Arquivo da tag: Luiza

Luiza, que voltou do Canadá, está preocupada com amigos após tiroteio

 (Foto: Reprodução Facebook)
(Foto: Reprodução Facebook)

A modelo Luiza Rabello, de 20 anos, que ficou famosa como a “Luiza que voltou do Canadá”, está preocupada com os seus amigos que estão naquele país. Na tarde desta quarta-feira, 22, duas pessoas foram mortas em tiroteiro no Parlamento, Centro de Ottawa, e um soldado canadense ficou ferido.

O edifício do Parlamento foi fechado, e policiais e equipes táticas foram para o local, que foi cercado. Pessoas que estavam dentro dos prédios foram retiradas após uma triagem.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em conversa com o EGO, Luiza disse que está surpresa. “Escolhi o Canadá como destino do meu intercâmbio justamente por ser um país seguro. Quando tinha os diversos destinos para viajar, a segurança foi um fator de desempate. Já tínhamos visto situações em países como Estados Unidos e Inglaterra, mas lá não”, conta ela que deixou amigos próximos por lá.

“Estou bastante preocupada com eles. Deixei amigos muito próximos e também a família que me recebeu no Canadá. Quero saber como eles estão e reagiram ao que aconteceu. Nunca tinha acontecido nada, nem de assalto, comigo lá… Imagina uma situação como esta. É muito preocupante”, considera Luiza que voltou do Canadá em janeiro de 2012 e está no 3º período de Odontologia.

“Luiza do Canadá” virou sucesso em 2012. Tudo começou com um comercial de TV, estrelado pelo pai dela, que é colunista social. Foi o suficiente para a jovem cair na internet e virar destaque nas redes sociais. Sua temporada no Canadá como destino de um intercâmbio de 6 meses foi um dos assuntos mais comentados do ano e ganhou até dedicatória no show do cantor Lenine, em João Pessoa. De volta ao Brasil, ela virou até tema de reportagem do Jornal Hoje, da TV Globo.

A fama de Luiza Rabello foi tão grande que, em solo brasileiro, ela ganhou status de celebridade e marcou presença nos principais eventos do país: do Festival de Verão de Salvador, passando pelo São Paulo Fashio Week, até o Carnaval do Rio.  Na época, Luiza chegou a comentar sobre a sua fama estantânea: “Nunca pensei em viver de um vídeo e me tornar famosa. Fiquei assustada no começo e fui até o limite certo. Já tinha me planejado para isso e essa questão esteve bem resolvida para mim”, declarou ela.

 

Ego

Efraim Filho rebate Luiza Erundina e diz que deputada está desinformada

O deputado federal Efraim Filho (DEM), candidato a vice-prefeito de Estela (PSB) decidiu rebater as críticas da deputada federal Luiza Erundina (PSB) a aliança dos democratas com os socialistas em João Pessoa. Efraim disse que Erundina ‘está desinformada’.

“Luiza Erundina está um pouco desinformada sobre a relação do PSB e o Democratas em João Pessoa,  que vem desde 2010”, argumentou o deputado lembrando que o DEM foi o primeiro partido a declarar apoio a Ricardo Coutinho (PSB) rumo ao governo do Estado.

Efraim afirmou que a critica da deputada não provocou nenhuma “saia justa” ao DEM, nam tão pouco ao PSB de João Pessoa. “Alguns conceitos precisam ser atualizados”, disse o candidato sobre a deputada.

“A gente tem que buscar aquilo que nos une e não o que nos diferencia”, finalizou.

Mais PB com informações de Mislene Santos

Luiza Erundina: o que me agrediu foi a foto, mas estou com Haddad

Em entrevista para a TV Fórum, a deputada federal falou sobre sua saída da chapa e reafirmou seu apoio ao candidato petista


Por Felipe Rousselet

Erundina reafirmou seu apoio ao candidato petista Fernando Haddad (Foto: Valter Campanato / Abr)

 

A deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) concedeu entrevista a TV Fórum, que iniciou parceria com a Pós-TV do Fora do Eixo. A conversa foi mediada pelo editor da Revista Fórum, Renato Rovai, e pelo professor e sociólogo Sérgio Amadeu. O principal tema do debate foi a saída de Erundina da chapa de Fernando Haddad. Mas a deputada também falou sobre sua relação com o PT, democratização do poder e da comunicação, cultura digital e a forma como São Paulo é administrada.

Mesmo declarando que se sentiu agredida pela forma como foi consolidado o apoio do PP, de Paulo Maluf, à candidatura petista em São Paulo, ela reafirmou seu apoio ao candidato Fernando Haddad.

Segundo ela, sua desistência da candidatura foi uma decisão difícil. “Foi um momento traumático. Estava entusiasmada para integrar uma chapa e contribuir com a vitória do candidato que é o melhor neste cenário que está posto nas eleições municipais”, afirmou. Mas “eu faço política preocupada não só com a essência dos fatos, mas também com o subliminar desses fatos. Aquele episódio estabeleceu um padrão médio único de compreensão dos fatos políticos que eu não aceito. Aquela figura e nós, com toda nossa história de resistência à ditadura e reconstrução da democracia, sem dúvida nenhuma estivemos em lados opostos”, explicou.

Erundina deixou claro que o que mais a agrediu neste processo foi a foto de Lula junto com Maluf e não o apoio do PP à candidatura Haddad. “Aquela foto mais que me irritou, me agrediu. Fui perseguida pela ditadura e ele não só apoiou a ditadura, como foi agente e corresponsável pelos crimes de violação de direitos humanos”, frisou.

Para ela, aquela imagem dialoga com símbolos e Maluf foi muito inteligente em manipulá-los. “Política se faz muito com símbolos. E ele aproveitou bem isso. Ele é um mestre. Criou todo um cenário com um simbolismo muito forte, de atrair a principal figura popular da política do país, o Lula, levá-lo à sua casa, fazê-lo almoçar com o dono da casa, posar nos jardins daquela mansão, e fazer gestos de intimidade, de proximidade. A intimidade daquele cenário, o simbolismo do que se passou, aquele afago que ele (Maluf) faz na cabeça do candidato, a presença do ex-presidente Lula que, por motivos de saúde, não pode ir ao lançamento da chapa dois dias antes, eles convencem mais que mil palavras, mil discursos”.

O projeto do Haddad é o melhor para a cidade

Mesmo dizendo-se ofendida e agredida com o apoio de Maluf à candidatura petista, Erundina fez questão de reafirmar seu apoio ao candidato Fernando Haddad. “Não estou negando meu apoio ao projeto, que sem dúvida nenhuma é o melhor. Ou no mínimo iremos fazer com que seja o melhor”. Sobre a forma como se dará o seu apoio na campanha, Erundina afirmou que isso vem sendo estudado, mas que estará nas ruas.

Sobre a sua relação com o PT, afirmou que os princípios que ela aprendeu no partido ainda orientam a sua atuação política. “Quando eu falo que mudei de casa na mesma rua, isso é real. Os princípios que aprendi, incorporei, que eu tentei ser fiel a eles quando vim ao PT. Eu não abri mão deles e eles norteiam a minha militância em relação a tudo”, frisou.

Quando foi questionada por internautas sobre o apoio que recebeu do ex-governador Orestes Quércia na eleição de 2004, afirmou: “Eu não comparo Quércia a Maluf. O Quércia foi perseguido, o Maluf foi artífice, foi um dos atores principais que mantiveram o golpe, que atrasaram a democracia no País. Não dá pra comparar”, disse.

Política higienista de Kassab é repugnante

Além da polêmica sobre sua saída da chapa de Fernando Haddad, Luiza Erundina comentou a política praticada pelo atual prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e defendeu a descentralização do poder na cidade. “Cada subprefeitura é uma grande cidade. Temos que descentralizar o poder.” Para ela, o número de secretarias deveria ser reduzida e as subprefeituras teriam que ter sua autonomia ampliada. “Não dá para governar uma cidade com quase 12 milhões de habitantes de forma centralizada em secretarias departamentalizadas”.

Sobre a política de Kassab para o centro da cidade, especificamente a região da Cracolândia, a deputada federal afirmou que ela é ineficiente e repugnante. “Essa política higienista é repugnante e não é eficaz. Tem um viaduto perto da onde eu moro e a população da rua ocupa o viaduto pela manhã, desaparecem e voltam à noite. Isso é danoso ao cidadão e fica aquela coisa de gato e rato. Eles se escondem em algum buraco enquanto os guardas estão por lá, e depois voltam. Isso é inaceitável em uma cidade como São Paulo “, afirmou.

Erundina criticou ainda a falta de representatividade da população nas decisões do poder público municipal. “Os cidadão não são tratados como tais e não são chamados a influir no destino da cidade como sujeitos. A cidade é do cidadão”, destacou.

A deputada federal ainda criticou as ações do governo estadual na comunidade do Pinheirinho, em São José dos Campos. “O valor maior não é o cidadão, seus direitos fundamentais. São negócios que não aparecem na repressão do estado na defesa de um patrimônio. Um bem que está ocioso se transforma em bem comum. Temos que ter ações efetivas para acabar com a especulação imobiliária. Nós inclusive entramos com um projeto de lei para regular essa questão da propriedade do bem para seu uso social”.

 

 

 

 

 

Fonte: Revista Fórum

Focando a Notícia

Luiza Erundina diz “sim” ao PSB e será vice de Fernando Haddad

 

Luiza Erundina (PSB-SP) aceitou oficialmente o convite do seu partido e será apresentada nesta sexta(15) como vice na chapa do pré-candidato Fernando Haddad (PT) à prefeitura paulistana. O “sim” da ex-prefeita e deputada federal foi dado na noite dessa quinta-feira ao vice-presidente socialista, Roberto Amaral, em jantar na capital.

Antes, Amaral teve encontros com o deputado federal Márcio França (PSB-SP), presidente estadual da sigla, e com o vereador Eliseu Gabriel (PSB-SP), que comanda o diretório municipal.

Alessandro Shinoda – 26.fev.2011/Folhapress
Luiza Erundina(PSB) pode ser vice de Haddad
Luiza Erundina (PSB) será a vice de Haddad em São Paulo

Na rodada de conversas, comunicou a ambos as razões da aliança com os petistas, a ser formalizada nesta sexta-feira pelo governador Eduardo Campos (PE), principal dirigente do partido, às 16h num hotel do centro paulistano. Pela manhã, Erundina se reunirá com os dirigentes municipais e estaduais de seu partido.

A ex-prefeita, que militou no PT até 97, era, a princípio, refratária à ideia de participar da chapa com Haddad.

Distante da direção socialista em São Paulo, a deputada tinha planos de trabalhar exclusivamente na campanha de sua assessora Mona Zeyn à Câmara da capital. Desde maio, contudo, vem sendo procurada por aliados de Haddad, que externou publicamente desejo de tê-la como companheira de chapa.

Questionado ontem sobre a escolha, Haddad não quis comentar antes do anúncio formal da chapa, mas fez elogios a Erundina. “A Luiza é uma mulher partidária, que tem tradição na luta social e um padrão ético incontestável e respeitado por todos os partidos”, disse.

“Mesmo tendo saído do PT, ela tem muito respeito da militância petista”, acrescentou, em entrevista à rádio Bandeirantes.

A ex-prefeita também foi elogiada hoje pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho. “É um excelente nome. Me entusiasma muito e vai entusiasmar muito a nossa militância toda”, afirmou Carvalho. Para dirigentes do partido, a escolha ajudará Haddad e compensará em parte o boicote da senadora Marta Suplicy ao pré-candidato.

Os petistas exaltam sua imagem de política honesta e apostam em sua identificação com os eleitores mais pobres para ajudar Haddad, especialmente na periferia. “Ela é sempre muito bem vinda entre nós”, acrescentou o ministro.

Fábio Zambeli, do Painel/Folha Online
Focando a Notícia