Arquivo da tag: João Pessoa

Polícia Federal, Gaeco, CGU e MPF deflagram nona fase da Operação Calvário em João Pessoa

A 9ª fase da Operação Calvário foi deflagrada na manhã desta terça-feira (27) em João Pessoa, Cabedelo e Brasília, em atuação conjunta da Polícia Federal, Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB), Controladoria-Geral da União (CGU) e Ministério Público Federal (MPF). Ao todo, estão sendo cumpridos seis mandados de busca e apreensão na Paraíba e no Distrito Federal.

Até o momento não há informações de cumprimento de mandados de prisão. Os mandados foram expedidos pelo  Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A operação investiga a atuação de uma organização criminosa formada por meio da contratação fraudulenta de Organizações Sociais para gerir os serviços essenciais da saúde e da educação no Estado da Paraíba. Os recursos teriam beneficiado empresários e agentes públicos.

Este trabalho conjunto representa a nona fase da Operação Calvário, tendo por objeto robustecer o conjunto probatório de situações detectadas nas fases anteriores, principalmente no tocante ao crime de lavagem de dinheiro.

Os levantamentos apontaram que, no período de 2011 a 2019, somente em favor das OS contratadas para gerir os serviços essenciais da Saúde e da Educação, que integram as investigações de todas as fase da Operação Calvário, o Governo da Paraíba empenhou 2,4 bilhões de reais, tendo pago mais de 2,1 bilhões, dos quais estima-se um dano ao erário de mais de R$ 134 milhões.

Impacto social

As irregularidades praticadas pela organização criminosa impactaram fortemente a qualidade do atendimento prestado à população carente nos hospitais públicos estaduais gerenciados pelas Organizações Sociais, bem como a qualidade do ensino público estadual prestado à população da Paraíba.

Participam da operação 19 policiais federais e dois auditores da CGU.

 

Isabela Melo com informações da Polícia Federal

 

 

Homem morre e outro fica ferido após colisão entre duas motos, em João Pessoa

Um homem morreu e outro ficou ferido após uma colisão frontal entre duas motos, no bairro do Cuiá, em João Pessoa. A vítima fatal era enfermeiro e estava saindo de um plantão no Hospital do Valentina para chegar em outro hospital particular.

Ainda não há informações do que poderia ter provocado a colisão, que aconteceu na curva da ladeira do Cuiá. O Samu esteve no local e constatou o óbito.

Com apoio de motolâncias e de uma Unidade de Suporte Avançado (USA), a outra vítima, que fiquei gravemente ferida, foi encaminhada ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O estado de saúde dele não foi divulgado.

Foto: Walter Paparazzo/G1

G1

 

Pesquisa Ibope em João Pessoa: Cícero, 21%; Nilvan, 15%; Ricardo, 10%; Wallber, 10%

Pesquisa Ibope divulgada pela TV Cabo Branco nesta terça-feira (22) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para a Prefeitura de João Pessoa nas Eleições 2020:

  • Cícero Lucena (PP): 21%
  • Nilvan Ferreira (MDB): 15%
  • Ricardo Coutinho (PSB): 10%
  • Wallber Virgolino (PATRIOTA): 10%
  • Ruy Carneiro (PSDB): 9%
  • Edilma Freire (PV): 9%
  • João Almeida (SOLIDARIEDADE): 3%
  • Raoni (DEM): 1%
  • Anísio Maia (PT): 1%
  • Branco/Nulo: 13%
  • Não sabe/Não respondeu: 7%
Eleções 2020: intenção de votos para prefeito de João Pessoa  — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Eleições 2020: intenção de votos para prefeito de João Pessoa — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Ítalo Guedes (PSOL) e Rama Dantas (PSTU) tiveram menos de 1%. Camilo Duarte (PCO), Carlos Monteiro (REDE) e Rafael Freire (UP) não foram citados.

Eleições 2020: intenção de votos para prefeito de João Pessoa  — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Eleições 2020: intenção de votos para prefeito de João Pessoa — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Eleições 2020: intenção de votos para prefeito de João Pessoa — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Eleições 2020: intenção de votos para prefeito de João Pessoa — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Evolução

  • Cícero Lucena foi de 18% para 21%;
  • Nilvan Ferreira se manteve com 15%;
  • Ricardo Coutinho foi de 12% para 10%;
  • Wallber Virgolino se manteve com 10%;
  • Ruy Carneiro foi de 7% para 9%;
  • Edilma Freire foi de 5% para 9%;
  • João Almeida foi de 1% para 3%
  • Raoni foi de 2% para 1%;
  • Anísio Maia se manteve com 1%;
  • Ítalo Guedes (PSOL) não estava na primeira pesquisa e foi para 0%
  • Rama Dantas (PSTU) não foi citada na primeira pesquisa e foi para 0%.
  • Brancos e nulos foram de 20% para 13%;
  • Indecisos foram de 8% para 7%.

Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Os percentuais foram os seguintes:

  • Ricardo Coutinho (PSB): 53%
  • Cícero Lucena (PP): 30%
  • Ruy Carneiro (PSDB): 17%
  • Nilvan Ferreira (MDB): 17%
  • Wallber Virgolino (PATRIOTA): 16%
  • Anísio Maia (PT): 15%
  • Edilma Freire (PV): 13%
  • João Almeida (SOLIDARIEDADE): 13%
  • Raoni (DEM): 12%
  • Rafael Freire (UP): 11%
  • Rama Dantas (PSTU): 11%
  • Carlos Monteiro (REDE): 10%
  • Camilo Duarte (PCO): 8%
  • Ítalo Guedes (PSOL): 8%
  • Poderiam votar em todos: 1%
  • Não sabem ou preferem não opinar: 11%
Rejeição — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Rejeição — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Rejeição — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Rejeição — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Rejeição — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Rejeição — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Rejeição  — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Rejeição — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Os entrevistados podiam apontar mais de uma resposta, por isso a soma dos fatores apontados é de mais de 100%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Cabo Branco.

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 4 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 602 eleitores da cidade de João Pessoa
  • Quando a pesquisa foi feita: 20 a 22 de outubro
  • Número de identificação na Justiça Eleitoral: PB-08581/2020.
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

 

G1

 

 

Enfermeira morre de Covid-19, em João Pessoa

A enfermeira Odete Ferreira de Souza, de 62 anos, morreu de Covid-19 após uma semana internada nesta segunda-feira (19), em João Pessoa. O conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB) declarou que ‘Odete deixa um legado de amor ao próximo e respeito por onde passou’.

Em nota, o Coren-PB lamentou a morte de Odete e prestou solidariedade aos familiares e amigos da enfermeira. Segundo o Sindicato de Enfermeiros da Paraíba (Sindep), Odete dedicou 35 anos de enfermagem à atenção básica de saúde, e trabalhava na Unidade de Saúde da Família de Cruz das Armas.

O Sindep também informou que Odete estava com medo de trabalhar por ser grupo de risco. O sindicato declarou que irá pedir ao município o afastamento de todos os enfermeiros que são grupo de risco e estão trabalhando presencialmente.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa disse, através de nota, que a enfermeira Odete Souza esteve afastada, durante três meses, de sua função por conta do período mais crítico da pandemia do coronavírus. Com o início da flexibilização, os profissionais que estavam afastados passaram por avaliação da Junta Médica, que deu o parecer para o retorno da enfermeira.

Ainda segundo a SMS, os profissionais da Atenção Básica, assim como de toda a rede municipal de saúde têm acesso aos equipamentos de proteção individual (EPIs) necessários, assim como são tomados todos os cuidados sanitários dentro das unidades de saúde.

A secretaria também lamentou o falecimento de Odete e informou que foi prestada toda a assistência durante seu tratamento.

G1

 

Vítima de injúria racial em agência bancária de João Pessoa diz que vai processar agressora: “quero ver ela provar que sou bandido”

O caso de injúria racial que chocou a todos na manhã desta quarta-feira (14) ganhou um novo episódio. A vítima, o trabalhador Daniel de Lima gravou um vídeo em que relata a agressão e fala das providências que tomou após a cena explícita de injúria racial, ocorrida dentro da agência do Banco do Brasil Tambaú, em João Pessoa.

No vídeo em que o ClickPB teve acesso, Daniel relata que estava no local para fazer um depósito e se deparou com a mulher questionando um dos funcionários do banco, após visualizar um cartaz de publicidade da empresa. “Ela abordou um funcionário do banco perguntando o porque de um negro fazendo a propaganda. Aí eu perguntei, não entendi senhora, e ela começou a me chamar de negro bandido, ladrão e outras coisas mais. Fico muito triste por ela”, relatou.

Daniel ainda explicou que já fez todos os procedimentos legais, “quero ver ela provar que sou bandido”, criticou.

A mulher poderá responder por injúria racial e difamação. O crime de injúria racial está previsto no artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal e ocorre quando o autor ofende a dignidade ou o decoro utilizando elementos de ‘raça’, cor, etnia, religião, condições de pessoas idosas e portadores de deficiência.

O episódio chamou atenção de clientes que acionaram a polícia. No local, a mulher permaneceu ofendendo Daniel e os demais clientes do local.

clickpb

 

Vítima reage a tentativa de assalto e atira em suspeito, em João Pessoa

Um homem suspeito de assaltos foi atingido por tiros de arma de fogo após uma das vítimas reagir, de acordo com a Polícia Militar. O caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (14), no bairro da Torre, em João Pessoa.

De acordo com o sargento Murilo, da Polícia Militar, o homem estava fazendo assaltos na área quando uma das vítimas reagiu e atirou contra ele. O suspeito foi atingido por cerca de seis disparos.

O homem que reagiu ao assalto fugiu e ainda não foi identificado pela polícia. O suspeito foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Hospital de Trauma, e, de acordo com a assessoria do hospital, está em estado grave e passa por cirurgia.

Foto: Walter Paparazzo/G1

G1

 

Mulher é detida após gritar ofensas racistas em agência bancária de João Pessoa: ”sou a maior racista do Planeta Terra. Odeio a raça negra”

Uma mulher foi detida após gritar ofensas racistas em uma agência bancária de João Pessoa nesta quarta-feira (14). ”Eu sou a maior racista do Planeta Terra. Eu odeio a raça negra”, disse ela. O momento foi registrado em um vídeo que está circulando nas redes sociais e foi obtido pelo ClickPB.

O caso ocorreu na agência do Banco do Brasil de Manaíra, na Avenida Rui Carneiro. A mulher estava acompanhada de um homem, que tentou acalmá-la, mas não conseguiu.

Nem mesmo quando a Polícia Militar chega, a mulher para de gritar ofensas. Ela foi conduzida à delegacia junto com o homem que a acompanhava.

clickpb

 

 

Corpo é encontrado perto da linha do trem, em João Pessoa

Um corpo foi encontrado perto da linha do trem, no Baixo Róger, em João Pessoa, na manhã desta quarta-feira (14). De acordo com a Polícia Militar, uma parte do corpo foi encontrada na parte de cima de uma ponte, onde passa o trem, e a outra parte em um rio.

O corpo foi encontrado após uma pessoa passar no local e encontrá-lo. A polícia foi acionada e esteve no local, mas ainda não é possível identificar o que aconteceu.

Os policiais militares suspeitavam que ele tenha sido atropelado pelo trem, a partir da cena que encontraram no local, e pelos relatos de alguns moradores, que disseram ter ouvido o trem reduzindo a velocidade.

No entanto, conforme a assessoria da CBTU, a informação recebida por eles é que o corpo do homem encontrado próximo a via férrea apresentava perfurações de arma. “A hipótese é que a vítima tenha sido alvejada nas proximidades da via férrea”, disse a assessoria.

Foto: Walter Paparazzo/G1

G1

 

PRF investiga carro, semelhante ao de padre desaparecido, que foi filmado saindo de João Pessoa

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba identificou imagens de um veículo que pode ser do padre José Gilmar, da Paróquia Santa Terezinha, localizada no bairro do Róger, em João Pessoa. O padre, de 46 anos, está desaparecido desde essa terça-feira (13), após sair para um velório sem nunca chegar ao local. Ele enviou uma mensagem de socorro para um amigo pouco tempo após sair e não houve mais notícia desde então.

O padre estava num veículo Fox, na cor grafite, de placa QFP 4874. A PRF identificou um veículo com características semelhantes em filmagem do circuito interno de segurança do posto da PRF de Mata Redonda, na BR-101, no sentido João Pessoa-Recife.

De acordo com a PRF, por ser uma câmera de segurança e não de trânsito, a imagem não é tão nítida para a leitura da placa, por isso ainda não é possível ter certeza que era mesmo o carro do padre.

Técnicos estão trabalhando para melhorar a imagem e agentes da PRF estão buscando imagens de outras câmeras de segurança que possam existir nas redondezas, em locais como postos de gasolina e lojas de conveniência.

 

clickpb

 

 

Mulher é espancada até a morte e companheiro é preso em flagrante em João Pessoa

Uma mulher de 28 anos foi espancada até a morte no bairro do Geisel, em João Pessoa, neste domingo (11). O companheiro dela, de 31 anos, foi preso em flagrante por suspeita de feminicídio.

A polícia teria atendido uma ocorrência de violência doméstica envolvendo este casal na tarde do domingo, mas na ocasião, o suspeito não foi encontrado. À noite, o casal teria brigado novamente e dessa vez, quando a polícia chegou ao local, o suspeito estava chorando ao lado do corpo da mulher, que já estava morta.

Há informações de que já havia um histórico de violência doméstica envolvendo o suspeito, principalmente quando ele ingeria bebia alcoólica. Anteriormente, ele já havia sido preso por roubo e agora aguarda a audiência de custódia.

 

clickpb