Arquivo da tag: liderança

Ramom se consolida na liderança e vence mais uma enquete para prefeito de Bananeiras

O clima esquentou na serra paraibana nesta sexta (21/08), durante o programa “Integração em notícia”, veiculado diariamente na rádio Integração do Brejo FM, apresentado por Eraldo Luís e Jeferson Cavalcante.

Durante o programa jornalístico foi realizada uma enquete para saber a preferência dos ouvintes para as próximas eleições municipais. A participação de pessoas foi intensa e os telefones da emissora de rádio ficaram congestionados durante a realização da consulta popular feita pela emissora.

Os pré candidatos constantes na enquete eram André Bezerra (PRTB), Cabo Jailson (PSL), Guga Aragão (DEM), José Baracho (PT), Matheus Bezerra (MDB) e Ramom Moreira (DEM).

Após uma hora da realização da enquete, o resultado final teve como vencedor o vereador Ramom Moreira, que obteve 22 indicações para prefeito, Guga Aragão 16, Matheus Bezerra 08, Cabo Jailson 01 e André Bezerra e J. Baracho não pontuaram.

Ramom e Guga fazem parte do grupo político do prefeito Douglas Lucena e Ramalho Leite, que deverá anunciar o pré candidato a prefeito nesta próxima terça, dia 25/08.

O jornalista Eraldo Luís informou que a enquete não possui técnica científica e visa somente verificar a preferência dos ouvintes para eleições de Bananeiras em 2020.

 

Assessoria

 

 

Campinense marca no fim, vence a Perilima e permanece na liderança do Grupo B do Campeonato Paraibano

O Campinense Clube garantiu a segunda vitória consecutiva, na noite deste sábado (7), ao superar a Perilima, em partida que abriu a 7ª Rodada do Campeonato Paraibano, no Estádio Amigão, em Campina Grande. O jogo foi bastante movimentado, mas a Raposa sofreu para poder sair de campo com mais 3 pontos garantidos, e a manutenção da liderança do Grupo B.

O JOGO

O jogo começou truncado, com muitos erros de cada lado. A Perilima realizava forte marcação com as linhas altas, enquanto que o Campinense apostava nas bolas longas e ligação direta, mas sem êxito nos lançamentos.

Mas, aos 35 minutos do primeiro tempo, em lance isolado, a estrela do artilheiro Rafael Ibiapino apareceu. Ele chutou, o goleiro da Perilima, Conrado, espalmou e o meia Robertinho emendou para o fundo das redes. Era o Campinense abrindo o placar

O jogo continuou sem muita criatividade até o final da primeira etapa. O mal futebol do primeiro tempo fez os técnicos mexerem bastante nas equipes no intervalo. O professor Eudes Pedro, da Perilima, sacou Marcelinho Paraíba e Igor Balotelli e colocou em campo Lucas Silva e Igor Ruan. Pela Raposa, Oliveira Canindé tirou o autor do gol, Robertinho e Vargas e colocou em campo os atacantes Jairo e Zé Paulo.

SEGUNDO TEMPO

E o Perilima voltou melhor em campo no segundo tempo, sufocando a defesa rubro-negra em busca do empate. E, aos 35 minutos a Águia conseguiu igualar o placar. Jairo subiu mais do que todo mundo e marcou de cabeça, uma bola indefensável para o goleiro raposeiro.

A partir daí o jogo ficou lá e cá. Aos 41 minutos, Dênis, que havia entrado minutos antes na Perilima, arriscou um chute de fora da área e a bola passou muito perto da meta do goleiro Adilson Júnior. Um minuto depois, a reposta da Raposa, o atacante Zé Paulo recebeu dentro da área da Perilima, e tentou um toquinho por cima do goleiro Conrado, mas a bola foi forte demais e saiu pela linha de fundo.

O desempate veio aos 45 minutos, com gol salvador de Jairo, camisa 25 do Campinense, que entrou no decorrer da partida. O atacante soltou a bomba de fora da área e marcou o segundo para a Raposa, decretando números finais a partida.

TABELA

O Campinense conseguiu chegar aos 13 pontos conquistados, se mantendo na liderança do Grupo B. Já a Perilima permaneceu com sete pontos, na quarta colocação da Grupo A.

 

(Foto: Danlinsfoto)

Portal WSCOM

 

 

Raposa atropela Perilima e dispara na liderança do Grupo B

O carimbo rubro-negro voltou a funcionar na tarde deste domingo (26).

Em partida de muitos gols no Amigão, o Campinense bateu a Perilima por 3 a 1, mesmo placas da vitória da estreia, e disparou na liderança do Grupo B do Paraibano 2020.

Rafael Ibiapino, duas vezes, ainda no primeiro tempo, e Vitão, na etapa complementar, anotaram os tentos raposeiros.

Coube a Biringueta descontar para Águia aos 17 minutos do segundo tempo.

O Campinense disparou na ponta da chave e agora tem seis pontos. Já Rafael Ibiapino assumiu a artilharia isolada do estadual, com três tentos anotados.

Foto: Ascom/Campinense

Foto: Ascom/Campinense

Ficha técnica

Perilima 1 x 3 Campinense

Data: 26/01/2020 – 16h
Local: Estádio Amigão / Campina Grande
Competição: Campeonato Paraibano 2020 (2ª rodada)

Árbitro: Gustavo Estevão; Luiz Felipe e Wlademir Cunha.

Gols: Rafael Ibiapino (aos 5’ e aos 11’ do 1ºT) e Vitão (aos 12’ do 2ºT) para o Campinense; Birungueta (aos 17’ do 2ºT) para a Perilima.

Cartões amarelos: Dudu Paraíba (Perilima)

Perilima: Conrado, Edy (Denilson), Thiago Bob, Lucas Bahia (Igor Balotelli) e Dudu Paraíba; Negretti, Fernandes, Birungueta e Marcelinho Paraíba; Lucas Silva e Igor Ruan (Dênis). Técnico: Arthur Bernardes.

Campinense: Adilson Júnior, Igor (Zé Paulo), Vitão, Uesles e Matheus Camargo; Peu, Robertinho (Gabriel Vieira), Matheus Silva e Romário Becker (Jairo); Allef e Rafael Ibiapino. Técnico: Oliveira Canindé.

 

paraibaonline

 

 

Efraim Filho disputa liderança do DEM na Câmara e diz que vitória dará visibilidade à PB

O deputado federal Efraim Filho está disputando a liderança nacional do Democratas Câmara Federal. O pleito acontece nesta terça-feira (17) e o parlamentar concorre com o também deputado Alexandre Leite, de São Paulo. Para Efraim, a vitória dará bastante visibilidade à Paraíba no cenário nacional.

Efraim disse que o partido está bastante dividido, mas segue confiante que nesta terça o resultado será positivo para a Paraíba. “Hoje esse resultado é imprevisível e muito prematuro antecipar o resultado. Mas estamos bem e estamos na disputa. Acho que o importante é que a Paraíba estará disputando esse espaço”, declarou o deputado.

Efraim disse que a função representa visibilidade nos debates e, principalmente, a abertura de um diálogo muito mais próximo com os ministérios. “O líder tem uma capacidade de diálogo mais forte junto aos ministérios e isso se transforma em recursos, obras e ações que buscaremos trazer para a Paraíba”, garantiu Efraim.

 

PB Agora

 

 

Flamengo goleia Corinthians e segue com folga na liderança

O Flamengo goleou o Corinthians por 4 a 1 hoje (3), no Maracanã, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, com três gols do atacante Bruno Henrique e um belo gol de Vitinho. Mateus Vital fez o “gol de honra” do Timão. A vitória mantém a liderança do Fla com folga na competição. A vantagem para o Palmeiras é de oito pontos: 71 contra 63.

Se o Fla mantém a boa fase, o Corinthians se afunda na crise. Agora são oito jogos sem vencer. Além disso, o técnico Fábio Carille, apesar de não assumir publicamente, “perdeu o grupo”. A goleada complica ainda mais a situação do treinador corintiano, que balança no cargo e pode deixar o Alvinegro a qualquer momento.

O jogo taticamente foi como a maioria esperava: ataque contra defesa. O Timão, com sua retranca demasiada, suportou até o fim do primeiro tempo, quando sofreu dois gols de Bruno Henrique: aos 45 e 46 minutos. Se não bastasse, o atacante do Fla fez o terceiro logo no primeiro minuto do segundo tempo.

Após mais uma vitória, o Flamengo tem clássico contra o Botafogo na quinta-feira (7), às 20h, no Engenhão, pela 31ª rodada da competição. O Corinthians, por sua vez, enfrenta o Fortaleza na próxima quarta-feira (6), às 19h30 (de Brasília), na Arena de Itaquera.

 

Uol Notícias

 

 

Flamengo vence Chape e avança na liderança da Série A

O Flamengo venceu a Chapecoense por 1 a 0, na tarde deste domingo (6), e avançou mais ainda na liderança do Campeonato Brasileiro, série A.

O gol da partida foi marcado por Bruno Henrique, aos 34 minutos do primeiro tempo. Ele recebeu um cruzamento de Rafinha e sem marcação balançou as redes na  Arena Condá que recebeu um público de 12.152 torcedores, conforme dados divulgados.

Com o resultado positivo, o ‘Mengão’ chega a 52 pontos, seis a mais que o vice-líder, o Palmeiras. Já a Chape com 15 pontos segura a lanterna da competição.

Na próxima rodada, na quinta-feira (10), o Flamengo pega o Atlético Mineiro, no Maracanã.

MaisPB

 

 

Flamengo vence, segue isolado na liderança e aumenta a crise do Cruzeiro

Cruzeiro e Flamengo se enfrentaram neste sábado, no Mineirão, e entraram em campo atravessando momentos completamente distintos. O time da casa, vivendo uma das maiores crises de sua história, precisava do triunfo para sair da zona de rebaixamento. O Rubro-Negro, curtindo uma fase espetacular, mirava os três pontos para seguir isolado na ponta do Brasileirão. Melhor para os cariocas, que venceram por 2 a 1, com gols de Gabigol e Arrascaeta, e seguem, com autoridade, na posição mais cobiçada da Série A: a primeira. O Cruzeiro, com a derrota, segue na 17ª colocação e pode até ser ultrapassado pelo CSA na rodada.

Teve de quase tudo na primeira etapa. E se teve de quase tudo, teve, claro, gol do Gabigol. O artilheiro do Brasileirão abriu o placar logo aos seis minutos, após bom cruzamento de Gerson. O VAR sugeriu a revisão do lance em função de uma possível falta no início da jogada, mas o árbitro confirmou o gol. O Cruzeiro equilibrou as ações, levou perigo com um chute de Pedro Rocha e, aos 35 minutos, o mesmo Pedro Rocha sofreu pênalti de Rodrigo Caio. Dessa vez, o VAR respeitou a decisão da arbitragem e não sugeriu a revisão. Thiago Neves cobrou muito bem, com força, no canto, e deixou tudo igual. O empate por 1 a 1 foi o placar levado pelas equipes para o intervalo da partida.

A etapa final começou muito movimentada, com chances para os dois lados, bola na trave de Diego Alves, grande intervenção de Fábio após cabeçada de Bruno Henrique e uma total imprevisibilidade. O 1 a 1 durou 20 minutos, já que aos 21 apareceu a famosa e quase implacável “lei do ex”. Após linda jogada e cruzamento de Willian Arão, Gabigol, com um lindo corta-luz, deixou Arrascaeta livre para estufar as redes de Fábio. O maior artilheiro do novo Mineirão decretou a vitória flamenguista e, claro, deixou furiosos os torcedores do Cruzeiro que pegavam no pé dele desde o início do jogo. Os dois times ainda tiveram mais algumas chances, mas o 2 a 1 permaneceu até o fim.

 

Globo Esporte

 

 

Palmeiras joga mal e perde liderança do grupo na Libertadores

Uma atuação sem criatividade e uma grande falha na defesa causaram ao Palmeiras a primeira derrota na Copa Libertadores na noite desta terça-feira. Em Buenos Aires, o time foi mal e perdeu por 1 a 0 para o San Lorenzo, pela fase de grupos. A equipe argentina assumiu a liderança da chave com o resultado, com sete pontos, ante seis do time alviverde.

Depois de vencer nas duas primeiras rodadas da Libertadores, o Palmeiras exibiu um futebol ruim e de pouco poderio ofensivo. O time do técnico Luiz Felipe Scolari sofreu a segunda derrota no ano (a outra foi para o Corinthians) e reabilitou os argentinos. O San Lorenzo só tinha vencido duas vezes em 2019 e amarga a 21ª posição entre os 26 participantes do campeonato local.

A derrota deixa o Palmeiras com duas grandes responsabilidades pela frente. No domingo, o time recebe o São Paulo para ir à final do Campeonato Paulista e na quarta seguinte, enfrenta o Junior Barranquilla no Allianz Parque com a missão de se recuperar na Copa Libertadores.

O Palmeiras começou o jogo com a postura de controlar o San Lorenzo. Com marcação adiantada, troca de passes e paciência, a equipe conseguiu diminuir o ímpeto adversário. As ausências de Ricardo Goulart e Scarpa prejudicaram, mas o time ganhou mais capacidade de segurar o jogo com a presença de Moisés.

O San Lorenzo incomodou no primeiro tempo apenas pela direita. O colombiano Juan Salazar era rápido, enfrentava sozinho a marcação e gerou o principal lance de perigo. O jogador deixou dois palmeirenses no chão e tocou para Castellani acertar a trave, aos 18 minutos de partida.

O susto não fez o Palmeiras se encolher. Moisés matou no peito, deu uma bicicleta e acertou o travessão logo depois. Os contra-ataques se apresentavam como boa arma, porém faltou capricho na hora de armar as jogadas.

O time teve duas mudanças no intervalo para conseguir chegar mais ao ataque. Felipe Melo e Lucas Lima entraram no time. As alterações avançaram o time e deram mais espaço ao San Lorenzo. Os argentinos tiveram uma liberdade enorme para chegar ao gol, aos seis minutos do segundo tempo.

O lateral Herrera saiu da direita e conduziu a bola sem ser acompanhado. O jogador chegou na entrada da área, ajeitou com calma e chutou no canto de Weverton.

A vantagem fez o San Lorenzo recuar. Foi a vez do Palmeiras ter mais a posse de bola. O problema era não conseguir aproveitar as oportunidades, pois Deyverson não conseguia fazer o trabalho de centroavante, Felipe Pires foi mal pela lado direito e Dudu encontrava muita marcação pela esquerda.

Após se destacar no primeiro tempo como armador, Moisés deixou de aparecer em campo. Lucas Lima não conseguiu criar jogadas e o ataque foi inerte no segundo tempo. As grandes armas utilizadas para buscar o empate foram com bolas paradas na área em busca dos zagueiros.

Embora em termos de classificação o tropeço não represente ameaça, a atuação apagada na Argentina mostrou debilidades e o quanto o elenco é dependente de alguns jogadores. Sem Goulart e Scarpa, o Palmeiras perdeu muito em qualidade.

FICHA TÉCNICA

SAN LORENZO 1×0 PALMEIRAS

SAN LORENZO: Monetti; Herrera, Coloccini, Senesi e Víctor Salazar (Pérez); Castellani, Loaiza e Martínez; Reniero, Blandi (Poblete) e Juan Salazar (Barrios). Técnico: Jorge Almirón.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Gómez e Diogo Barbosa; Thiago Santos (Felipe Melo), Bruno Henrique (Lucas Lima) e Moisés; Felipe Pires (Raphael Veiga), Dudu e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Gol: Herrera, aos 6 minutos do segundo tempo

Árbitro: Julio Bascuñán (Chile)

Cartões Amarelos: Thiago Santos, Bruno Henrique, Castellani, Marcos Rocha, Herrera, Deyverson

Renda e público: Não divulgados

Local: Nuevo Gasómetro (Buenos Aires)

 

Estadão

 

 

Com desfalques, Belo encara o CRB pela liderança geral da Copa do NE

O Botafogo-PB enfrenta o CRB-AL na tarde deste sábado (29), às 16h30, no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela oitava rodada da primeira fase da Copa do Nordeste. Já classificado para as quartas de final, o Belo tem a missão de se garantir na liderança do Grupo B do torneio regional, situação que daria à equipe, a vantagem de disputar as duas próximas fases em casa, visto que o confronto será em jogo único.

Para se confirmar na liderança, o Alvinegro da Estrela Vermelha depende apenas de si próprio. Caso vença o CRB-AL hoje, o Belo se isola na liderança do Grupo B. Porém, em caso de empate ou derrota, a equipe vai precisar de uma combinação de resultados, nos jogos de Ceará-CE e Náutico-PE, que jogam fora de casa contra o Salgueiro-PE e Vitória-BA, respectivamente, equipes que brigam diretamente pela classificação no Grupo A.

Sabendo disso, o treinador Evaristo Piza poupou alguns atletas na última partida do Belo, visando a recuperação física para o jogo de hoje. Ele sabe que o CRB-AL vai jogar para garantir a classificação, o que dificultará bastante a partida. Então, a missão do Botafogo-PB é aproveitar os espaços deixados pelo Galo para sair de campo com a invencibilidade no torneio e a liderança confirmada.

“Esperamos um jogo dificílimo. O CRB necessita do resultado para tentar a classificação no Grupo A e vai jogar tudo nesta partida para buscar o objetivo, e a gente vai tentar encerrar essa primeira fase garantindo a invencibilidade no torneio. A missão é fazer um grande jogo para terminarmos na liderança do grupo”, disse o treinador Evaristo Piza.

CRB

Apesar de não ter uma campanha tão boa na Copa do Nordeste, o CRB-AL vem em uma boa fase na temporada, acumulando quatro vitórias consecutivas nos últimos jogos. A situação deixa o confronto contra o Botafogo-PB muito interessante, pois, além de ambos os clubes viverem um bom momento, a partida vale muito tanto para os paraibanos como para os alagoanos.

Sabendo disso, o treinador Roberto Fernandes deve escalar o CRB com força máxima para garantir a classificação. É bem verdade que um empate praticamente consolida a ida do Galo às quartas de final, mas o único resultado que interessa é a vitória.

Escalações

BFC: Saulo; Israel, Lula, Donato e Charles; Rogério, Wellington Cézar, Marcus Vinícius, Marcos Aurélio e Clayton; Nando.

CRB: Edson; Júnior, Guilherme Mattis, Edson Henrique e Igor; Claudinei, Hugo Sanches, Ferrugem e Felipe Menezes; Mailson e Victor Rangel (Willian Barbio).

(Foto: Rizemberg Felipe/Jornal CORREIO)

portalcorreio