Arquivo da tag: Luxemburgo

Sobrinho de Luxemburgo, técnico carioca busca primeiro título da carreira na 2ª divisão da Paraíba

Carioca, ex-jogador e agora técnico. Essas três características presentes em Bruno Jojô Abrahão são as mesmas do seu tio, Vanderlei Luxemburgo. Agora na Paraíba, Bruno terá a sua primeira experiência no futebol do Nordeste, comandando o Sabugy, na 2ª divisão estadual. Com passagens por clubes cariocas, o seu principal objetivo na precoce carreira como treinador é conquistar o primeiro título da sua carreira.

Bruno faz preleção com jogadores do time Sub-19 do Sabugy — Foto: Acervo pessoal / Bruno Jojô Abrahão

Bruno faz preleção com jogadores do time Sub-19 do Sabugy — Foto: Acervo pessoal / Bruno Jojô Abrahão

A missão de comandar times de futebol já está presente na família de Bruno Abrahão. O seu pai, que é irmão de Vanderlei Luxemburgo, também treinou equipes de menor porte no Rio de Janeiro.

O ex-goleiro lembra que recebeu uma “mãozinha” do tio no início da carreira, nas categorias de base do Flamengo. Depois, ele passou pelo Botafogo e por clubes menores, até pendurar as luvas e assumir a prancheta.

– Eu fui goleiro do Flamengo enquanto garoto e foi ele (Luxemburgo) que me colocou lá. Isso eu lembro muito bem e não tenho como negar essa influência no início da minha carreira. Depois fui para o Botafogo, já por méritos próprios, onde joguei por seis anos. Depois atuei em times menores e parei como goleiro – contou.

Bruno ao lado dos outros integrantes da comissão técnica do Sabugy — Foto: Acervo pessoal / Bruno Jojô Abrahão

Bruno ao lado dos outros integrantes da comissão técnica do Sabugy — Foto: Acervo pessoal / Bruno Jojô Abrahão

Bruno Jojô Abrahão explica que, após o fim da carreira, não teve como escapar do caminho para se tornar técnico. O primeiro passo foi buscar qualificação através de cursos da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e da Associação Brasileira de Treinadores de Futebol (ABTF), para depois ter as suas primeiras experiências no comando técnico.

O carioca só comandou times no futebol carioca, com passagens por Bela Vista (2016), Ceres sub-20 (2017) e Juventus (2018). Agora em 2019, será a sua primeira oportunidade fora do Rio de Janeiro.

A relação com Luxemburgo

“O contato hoje é pouquíssimo, para não dizer raro”. É assim que Bruno resume a sua relação com Vanderlei Luxemburgo. Segundo ele, a última vez em que os dois estiveram juntos foi em junho de 2017, na época em que o tio comandava o Sport.

– Estive em São Januário quando Luxemburgo era técnico do Sport e ia enfrentar o Vasco. Sempre falo com uma das filhas dele, a Vanessa, mas com ele essa foi a última vez. Aprendi muito com o Vanderlei. Na época do Palmeiras, eu entrava junto com a delegação, no intervalo ia para o vestiário ouvir a preleção e no final do jogo da mesma forma, para aquela conversa final. Quando ele começou a rodar por outros centros, perdemos contato – lembrou.

Bruno, no último encontro que teve com Luxemburgo, em 2017, quando Luxa ainda estava no Sport — Foto: Acervo pessoal / Bruno Jojô Abrahão

Bruno, no último encontro que teve com Luxemburgo, em 2017, quando Luxa ainda estava no Sport — Foto: Acervo pessoal / Bruno Jojô Abrahão

Chegada à Paraíba

Bruno contou que, na época em que atuou como técnico do sub-20 do Ceres, conheceu o preparador de goleiros Jefferson Sabino, paraibano de Itabaiana, com quem trabalhou no Rio de Janeiro. O treinador explicou que Sabino fez um acordo com o Sabugy e responderá durante dois anos como gestor dos times sub-19 e profissional.

– O Jefferson me fez este convite e resolvi aceitar. Sempre acompanhei o futebol do Nordeste e acho um cenário muito empolgante, com uma grande oportunidade de descobrir talentos. Topei o desafio e agora esperamos fazer um bom trabalho – falou.

Expectativa da primeira conquista como técnico

A missão na Paraíba é em dose dupla, pois Bruno Jojô Abrahão terá a responsabilidade de comandar os times sub-19 e profissional. O Sabugy está próximo de completar 100 anos e, para o seu novo treinador, o clube não pode continuar, ano após ano, fazendo campanhas abaixo do que um time histórico deve fazer.

– O meu jeito de trabalhar é muito como o do Luxemburgo, de não aceitar perder e gostar de times com intensidade. O paraibano sabe jogar muito assim, diferente do jogador carioca. Nas campanhas passadas, o time foi muito ruim, e tirar essa coisa de que é time pequeno é uma das minhas metas. Como estarei no sub-19, também quero classificar o time para a Copa São Paulo de Futebol Júnior. A região tem bons atletas, e eles merecem ter essa visibilidade – frisou.

*Raniery é repórter da CBN João Pessoa e colabora com o GloboEsporte.com/pb

GE

 

Grêmio e Flamengo jogam em dia de reencontro para Luxemburgo

No último Grêmio x Flamengo, o principal chamariz foi um reencontro. Ronaldinho retornou ao Sul vestindo as cores rubro-negras e foi vaiado e xingado com todas as forças. De lá para cá, o jogador viveu problemas de relacionamento com o técnico Vanderlei Luxemburgo, que foi demitido e trocou a Gávea pelo Olímpico. O Grêmio x Flamengo deste domingo, às 16h, em Porto Alegre, traz outro reencontro, o do treinador com seu ex-time, hoje sem Ronaldinho, que se mudou para o Atlético-MG.

A escrita desta vez está a favor de Luxemburgo, afinal no Olímpico o Grêmio não perde para o Flamengo em Brasileiros desde 1994. São 11 jogos, incluindo o do ano passado, que terminou com o placar de 4 a 2 para os gaúchos.

Neste campeonato, o Flamengo acumula dois empates fora de casa, e o Grêmio soma duas vitórias no Olímpico. No último jogo no estádio, entretanto, o time de Luxa perdeu por 2 a 0 para o Palmeiras e encaminhou sua eliminação na Copa do Brasil. É a chance de juntar os cacos e se manter perto dos primeiros colocados no Brasileirão – o time soma nove pontos, assim como seu adversário. A partida deste domingo deveria ter a estreia do meia Zé Roberto, de 37 anos. No entanto, um documento que seria enviado do Qatar não chegou a tempo para a inscrição na CBF. O Flamengo, sim, tem mudanças. Ainda à procura da formação ideal, Joel Santana vai lançar uma nova dupla de ataque: Hernane e Vagner Love.

O paulista Wilson Luiz Seneme apita a partida, auxiliado pelos também paulistas Vicente Romano Neto e João Nobre Chaves. A Rede Globo transmite a partida para Rio de Janeiro, Araxá, Belo Horizonte, Juiz de Fora e Varginha (todas de MG), Espírito Santo, Rio Grande do Sul (menos Porto Alegre), Cascavel (PR), Santa Catarina, Pernambuco, Paraíba, Sergipe, Maranhão, Rio Grande do Norte, Alagoas, Piauí e Regiões Centro-Oeste e Norte. O Premiere exibe para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos.

header as escalações 2

Grêmio: Luxemburgo mantém a base do time que foi eliminado pelo Palmeiras na quinta-feira. Sem a esperada estreia de Zé Roberto, Marco Antonio seguirá como o armador da equipe.  Werley e Marcelo Moreno não treinaram no sábado, mas devem jogar. O Grêmio vai a campo com: Victor; Edilson, Werley (Vilson), Gilberto Silva e Pará; Fernando, Souza, Léo Gago e Marco Antonio; Kleber e Marcelo Moreno (Miralles).

Flamengo: Diego Maurício, titular nas duas últimas partidas, foi barrado. Felipe continua na condição de reserva. Joel Santana deve levar a campo o time com a seguinte formação: Paulo Victor, Wellington Silva, Marllon, González e Magal; Airton, Renato, Luiz Antonio e Ibson; Hernane e Vagner Love.

quem esta fora (Foto: arte esporte)

Grêmio: Luxemburgo não conta com Julio Cesar, que passou por reconstrução do ligamento colateral medial do joelho esquerdo, Saimon, que sofreu uma fratura no pé direito, e Naldo, com uma lesão muscular na coxa esquerda. O zagueiro reserva Douglas Grolli, expulso na última partida contra o Náutico, também está fora. O último “desfalque” é Zé Roberto, que não entrou no Boletim Informativo Diário da CBF.

Flamengo: Léo Moura e Deivid continuam fora do time se recuperando de lesões. O atacante está mais próximo do retorno. Além deles, o zagueiro Thiago Medeiros é mais um desfalque, após ser diagnosticado com dengue.

header pendurados (Foto: ArteEsporte)

Grêmio: André Lima e Rondinelly.

Flamengo: Airton, Bottinelli e Vagner Love.

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP) apita a partida, auxiliado por Vicente Romano Neto (Fifa/SP) e João Nobre Chaves (SP). Seneme arbitrou três jogos neste Brasileiro (Coritiba 2 x 3 Botafogo, Vasco 4 x 2 Náutico, e Ponte Preta 1 x 0 Corinthians). Aplicou 14 cartões amarelos (4,7 de média), nenhum vermelho, 104 faltas (34,7 de média) e não marcou pênalti em um campeonato que registra média de 4,6 amarelos, 0,25 vermelhos e 37,6 faltas.

header fique de olho 2
Grêmio:
sem marcar há um mês, a última vez foi contra o Bahia, pela Copa do Brasil, Marcelo Moreno vive a expectativa pelo fim do jejum neste domingo, em casa. Aliás, o ataque do Grêmio vive uma pequena seca, não faz gol há três jogos e terá sua capacidade posta à prova novamente.

Flamengo: depois de marcar 16 gols no último Campeonato Paulista, só um a menos do que Neymar, Hernane fez seu primeiro gol pelo Flamengo contra o Coritiba, na vitória por 3 a 1, na quarta rodada do Brasileirão. Diante do Grêmio, ele começará como titular pela primeira vez.

header o que eles disseram

Vanderlei Luxemburgo, técnico do Grêmio: “A estrutura básica do time está montada. Terminamos uma etapa do projeto (Copa do Brasil). Vão chegar jogadores importantes para qualificar. O Grêmio está entre os seis ou sete times que buscam título. Tenho certeza de que estaremos na Libertadores em 2013″

Joel Santana, técnico do Flamengo: “O Grêmio é uma das equipes candidatas ao título. Chegou à semifinal da Copa do Brasil. Possui um time forte, grande e com um sistema de marcação pesado. Jogar no Sul é sempre difícil também pelo clima. Tem de ter equilíbrio para não se aborrecer porque é um estilo de jogo que incomoda

header números e curiosidades

* Grêmio e Flamengo se enfrentaram 22 vezes no estádio Olímpico na história do Campeonato Brasileiro. Na capital gaúcha, foram 12 vitórias do Grêmio, oito empates e apenas dois triunfos do Flamengo.

* Pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo não vence o Grêmio em Porto Alegre há 18 anos (ou 11 jogos). A última vez que isso aconteceu foi no dia 19 de novembro de 1994: 1 a 0, gol de Nélio.

* O jogo contra o Palmeiras pela Copa do Brasil representou a segunda derrota neste ano no Olímpico. O Grêmio, que havia perdido para o Lajeadense no Gauchão, acumula 16 jogos no estádio, com 13 vitórias e um empate.

header último confronto v2

A expectativa pelo confronto era grande, afinal de contas foi o reencontro da torcida do Grêmio com Ronaldinho Gaúcho. E os tricolores levaram a melhor. O Flamengo saiu na frente e fez 2 a 0, gols de Deivid e Thiago Neves, mas sofreu a virada e perdeu por 4 a 2.  André Lima (duas vezes), Douglas e Miralles marcaram para o Grêmio.

Globoesporte.com