Arquivo da tag: jovens

Paraíba pode ter 20 mil crianças e jovens com Covid-19, em quatro meses, com volta de aulas presenciais, alerta Secretaria de Saúde

Em Nota Técnica divulgada neste sábado (3), a qual o ClickPB teve acesso, a Secretaria de Saúde alertou para o risco de surto de Covid-19 entre crianças e jovens de 0 a 19 anos, entre outubro de 2020 e fevereiro de 2021, com a volta das aulas presenciais. Segundo a nota, 20 mil pessoas dessa faixa de idades podem ser infectadas pelo novo coronavírus em caso de descontrole da pandemia na retomada educacional.

Segundo o documento, o Estado da Paraíba tem mais de 994.000 crianças e adolescentes matriculados nos mais variados ciclos educacionais, o que representa 24,63% da população do Estado estimada para 2020. Destes, 81,52% são estudantes da rede pública e 18,48% da rede privada de ensino.

Ao comparar a situação com países que aprovaram a retomada de aulas presenciais, como os Estados Unidos, onde entre os meses de abril a setembro de 2020 autoridades sanitárias norte-americanas e a Academia Americana de Pediatria alertaram para um crescimento expressivo do número de casos da Covid-19 entre crianças e adolescentes, da ordem de 500%, ante ao contexto da retomada das atividades educacionais mediante novos protocolos, em alguns de seus Estados.

Analisando a Paraíba com métodos similares de projeção e análise de riscos para que se orientem tomadas de decisão sobre retomadas das atividades educacionais presenciais, com novos protocolos, pode-se obter crescimento médio do número de casos nas faixas etárias escolares da ordem de um pouco mais de 250%. Isto representaria cerca de 20.000 novos casos nas faixas etárias de 0 a 19 anos entre outubro de 2020 e fevereiro de 2021.

O documento reforça ainda que toda e qualquer retomada de atividades rotineiras deve ocorrer, preferencialmente, em atenção aos riscos apontados pelo Plano Novo Normal, por meio de suas bandeiras, e aos protocolos definidos pelas autoridades sanitárias competentes. Neste sentido a Secretaria de Estado da Saúde disponibiliza um importante conjunto de protocolos em seu portal a respeito da Covid-19.

Futuras melhoras da situação da Covid-19 na Paraíba dependerão muito ainda da maior adesão de toda a população às três medidas mais protetoras da saúde e da vida das pessoas. “Usar máscaras, lavar as mãos e manter o distanciamento social, gestos que mais representam este “novo normal” que vivemos e que precisarão estar cada vez mais presentes em nossos cotidianos”, reforçou Daniel Beltrammi. “Trata-se do que se pode convencionar chamar de “efeito escolha”, ou seja, a melhor decisão em favor da proteção e preservação da saúde e da vida!”, alertou o secretário executivo de Saúde, Daniel Beltrammi.

A avaliação completa com a lista de municípios por bandeiras com suas respectivas avaliações pro critério e a íntegra da Nota Técnica estão disponíveis no site do Governo da Paraíba sobre o Novo Normal.

 

clickpb

 

 

Acidente entre moto e caminhão deixa 2 jovens gravemente feridos em Guarabira

No começo da noite desta terça-feira (1), em frente ao posto de combustíveis Frei Damião, um grave acidente envolvendo uma motocicleta e um caminhão da Coca-Cola deixou os condutores da moto gravemente feridos com fratura exposta.

De acordo com informações de testemunhas os feridos foram os jovens Anderson e Matheus Henrique e residem no bairro das Nações, em Guarabira. Imagens feitas do local mostram que o motorista do caminhão fazia uma manobra no entorno do posto quando a moto se aproxima em alta velocidade e colide na lateral do caminhão. O jovem Matheus, que teve fratura exposta em uma das pernas, devido à gravidade dos ferimentos, foi levado direto para o Hospital de Trauma de João Pessoa.

Anderson foi socorrido inicialmente para o Hospital Regional de Guarabira e depois, devido à gravidade, foi transferido por uma viatura do SAMU para o Hospital de Trauma de João Pessoa, em estado grave.

portal25horas

Quatro jovens morrem em acidente entre caminhão e carro no RN

As quatro jovens que morreram no início da tarde desta sexta-feira (28), na BR-304, no município de Santa Maria, eram moradoras da comunidade Maisa, zona rural do município de Mossoró.

De acordo com informações fornecidas por um familiar ao Mossoró Hoje, as vítimas são:

Evelin Raiane, de 20 anos.
Maria Isabel, de 17 anos.
Isabell Medeiros, de 15 anos.
Rayanni Silva, de 17 anos.

As três primeiras jovens eram da mesma família, sendo Evelin e Maria Isabel, irmãs, e Isabel Medeiros, tia das duas.

As jovens seguiam para a cidade de Natal, quando aconteceu o acidente e morreram na hora. Elas iam passar o final de semana na capital.

De acordo com o sargento do Corpo de Bombeiros, que atendeu a ocorrência, todos os ocupantes dos veículo estavam usando cinto de segurança, mas o impacto da batida foi tão forte que foi preciso serrar o teto para retirar as vítimas.

Os corpos das 4 vítimas foram removidos do local e levados para o Instituto Técnico-Científico de Natal (Itep). Familiares já foram para a cidade para fazer o reconhecimento e providenciar a transferência para Mossoró.

As circunstância do acidente ainda serão apuradas pela Polícia Rodoviária Federal. Não há informações sobre o estado de saúde do motorista do carro, que foi socorrido com vida, e nem dos ocupantes da carreta.

A tragédia desta tarde poderia ter sido evitada, assim como diversas que levaram à mortes de muitas pessoas na rodovia federal.

Os acidentes na BR-304 são constantes, devido a imprudência e o fato de a rodovia que liga a capital potiguar a diversos municípios do estado, incluindo Mossoró, ser estreita e com pouco acostamento.

Há anos que a duplicação da BR vem sendo pauta de solicitações. Em novembro de 2019, o senador Jean Paul Prates aprovou emenda na Comissão Mista de Orçamento (CMO), do Congresso, incluindo a duplicação da rodovia (do entroncamento com a BR-226 até a divisa com o estado do Ceará) na Lei de Diretrizes Orçamentárias para este ano de 2020.

No entanto, a obra depende de investimento do Governo Federal. Com a duplicação, acredita-se que haverá uma redução no número de mortes.

 

Fonte: Mossoró Hoje

 

 

Grave acidente em Guarabira mata dois jovens e motorista é preso

Na madrugada de sábado para domingo (2), um grave acidente matou dois homens na rodovia que liga Guarabira a Araçagi, no distrito do Pirpiri. O motorista de uma caminhoneta Hilux colidiu violentamente contra uma motocicleta onde estavam as vítimas, que morreram na hora.

De acordo com informações da polícia as vítimas fora identificadas por Thiago e Mateus, que residiam na Rua Artur Pontes, no bairro São José, em Guarabira. Eles são vizinhos e estavam na motocicleta.

O condutor da caminhoneta era o jovem Aleff, filho do comerciante Dudu, dono de uma loja de conveniência e de uma frigorífico. Segundo informações de testemunhas, o rapaz estava em companhia de uma jovem e tiveram escoriações pelo corpo. Eles foram levados para o Hospital Regional de Guarabira e receberam atendimento médico, mas não sofreram lesão grave.

Segundo a polícia, uma perícia feita no local do acidente constatou que no carro foi encontrada bebida alcoólica. O condutor da Hilux foi levado para a delegacia de Polícia Civil e na sequência encaminhado ao presídio Vicente Claudino.

Familiares das vítimas estão inconformados e pedem que seja feita uma apuração criteriosa para esclarecer em que condições ocorreu o acidente que matou os dois jovens, que tinham uma vida inteira pela frente.

 

portal25horas

 

 

Jovens são esfaqueados na rua após vizinho se irritar com fogos

Duas pessoas foram esfaqueadas na noite dessa sexta-feira (3), no conjunto Acácio Figueiredo, em Campina Grande. O suspeito da tentativa de homicídio é um vizinho das vítimas, que teria se incomodado por eles terem soltado fogos de artifício na rua.

Conforme a Polícia Militar, à TV Correio, os jovens de 18 e 22 anos estavam soltando fogos na rua, o que teria irritado o vizinho, que atacou os dois com golpes de faca. O suspeito é um homem de 55 anos, que foi detido e levado para a Central de Polícia em Campina Grande.

As duas vítimas feridas foram socorridas para o Hospital de Trauma da cidade, mas não sofreram problemas graves e já receberam alta.

portalcorreio

 

Auxílio emergencial: Bolsonaro atribui irregularidade aos jovens

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atribuiu à “garotada que presta serviço militar” a irregularidade no pagamento do auxílio emergencial de R$ 600. Ele afirmou que, no meio militar, quando algo errado ocorre, “o bicho pega” e que os envolvidos serão punidos.

O governo apura o pagamento do auxílio a mais de 73.242 militares, pensionistas, dependentes e anistiados cadastrados na base de dados do Ministério da Defesa. Em conjunto com o Ministério da Cidadania, a pasta afirmou que foi feito um cruzamento de dados e que foram identificados possíveis recebimentos indevidos do auxílio.

“Não fala militares não”, reagiu Bolsonaro ao ser questionado na porta do Palácio da Alvorada, nesta quarta-feira (13), sobre a irregularidade.

“Mais ou menos 2%, 3% da garotada presta o serviço militar obrigatório. São pessoas oriundas das classes mais humildes da população. São os mais pobres. Estão servindo ao Exército no corrente ano. [Também à] Marinha e Aeronáutica. E alguns se inscreveram [para receber o auxílio emergencial]. Como no passado [era] filho de pobre, sem renda, não tinha renda nenhuma, acabaram recebendo”, disse Bolsonaro.

O governo ressalta que parte dos cerca de 70 mil recebeu automaticamente o auxílio por ter CPF registrado no Cadastro Único ou ser beneficiário do Bolsa Família.

Entre os que solicitaram o auxílio, por meio do aplicativo ou do site da Caixa Econômica Federal, há pertencentes a famílias cuja renda mensal por pessoa não ultrapassa meio salário mínimo (R$ 522,50) ou cuja renda familiar total é de até três salários mínimos (R$ 3.135). Segundo o governo, eles podem ter interpretado equivocadamente as regras de recebimento do benefício.

A tabela de remuneração das Forças Armadas mostra que recrutas e cabos iniciantes recebem os valores mais baixos (R$ 956) da carreira militar. Os soldos passam de R$ 9.000 no caso de capitão e chegam a R$ 13.471 para quem ocupa o cargo de almirante-de-esquadra, general-de-exército e tenente-brigadeiro.

Na porta do Alvorada, Bolsonaro disse que, no meio militar, erros são punidos.

“No nosso meio, quando acontece algo errado, o bicho pega. Estão sendo identificados. Vão pagar, vão devolver o dinheiro e vão pegar uma punição disciplinar, coisa que não acontece com frequência em nossas áreas. No nosso meio, fez besteira, paga”, afirmou o presidente.

O auxílio emergencial pode ser acessado por trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e intermitentes sem emprego fixo. É necessário ter mais de 18 anos e não estar recebendo benefícios previdenciários ou seguro-desemprego.

Para ter direito à assistência, há ainda uma limitação de renda. Só pode receber o auxílio quem tem renda mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135). A pessoa também não pode ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

A liberação do auxílio é automática para beneficiários do Bolsa Família e pessoas do cadastro único de programas sociais do governo que estejam aptas ao programa.

Para os outros informais que se enquadram nas regras, é necessário se cadastrar no site ou no aplicativo da Caixa. Nesses casos, o Ministério da Cidadania afirma que as informações prestadas passam por avaliação e cruzamento de dados nos sistemas do governo. Somente após aval do Dataprev e da pasta, a Caixa libera o benefício.

O recebimento do auxílio emergencial está limitado a dois membros da mesma família. O auxílio substitui o benefício do Bolsa Família nas situações em que for mais vantajoso.

Inicialmente, o governo estimou que o programa alcançaria 54 milhões de pessoas a um custo de R$ 98 bilhões aos cofres públicos. O número acabou recalculado e o auxílio deve chegar a 70 milhões de beneficiários. O impacto subiu para R$ 124 bilhões.

 

FOLHAPRESS

 

 

Duas jovens são mortas no Beco do Amor na cidade de Catolé do Rocha

A violência segue sem controle na cidade de Catolé do Rocha, sertão da Paraíba. No início da tarde de hoje (4), por volta das 13h, foi registrado mais uma cena de sangue em dose dupla. Duas mulheres identificadas como por Andreza Vieira Rosendo, 17 anos, e Maria Rosalinda Farias de Oliveira, 18 anos, ambas residentes na Rua Manoel Pedro, Centro desta cidade, foram executadas a tiros de pistola, na localidade Beco do Amor, que fica nas proximidades do Matadouro Público, no bairro Santa Clara, zona oeste de Catolé do Rocha.

De acordo com informações da Polícia Militar, que foi acionada e de imediato compareceu ao local, desconhecidos chegaram e surpreenderam as duas mulheres com disparos de pistola, que tiveram morte instantânea.

A Polícia Militar também confirmou para nossa reportagem, que no local do duplo homicídio foram encontradas cápsulas de pistola ponto 380.

Há exatos 06 dias, o jovem identificado por José Bezerra da Silva, de 31 anos, foi alvejado a bala neste mesmo ‘Beco do Amor’ e morreu ao dá entrada no setor de urgência do Hospital regional de Catolé do Rocha (PB).

A autoria e motivação do crime seguem desconhecidas.

Com mais estes dois assassinatos, o município de Catolé do Rocha chega a um total de 12 homicídios somente nestes primeiros quatro meses de 2020.

Fonte: Patos Online

 

 

Jovens descumprem decreto, fazem festa e bebedeira acaba com cinco baleados

Cinco jovens ficaram feridos a tiros na madrugada desta segunda-fera (27) no distrito de Campinote, Lagoa Seca, Região metropolitana de Campina Grande. Eles descumpriram o decreto de isolamento social, participaram de uma festa onde aconteceu uma briga.

Durante a discussão, um homem que estava no meio da farra sacou uma arma e atirou várias vezes contra alguns convidados. Três mulheres e dois homens ficaram feridos.

Os jovens tem entre 18 e 22 anos. Todos foram levados para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

A Polícia Militar foi acionada para tentar apurar informações do suspeito de ter efetuado os tiros, mas, nem as próprias vítimas souberam informar. A autoria do crime continua desconhecida.

 

Márcio Rangel

 

 

Secretário de Saúde da PB pede cuidados com fake news e faz alerta sobre Covid-19: “Mata jovens também”

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, chamou atenção dos paraibanos em relação ao perigo da disseminação de fake news através das redes sociais. Medeiros argumentou que a melhor forma de se informar é através de sites de órgãos oficiais. O secretário, em entrevista à emissora de rádio em João Pessoa, aproveitou para ressaltar que o novo coronavírus não é letal apenas para idosos, como foi propagado.

O secretário de Saúde da Paraíba demonstrou preocupação ao ter que lhe dar com dois tipos de disseminação. A primeira: a do novo coronavírus, por isso, destaca as relevantes medidas de isolamento social. E a segunda: as fake news, que, segundo ele, também precisam ser combatidas por todos. “É um vírus que tem um alto poder de transmissibilidade e não mata só pessoas idosas, mata jovens também. É uma realidade nova que nós estamos observando na Europa, muitos jovens morrendo”, argumentou Medeiros.

Para ter acesso a informações verídicas e de credibilidade, Geraldo Medeiros orienta que a população busque fontes confiáveis e evite espalhar dados falsos, pois as consequências podem ser letais. “Não vejam informações oficiosas e de redes sociais, as chamadas fake news. Existe o site da Secretaria Estadual de Saúde, existe o site do Ministério da Saúde, então, em caso de dúvidas, a população deve se basear nesses sites e não informar errado porque isso pode representar a perda de vidas”, declarou.

 

PB Agora

 

 

Etapa da campanha de vacinação contra sarampo para crianças e jovens termina nesta sexta, na PB

Termina nesta sexta-feira (13) a etapa da campanha de vacinação contra o sarampo na Paraíba para crianças a partir de cinco anos a jovens de até 19 anos. No Dia D da mobilização pela imunização, cerca de mil salas de vacinação em todo o estado foram abertas.

Em 2019, a Secretaria de Estado da Saúde, foram notificados 326 casos suspeitos de sarampo, em 79 dos 223 municípios. Do total de notificações, 52 casos foram confirmados, 257 descartados, 17 em investigação. Até o momento não foi registrada nenhuma morte por sarampo na Paraíba.

O objetivo desta etapa é atingir o público que não foi contemplado nas anteriores, mas que está na faixa etária de receber a vacina. De acordo com a chefe do Núcleo de Imunização da SES, Isiane Queiroga, a proposta do Ministério é finalizar as campanhas com todas as faixas etárias com direito de vacina protegidas.

O sarampo é uma doença viral aguda parecida com uma infecção do trato respiratório. É uma doença grave que pode ser fatal, principalmente em crianças menores de cinco anos, desnutridas e imunodeprimidos.

De acordo com a Prefeitura de João Pessoa, uma segunda etapa da vacinação na capital paraibana está prevista após 13 de março, destinada a vacina adultos de 30 a 59 anos, entre os dias 3 e 31 de agosto.

Em João Pessoa, houve casos de sarampo nos anos de 2010, 2013 e 2019. Em 2010, foram 50 casos confirmados e em 2013, seis casos da doença. Já em 2019, foram notificados 97 casos suspeitos, com 18 confirmados, 55 descartados com amostras positivas no Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba e Laboratório de referência nacional (Fiocruz).

G1