito da cidade, Sérgio Hacker Corte Real (PSB), que no dia 1º de fevereiro de 2017 inseriu a sua funcionária pessoal no quadro dos servidores do município. A informação é da jornalista Ciara Carvalho, do Jornal do Commercio de Pernambuco, e foi confirmada pelo EXTRA.

Mirtes, que trabalhava para Sarí Corte Real, primeira-dama de Tamandaré e que foi presa em flagrante logo após a morte do pequeno Miguel e liberada após pagar fiança de R$ 20 mil, está cadastrada como Gerente de Divisão CC6, com lotação em Manutenção das Atividades de Administração. É um Cargo Comissionado e que, até o momento, não consta qualquer desligamento.

As informações estão no Portal da Transparência de Tamandaré. Na folha de pagamento da prefeitura, consta que a empregada recebia um salário de R$ 1.517,57 até março de 2020. No entanto, nos dois últimos meses, abril e maio, o pagamento baixou para R$ 1.093,62, que é o valor atual do salário mínimo, deixando a remuneração R$500 a menos do que as anteriores.

A empregada Mirtes Renata de Souza consta como funcionária da prefeitura de Tamandaré
A empregada Mirtes Renata de Souza consta como funcionária da prefeitura de Tamandaré Foto: Reprodução / Portal da Transparência de Tamandaré

Na descrição do contrato, fica claro que não foi exigido qualquer comprovante de escolaridade, enquanto a carga horária aparece com um total de zero horas semanais, o que pode ser entendido como “funcionária fantasma”. Procurada pelo EXTRA, a prefeitura de Tamandaré ainda não se manifestou.

O Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) confirmou, nesta sexta-feira, que deu início as investigações na Prefeitura de Tamandaré para apurar o fato.

A empregada Mirtes Renata de Souza consta como funcionária da prefeitura de Tamandaré
A empregada Mirtes Renata de Souza consta como funcionária da prefeitura de Tamandaré

Caso Miguel

Miguel era filho único de Mirtes Renata Souza e morreu nesta terça-feira, dia 2, ao cair do nono andar de um prédio no bairro São José, no Centro do Recife. Ela que trabalhava no apartamento da patroa, no quinto andar, desceu ao térreo para passear com o cachorro e deixou o filho aos cuidados dela. A empregadora permitiu que o menino, de apenas 5 anos, entrasse no elevador sozinho para procurar a mãe, e ele acabou se perdendo no prédio: desceu no nono andar, onde fica uma área comum com os aparelhos de ar-condicionado, escalou a grade que protegia os equipamentos e caiu de uma altura de 35 metros.

Miguel Otávio, de 5 anos, caiu de nono andar de prédio no Recife
Miguel Otávio, de 5 anos, caiu de nono andar de prédio no Recife Foto: Reprodução/Facebook

Na quinta-feira, um dia após enterra o filho, a empregada doméstica desabafou sobre sua perda e sobre a responsabilidade de sua patroa na tragédia.

“Ela confiava os filhos dela a mim e à minha mãe. No momento em que confiei meu filho a ela, infelizmente ela não teve paciência para cuidar, para tirar (do elevador). Eu sei, eu não nego para ninguém: meu filho era uma criança um pouco teimosa, queria ser dono de si e tudo mais. Mas assim, é criança. Era criança”, afirmou, em entrevista à TV Globo.

As autoridades, que atuaram a patroa por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, não revelaram a identidade dela. Mirtes que trouxe o nome de Sari Corte Real à tona e desabafou:

“Se fosse eu, meu rosto estaria estampado, como já vi vários casos na televisão. Meu nome estaria estampado e meu rosto estaria em todas as mídias. Mas o dela não pode estar na mídia, não pode ser divulgado. Se fosse eu, a essa hora, já estava lá no Bom Pastor (Colônia Penal Feminina), apanhando das presas por ter sido irresponsável com uma criança”.

 

Extra

 

 

Homem é preso suspeito de ameaçar e agredir mãe e irmã em Cuitegi

Um homem foi preso suspeito de ameaçar e agredir a mãe e a irmã, no Centro de Cuitegi, na Paraíba. De acordo com as vítimas, o homem teria exigido uma quantia em dinheiro da mãe.

A irmã ao presenciar teria tentado intervir, quando o acusado começou agredi-la. A mulher ficou machucada.

A Polícia foi acionada e prendeu o acusado por violência doméstica.

Ele foi levado para Delegacia de Polícia Civil.

 

clickpb