Arquivo da tag: integrar

Manoel Júnior é citado como suspeito de integrar organização criminosa em denúncia contra Temer

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PMDB), ex-deputado federal, foi citado na denúncia do procurador-geral da República Rodrigo Janot acusado de integrar de uma organização criminosa em cabeçada pelo presidente Michel Temer (PMDB). A denúncia foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo as acusações de Janot, existe dentro do PMDB, partido de Temer e Manoel Júnior, uma divisão interna para realização de articulações tanto no Senado Federal como na Câmara Federal, em que o PMDB atuava como indicações de nomes para ocupar cargos de setores estratégicos de liberação dos recursos.

De acordo com a denúncia, Manoel Júnior e 14 deputados federais eram responsáveis pela “venda” de emendas e verbas de obras que beneficiavam empresas e políticos envolvidos nos processos. “Verificou-se a atuação de organização criminosa complexa, estruturada basicamente em quatro núcleos: a) O núcleo político, formado por partidos e por seus integrantes; b) o núcleo econômico, formado por empresas que eram contratadas pela Administração Pública e que pagavam vantagens indevidas a funcionários de alto escalão e aos componentes do núcleo político; c) o núcleo administrativo, formado pelos funcionários de alto escalão da Administração Pública; e, finalmente; d) o núcleo financeiro, formado pelos operadores que concretizavam o repasse de propinas, relatou Janot.

Também foram citados na denúncia os deputados federais Aníbal Gomes (PMDB-CE), Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Henrique Eduardo Lyra Alves (PMDB-RN), Fernando Antônio Falcão Soares (lobista), João Magalhães (PMDB-MG), Altineu Cortes (PMDB-RJ), Andre Moura (PSC-SE), André Esteves (banqueiro), Nelson Bournier (PMDB-RJ), Solange Almeida (PMDB-RS), Carlos Willian (PTC-MG), Lúcio Bolonha Funaro (doleiro) e Arnaldo Farias de Sá (PTB).

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Funcionário da UFPB conta como foi chamado para integrar quadrilha que fraudava concursos; assista

Um funcionário da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), identificado como Alisson, foi preso neste domingo (07), em Natal (RN), acusado de integrar uma quadrilha especializada em fraudar concursos públicos.

Alisson contou que trabalha na área administrativa da instituição. Além dele, outras 22 pessoas também foram detidas, sendo dezessete em João Pessoa e cinco na capital potiguar.

Em vídeo do depoimento que circula pelas redes sociais, o funcionário conta como foi chamado para fazer parte da ação criminosa. Ele teria sido contatado por uma pessoa conhecida como Cristian para fazer as provas de um concurso e repassar o gabarito.

Confira o testemunho na íntegra.

Yves Feitosa

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Mais dois estrangeiros são presos suspeitos de integrar quadrilha que falsificava documentos

Um libanês e um iraquiano foram presos em um hotel na Praia de Tambaú, em João Pessoa na última sexta-feira (21) suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em falsificar documentos. A quadrilha foi descoberta pela Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa (DDF), que desde o dia 12 de abril iniciou as operações para desarticular os criminosos.

A Polícia Civil recebeu denúncias de que os suspeitos teriam vindo a João Pessoa a mando da organização criminosa, para prestar auxílio aos suspeitos presos no dia 12 de abril. No momento da abordagem, os suspeitos receberam telefonemas de um número da Paraíba. Indagados sobre quem ligava para eles, eles confirmaram que partia de Feras Haussn, um dos que já estavam presos. De acordo com o delegado de Defraudações, o acusado foi levado para a DDF, mas negou que tenha feito ligações de dentro da prisão.

Hussein Ali Hussein, iraquiano de 30 anos, é irmão de um dos presos anteriormente, o também iraquiano Feras Haussn. O outro suspeito, Bahaeddine Nasser Rahal, libanês de 31 anos, mora no Brasil há mais de oito anos. Os suspeitos presos confessaram a atuação conjunta, mas se negaram a dar detalhes.

Também foram encontradas diversas conversas entre os suspeitos que foram presos na sexta e os que já haviam sido detidos, o que confirmou a atuação conjunta nas fraudes em investigação. As conversas dos suspeitos permitiram a identificação de outros suspeitos que residem fora da Paraíba, motivo pelo qual permanecerão em sigilo até que todos os suspeitos sejam localizados e presos pela Polícia Civil.

Hussein e Bahaeddine foram presos em flagrante pelo crime de organização criminosa e tiveram sua prisão convertida em preventiva durante o plantão judicial. Ainda assim serão submetidos à realização da audiência de Custódia na tarde desta segunda-feira (24). As novas prisões já foram comunicadas à Polícia Federal, INTERPOL e à embaixada do Iraque.

A organização criminosa, de acordo com a investigação da DDF, atua em diversos estados do Brasil, contando com um elaborado esquema criminoso e com a colaboração de funcionários públicos e de diversos cartórios, negociando documentos públicos brasileiros (certidões de nascimento, identidades, passaportes e outros documentos) que são posteriormente revendidos a estrangeiros de diversos países, dentre eles Arábia Saudita, Iraque, Síria, Líbano e Paquistão, que não preenchem os requisitos para estadia legal no Brasil.

clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Polícia prende acusado de integrar quadrilha que roubava bancos e correios na PB

policiaA Polícia Militar prendeu, na noite dessa terça-feira (28), um homem de 28 anos, suspeito de integrar uma quadrilha responsável por ataques a bancos e Correios nas cidades do Sertão e na região de Sapé, na Paraíba. Ele foi preso na entrada de uma pousada, no bairro do José Américo, na Capital.

De acordo com o tenente Bertuni Silva, da Força Tática do 5º Batalhão, os policiais chegaram até o suspeito depois que o comandante do 10º Batalhão recebeu uma ligação em Campina Grande informando sobre a sua localização na Capital. “O major Pablo nos passou essa informação e uma de nossas equipes foi rapidamente com uma equipe do Choque até o local e interceptaram a entrada do suspeito na pousada, onde ele pretendia fazer uma festa”, disse.

O suspeito estava com um mandado de prisão em aberto por crimes contra o patrimônio, expedido pela comarca de Solânea. Ele foi apresentado na Central de Polícia Civil, no Geisel.

assessoria

Litoral Sul cria rede de cooperação para integrar ações de seis municípios

Seminário de Desenvolvimento reuniu cerca de 200 pessoas para discutir as oportunidades e potencialidades da região

seminarioSetor produtivo, empresários, gestores públicos e instituições parceiras criaram na manhã desta terça-feira (28) a Rede de cooperação para o desenvolvimento do Litoral Sul Paraibano durante o Seminário de Desenvolvimento do Litoral Sul, realizado pelo Sebrae, no município do Conde. O evento contou com a participação de 200 pessoas, entre prefeitos, representantes de instituições, além de agentes de desenvolvimento e líderes da governança local dos seis municípios que formam a região.

“O litoral sul paraibano tem diversas oportunidades e potencialidades. Além do turismo, há a agricultura familiar e as indústrias cimenteiras, de vidro, de cerâmica e o complexo da indústria automobilística. Para saber a vocação de cada município, é preciso fazer um diagnóstico e definir os eixos estruturantes”, destacou o diretor técnico do Sebrae Paraíba, Luiz Alberto Amorim, que participou de um debate com o prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena, e o consultor de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial do Sebrae, Arnaldo Júnior, durante o seminário. Juntos, eles discutiram as perspectivas, desafios e oportunidades da região, mostrando exemplos e casos de sucesso de outras regiões do Estado, como o Brejo e o Cariri.

Na segunda parte do Seminário, houve uma interação com os participantes e formação dos grupos de trabalho que irão contribuir para o desenvolvimento econômico e a transformação da realidade territorial. “A partir de agora vamos elaborar um aplano de ações estratégicas para o fomento e fortalecimento das atividades produtivas da região. Posteriormente vamos realizar encontros temáticos sobre o turismo, a agricultura familiar e a indústria”, explicou Arnaldo Júnior. O Litoral Sul Paraibano é formado por seis municípios (João Pessoa, Alhandra, Caaporã, conde, Pedras de Fogo e Pitimbu) que, juntos, possuem cerca de 115 mil habitantes, se considerarmos apenas os bairros da zona sul da Capital paraibana. “O que vocês precisam para começar a trabalhar, vocês já tem. É preciso apenas refletir sobre o que podemos transformar para construir a própria identidade. O Sebrae está junto de vocês para superarmos os desafios”, disse Luiz Alberto aos gestores públicos e líderes presentes ao evento.

A prefeita do Conde, Márcia Lucena, destacou que, diante de tantos desafios da região, é preciso estabelecer o que deve ser priorizado. “Temos aqui um solo fértil, mas estamos desorganizados e desarticulados. Precisamos enxergar a região como uma unidade e, para isso, é fundamental a criação do consórcio dos municípios do litoral sul. Devemos construir ações conjuntas para mudarmos enquanto região e sermos exemplo para o Estado”, destacou a prefeita.

Caso de sucesso – Durante o seminário, o prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena, falou sobre os desafios e soluções encontradas para desenvolver seu município. “Quando assumimos a prefeitura, primeiramente identificamos nossas potencialidades e os entraves. A partir daí, fizemos um plano de desenvolvimento econômico e social e diagnosticamos alguns problemas. Alguns deles, como a baixa qualificação da mão de obra local e a carência de informação e crédito dos microempreendedores, são comuns a todos os municípios da região. Por isso, a importância de se trabalhar integrado”, disse o prefeito.

Ele ainda explicou que, a partir deste diagnóstico, foram encontradas soluções e colocadas em prática, como a captação de recursos e convênios com foco no estímulo ao empreendedorismo e a qualificação da mão de obra, através de parcerias com instituições como Universidade Federal da Paraíba, Sebrae, Sesi, Senai, Senar e Senac. O prefeito também destacou que a gestão municipal começou a comprar a produção da agricultura familiar e, atualmente, 62% do alimento da merenda escolar é adquirido da produção local.

Além disso, inaugurou a Casa do Empreendedor, com auxílio do Sebrae, e criou o Empreender Bananeiras, para oferecer crédito aos empresários. Ele também falou de outras ações integradas com os demais municípios do Brejo paraibano, como o Caminhos do Frio. “O turismo é a nossa atividade de integração entre os municípios do Brejo, que conta com o apoio da gestão pública, mas também dos empresários da região”, completou.

Sebrae/PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Preso suspeito de integrar grupo que explodiu bancos na PB e em PE

sireneUm homem de 52 anos suspeito de integrar um grupo apontado como autor de ataques contra instituições bancárias, em cidades da Paraíba e de Pernambuco, foi preso na tarde desta quinta-feira (2) em Campina Grande. O homem estava sendo monitorado desde o mês de novembro do ano passado, depois que a Polícia Civil apreendeu armas de grosso calibre, dinamites e munições na cidade de Barra de Santana, no Cariri paraibano.

Segundo a investigação, o suspeito era o proprietário do imóvel rural, localizado no município de Barra de Santana, onde ele oferecia o espaço da propriedade para guardar armas de grosso calibre e demais equipamentos que eram utilizados pela organização criminosa em outras ações nos dois estados.

O suspeito foi preso depois de uma investigação feita pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), da Polícia Civil, que resultou da expedição de um mandado de prisão preventiva. O homem já era procurado também pela Polícia Civil de Pernambuco pelo mesmo crime. Ele foi levado para a carceragem da Central de Polícia Civil, em Campina Grande, onde aguarda audiência de custódia.

Apreensão
Durante ação realizada em novembro, foram localizadas uma submetralhadora, 5 fuzis, 6 pistolas, cerca de 1.000 munições, dinamites, coletes à prova de bala, roupas camufladas. A suspeita é de que esses equipamentos, armas e explosivos eram utilizadas pela quadrilha. Três pessoas foram presas.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Suspeito de integrar quadrilha que explode banco é preso em Arara

explosivoA Polícia Militar de Arara prendeu em flagrante integrante de quadrilha que explode bancos na Paraíba. Edimilson Clementino Barbosa, 49 anos, mas conhecido como ‘Bola’ foi preso na noite desta quinta-feira (26) quando comprava material explosivo a José Nazário de Brito, 87 anos, que também foi preso.

Os dois homens foram levados para delegacia de Solânea para prestar esclarecimentos sobre o caso. Segundo o delegado da região, Diógenes Fernandes, José Nazário de Brito é um senhor que comercializa pólvora e estopim de forma indiscriminada há muito tempo, mas não tem nenhum indício que o ligue a criminalidade.

“Já o Bola integra uma quadrilha que explode bancos no Estado e comprava explosivos há muito tempo ao senhor. Vamos aprofundar as investigações para saber qual a função exata dele nessa quadrilha já que ele não é técnico nesse tipo de artefato, mas pode ser o elemento que fornecesse o material para alguém”, explicou o delegado.

Junto com os homens foram apreendidos cerca de cinco quilos de pólvora de alta qualidade e um rolo de estopim. “Com o bola foi pego cerca de 100g de pólvora que tá pra fazer um estrago grande devido à qualidade do material”, comentou o delegado.

Focando a Notícia com correiodaparaiba

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Trio é preso suspeito de integrar grupo de assaltos a banco na Paraíba

(Foto: Tenente Joseph/Polícia Militar)
(Foto: Tenente Joseph/Polícia Militar)

Foram presos no início da tarde desta segunda-feira (22) três pessoas, sendo dois homens e uma mulher, suspeitas de integrar uma quadrilha especializada em assaltos a bancos. As prisões aconteceuram no bairro de Tibiri, em Santa Rita. De acordo com a Polícia Militar, foram apreendidos com os suspeitos um revólver calibre 38, munições e um mapa da cidade de João Pessoa, com a marcação de agências bancárias da capital.

A polícia informou que um dos suspeitos já tem mandado de prisão expedido e é suspeito de cometer alguns homicídios no bairro do Padre Zé. Além disso, esse mesmo homem já teria feito alguns diparos contra um oficial da Rotam e sua guarnição.

Os três foram encaminhados para a 14ª Delegacia Distrital de Santa Rita. Os homens vão ser autuados por porte ilegal de arma de fogo e formação de quadrilha. A mulher, suspeita de também integrar a quadrilha, vai responder pelo crime de favorecimento pessoal.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Quadrilha é presa suspeita de integrar grupo que comanda explosões de banco no Nordeste

casos-de-policiaSete pessoas suspeitas de integrar uma quadrilha especializada em assaltos a instituições bancárias com uso de explosivos na região Nordeste foram presas durante o feriado de Páscoa, no bairro Mário Andreazza, cidade de Bayeux, região metropolitana da Capital. A ação policial foi comandada pela equipe da delegacia de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) de João Pessoa.

Para apresentação de detalhes das investigações e apresentação do material apreendido, uma coletiva de imprensa será realizada às 9h desta segunda-feira (6), na Central de Polícia Civil de João Pessoa, com as autoridades responsáveis pelas investigações.

Com o grupo foram apreendidos explosivos, cordel detonante, estopim e maçaricos, além de armas de fogo como espingarda, pistola, revólver, e munição. A Polícia Civil ainda encontrou com a quadrilha peças de fardamento da Polícia Militar da Paraíba e do Exército Brasileiro. Os presos foram autuados em flagrante por associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo, furto qualificado na forma tentada e ameaça.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Uma entrevista coletiva será realizada na manhã desta segunda-feira (6), na Central de Polícia Civil, bairro do Varadouro, na Capital.

 

portalcorreio

Lewandowski quer CNJ em nova sede para integrar servidores e reduzir custos

Roberto Stuckert Filho/PR
Roberto Stuckert Filho/PR

Na reabertura dos trabalhos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), após o recesso do Judiciário, o presidente do colegiado e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, determinou a formação de uma comissão para tratar da nova sede do órgão. Atualmente, a maior parte da estrutura do conselho funciona em um prédio da década de 1970, localizado na Asa Norte, em Brasília.

Setores do conselho também estão instalados em espaços cedidos pelo STF, Tribunal Superior do Trabalho, Superior Tribunal de Justiça e pela Empresa Brasil de Comunicação.

De acordo com a assessoria do CNJ, em dias de chuva, o prédio da 514 Norte enfrenta constantes problemas de energia e goteiras. Ao determinar a criação da comissão, Lewandowisk argumentou que a dispersão do órgão em vários locais prejudica a integração dos servidores e das áreas, aumenta o custo de manutenção e dificulta o acesso do público às atividades do CNJ.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A comissão será formada por 11 membros, entre conselheiros e representantes da diretoria-geral do CNJ, e terá 30 dias para apresentar propostas ao plenário do conselho, que deliberará sobre o tema. As propostas poderão variar desde o aluguel de uma sede provisória até a construção de um espaço próprio.

Agência Brasil