Arquivo da tag: Jornalista

Jornalista é encontrado com os braços e pernas quebradas após ter sido sequestrado em Boa Vista

O jornalista Romano dos Anjos, de 40 anos, sequestrado da própria casa, foi encontrado vivo na região do Bom Intento, zona Rural de Boa Vista, na manhã desta terça-feira (27). Ele teve as pernas e as mãos quebradas, de acordo com a Polícia Civil.

Romano dos Anjos estava em casa, jantando com a esposa, quando bandidos encapuzados e armados invadiram o imóvel, por volta de 20h40 dessa segunda-feira (26), no bairro Aeroporto, zona Oeste.

O jornalista foi encontrado com os olhos vendados e estava com as mãos e os pés amarrados, informou o coronel Miramilton de Souza, subcomandante da Polícia Militar de Roraima. Ferido, ele foi levado ao pronto socorro do Hospital Geral de Roraima (HGR).

“Foram múltiplas fraturas na região dos membros inferiores e superiores, não teve fratura exposta”, complementou o médico Murilo Sena, que atendeu o jornalista no hospital.

Romano passou a noite em uma área de de pasto. Pela manhã, segundo a PM, ele conseguiu se soltar e caminhou até ser encontrado.

“Ele foi achado por um funcionário da Roraima Energia que estava fazendo uma medição em uma área rural, na segunda ponte do Bom Intento. Ele foi achado com os braço e pernas amarrados. Estava machucado, consciente, mas um pouco abalado”, disse o coronel, que acompanhou a chegada de Romano no HGR.

Romano foi transportado ao hospital em uma ambulância dos Bombeiros. Os militares usaram uma manta térmica no atendimento. Uma foto que circula nas redes sociais mostra o jornalista dentro da ambulância, sorrindo em uma selfie com o delegado geral da Polícia Civil, Herbert Amorim.

Romano dos Anjos foi atendido na ambulância dos Bombeiros após ter sido encomtrado — Foto: Bombeiros/Divulgação

Romano dos Anjos foi atendido na ambulância dos Bombeiros após ter sido encomtrado — Foto: Bombeiros/Divulgação

No HGR, ele deve fazer exames de raio x para identificar se fraturou algum membro. O jornalista relatou aos médicos que foi bastante agredido com pedaços de pau.

Romano foi sequestrado em casa e levado no próprio carro. Minutos depois, o veículo foi encontrado à margem da BR-174, sentido Norte, antes da ponte do Rio Cauamé. O aparelho celular de Romano, também levado no crime, foi achado pela polícia em um terreno baldio e estava com as informações apagadas.

O jornalista é apresentador da TV Imperial, afiliada da Rede Record em Roraima. Ainda na noite de segunda a Sesp divulgou que, após o sequestro, acionou o serviço de inteligência para apurar o crime.

G1

 

Morre jornalista Humberto Lira de covid-19, em João Pessoa

Faleceu na madrugada desta segunda-feira (31), o jornalista Humberto Lira, aos 77 anos. O comunicador estava internado no hospital Santa Isabel, com covid-19 e teve uma piora no estado de saúde na noite deste domingo (30). A informação foi confirmada por familiares.

No sábado (29), ele chegou a apresentar uma melhora considerável, segundo os médicos, mas devido à infecção alta, o medicamento teve que ser trocado por um antibiótico mais forte que deu reflexo negativo nos rins. Lira passou por hemodiálise, que teve que ser interrompida uma hora e meia após ser iniciada, porque o coração começou a bater de forma mais acelerada.

Humberto Lira foi internado na sexta-feira (21), com comprometimento dos pulmões e sem se alimentar.

O jornalista ficou conhecido por sua atuação na área policial onde trabalhou por quase 40 anos até se aposentar recentemente. Antes do fechamento da redação do jornal Correio, em abril deste ano, o jornalista costumava fazer visita aos antigos companheiros de batente e era muito bem quisto na redação e nos outros veículos de Comunicação, sendo carinhosamente apelidado de “Vovô”.

Ainda não há informações a respeito do velório e sepultamento.

 

paraiba.com.br/

 

 

Morre jornalista João de Souza, vítima de covid-19

O comunicador esportivo João de Souza morreu neste domingo (28), vítima de covid-19. Ele estava internado em um leito do Hospital Santa Isabel, em João Pessoa, na Paraíba.

João de Souza atuou por muito tempo na área de Esportes da Rádio Tabajara, tornando-se um dos maiores nomes da radiofonia paraibana.

João de Souza presidiu a Associação dos Cronistas Esportivos da Paraíba e foi, durante décadas, a voz do futebol na Paraíba.

 

clickpb

 

 

Morre em João Pessoa o jornalista Adelson Barbosa, vítima de câncer

Morreu no Hospital Memorial São Francisco, em João Pessoa, neste sábado (27), o jornalista Adelson Barbosa. Ele enfrentava um câncer no cérebro desde 2018 e havia sido internado hoje após sofrer uma piora no quadro de saúde.

Adelson Barbosa fez parte do Sistema Correio e trabalhou até o fechamento do jornal Correio da Paraíba.

Ele estava se tratando em casa do câncer até ser internado neste sábado. Atualmente mantinha um site próprio e estudava História.

As informações de velório e sepultamento não foram divulgadas, até o início da noite deste sábado.

 

clickpb

 

 

Sikêra Júnior está em estado grave com pulmões comprometidos devido ao Coronavírus, afirma jornalista

O apresentador Sikêra Júnior está em estado grave com os dois pulmões comprometidos por causa do Coronavírus, afirmou o jornalista Ronaldo Tiradentes nesta quarta-feira (29), em seu programa de rádio.

O apresentador teria recebido o diagnóstico dos exames nesta terça-feira (28).

O apresentador está afastado de seu programa na TV A Crítica/RedeTV desde o último dia 22, quando passou mal ao vivo e teve que ser substituído às pressas pela repórter Mayara Rocha.

Ele estava previsto para voltar ao ar nesta segunda-feira (27) o que não aconteceu.

 

BNC Amazonas

 

 

Advogado de casal acusado de atropelar e matar um pedreiro bate-boca com jornalista e diz que imprensa cria factoide

A polêmica em torno do acidente que resultou na morte do pedreiro Walmir Pedro de Brito, de 43 anos, continua, pois a defesa do casal acusado de causar o atropelamento, feita pelo advogado Genival Veloso, bateu-boca, com o radialista Emerson ‘Môfi’ durante seu programa radiofônico.

Segundo o advogado ele ainda está tomando conhecimento do caso.

“O que eu posso adiantar é que era ela, mesmo que vinha dirigindo e isso não há mais nenhuma dúvida e não adianta ficar especulando isso Mofi, por que isso é maldade”, disse Genival Veloso.

Em rebate o jornalista indaga de quem seria a maldade alegada. Para Genival Veloso, a maldade viria da imprensa. “O seu trabalho é nessa condição de fazer essa pressão toda”.

O repórter destacou, porém, que só estaria noticiando o fato, pois houve a morte de um pai de família. Veja o desenrolar da discussão no link:

pbagora

 

 

Jornalista citado em operação da PF é demitido do Sistema Correio

O Sistema Correio de Comunicação demitiu o jornalista Bruno Pereira, que dividia os microfones da Rádio 98 FM de João Pessoa com Samuka Duarte pela manhã. O rapaz esteve entre os alvos da quarta fase da Operação Recidiva no dia 20 de novembro sob suspeita de ter recebido vantagem indevida do esquema que fraudava recursos federais de convênios celebrados com prefeituras paraibanas. Bruno havia sido colocado em férias e nesta quinta-feira, 26, divulgou o desligamento em seu perfil no Instagram, onde comentou o momento que enfrenta e agradeceu ao Correio pela oportunidade.

Comunicado

Desde o último dia 20 de novembro passei a viver um momento de muita turbulência ao ser citado em uma operação da Polícia Federal. A PF está correta ao investigar! Logo, breve, ao final do inquérito eu falo com vocês CADA DETALHE! VOU PROVAR que estou pagando um preço muito alto de uma situação que não fiz. AGUARDEM! Deus é justo! Respeito e acredito nas autoridades.

Infelizmente vivemos em uma sociedade onde se existe um tribunal popular que nos condena por antecipação. Primeiro somos condenados, depois eles nos julgam. Só eu sei as consequências que estou sofrendo. São irreparáveis os dados a imagem e a moral. Mas creio em Deus e no tempo.

Em virtude da citação na operação, fui colocado de férias pela empresa que eu trabalhava. O veredito final eu já sabia. No dia do natal, recebi o comunicado oficial que estaria sendo demitido do Sistema Correio.

Jamais fico triste por ser demitido do trabalho, isso faz parte de um processo natural da vida. Sair de onde eu saí, quebrar as barreiras que já quebrei, isso não me abala para erguer a cabeça e ir em busca de uma nova oportunidade para tocar o projeto de alguém que é cheio de fé e vontade para vencer na vida. Algo me causa angústia é a maneira como as coisas estão se dando. Estou tendo consequências graves por algo que NÃO FIZ.

Quero me dirigir ao Sistema Correio com o sentimento de GRATIDÃO! Desde pequeno sonhei em fazer carreira na comunicação e foi um desejo realizado trabalhar nessa que é umas das emissoras mais importantes da Paraíba. No Correio eu tive oportunidades incríveis.

Em 2015, ainda estudante, comecei para tirar férias como auxiliar de programa de rádio. Degrau por degrau, recebi e cumprir várias missões até se tornar âncora no rádio e repórter e apresentador na televisão.

Ao direção geral e todos os meus diretores, muito obrigado pela confiança e oportunidade. Um abraço em cada amigo que aí deixei.

Aos meus ouvintes do rádio e telespectadores da TV, vocês me surpreenderam com tantas mensagens e ligações de carinho e preocupação. Amo vocês!

No livro da vida, vivemos vários capítulos. Esse é mais um que que finaliza. O lápis e o papel já estão em minhas mãos. Com a ajuda de Deus, já estou rabiscando um novo capítulo e em breve conto pra vocês. A gente se encontra em algum lugar desse Brasil lindo. Aquilo que Deus planeja NINGUÉM desfaz.

Aprendi que que coisas precisam acontecer para outras coisas acontecerem.

Existe tempo para tudo dentro do propósito do Senhor em nossa vida, diz o livro de Eclesiastes.

Boas festas para todos. Que venha 2020.

 

parlamentopb

 

 

Morre aos 62 anos a jornalista e colunista paraibana Lena Guimarães

Morreu, nesta segunda-feira (18), em João Pessoa, a jornalista e colunista do Jornal CORREIO, Lena Guimarães, aos 62 anos. Ela estava internada em um hospital particular e foi vítima de falência múltipla de órgãos, em decorrência de um câncer no pâncreas. Lena deixa um filho, Daniel Guimarães. Informações sobre velório e sepultamento da jornalista ainda não foram divulgadas.

Lena já ocupou diversas funções no jornalismo paraibano. Foi repórter, redatora e chefe de reportagem do Jornal A União, além de editora dos cadernos de Cultura, Cidades, Economia e Política no CORREIO da Paraíba. Ela também ocupou o cargo de diretora de jornalismo do Sistema Correio de Comunicação e de secretária de Comunicação do Estado, no governo José Maranhão (2009-2010). A jornalista foi ainda editora-geral do jornal O Momento e repórter regional da Folha de S. Paulo e do Jornal do Brasil.

Há alguns anos, Lena Guimarães mantinha coluna no CORREIO da Paraíba, tida como leitura obrigatória para políticos, empresários e intelectuais do estado. Autoridade no assunto, ela também levava suas análises dos bastidores da política aos programas Correio Debate e Jornal da Correio, ambos na TV Correio.

Em maio deste ano, a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) concedeu Medalha de Mérito Jornalístico a Lena Guimarães. A homenagem foi aprovada por unanimidade entre os parlamentares.

 

Correio da PB

 

 

Morre em SP o jornalista Juarez Soares

Morreu nesta terça-feira, em São Paulo, o jornalista esportivo Juarez Soares, de 78 anos. Ele lutava contra um câncer. “China”, como era conhecido, passou recentemente pela RedeTV! e também trabalhou na Globo, no SBT, na Bandeirantes e na Record.

Na TV Globo, Juarez Soares trabalhou como repórter e comentarista esportivo, entre 1974 e 1982. Ele também atuou na Rádio Globo e em outras emissoras de rádio do país.

Juarez Soares Moreira nasceu em São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba, Estado de São Paulo, no dia 16 de julho de 1941. Filho de Adolfo Soares Moreira e Josefina Soares Moreira, formou-se em Pedagogia na Faculdade Oswaldo Cruz, de São Paulo, e foi casado por mais de 30 anos com a jornalista Helena de Grammont.

Em 1958, com 17 anos, começou a trabalhar na Rádio Cultura de Lorena, interior de São Paulo, transmitindo os jogos do campeonato da Segunda Divisão. Em 1961, transferiu-se para a capital, onde foi aprovado em testes nas Emissoras Associadas, passando a trabalhar como repórter esportivo. Até o ano de 1969, quando foi para a Rádio Globo a convite de Pedro Luís Paoliello, o então diretor de Esportes, Juarez Soares já havia passado também pelas rádios Tupi e Gazeta.

Coberturas esportivas

Em 1974, participou da cobertura da Copa do Mundo da Alemanha, pela Rádio Globo, transferindo-se a seguir para a TV Globo, onde atuou como repórter e comentarista esportivo até 1982.

Na Globo, em São Paulo, Juarez Soares trabalhou ao lado de locutores que marcaram época na televisão, como Ciro José e Luciano do Valle. Além disso, teve reportagens esportivas vinculadas nos principais telejornais da emissora e fez parte da equipe dos programas Globo Esporte e Esporte Espetacular.

Como repórter da Globo, cobriu a Olimpíada de Montreal, no Canadá, em 1976, a Copa do Mundo de 1978, na Argentina, e a Copa do Mundo da Espanha, em 1982. Na Copa da Espanha, que a Globo transmitiu com exclusividade, Juarez Soares acompanhou a Seleção Brasileira ao lado do cinegrafista Daniel Andrade.

Comentarista

Ainda na Globo, participou da estreia do telejornal Bom Dia São Paulo, em 1977, onde permaneceu por quase três anos como comentarista esportivo ao lado dos apresentadores Carlos Monforte e Dácio Arruda. Até sair da emissora, após a Copa do Mundo de 1982, conciliaria seu trabalho na televisão com a atuação nas rádios Globo e Excelsior. Na Rádio Excelsior, fez o programa Balancê ao lado de Osmar Santos, no início da década de 1980.

Anos 1990

Em seguida, Juarez teve uma breve passagem pela Rádio Record e depois se transferiu para a TV Bandeirantes, onde trabalhou por 11 anos ao lado de Luciano do Valle, principalmente no programa Show do Esporte. Na TV Bandeirantes, Juarez chegaria a ser o diretor de Esportes, participando ainda da cobertura de três Copas do Mundo – 1986, no México, 1990, na Itália, e 1994, nos Estados Unidos – como comentarista e como responsável pela cobertura jornalística da Seleção Brasileira.

Em 1994, Juarez Soares passou a trabalhar no SBT, onde ficou até o ano de 2000. Na televisão, teve passagens ainda pela TV Record, no programa Debate Bola, e pela TV Cultura, no programa Cartão Verde.

Apesar de ter trabalhado ao longo de sua carreira principalmente no rádio e na televisão, Juarez Soares também atuou como jornalista em outros veículos de mídia, como nos jornais Folha da Manhã e Mundo Esportivo e no site de esportes do portal Terra.

Vida política

Juarez Soares também teve uma participação política destacada em São Paulo. Além de ter sido segundo-secretário do Sindicato dos Jornalistas durante a presidência de Gabriel Romeiro, também foi secretário de Esportes de São Paulo durante a gestão da prefeita Luiza Erundina e vereador de São Paulo. Em 2004, chegou a ser candidato a vice-prefeito de São Paulo na chapa de Paulo Pereira da Silva.

Em 2001, foi convidado por Milton Neves para participar do programa Debate Bola da TV Record. Em seguida, virou comentarista e chefe de equipe da Rádio Record, ocupando as duas funções até 2011. Desde então, trabalhou como comentarista da Rádio Transamérica, participando dos programas Debate Bola e Papo de Craque, além do programa Estação Futebol, no canal de TV Net Cidade, junto com Dalmo Pessoa e Edmilson Moreira.

GE

 

Livro conta trajetória de jornalista e radialista paraibano famoso em São Paulo

Foi lançado nessa terça-feira (23) o livro “Mano Véio”, que conta a trajetória do jornalista e radialista Amorim Filho, figura reconhecida por ser responsável pela difusão das manifestações culturais nordestinas em todo o Brasil e um dos grandes nomes que já passaram pela Rádio Bandeirantes. O paraibano já está em São Paulo há mais de cinco décadas.

O também radialista paraibano Luís Almeida esteve no lançamento da obra e falou sobre a importância de Mano Véio. “Ele é uma verdadeira referência para todos nós que fazemos comunicação. E é uma felicidade muito grande está fazendo parte desse momento”, contou.

Clique aqui e veja um pouco da trajetória de Mano Véio

Redação FN